domingo, 10 de novembro de 2013

O.M. AÏVANHOV - Perguntas & Respostas [10/11/2013] (3a. Parte) - Canal: Coletivo do UM



10 de novembro de 2013.

Mensagem recebida e transmitida através
do Canal - Coletivo do UM



Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

1. Há muitas perguntas sobre a natureza de ISON. Os astrônomos têm opiniões divergentes. Qual é a natureza de ISON, cometa, outra coisa?

É muito simples. Nós falamos, em várias ocasiões, dos cometas. Eu disse isso, aliás. A cada ano, como por acaso, quase na mesma época, sempre há cometas que chegam, não é? Os cometas, é preciso voltarmos sobre a essência de um cometa.

Vocês sabem que, como vocês chamam isso, os americanos que olham, a NASA, eles lhes dizem que os cometas são de água, de gelo, de neve suja. Depois, há quem lhes diga que, os cometas, é algo que tem um efeito muito potente, no Sistema Solar, de ressonador. Outros dizem que não é nada disso, que isso não faz nada.

Eu os remeto ao que nós dissemos, mas, antes de nós, havia também pessoas sensatas. Eu penso, por exemplo, em Rudolf Steiner quando ele falava da missão de MIGUEL, com a forma que MIGUEL assume na 3D, que é um cometa. O cometa, se mergulharmos na história desta Terra, especialmente no que eu chamaria de astrologias primitivas, mesmo a astrologia correspondendo ao cinturão zodiacal, ou seja, às próprias forças do confinamento, é possível descrever, neste cinturão de treze signos (doze mais um, já que há o Serpentário, Ophiuchus).

Vocês têm a possibilidade de descrever as leis, as leis da prisão. São casas, isso é a irradiação deste cinturão zodiacal, sobre as quais, no interior do seu Sistema Solar, foi colocada uma camada mais fina do confinamento eletromagnético que, eu os lembro, foi rompido em 2009 pelo primeiro flash de Bételgeuse. Mesmo em meio a isso, vocês estão sujeitos a influências vibratórias, kármicas, a configurações específicas, que irão atuar na sua vida.

Nas astrologias antigas, foi relatada uma influência importante dos cometas, então, vocês podem imaginar que, nesses tempos antigos, pelo menos para a memória deste ciclo da humanidade desde 6.000 anos, não havia lente aperfeiçoada para observar o que é invisível a olho nu.

Era preciso que um cometa fosse visível.
Um cometa visível firma muitas coisas. Eu não vou dar um curso de astrologia, esse não é o meu objetivo, segundo o local específico em que se situa o cometa, quando ele se torna visível (enquanto ele estiver invisível, ele não alcança a consciência ordinária).

Vocês vivem a aproximação do cometa ISON e de outros cometas, de diferentes maneiras no Interior de vocês. Alguns com Alegria e outros com muita dificuldade. Como vocês constatam, eu dei este período de alguns dias desde 30 de outubro, quando isso pulsa forte, não é? Isso é cada vez mais insistente, a Luz, não? Então, tudo isso para lhes dizer que, por enquanto, isso não é visível. Lembrem-se: se isso não for ISON, isso será outro. ISON e os outros cometas são a precipitação de uma Consciência Micaélica, de uma energia Micaélica e de uma Vibração Micaélica. Eu vou retornar aos cometas que foram visíveis, no Céu, desde mais de 15 anos, sobre a Terra.

A astrologia antiga nos diz que, segundo a constelação que é atravessada pelo cometa no fundo do Céu, os planetas que estão no ângulo de visão, no Sistema Solar, com este cometa, isso vai provocar efeitos profundamente diferentes. Então vocês têm, mesmo na roda zodiacal do confinamento, o que chamamos de graus simbólicos. Mas, há até mesmo astrólogos que deram um simbólico extremamente preciso para cada grau zodiacal. Há um signo do zodíaco que é especialmente importante, primeiramente porque ele foi escondido de vocês, é Ophiuchus, o Serpentário, e que está um pouco antes de Sagitário.

Há Nostradamus, Miguel de Nôtre-Dame (que, eu os lembro, foi o walk-in de ORIONIS, naquela época), que deixou uma série de coisas incompreensíveis para o comum dos mortais, mas, nisso, ele havia dado também o Retorno da Luz. Esse Retorno da Luz ocorre de dois modos diferentes no cinturão zodiacal visível. Esses dois períodos de manifestações prováveis da Luz e de uma parte da Luz, associados também aos corpos cometários, e, portanto, a MIGUEL, situam-se no Serpentário e em Sagitário. É exatamente o período que vocês vão atravessar dentro de muito pouco tempo, e que estão atravessando até mesmo agora.

Então, durante este período até 21 de dezembro, se isso não for ISON, será um outro Sinal Celeste. Nós não temos apenas ISON como representação do que acontece lá em cima. Há outros cometas, há outras possibilidades de ver as coisas no Céu de maneira cada vez mais evidente. Mas, ainda uma vez, não fiquem no simbólico, não permaneçam no que é observável no exterior.

Vejam o que acontece em vocês desde alguns dias, desde algumas semanas. Alguns de vocês estão cada vez melhor. Outros estão, talvez, aparentemente cada vez pior. Qual é a diferença entre os dois? Há aquele que se Abandona e há aquele que quer manter o predomínio do seu mental e que quer, com o seu mental, mesmo se ele vivenciou o Estado de Ser, arbitrar, dar conceitos, dar representações simbólicas, zodiacais, energéticas. Se houvesse confiança real, será que vocês teriam necessidade disso? Não, porque isso acontece Dentro. Vocês simplesmente esperam no exterior, mas, o exterior, ele está aí. Eu digo que ele está à sua porta. Isso não se conta em anos, não é? Isso é agora.

E eu não vou responder a esta pergunta por que há também, entre vocês, quem vive a Vibração, a Luz, e que espera, com uma impaciência não disfarçada, que tudo isso desapareça, completamente. Quem vai saber? Há referências que lhes foram comunicadas, mas não esqueçam que o som do Céu, e o que será visto no Céu, é a condição e a manifestação do Apelo de MARIA, do Impulso de CRISTO e da ação do Real na Última Reversão: a reversão primeiramente dos polos do Sol, que está prestes a ocorrer, e, em seguida, a Reversão Final da sua consciência e, associado a isso, a da Terra. Tudo isso nós lhes dissemos durante anos.

Há inúmeras provas científicas, reais, concretas, de que isso ocorreu em várias ocasiões sobre a Terra. Coisa que todos os rapazes malvados apressaram-se em impedir que vocês conhecessem, através da dissimulação, através da falsificação da história. Mas, sinceramente, isso não tem qualquer importância, porque a própria história da falsificação, que eu lhes descrevi de novo velozmente, não tem importância alguma para o que vocês Vivem agora. Isso pode simplesmente, uma vez mais, dar-lhes uma pequena muleta, porque vocês acreditam que perderam o equilíbrio. Mas vocês não podem se desequilibrar. O que vocês chamam de Ascensão, o que nós chamamos, com vocês, de Ascensão, o que nós chamamos de Liberação, é o processo mais natural no Universo. Do mesmo modo que vocês têm a imagem, todos os dias, neste mundo: vocês nascem, vocês morrem, as estações nascem e morrem, as árvores nascem e morrem, os animais nascem e morrem.

O que está chegando é a Imortalidade do que vocês São. Como vocês podem imaginar ter medo? Ter medo do sofrimento, mas quem sofre, senão a personalidade? Vocês acreditam que os Místicos no passado, ou hoje, que os Místicos Vivem isso...? De onde vem o medo senão das crenças, senão das memórias passadas que por vezes reaparecem ainda nesse momento. Se, objetivamente, vocês permanecerem no Vibral, Aqui, Presentes, e se esse Vibral se mantiver, seja o que for que vocês fizerem na vida, qual motivo ali teria para ter algum medo, alguma dúvida, alguma resistência? Façam esta pergunta correta. É isso aí! Agora, eu vou parar de falar e escutar as perguntas.

Qual era a primeira pergunta? Ah, sim, era ISON. Se isso não for ISON, será outra coisa. Se isso não for ISON, será o Sol. Se isso não for o Sol, será Bételgeuse. Se isso for necessário, será uma Embarcação da Frota Intergaláctica, de dimensão bem maior que o seu planeta.

Vocês veem agora que há a Descida do corpo de Estado de Ser, do planeta e o de vocês, há este ajustamento que é feito entre a Eternidade e o efêmero. Todos nós temos os meios à nossa disposição, mas isso não é mais uma questão de decisão da Terra, da sua decisão individual ou de alguma decisão dos Arcanjos ou das diferentes Assembleias. É uma questão de ‘conjunção astronômica’. Se isso não for com ISON, será com uma das Embarcações da Confederação, com o Sol, com Mercúrio.

Nós podemos imaginar tudo, já que não há mais nada, compreendam bem, que nos aprisiona, ou qualquer possibilidade de ficar confinado na nossa ação sobre a Terra. O que não era o caso antes, é claro, porque, a partir do momento em que até mesmo um ser vindo de uma Dimensão muito elevada (mas, o ‘muito elevada’, não vejam isso como mais Vibrante, mas dizemos de uma abstração em relação à consciência humana tão elevada que o véu do esquecimento a revelava nas proximidades do sistema solar)...

Hoje, vocês os veem nos seus Céus, os Vegalianos passeiam à vontade. Nós estamos ao lado de vocês, à vontade. Será que esse era o caso a dois anos atrás? Não, nós não corremos mais risco, e vocês não correm mais risco. Há apenas os seus medos e os seus apegos que os fazem arriscar, mas nada do exterior pode fazê-los correr algum risco. Isso é uma armadilha e um artifício do ego, e a armadilha final resulta dos condicionamentos do seu próprio confinamento, do nosso próprio confinamento e da nossa própria ruptura da Eternidade, d’A FONTE, da Luz Vibral.

A natureza de ISON, que importância isso tem? Não se centrem em ISON. Se isso não for ISON, será outra coisa. Isso faz parte das configurações astronômicas, zodiacais, nas constelações além do zodíaco, em relação com a sua influência real sobre a consciência da Terra. Quase como o que houve, como eu disse, em agosto de 1984, o primeiro ancoramento do Espírito Santo, vindo de Sírius, sobre a Terra.

É o mesmo para o Impulso Crístico, que está à porta de vocês e à nossa porta. Quando o Impulso Crístico estiver aí, vocês vão ver que a porta não existe, a partir do momento em que vocês aceitarem olhar. Então, ISON ou outra coisa, sem qualquer importância. Isso faz trabalhar o mental. Isso faz trabalhar a representação simbólica. Como eu disse, para o zodíaco, por exemplo, divirtam-se com isso, mas não vão muito longe com isso, não se aprisionem com isso, porque vocês vão correr o risco de ficar profundamente decepcionados.

>>>

2. Tendo em vista a aceleração dos eventos e do Choque da Humanidade em andamento, eu gostaria de saber se a Reversão vai acontecer no primeiro semestre de 2014.

Eu creio que nós lhes demos muitos elementos.
Tudo seria realizado entre 2005 e 2012, de julho de 2005 a julho de 2012 ou dezembro de 2012.

Isso vocês vivenciaram. Em seguida, é a atualização.
A atualização é a manifestação tangível, exterior, de tudo o que está chegando aí.

Então, quando eu digo que há um Evento, é preciso compreender que há um Evento inicial, que está aí, e um Evento final, que não está aí, o Evento final situando-se em um período que pode ir de um minuto até um pouco mais de quatro meses. Portanto, basta fazer as contas.

>>>

3. Sendo uma dona de casa, o mental é muitas vezes solicitado para me ocupar dos filhos. Eu vivo, no entanto, cada vez mais frequentemente, deslocalizações da consciência e uma perda de todos os nichos, do tempo e do espaço, tornando então impossível qualquer ação. Como viver da melhor forma esses estados, sem ter a impressão de fugir do meu papel de mãe?

Esta pergunta é muito boa, porque ela chama a atenção para a diferença de tratamento dos indivíduos. Há indivíduos, hoje, que estão muito tranquilos. Eles estão aposentados ou eles estão quietos. Eles não têm necessidade de trabalhar. Eles não têm filhos. Eles estão plenamente nesta tranquilidade. E, depois, há outros que são obrigados a batalhar, com os filhos pequenos, com a necessidade de ganhar a vida, de sustentar uma família, com relações humanas, sociais, afetivas.

O Apelo da Luz é exatamente o mesmo. Cada um está no seu lugar correto. Aquele que precisa batalhar e se esforçar na vida diária, não está mais embaraçado ou é mais desfavorecido, ou favorecido, do que aquele que dispõe de todo o seu tempo. É preciso retornar ao problema: talvez aquele que dispõe de todo o seu tempo para viver isso, é possível que ele tenha necessidade de todo esse tempo, e aquele que precisa levar uma vida ativa, não tenha necessidade de viver todo esse tempo.

E lembrem-se também de que alguns Irmãos e Irmãs, que estritamente nada vivem, em tudo o que vocês testemunham entre vocês, uns e outros, e no que nós lhes dizemos, não tenham, tampouco, necessidade de viver isso. Não julguem ninguém, porque, talvez, alguém que não crê em nada disso e de quem vocês falam mal pelas costas, pode ser que, amanhã, ele estará mais “liberado” (entre aspas, isso é uma imagem) do que vocês. Vocês sabem que isso não significa dizer “mais”, isso é uma imagem. Então, as circunstâncias da sua vida, especialmente desde o mês de dezembro de 2012, são exatamente aquelas que são as mais úteis para você.

Quer estejam acamados com uma doença terminal, quer estejam em um canteiro de obras e sendo um trabalhador, quer seja uma mãe de família irritada com seus filhos, quer seja uma mãe de família contente com seus filhos, quer estejam perto de um mestre que os confinou através das suas próprias crenças e não através da Irradiação do que ele é, vocês estão exatamente no lugar certo.

Então, é claro, há, entre vocês, quem nada faça e que gostaria de fazer alguma coisa. Depois, há, entre vocês, quem efetivamente faz muitas coisas e que gostaria de ter mais tempo justamente para ficar tranquilo, para dançar e ficar em silêncio. Cada coisa está no seu lugar. Assim como nós tínhamos dito, desde sempre, que será feito exatamente a cada um segundo a sua Vibração e a sua consciência.

Hoje, mais do que nunca, desde dezembro, eu posso lhes dizer que vocês estão exatamente no lugar mais acertado. O que lhes é apresentado, que isso nada seja ou quer estejam imersos em Shantinilaya, ou que isso seja a maior parte dos aborrecimentos que pode chegar a um ser humano, o fisco, os oficiais de justiça, o divórcio, a morte, isso não tem importância alguma.

Vocês estão nas circunstâncias que são necessárias para cada um. Não adotem o olhar exterior daquele que vai ter inveja de quem está com folga, ou daquele que está folgado que vai invejar quem tem muita atividade. Vocês estão exatamente aí onde é preciso, para Viver isso, para Viver o Apelo, a Promessa e o Juramento, se vocês preferirem.

>>>

4. Poderia nos falar das últimas Chaves Metatrônicas?

Eu disse, agora há pouco, parece-me, que eu não daria a especificação das Chaves Metatrônicas porque isso é, antes de tudo, para Viver e para notar em vocês. E depois, aliás, o que vai acontecer? Há, entre vocês, quem já vivenciou essas sete Chaves. Há outros que não vivenciaram nenhuma das doze Chaves.

Vocês se dão conta do que isso iria causar como interrogação? Eu apenas posso repetir que, o mais importante é Acolher: “Eu Acolho a Luz de CRISTO, na Unidade e na Verdade”, “Eu me Abandono à Luz”, “Eu Sou”. A Vibração do Coração, o Canal Mariano, as Presenças, os contatos, a Comunhão, as comunicações, a Dissolução. O resto é blabla. Portanto, eu nada darei sobre essas Chaves, isso é outra coisa do que dizer que essas Chaves foram entregues a alguns de vocês, na totalidade.

>>>

5. Pode levar ainda vários anos do nosso tempo terrestre antes da Ascensão coletiva ou dos três dias ou do Apelo de MARIA?

Vocês estão nisso! No ano passado, isso foi Consumado. Aí, é uma atualização mais do que evidente. Vejam o que acontece ao redor de vocês. Vejam na França. Vejam no mundo. Vejam os Elementos. Vejam tudo o que acontece. Vocês veem que este mundo está prestes a sofrer um confinamento máximo. Visto da personalidade, isso pode parecer estranho, porque lhes falamos de Liberdade.

Muitos de vocês Vivem a Liberdade, o Samadhi, o Êxtase e, enquanto vivendo isso, vocês continuam tendo uma vida ativa. O que vocês veem? Que isso fica cada vez mais difícil, que há cada vez mais peso, mas isso é normal. Vocês não acreditam, mesmo assim, que o que resta do ‘sistema de controle do mental humano’, das linhas de predação que lhes são pessoais, eu os lembro, é que impedem a subida da Onda da Vida. Tudo isso são elementos de resistência que se mesclam uns com os outros, agravando assim as circunstâncias de vida sobre a Terra que ninguém pode negar, exceto quem tem muito dinheiro e nenhuma consciência, todo mundo, a maioria é afetado, em um grau ou outro, a falta de caridade, a falta de Amor, a falta de honestidade, a ditadura dos pensamentos, a ditadura dos modelos, econômicos ou outros.

Então, quanto mais vocês descobrem a Liberdade Interior, coletivamente e, sobretudo, individualmente, mais vocês observam um confinamento talvez, por vezes, cada vez mais difícil de viver, enquanto mantendo a distância entre este confinamento e a sua capacidade para viver a Alegria, quer seja na natureza, quer seja à beira de um riacho, quer seja encontrando um Irmão ou uma Irmã, ou partilhando as Vibrações com MARIA ou comigo.

Não há paradoxo. Simplesmente, é claro, aquele que não vê e que não vive o que acontece no plano do ser humano, no plano da Terra, e que tem apenas a sensação das emoções, a sensação dos seus pensamentos, e que não vive a Paz, como vocês querem que ele aceite que nós estamos na Liberação? Coloquem-se no lugar dele, um pouco.

Tudo isso acontece agora. Tudo isso, não é dentro de um ano, vocês estão Vivendo isso. Há um momento identificável, justamente pelo Evento, quando vocês vão ver a concordância total do que vocês Vivem, talvez por episódios ainda, por enquanto, ou talvez não. Com o que será Vivido naquele momento, ninguém poderá dizer que não sabia.

Até agora, muitos Irmãos e Irmãs ainda estão em um estado de letargia total (metrô-trabalho-cama), não veem nada, não querem ver, porque eles estão com a ideia, se eles forem espirituais, de que há uma Idade de Ouro que está chegando, de que tudo vai melhorar. É uma heresia dizer isso. É preciso realmente ser estúpido para achar que tudo vai cada vez melhor sobre esta Terra.

Eu os remeto, para isso, ao que dizia o Arcanjo MIGUEL durante as intervenções das Núpcias Celestes. Mais uma vez, nada mais será o mesmo, não só a título individual, mas para o conjunto do coletivo humano. Após o Sinal Celeste, as condições de vida serão profundamente diferentes, aqui ou em outros lugares. Isso será aqui ou em outros lugares? Aí, isso leva de novo à liberdade de cada um. É isso o livre arbítrio, mas também a Lei da Graça.

Mesmo se eu lhes falasse deste Advento, ou deste Evento exterior, deste Sinal Celeste, dos Sinais do Céu (mesmo se este Evento estiver aí e vocês, no Interior, vocês não estiverem Abandonados), eu lhes garanto que isso não seria uma liberação que vocês iriam viver naquele momento. Mas a totalidade da humanidade está Liberada, mesmo se ela não Ascensionar, coletivamente, no mesmo local e da mesma forma.

Há muitas Moradas na Casa do Pai, vocês sabem disso.
A Liberação não pode vir do exterior. O exterior é uma ressonância, uma colocação em adequação. A Liberação é Interior, e ela não depende de qualquer mestre, ela não depende de qualquer autoridade exterior, ela não depende de qualquer karma. Vocês acreditam que aqueles que estão realmente Liberados, hoje, ou seja, eles não têm mais esta influência do mental, da personalidade, que eles esperam por este Evento como vocês, ou que ele é temido por aqueles que não querem vê-lo? Aquele que vivenciou o pré-Evento, ou seja, o Absoluto, o Desaparecimento total de todas as referências, que importância isso tem para ele?

O importante é para o coletivo, porque (gostemos ou não), se vocês estiverem Liberados, vocês não são mais influenciados pelo coletivo da humanidade. Vocês são “influenciados”, entre aspas, vocês são filiados ao Coletivo do Um, ou seja, à Merkabah Interdimensional coletiva, à FONTE, a Alcyone, à sua Origem Estelar, à Ronda dos Arcanjos, à Ronda dos Anciãos e à Ronda das Estrelas.

Mas, para aquele que nada vive de tudo isso, eu duvido muito que este Evento Cósmico, Celeste, faça com que todo esse coletivo possa ir para a Liberdade. Porque a Liberdade, a verdadeira, causa muito medo àqueles que foram tão privados da Liberdade. Vejam alguns pássaros ou alguns animais que têm vivido em cativeiro. Eles têm a mesma forma, a mesma pelagem, as mesmas plumas. Mas, se o soltarmos, a maioria é incapaz de viver, porque eles não têm isso no aprendizado.

O Evento, ou o Advento, é a compreensão disso, mas, depois, vocês façam o que vocês quiserem. Vocês podem voltar para a prisão, ou não. Mas, jamais a prisão será como antes. Ela vai ficar com a porta aberta, o tempo todo.

>>>

6. Mensagem de Louis: Eu lhe transmito, assim como a todos os Intervenientes, as nossas saudações e os nossos agradecimentos pelo seu trabalho, tão preciso e precioso, no encaminhamento correto do Advento. Nós lhes dizemos “até muito em breve”.

Caro Amigo Louis, eu lhe digo também “até muito em breve”. Eu aproveito para lhe dizer algo de muito importante. Isso era verdade quando eu estava em um corpo de carne. É fácil de olhar um ser como um Mestre, mas, será que um Mestre seria um Mestre se não houvesse tantos Servidores que Servem, não o “Mestre”, mas a Luz? Então, vocês falam pelo Louis, mas vocês são incontáveis.

Todos aqueles que transcreveram o que eu disse, e todos aqueles que, de uma maneira ou de outra, através da internet, através das reproduções, através da sua Irradiação, serviram tanto aquele que transmitia como aqueles que transmitem a minha voz, hoje. Não há, no Serviço, o conceito de mais ou de menos. Vocês estão no Serviço, ou vocês não estão.

Para nós, não há diferença. É isso que é importante apreender. Então, não há um que seja mais e outro que seja menos. Aquele que tem a capacidade para me ouvir, não tem, talvez, capacidade para organizar, para apresentar. Então, que isso seja você, caro Amigo, ou o conjunto dos anônimos ou menos anônimos que Servem a Luz.

Mas, atenção, isso não quer dizer que os outros não Servem a Luz. Simplesmente, eles ainda não Despertaram e não Revelaram a sua Luz, que está no Interior. Tudo está no Interior. Mesmo essas resistências! Se vocês tiverem, por exemplo, um marido, uma esposa ou uma pessoa próxima que os coloca em fúria negra, porque ele recusa o que vocês Vivem (para ele, vocês estão loucos), abençoem-no, agradeçam-lhe, porque ele os faz progredir ainda mais rápido do que aquele que acaricia vocês. Isso é evidente.

Não há ninguém para ser retirado, não há ninguém para ser banido, do seu meio, mas simplesmente para ser Integrado. Vocês vão ver que, quando vocês permanecem nesta tranquilidade, neste Silêncio, e até mesmo como observador, se vocês observarem o que diz ou o que manifesta um Irmão que não está de acordo com vocês (havendo ou não um componente afetivo, aliás), contentem-se em Acolhê-lo. Não entrem em discussão, não entrem no confronto. Digam a sua verdade. Acolham a verdade dele, sem julgamento. Vocês estão no tempo em que vocês podem conversar, uns e outros, porque, de qualquer modo, o Evento coletivo é o mesmo para todo mundo. Alguns de vocês estão um pouco mais adiantados.

Para terminar com os agradecimentos de Louis, todos vocês estão no lugar correto. Não há um lugar que seja superior, ou inferior, que outro. Ou a sua consciência Acolhe, ou ela não Acolhe. Acolher não significa aceitar o que diz o outro. Isso significa Acolher o seu Coração, não as palavras que os ferem de morte, talvez. Mas, vão além disso para compreender o Apelo do Coração que está por trás. Não são aqueles que escutam a minha voz que podem fazê-lo. São todos aqueles que estão em contato com MARIA, todos aqueles que estão no auge da dúvida, hoje. Porque, se vocês Acolhê-los, mesmo rejeitando as suas crenças (não é questão delas penetrarem em vocês), isso é simplesmente o Acolhimento do Coração, sem julgamento, sem nada. Qual conflito pode ali existir no Coração? Então, se houver conflito, ou vocês estão Liberados e geraram isso, por provocação. Mas, aí, é a sua liberdade de Liberado, porque vocês não são mais afetados por karma algum.

Vejam, por exemplo, o nosso Irmão OSHO que, do meu ponto de vista, é claro, quando eu estava encarnado, ele tinha uma conduta totalmente fantasmagórica. Hoje, eu vi com a Consciência que é a nossa, aqui em cima, no seu Interior, por que será que eu faria uma diferença entre ele e mim? Isso não impede as diferenças. Eu já lhes disse, por exemplo, que, com o Bem Amado SRI AUROBINDO, nós tínhamos isso, às vezes, não oposições. O Amor significa ouvir o outro. Ouvir não quer dizer estar de acordo. Isso é simplesmente Acolher. Se vocês forem capazes de Acolher, não há qualquer motivo para isso afetá-los. Não há qualquer motivo para saírem dos seus trilhos ou dos seus gongos.

Contentem-se em Irradiar o que vocês São. Em qualquer circunstância, escutem, Acolham, Dancem e Vivam o Silêncio. Naquele momento, tudo é possível. A Graça apenas floresce pelo Fogo, pela Dança e pelo Silêncio. Então, se a personalidade quiser, durante a sua encarnação, manifestar elementos que, na minha vida, eu qualificava de audaciosos, talvez isso faça mais bem do que eu na sua vida. Mas, sem fazer juízo de valor. Quando chegamos à Liberdade, nós não dizemos: “Veja a minha lista de vitórias!”. Não é nada disso. A única coisa que vocês irão se perguntar, nesse face a face (a única coisa, eu os lembro), é: “Será que eu Amei?”. E, aí, não há ninguém para julgá-los. São vocês que vão ver como vocês Amaram, não no sentido humano, mas no sentido do Amor, no sentido do Serviço, no sentido da devoção.

Então, aquele que lê, aquele que nada vive, atualmente, não é mais importante ou é mais do que aquele que está Liberado. Lembrem-se de que isso é apenas uma questão de ponto de vista. Com o Evento coletivo, tudo isso irá lhes parecer bem ridículo. A única preparação é Acolher a Luz e Estar na Paz. Como vocês querem estar em Paz se vocês alimentarem os conflitos da personalidade, sejam eles quais forem? Ninguém está errado, ninguém está certo.

A única Verdade é a Luz, mas não a luz tal como vocês concebem, imaginam, pensam ou consideram isso. É a Luz que vocês São. Quando vocês São a Luz, seja o que for que, aparentemente, vier agredi-los, isso é apenas do efêmero. Vocês, vocês estão na Luz. Então, vocês não precisam se defender, vocês não precisam argumentar. Vocês apenas têm que continuar a Ser. Não haverá qualquer austeridade ou qualquer tomada, seja do que for. Tudo o que podia ser vivenciado, anteriormente, como uma agressão, ou um desmancha-prazeres na Luz, será visto, simplesmente, como algo para Integrar. Isso é muito mais do que o perdão. É, realmente, naquele nível que se situa a verdadeira Transcendência.

Nesses tempos finais (isso não é o fim do mundo, hein, porque, se eu quiser dizer novamente, isso é o fim de um mundo), isso é a Espiritualização da matéria. As regras do jogo, as regras da vida, estão mudando. Na própria história humana, tudo muda. As civilizações se sucedem, as vidas se sucedem, vocês nascem, vocês morrem. Os seus pais, mais velhos, morrem antes de vocês, normalmente.

Tudo isso faz parte do que chamamos de ciclo da vida. Aqui, sobre a Terra, tudo é cíclico. Vocês, vocês são a Eternidade. Vocês, vocês são Imóveis. Vocês, vocês são Absolutos. Vocês, vocês são a Morada da Paz Suprema. Então, se vocês forem afetados nos estados que vocês estão vivendo, e se vocês forem afetados nesta permanência que está instalada para alguns de vocês, que importância isso tem? Isso não é uma negação. Isso, pelo contrário, é a plena Aceitação: “Pai, que a tua Vontade seja feita, e não a minha”, que disse, parece-me, CRISTO, não é?

>>>

Nós não temos mais perguntas. Nós lhe agradecemos.

Então, caros Amigos, nós iremos nos instalar durante alguns minutos. Essa será a minha maneira de render Graças pela escuta de vocês, e também para todos aqueles que irão ler esta perspectiva que eu lhes dei, situada de novo na história da Terra. Eu fui rápido, mas isso teria se tornado muito longo para vocês. Os grandes discursos, agora, de nada mais servem. O mais importante é o Silêncio. Como vocês estão em vários estágios do seu Despertar (eu não falo da Liberação ou do Absoluto), do seu Acordar, há quem tenha necessidade desses elementos, não para ali acreditar (de nada serve acreditar se vocês não Viverem isso), mas para aproximá-los dessa Vivência.

Está aí o que eu tinha que dizer a vocês.
Eu lhes transmito todas as minhas Bênçãos. Eu irei terminar por estas palavras: eu espero que aqueles que têm que me ouvir, que dizer o que eu tenho que dizer, vão fazê-lo esta semana, porque eu ainda tenho coisas e eu não posso passar tudo neste instante. Eu lhes transmito a todos, a todos sem exceção, o Amor do meu Coração ao Amor do Coração de vocês.

Até logo!

************
Mensagem de O.M. AIVANHOV recebida e transmitida pelo Coletivo do UM:
http://lestransformations.wordpress.com/2013/11/14/o-m-aivanhov-10-novembre-2013-par-le-collectif-de-lun
10 de novembro de 2013 (3ª Parte) - (Publicado em 10 de novembro de 2013).
Versão do francês para o português: Zulma Peixinho
via: http://www.portaldosanjos.net

Um comentário:

Postar um comentário