domingo, 10 de novembro de 2013

O.M. AÏVANHOV - Prestem atenção no Interior de vocês [10/11/2013] (1a. Parte) - Canal: Coletivo do UM



10 de novembro de 2013.

Mensagem recebida e transmitida através
do Canal - Coletivo do UM




Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

E bem, caros Amigos, eu estou extremamente contente de encontrá-los.
Eu fico feliz em encontrar-me perto de vocês.

Mas, antes de falar com vocês, eu vou lhes apresentar, é claro, todas as minhas homenagens e todo o meu Amor, assim como todo o Fogo que é necessário para vocês.

Eu vou falar sobre diferentes pontos, se vocês quiserem.
O primeiro será, eu diria, a minha conclusão deste período que nós vivenciamos juntos, desde o mês de agosto de 1984 quando, eu os lembro, que, naquela época, eu ainda tinha um corpo de carne (eu parti pouco tempo depois).

Nós iremos ver o histórico, eu diria, para dar referências àqueles que, como dizer, estão desembarcando hoje nos estados da consciência que nada mais têm a ver com o que pôde ser anteriormente.

Então, primeiramente, uma espécie de retrospectiva que, como eu dizia, será a minha conclusão deste momento histórico, vivido desde quase 30 anos sobre esta Terra, e que levou ao que vocês estão vivendo, em níveis mais ou menos intensos, eu diria, no Interior de vocês, na sua vida, na sua consciência, no seu corpo, e também nas suas relações, se pudermos dizer, com os outros Irmãos e Irmãs, com os outros seres humanos, com o conjunto do coletivo humano.

Uma pequena preliminar, aliás.
Como vocês talvez tenham ouvido falar, eu me expresso desde algum tempo, também, por outros canais.

Eu gostaria de dizer a esses canais que, se eu estiver ao seu lado por vários dias, isso talvez signifique que eu também tenho coisas a dizer a vocês,
não é?

Não é porque todos vocês espreitam, e porque todos vocês Vivem a Presença de MARIA ao seu lado, que isso seja algo que lhes dá grande Alegria e que os faz muito felizes, mas eu tenho também coisas suplementares para entregar a vocês, a fim de que o maior número de informações, se eu puder dizer, seja claramente colocado diante dos olhos daqueles que poderiam ler ou serem interrogados sobre o que está acontecendo, neste momento, na superfície deste planeta, e também no Interior do seu próprio Templo, do seu próprio Coração.

Então, vejamos inicialmente um pouquinho essas noções históricas.
Em um segundo momento, eu irei responder com grande prazer às suas perguntas, se houver.

Em seguida, em um terceiro e último período, nós teremos um momento intenso de Comunhão.

Quer seja ao vivo, para aqueles que estão prestes a serem Alinhados nesse momento, mas também, nos próximos dias, para aqueles que quiserem ler a minha exposição, se eu puder falar assim.

Voltemos, em primeiro lugar, à noção histórica.
Em agosto de 1984, foi aberto um Portal.

Esse Portal correspondeu à primeira Descida do Espírito Santo, de maneira coletiva, um pouquinho semelhante, para um grupo mais restrito de pessoas, ao que ocorreu e que foi descrito como Pentecostes, a Descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos, que foi acompanhado de uma série de carismas, de uma série de modificações, de uma série de processos que, hoje, já foram certamente descobertos, eu diria, por aqueles que estudam o cérebro no seu comportamento dinâmico através das imagens.

Eu não voltarei sobre isso.
Eu vou me ater às razões e às circunstâncias históricas.

Como talvez vocês saibam, muitos de vocês que começaram, por assim dizer, um questionamento espiritual, certamente o fizeram porque havia uma sensação de mal-estar no seu interior, uma sensação de não estar completo ou, então, uma sensação de medo em relação tanto à vida como ao que representa a morte.

O Pentecostes, a Descida do Espírito Santo, depois da partida de CRISTO, foi expresso, para esses Apóstolos, por potencialidades novas.

Eles tiveram a possibilidade de “falar em línguas”, a possibilidade de evangelizar, a possibilidade de levar a Mensagem original de CRISTO.

Ao longo da história humana, quer seja a cultura ocidental, oriental, muçulmana, hindu ou budista, todos nós temos, na memória, imagens de seres que receberam este Espírito Santo e que vivenciaram transformações, mais ou menos importantes, mais ou menos permanentes.

Em todo o caso, elas revolucionaram, para estes seres e para todos aqueles que as frequentavam, de uma maneira ou outra, mesmo através dos seus escritos, séculos ou milênios depois, uma espécie de impulso para ir para o conhecimento de si.

Naturalmente, vocês têm o exemplo, quando eu estava encarnado, de que a necessidade de conhecimento de si pode passar por conceitos, por preceitos, por orações, por meditações, por exercícios, por um questionamento sobre o sentido de si.

Em suma, tudo isso, vocês conhecem perfeitamente.
Então, o que aconteceu em 1984?

Houve a primeira Descida do Espírito Santo ou da Luz Azul de Sírius, da Radiação que vinha de Sírius, do Sol Central da nossa Galáxia.

Alguns seres, naquele momento, certamente em número limitado, começaram a viver transformações.

No início dos anos 90, uma série de intermediários desencarnados começou a falar desta Chegada da Luz, já perfeitamente descrita, por exemplo, por SRI AUROBINDO, mas havia muitos outros, é claro.

Eu lhes falo de referências que vocês conhecem, talvez, por tê-los em seus escritos, durante as suas vidas, ou ainda por intermédio de diferentes canais que se comunicam com vocês e conosco.

Então, esta Descida da Luz induziu uma série de manifestações, de modificações, que, durante esta época, eram limitadas em número, mas também em intensidade.

Foi a partir daquele momento que os primeiros Irmãos e Irmãs, que estavam abertos desde o ano de 1984, começaram a perceber o que foi denominado, não mais a energia, mas algo de diferente, chamado de Vibração.

A este respeito, eu quero adverti-los porque, hoje, de maneira muito hábil, os seres lhes falam de Vibração enquanto que, de fato, trata-se apenas de energia.

A energia nada tem a ver com a Vibração.
Isso foi explicado muito, muito longamente, por outros Anciãos, em outras circunstâncias, nesses três últimos anos.

Mas, não confundam Vibração e energia.
São dois planos de manifestação, cuja origem é estritamente diferente, cujo impacto é diferente.

Não assumam, por conta, qualquer sensação de energia por uma Vibração.
Eu os remeto ao que já foi dito sobre isso.

Era importante chamar, primeiramente, sua atenção para isso, mas também para uma segunda coisa.

As palavras que vocês sempre ouvem e que vocês sempre veem, são as palavras ‘amor’ e ‘luz’.

Nós lhes falamos do Amor Vibral, porque este Amor Vibral não pode ser comparado com o amor no sentido humano, com o amor no sentido de emoção e de sensação, que pode ser efetivamente uma emoção, então, uma energia que circula.

Mas isso jamais será a Vibração do Coração Vibral que se reflete, vocês sabem disso, pela Coroa Radiante do Coração.

Em seguida, foi desenvolvido, gradualmente e à medida que a Descida do Espírito Santo se atualizava sobre a Terra, no início do ano de 2009, então muito tempo depois (isso se estendeu por 30 anos, mas eu não vou dar todas as etapas, são apenas pontos de referência), no início de 2009 houve o que foi chamado de Núpcias Celestes.

MIGUEL lhes disse que as Núpcias Celestes eram, de algum modo, o meio, não mais somente pelo Espírito Santo, mas pela Irradiação da Luz Branca de Alcyone, pela Radiação do Ultravioleta emitido pelo Sol, de pôr fim a uma espécie de aprisionamento e de confinamento.

Nós, por pequenos toques, uns e outros, abordamos essas forças que vocês nomeiam arcônticas, os Arcontes também, e diferentes terminologias da consciência, cada um de nós que jogou um jogo particular, que foi o jogo do confinamento e do esquecimento de quem nós somos, todos nós aqui, quando nós estamos em um veículo terrestre.

As Núpcias Terrestres, como havia dito MIGUEL, iam realizar a Desconstrução e o levantar progressivo dos véus, para um determinado fim. Este objetivo devia se inscrever em um ciclo um pouco mais amplo, de sete anos e que ia de 2005 a 2012.

Esse ciclo astronômico, extremamente específico, vinha terminar, completar, o Desdobramento da Luz.

A Onda da Vida, eu os lembro, a Energia da Terra Liberada, não mais confinada, estava disponível a partir do mês de fevereiro de 2012.

Durante o início de 2013, vocês começaram a Viver, não mais por pequenos toques para aqueles de vocês que Vivem esses processos.

Ou então, de maneira perfeitamente inesperada e fortuita (sem nada perguntar a alguém, sem jamais ter praticado), alguns de vocês, cada vez mais numerosos, encontraram-se, de algum modo, projetados em outra coisa que no ser humano, em outra coisa que na encarnação.

Evidentemente, eles voltaram atrás.
Eles foram obrigados, como dizer, cada um à sua maneira, a reunir as peças, ou seja, a pôr, de algum modo, em adequação, as manifestações da consciência, que não tinham mais qualquer comparação com um corpo humano, com uma consciência humana, mas que iam bem mais longe.

Com os conceitos, que também foram explicados (de todas as formas) do ABSOLUTO, do Estado de Ser, do Corpo de Luz, dos novos chakras, das novas frequências, da Kundalini, e da Onda da Vida, das Coroas Radiantes, do que foram chamados de Portas, de Estrelas.

É preciso compreender que todas essas manifestações, sem qualquer exceção, estão ligadas (e isso foi dito) à sua capacidade, primeiramente, para Abandonar-se à Luz e, obviamente, ao Trabalho da Inteligência da Luz no interior deste corpo de carne.

Isso foi dito: é a Espiritualização da matéria.
Quando a matéria é Espiritualizada, o que acontece?

A matéria desaparece.
Ela Vibra em outra frequência: então, as Portas, as Estrelas, os Circuitos Energéticos, as Coroas Radiantes, a Onda da Vida, o Canal Mariano, os Antakarana, as manifestações de Samadhi, as expansões de Consciência, as viagens.

Atualmente, vocês vivem a última colocação em conformidade entre este corpo, veículo terrestre, e o Corpo Ascensional, ou a Merkabah Interdimensional, pessoal e coletiva.

As manifestações são numerosas, certamente, para vocês, hoje, que começaram a Viver isso, há muito tempo, ou mais recentemente.

Todos os sintomas (lembrem-se, “sempre iremos reconhecer a árvore pelos seus frutos”), seja qual for a experiência da consciência, seja qual for a experiência que vocês Vivem pela Inteligência da Luz (nas suas Portas, nas suas Estrelas, nos seus Circuitos), levam-nos a posicionar-se.

Vocês fazem isso perfeitamente, talvez inconscientemente, com facilidade ou dificuldade.

Vocês passam da consciência humana ordinária a este estado de Consciência onde todas as referências habituais encontram-se, de alguma forma, desconstruídas e dissolvidas.

Vocês passam de um ao outro, e vocês notam isso, talvez, cada vez mais facilmente.

Durante este ano, e durante o período que acaba de se abrir, nós todos, sem exceção (sejam quais forem as vias, as nossas e outras vias também), insistimos de diferentes maneiras, muito profundamente, em um tipo de Evento.

Evento que seria notado por todos.
Aí, tampouco, eu não vou voltar de novo no que eu expliquei, de maneira por vezes humorística como o planeta grelha, como a transformação do Sol, a transformação do seu corpo, a transformação da sua consciência.

Não importa.
O mais importante é que, hoje, todos vocês fizeram, sem exceção, algumas experiências agradáveis, para outros, desagradáveis, mas que levam, se vocês forem honestos, verdadeiramente a ver que há coisas que mudam.

Naturalmente, não esqueçam que, neste Advento, que é o Choque da Humanidade, que muitos de vocês vivenciaram, eu diria, por antecipação durante esses últimos 30 anos, talvez para ajustá-los, mais próximo, deste Evento.

Este Evento está à sua porta.
Eu sempre disse que ele estaria associado, e isso foi dito por diversos intervenientes, a uma Estrela que Anuncia uma outra Estrela.
Isso é também, de maneira mais direta, o que é chamado de Retorno de CRISTO, mas, o CRISTO Consciência, o CRISTO Logos Solar, ligado à erupção das três fontes de Radiação (Solar, Alcyone e Sírius) com um Impulso final.

Eu disse, há vários anos (aliás, ORIONIS está ali para alguma coisa, mas eu deixo vocês pesquisarem isso) e ORIONIS disse que haveria um Impulso da Luz (como ele havia dito, para aqueles que se lembram, em 2009, com a embarcação Nibiru dos maus rapazes).

Este primeiro Impulso da Luz, que veio da Constelação de Órion, da Estrela Bételgeuse, ocorreu no mês de agosto de 2009.

Isso foi, ao mesmo tempo, a entrega das Chaves Metatrônicas, das cinco primeiras.

Então, é claro, elas se chamam OD, ER, IM, IS, AL.
Então, houve alguns espertinhos que achavam que isso era simplesmente a inversão das notas (dó, ré, mi, si, lá), mas não é isso.

Eu os lembro de que uma nota (em todo o caso, na convenção musical francesa), o ‘dó’ não é denominado realmente assim em outro país.

O ‘dó’ é simplesmente as duas primeiras letras que correspondem a uma Passagem específica, que um monge se serviu na Idade Média para criar um meio técnico de memorizar.

Mas são também as frequências Vibratórias correspondentes aos cinco Novos Corpos que alguns de vocês ativaram durante as Núpcias Celestes, outros, muito mais recentemente, e outros, enfim, desde o início do recebimento dos primeiros Raios do Espírito Santo, que, de algum modo, os Despertaram a si mesmos.

Muitos de vocês, desde a época em que eu disse que tudo estava Consumado, buscam, é claro, os sinais.

Mas eu respondo a vocês através do que eu acabo de dizer: ‘Quais sinais vocês precisam além daqueles que são vividos no Interior de vocês?’
Bem, vocês têm razão.

Falta um Sinal.
É o Sinal do Céu, com as circunstâncias do aparecimento que foram, aí também, diversamente desenvolvidas.

Eu quero chamar sua atenção dizendo-lhes que esse Sinal, efetivamente, está no seu Céu.

Vocês vão vê-lo muito em breve.
Além de vê-lo, especialmente o que isso irá provocar na consciência coletiva, é que é importante.

Esse Retorno de CRISTO, o Anúncio de MARIA, que foi nomeado o período de aprendizado das Novas Dimensões.

Isso ocorre entre o que foi nomeado, em diversas aparições no mundo, o Evento ou o Aviso.

Isso irá resultar em algo que é final.
Então, é claro, aquele que estiver na personalidade (vocês o veem ao redor de vocês) está na negação total, mas, se fizer perguntas, ele vai ficar com muita raiva.

O que explica que mesmo o seu estado natural, que é o de Irradiar o que vocês São (essa Luz, esses véus que vocês perfuraram, esse Corpo de Estado de Ser se dirige ao seu corpo físico agora), está modificado.

Tudo isso modifica, eu especifico, a sua Irradiação, a sua qualidade de Bondade e de Benevolência, seja o que for que vocês disserem ou fizerem.

Mesmo se vocês nada fizerem ou se vocês dormirem, vocês Irradiam esta Bondade, esta Luz Vibral, este Amor Vibral, que absolutamente não depende das condições da personalidade e, sobretudo, da vontade da sua personalidade.

Vocês não estão sem saber, para muitos de vocês, que a Luz os chama a qualquer hora. Às vezes, em momentos que podem lhes parecer difíceis, por exemplo, se vocês estiverem prestes a guiar ou outro.

Então, é claro, os Irmãos que estão na negação ou com raiva, vão ali ver outra coisa porque eles não vivem isso.

Portanto, sejam compreensíveis, tentem não entrar em conflito.
O que é mais importante, ainda mais hoje, é o testemunho.

O testemunho pode ser feito pelas palavras, mas, em função do que eu disse, ele é feito sobretudo pelo Silêncio Interior.

Quando vocês penetram no seu Templo Interior, quando vocês deixam Trabalhar a Inteligência da Luz.

Que isso seja pela subida da Onda da Vida, que isso seja pela Presença do Corpo de Estado de Ser, que isso seja pelo Coração, que isso seja pelo sacro, que isso seja pela cabeça, que isso seja pelo Canal Mariano e pelas Presenças que estão ao lado de vocês (porque há, cada vez mais, do seu lado esquerdo, é claro), que isso seja a modificação dos seus Sons.

Tudo isso é um acesso real, concreto e quase definitivo à sua Eternidade, que todos nós Somos.

Evidentemente, muitos de vocês esperam, em uma espera que não é estéril porque, é preciso compreender que a um dado momento (a título individual, vocês sabem muito bem e todos nós sabemos disso), no momento da morte (de velhice ou então até mesmo de um acidente de carro, que isso seja de forma violenta ou com tempo para se preparar), há sempre um momento em que revemos a vida.

Talvez não de natureza fotográfica, mas passamos de novo pelo cenário.
Não para ali se interessar, não para ali se atrasar, mas para deixar esvaziar tudo isso.

Hoje, o mais importante, é vigiar e orar, porque ninguém conhece a data.
Ele virá como um ladrão na noite.

Mesmo se todos nós soubermos, pela nossa Vivência, aqui em cima, assim como muitos de vocês sobre esta Terra, que há um Advento e um Evento que está aí, que bate à porta, de maneira cada vez mais tangível.

Olhem o que eu vou chamar de burburinho neste mundo.
Comparem com antes de 2009.

Comparem com 10 anos, 20 anos atrás.
É muito fácil acusar os fantoches, acusar o capitalismo, acusar a falta de espiritualidade, a falta de paz do homem.

Mas, é muito mais do que tudo isso.
Porque, o que se desenrola, é a Conclusão de tudo o que sempre foi anunciado.

Esta Conclusão nem sempre é vivenciada da maneira correta, eu diria, porque há apenas uma única maneira correta de viver isso.

Eu vou tomar o exemplo da morte.
Vocês sabem que vocês vão morrer porque vocês têm uma doença grave.

Vocês vão passar, do mesmo modo, pelas cinco etapas que definiu SRI AUROBINDO, agora, há três anos.

Essas cinco etapas são vividas mais ou menos de forma prolongada.
Mas, se vocês permanecerem na negação, vocês vão estar cada vez pior.

Se vocês ficarem com raiva, vocês vão estar cada vez pior.
Se vocês estiverem na negociação, para saber se isso é verdade ou não, vocês não terão escapatória, tampouco.

E se vocês disserem: “Pai, que a Tua Vontade se faça.”.
De qualquer modo, todos nós, sobre a Terra, estamos em um corpo efêmero.

Todos nós sabemos, ao nascer, que isso irá terminar um dia.
Mas, hoje, o que está aí, é o que jamais irá terminar.

Porque são vocês, além do confinamento, além dos envelopes isolantes que foram colocados neste Sistema Solar, como em outros.

Isso é uma Resolução.
Esta Resolução chama-se Liberdade e Liberação.

Então, é claro, muitos de vocês Vivem, este ano, a sua Liberação individual.
Se vocês preferirem, vocês compreendem que sempre foram Livres.

Simplesmente, os véus que obscureciam o ABSOLUTO, a A-Consciência (não importa as palavras que vocês empregarem), não estão mais presentes como antes.

É fácil para vocês de constatar isso.
Lembrem-se de que os melhores frutos que vocês podem encontrar são aqueles que são produzidos no Interior de vocês.

Será que vocês chegaram à Paz?
Será que vocês chegaram à Felicidade?

Verifiquem, por si mesmos, o que foi dito durante anos, e o que vocês vivem atualmente.

Não pode haver, ali, qualquer dúvida.
Mas, para aquele que recusa o inevitável, nada há a fazer.

Vejam, por exemplo, a humanidade, hoje.
Quando acompanhamos as pessoas que estão no final do seu percurso terrestre, é preciso, sobretudo, que eles não tenham medo da morte.
Tentamos fazê-los evitar pensar no seu desaparecimento.

Hoje, como eu disse, vocês não desaparecem.
Vocês aparecem na Glória da Eternidade!

Na Glória de CRISTO, no Corpo de Estado de Ser, na Morada da Paz Suprema. Será que a Morada da Paz Suprema não lhes dá mais frutos, mesmo na sua consciência ordinária, senão tentar compreender, isso ou aquilo?

Sempre haverá coisas que estarão além das explicações.
Sempre haverá coisas que estarão além da compreensão.

Mas, quando vocês Vivem o Estado de Ser, quando vocês Vivem as diversas manifestações que eu apenas fiz folhear, vocês próprios constatam os frutos, ou seja, a Liberdade.

Durante a minha vida, vocês sabem disso, insistiam em chamar-me de mestre.
Mas, o que significa isso, hoje?

As circunstâncias, a 30 anos atrás, estritamente nada têm a ver com as suas circunstâncias Interiores, e exteriores, sobre este mundo.

Portanto, o Choque da Humanidade é o momento em que o que vocês Vivenciaram Interiormente, de modo cada vez mais claro, para muitos de vocês, materializa-se na consciência coletiva, em meio até mesmo ao que resta do ‘sistema de controle do mental humano’.

Este Evento, que é verdadeiramente um Advento, é realmente o toque final.
Este toque final é um momento importante, porque é um momento em que vocês irão, cada vez mais numerosos sobre esta Terra, conscientizar-se do que vocês São.

Eu os lembro de que CRISTO vem, não salvá-los, porque são vocês mesmos que se Salvam, a partir do momento em que vocês aceitarem ver-se face a face. O que é o face a face, a não ser encontrar-se diante do Olhar da Consciência?

De um lado, algo de efêmero (a personalidade, a vida, a encarnação aqui sobre a Terra) e, do outro lado, ficar cara a cara com o que vocês são na Eternidade.

É isso que foi denominado a Promessa e o Juramento.
Esta Promessa e este Juramento estão associados a um Sinal exterior, celeste, e a todos os aspectos decorrentes disso que vocês já observam desde as Núpcias Celestes sobre esta Terra.

Eu não vou retornar aos eventos ligados aos Cavaleiros do Apocalipse, ligados a tudo o que vocês veem, por si mesmo, no exterior de vocês, mas também, cada vez mais, no Interior de vocês.

Apocalipse significa Revelação.
Nada mais pode ficar escondido.

Então, ao longo desses anos, vocês tiveram outros tipos de testemunho, especialmente das Estrelas sobre a Vivência delas, do Abandono à Luz.

Os Arcanjos, também, chamaram a atenção de vocês para a diferença entre o conhecimento e o Coração, que nada tem a ver com o conhecimento, porque ele é o Conhecimento Supremo.

Descobrir isso é aceitar a ignorância e a fatuidade do conhecimento, seja ele qual for.

CRISTO disse: “Meu Reino não é deste mundo.”.
Muitos de vocês Vivem isso, mas vocês bem sabem que há muitos Irmãos e Irmãs que recusam, porque eles ficaram tão rompidos, talvez mais do que vocês.

Eles entraram tanto em negação que é muito difícil de aceitar, em última análise, que todos nós estamos no Interior de uns e outros, porque todos nós temos o nosso próprio mundo.

O nosso mundo individual casa-se com o mundo individual dos outros, firmando, agora, o que foi chamado de ‘sistema de controle do mental humano’ com as linhas de predação.

Vocês se lembram, eu falei disso há mais de um ano.
Tudo isso estava prestes a saltar, eu já havia dito.

Restava, efetivamente, a atualização, a Manifestação, absoluta, total, do que é a Luz.

É exatamente isso que está chegando para vocês.
Prestem atenção no Sinal do Céu, mas não vale a pena usar um telescópio ou ir para a internet.

Vocês podem fazê-lo, mas prestem atenção também no Interior de vocês.
Porque Isso está chegando, Isso já está em vocês.

Alguns se comunicam cada vez mais facilmente com MARIA, com CRISTO, e vivem êxtases cada vez mais intensos, enquanto estando presentes sobre este mundo, bem encarnados.

Vocês estão sobre este mundo, mas vocês não são deste mundo.
As Linhagens Estelares, um conjunto de corpo de conhecimento lhes foi entregue.

Mesmo isso, hoje, eu lhes digo: “Esqueçam-no.”.
Porque não há mais Mestres exteriores.

Quando vocês penetram no que vocês são, o que vocês fazem?
Vocês São vocês mesmos.
Por que querer seguir seja quem for, ou seja o que for.

O mais importante não são as minhas palavras.
O mais importante, isso foi dito há pouco tempo, é o Encontro.

O Encontro com o Fogo, o Encontro com os Elementos, o Encontro com os Arcanjos, com as Estrelas, com os Anciãos, o Encontro consigo mesmo.
Aí, são vocês que decidem.

Porque vocês têm meios, não somente de compreender, não somente de pensar nisso, mas de Vivê-lo.

A Verdade está aí.
Ela está na sua Vivência.

Atenção, quando eu falo de Vivência, eu não falo de algum sentir.
Porque um sentimento passa, vocês sentem uma emoção, ela desaparece.

Isso é o sentimento.
Por outro lado, quando vocês estão no Vibral, uma Energia pode chegar e ela se impacta em vocês, do mesmo modo que uma Consciência, ou que um Encontro com um Irmão ou uma Irmã em encarnação, ou com a Luz quando a Onda da Vida está subindo, ou com o Canal Mariano (não importa).
Vivam o que é para Viver.

Aí, isso é a Vivência.
Por quê?

Porque isso não é uma energia que passa, mesmo sendo experiências que tendem a se repetir, de vez em quando ou mais frequentemente.
É algo que está instalado.

Do mesmo modo que este Evento, este Advento que está chegando, instala-se nos seus Céus.

Então, hoje, e como foi repetido muitas vezes, vão para o mais simples.
O mais simples, isso não é se retirar e ficar em uma gruta.

É Viver o que a Luz lhes propõe para Viver, com mais evidência, com mais Abandono. Mais como lhes disse BIDI: esqueçam-se de si mesmos, desapareçam.

Não como um ato do ego que quer se remover, mas como uma Graça que se revela.

Onde, o que assume o lugar, e todo o lugar, é a Luz Vibral.
Naquele momento, vocês constatam, e vocês certamente constataram, nessas ocasiões ou de maneira mais direta, que a personalidade, mesmo se ela ainda estiver aí a fim de servir para viver, não é mais ela que comanda.

Ela está aí porque vocês têm necessidade enquanto um corpo de carne estiver aí, aqui, neste mundo.

No que nós nomeamos a 3D Unificada (por exemplo, com os Arcturianos, com os Vegalianos), não há personalidade no sentido em que vocês entendem, ou seja, não há máscara.

A pessoa, a etimologia em grego, é a máscara.
É o que está colocado na frente, para aparecer.

Naturalmente, há um corpo, sintético ou biológico, conforme as raças (isso não tem importância), mas, um corpo real.
Eu entendo por corpo o que está limitado.

É um conteúdo.
É algo que contém a alma e o Espírito.

A alma e o Espírito podem animar um planeta, um Sol.
O Espírito pode animar um Sistema Solar.

Nós somos tudo isso.
Nós somos o Grande Todo.

Evidentemente, este conceito de ser um indivíduo, uma individualidade, irá continuar aqui, sobre este mundo, até o seu último sopro, e isso é normal.

Como poderia ser de outra forma, mesmo esta personalidade não estando mais na dianteira, não sendo mais o chefe, se vocês preferirem.

Isso é diferente nas Dimensões Unificadas, porque esta ruptura não ocorreu.
Os seres, por exemplo, os Arcturianos, podem muito bem estar em uma Embarcação ao redor da Terra e estar, ao mesmo tempo, em outro corpo em Arcturus.

A Multidimensionalidade é a perda da localização em um corpo, preciso e específico.

É não mais ser dependente de uma única forma, de um único atributo e de uma única função.

É ter todo o espectro possível de manifestações.
Como faziam, antes do início deste período sombrio, histórico, da Terra, as Consciências que já estavam presentes sobre a Terra, ou que visitavam a Terra tomando um corpo biológico, humano ou outro.

Mas, não havia ruptura, então isso era muito fácil.
Naquele momento, visto do exterior, ou seja, da personalidade humana, há quase como a impressão de um funcionamento comunitário, mas não é isso.

Eu os remeto, para isso, ao que foi dito por RAMATAN sobre o processo de funcionamento das Unidades de Consciência em 24 unidades.

Não há perda da individualidade.
A perda da personalidade leva ao desaparecimento dos véus e das máscaras.

É simples assim, e isso é exatamente o que vocês Vivem.
Então, é claro, há Irmãos e Irmãs que não estão, de tudo, nesta óptica de alguma Liberação.

Eles estão apegados à matéria, eles estão apegados ao que eles conhecem.
Essa é a Liberdade deles, mas, lembrem-se do que foi dito.

Esse é um processo de Liberação coletiva, passando por uma Ascensão individual, e coletiva, a um dado momento.

Tudo isso ocorre entre o final de outubro (ou seja, o que vocês Vivenciaram de mais intenso, desde mais de uma semana) e, eu diria, o final deste ano de 2013.

Naturalmente, há, em seguida, o que eu denominei esta espécie de aprendizagem, que não é uma aprendizagem intelectual, mas que é uma aprendizagem Vibratória.

Vocês, aliás, receberam, sem que tivéssemos informado da nossa parte aqui de cima (mas, nós os vimos discutindo entre vocês), as sete Chaves Metatrônicas que faltavam, que se refletiram por uma modificação dos seus sintomas.

Eu não vou descrevê-las para vocês, porque isso foi necessário a um dado momento (a localização das Estrelas, a localização das Portas), mas vocês podem bem imaginar, com o que vocês Vivem agora, que isso diz respeito a todo o corpo, a toda a consciência. Portanto, não é necessário localizar e focar a sua consciência nessas coisas novas.

Mais uma vez, o mais importante é Vivê-lo, com toda a facilidade.
A única facilidade para Vivê-lo assim, é Abandonar-se à Luz.

Evidentemente, há quem irá lhes falar do bem, do mal, da sombra e da Luz.
Mas, desde que a sombra e a Luz pertencem a outra coisa do que a esse combate, aqui neste mundo, tanto na sua versão terrestre, material, aí onde vocês estão, como nos planos do astral, que, eu os lembro, vocês foram extensivamente descontaminados e amplamente Liberados.

A Liberação da Terra, vocês sabem, ela ocorreu a partir do momento em que a Onda da Vida foi lançada desde o Núcleo Cristalino da Terra.

Vocês Vivenciaram a sua Liberação individual, alguns de vocês.
Resta, agora, para o conjunto da humanidade, viver esse face a face.

E, enfim, estabelecer-se na sua Dimensão, na sua Dimensão Eterna, seja o que for que chegar a este corpo físico.

Eu bem disse que se trata de uma Espiritualização da matéria.
A Espiritualização da matéria começa assim que houver o face a face com a Luz (aquela que vocês viram, vocês sabem, as Partículas Adamantinas que se organizaram, o que vocês veem quando vocês estão na cama, ao redor de vocês, o que se põe a Vibrar quando vocês estão deitados, as manifestações do Fogo do Coração, do Êxtase, da Alegria).

Há também, às vezes, esse desânimo para aqueles cujo mental tende a pedalar, apesar do Estado de Ser.

O Estado de Ser lhes diz: “Desçam definitivamente da bicicleta (mental). Tudo está aí. Vocês Vivem isso no Interior.”.

Debrucem-se apenas em uma coisa exterior, o Sinal.
Os sinais sobre a Terra são inúmeros.

Eu creio que vocês tiveram muitos ecos desde mais de um ano, com SNOW ou ainda com outras Estrelas, as quais lhes falaram da Ação dos Elementos.

Em seguida, depois, vocês tiveram, desde o início de 2013, OSHO que veio lhes falar da Dança, do Fogo.

Nós insistimos sobre o Silêncio.
Apliquem isso na vida de vocês.

>>>

Continua na segunda parte - (Clique aqui)

************
Mensagem de O.M. AIVANHOV recebida e transmitida pelo Coletivo do UM:
http://lestransformations.wordpress.com/2013/11/14/o-m-aivanhov-10-novembre-2013-par-le-collectif-de-lun
10 de novembro de 2013 (1ª Parte) - (Publicado em 10 de novembro de 2013).
Versão do francês para o português: Zulma Peixinho
via: http://www.portaldosanjos.net

Um comentário:

Postar um comentário