domingo, 11 de novembro de 2007

O.M. AÏVANHOV - A iminência da Luz [11/11/2007] - Autres Dimensions



11 de novembro de 2007.

do site AUTRES DIMENSIONS.



Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los aqui e, para aqueles a quem não conheço ainda, saibam que eu intervenho em resposta às suas questões.

É a minha maneira de trocar com vocês e de ficar contente de discursar.
Então, recebam toda a minha bênção, todo o meu amor e, agora e já, eu lhes dou a palavra.

>>>

Questão: poderia esclarecer-nos sobre a urgência da situação atual?

Não há mais urgência, porque vocês entraram onde deviam entrar há tanto e tantos anos, como tantas pessoas anunciaram.

Vocês estão dentro.
É uma excelente notícia, porque a Luz chega e vai muito mais rapidamente do que vocês acreditam.

Vocês estão dentro, ou seja, na iminência da revelação.
Eu não falo de catástrofes, isso é acessório, eu falo, sobretudo, da iminência da Luz.

Então, vocês estão prontos para acolher a Luz?

>>>

Questão: se se está pronto, como ajudar aos outros a ficarem prontos?

Se vocês estão prontos, vocês já estão na irradiação, vocês irradiam essa Luz, é tudo o que há a fazer.

Vocês podem, também, falar.
Mas eles terão dificuldade para crer em vocês, se vocês dizem que a Luz chega e não apenas as merdas que chegam.

Então, vocês apenas podem afirmar a Luz que vocês são e, quanto mais vocês estiverem em sua própria Luz, mais prestarão serviço à humanidade, para aqueles de quem se aproximarem, em todo caso.

Quanto mais vocês forem numerosos a estar na certeza dessa beleza, dessa Luz que vem para vocês, mais rapidamente a merda, como vocês dizem, vai passar.

>>>

Questão: poderia falar-nos de eventos iminentes?

Eu disse que o céu vai cair sobre a cabeça.
É exatamente isso.

Quer dizer que vocês vão enfrentar irradiações de natureza desconhecida, de momento, na encarnação.

Essas irradiações vão impactar cada ser humano, mas se há resistências, isso vai agravar as resistências, porque se aumenta a energia mecânica em um sistema que existe.

Quando eu digo que é o céu que vai cair sobre a cabeça, não é uma imagem, é, verdadeiramente, a energia cósmica que lhes cai acima, mas em um grau que jamais foi conhecido.

Vocês sabem, há mais de vinte e três anos o Sistema Solar entrou sob a influência do Sol central da galáxia, e vocês são bombardeados de energia fotônica, que alguns chamaram o Espírito Santo.

Essa energia é cumulativa, progressivamente e à medida dos anos, há mais de vinte anos.

Ela permitiu preparar a ascensão vibratória da Terra, mas, também, de alguns seres humanos que receberam essa energia há mais de vinte anos.

Alguns vão abrir-se unicamente agora, e alguns vão abrir-se ainda em algum tempo. Essa energia é cumulativa, entretanto, posso dizer que ela é transmitida em dose homeopática.

A Terra reagiu, também, a essa energia.
Os vegetais, os animais, toda a criação reagiu.
Mas era, eu diria, apenas um milésimo da energia que vai chegar.

Há vinte anos foi cumulativa, progressiva, e tinha o tempo de absorver, metabolizar-se ou provocar resistências mais fortes.

Agora, ela vai chegar de repente, inteiramente.
Então, agora, cada um de vocês viverá isso diferentemente.

Tudo dependerá, também, dos lugares em que vocês estão.
A irradiação não será a mesma sobre a França e sobre os Estados Unidos, mesmo se não for a mesma irradiação que irá sobre a Califórnia ou que irá sobre Utah.

Cada lugar receberá, de acordo com os lugares, em função de resistências que surgiram em função da transmissão da energia há vinte anos.

Agora, a resultante, ao nível econômico, social, geofísico, dos climas, vocês já a têm sob os olhos.

São as últimas premissas.
Através do que aconteceu desde o início deste ano, em diferentes países, vocês têm as premissas do que vai acontecer a um nível muito mais importante, mas multiplicado, é claro.

>>>

Questão: o que é para a França, em particular?

Só Deus sabe!
Nós sabemos que essa energia chega muito em breve.

Vocês estão dentro.
Essa energia faz sentir seu efeito.

Agora, há resistências, aceitações.
Nós não podemos prejulgar, apesar do que temos visto desde o início do ano, de como vai reagir um país.

Isso é variável.
Mas creiam-me, o mais importante não é a França, mas é o que vocês chamaram a NOM, a Nova Ordem Mundial que, eles, vão, a todo custo, tentar evitar essa transformação.

Então, o perigo não vem de seu país ou de outros seres humanos.
Ele vem de egrégoras que vieram criar e manter o medo e a competição sobre o planeta, porque eles virão jogar as forças deles através de diferentes tecnologias de influência de pessoas, sejam as ondas elétricas ou eletromagnéticas, seja pelas vias de comunicação, seja pelas vias das mídias, vão tentar insuflar ainda mais medos.

Mas isso não é específico para a França, mas específico para todos os países ditos modernos ocidentais.

>>>

Questão: como reencontrar a confiança, a serenidade?

Na condição de voltar-se para o interior, para o coração porque, no exterior, não há segurança.

Todas as seguranças exteriores são ilusórias, temporárias e fictícias.

A segurança do trabalho suprime seus medos do amanhã.
A segurança afetiva suprime seus medos do abandono.
A segurança material suprime seus medos de faltar.
A segurança disso suprime o medo daquilo.
A única verdadeira segurança é a segurança do coração.

Fora disso são falsas seguranças que os afastam de seu coração.
Não é preciso pensar na confiança, na serenidade, na segurança.

É preciso pensar no amor, na Luz, no Pai no interior de si, é tudo.
Querer, a todo custo, prender-se a algo de exterior para encontrar algo de sólido, entre aspas, através de uma pessoa, através de um lugar, através de uma situação, essa necessidade de tranquilizar-se em algo de sólido, mas é enganar-se, de algum modo porque, hoje, é demandado encontrar essa solidez em si.

É si mesmo que é sólido, não é o exterior.
Em relação ao céu que cai sobre a cabeça, há apenas vocês que são sólidos.

>>>

Questão: como comportar-se com uma criança índigo?

São o quê, as crianças índigo?
As crianças índigo são algo que foi criado a partir do zero.

Há numerosas crianças, há numerosos anos, que são diferentes, porque são mais antigas, mais despertas do que vocês.

Então, esses seres, os pais dizem-nos índigo.
Então, todos os pais que tinham crianças hiperativas, anormais, disseram, também, «são índigo».

Depois, houve crianças cristal, mas tudo isso é besteira.
Houve crianças diferentes que se encarnam, é tudo, com especificidades, com fragilidades, mas é falso.

É preciso deixá-las desabrochar.
Não há regras precisas de fechá-las no índigo, cristal ou outro.
Mas não se deve fazer generalidades com isso, porque houve abusos enormes que foram feitos.

É preciso demonstrar firmeza.
Vocês estão aí para guiar os filhos, vocês não estão aí para controlá-los, vocês estão aí para dar-lhes o amor e não impedir que alguns guard-rails sejam violados, eu diria.

Portanto, tudo o que vocês têm a fazer é dirigir isso.
Não há regras precisas, porque é uma criança índigo ou uma criança cristal ou uma criança normal.

Aliás, não há mais criança normal.
Todas as crianças que se encarnam há mais de vinte anos já são encarnadas submetidas à influência dessas irradiações.

>>>

Questão: o DNA delas já está, portanto, modificado?

Necessariamente.

>>>

Caros amigos, eu lhes digo obrigado pela grande qualidade de suas trocas e por ter-me ensinado que a grande preocupação dos seres humanos, enquanto o céu cai-lhes sobre a cabeça, é seu trabalho.

Foi uma brincadeira, é claro.
Eu lhes digo até breve.

************
Mensagem de O.M. AÏVANHOV no site francês Autres Dimensions:
http://autresdimensions.info/articled6df.html
11 de novembro de 2007 (Publicado em 11 de novembro de 2007).
Versão do francês para o português: Célia G.
via: http://leiturasdaluz.blogspot.com.br

Um comentário:

Postar um comentário