sexta-feira, 21 de setembro de 2012

URIEL - O Tempo do Apelo [21/09/2012] - Autres Dimensions



21 de setembro de 2012.
Publicado em 22 de setembro de 2012 pelo site Autres Dimensions.

Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui


Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Filhos da Luz, o Canto da Vida se eleva em vocês, celebrando o Apelo à Luz, e na Luz.

Tempo Presente, Tempo Eterno, onde o Canto se eleva e ressoa no corpo Templo, aguardando o seu Despertar.

Momento em que vocês são passados além de toda ilusão, transcendendo os reveses deste corpo, e os reveses do ilusório.


***

Amados do Um, o Tempo do Canto canta, em vocês, o Tempo do Apelo.
Chamando o que é Eterno no efêmero, para entrar em ressonância e para ressuscitar nas Esferas da Vida, onde canta a Vida, sem qualquer violação e sem qualquer filtro.

Vocês chegaram no Tempo do Canto, Canto do Tempo.
A hora é Instante, além de todo momento, chamando-os permanentemente para a permanência do Ser, para a permanência da Vida, além de toda vida conhecida e percebida.

***

Filhos do Um e Amados do Um, o Tempo da Unidade, o Tempo da Presença, manifestada no Absoluto e além do Absoluto, n’A FONTE Una, no efêmero deste corpo, canta, em vocês, o Tempo da Libertação, o Tempo da Ressurreição, o Tempo além de toda esperança.

Cantando, em vocês, a ressonância da Vida, Eterna e Infinita, onde o Amor e a Beleza são o Tempo da resposta, e o Tempo do atual, como de todo tempo, a vir e vindo, no mesmo Espaço, além de todo espaço compartimentado.

O Canto da Vida ressoa, tomando forma com MARIA no Tempo do Apelo do seu primeiro nome, aquele da alma de vocês, nesta vida, dada a viver a fim de Viver o Retorno à Vida, além de toda vida e além de todo limite.

***

Assim é o Canto, ressoando e Liberando, chamando-os à Liberdade e à Ressurreição do Ser. No tempo da sua Presença, Aqui e Agora, escutem e ouçam o que lhes diz o Canto.

Ele os convida a cantar o Canto de Glória do Amor e da Verdade.
Ele os convida a dizer, além de toda palavra, o sentido do Amor e o sentido da Beleza, que é expansão e infinito, Luz brilhante da luz que se extinguiu.

Que se revela a ela mesma, dando a viver a sombra na sua finalidade, que é desaparecer na Luz Eterna, onde nenhuma sombra pode subsistir ou existir.

***

Ouçam o Canto do Coração, ouçam o Canto da alma, ouçam o Canto do Espírito, reunidos no Canto do Céu e da Terra, no mesmo Anúncio e na mesma Trombeta.

Levando-os a Ser além de todo ser, levando-os a Ser além de todo ter, levando-os a Viver além de toda ilusão.

Levando-os a Ser a Beleza irradiada do Amor Unificado, e expressa na Linguagem outra que a linguagem da carne, na Linguagem da Vida que canta o Absoluto, e que carrega a Onda para ser vivenciada além deste corpo.

Onda da Vida reanimando o Néctar e a Infinita Presença, do Último para viver, e estabelecido em vocês.

***

Ouçam o Canto, porque, nele, ressoa a Liberdade.
Ouçam o Canto, porque, nele, está a Esperança e a caridade.
Ouçam o Canto, porque, nele, está a Liberdade.

Ele é a Essência e a manifestação, aí, onde vocês estão, da Luz Una, vindo re-encantar este mundo tendo perdido o seu Canto, tendo perdido a sua Verdade.

Tempo de reconexão, Tempo do Canto, Canto da Vida, além do canto da esperança, levando-os a Vibrar no Tempo da Sua Presença.

O Sol Canta para vocês.
MARIA os chama para Viver o Eterno.
MARIA os chama para não mais estar no limite de qualquer pensamento, no limite de qualquer razão.

A fim de elevá-los, aí onde o Despertar é Fonte, aí onde a Fonte da Vida, com a Onda da Vida, em alquimia em vocês no Templo do Coração, no centro do Centro, eleva também o Canto da Verdade.

***

Então, escutem e ouçam.
O tempo chegou, ele está inscrito em vocês, aguardando o seu Despertar, Despertar que soa.

Chamando-os a voltar o olhar para a Eternidade do Ser, para a Eternidade da Vida, e para a Beleza do Instante, além de toda circunstância e de todo canto de desesperança, atingindo apenas a emoção daquele que recusa o Canto do Eterno que, no entanto, está bem aí.

***

Então, escutem e Vibrem, na esperança, e na espera convincente de Ser o que vocês São, de toda Eternidade, eliminando toda distância, eliminando toda miséria e todo sofrimento.

Vocês são Filhos da Luz, Luz gerada na Verdade, cuja testemunha, que diz “sim”, é o Canto do Espaço, o Canto da Terra, do seu Núcleo Cristalino, o Canto das Estrelas, do Cosmos, e dos seus Irmãos e Irmãs de outro espaço e multidimensionais, chegando a vocês.

Sussurrando para vocês, e acariciando-os em um local do seu corpo.
Chamando-os à Beleza e ao Riso, aquele do Canto da Vida.
Abrindo as Portas da Ressurreição.
Abrindo o Instante da Eternidade.

***

Encontro.
Encontro cantado.
Encontro de apelos, e chamando a Luz ainda mais perto da Verdade do Ser, para difundir-se e se revelar na Eternidade do Canto.

Onde a vida efêmera é lavrada pelas Sementeiras da Eternidade, fazendo a semente brotar, propelindo para o Sol o seu Canto de Glória, o seu Canto da Verdade.

***

Escutam e ouçam o que chega para vocês, chamando-os e Nomeando-os, não para limitá-los, mas para torná-los ilimitados, além deste nome, pelo Nome de quem vocês São, além do seu primeiro nome, além da família, além deste mundo.

Aí, onde a Identidade é Confiança e Vibrância.
Nome Eterno, sussurrado além e acima do seu primeiro nome, dando-lhes a viver o esplendor absoluto do seu Nome de Eternidade, que é ressonância do Canto da Vida, Canto da Vida sobre a Terra, Canto da Vida no centro do Centro.

Permitindo ao Canto estar presente, em cada Espaço e em cada Tempo, em suas noites como nos seus dias, sobre o Sol como sobre a Terra, nos seus ouvidos como nos seus olhos.

Dando-lhes a abrir isto à Verdade da Luz, e à dança da Luz.
Porque a Luz dança, ela os convida a dançar na espiral da Vida, na espiral da Ascensão, encontrando então o sentido da Lemniscata.

A Merkabah, em vocês, Vibra e se eleva nas frequências desconhecidas, onde se eleva o Canto da sua Eternidade, que é o de vocês, Filhos do Um.

***

E a Luz do Um os faz ouvir o que vocês têm que escutar, no tempo e no espaço do seu silêncio, no tempo e no espaço da sua Paz.

Porque, nesse silêncio, é o Canto da Eternidade, é o Canto do Eterno.
Dando-lhes a viver o Éter do Fogo, Éter do Fogo vindo restituir à Terra a sua Verdade Última: Terra de Luz, Terra de Ascensão, Terra Sagrada.

***

O Éter está aí, propiciando expandir o mundo e os campos de percepção, em vocês.

Vocês São a Eternidade.
Além desta palavra, ressoa o Som da Eternidade, em vocês.
Chamando-os, por todos os sentidos, a estabelecer o silêncio.
Chamando-os, por todas as Portas e as Estrelas, a deixar o Néctar da Vida percorrer, pelo seu Canto, este corpo.

Cultivando as células da Nova Frequência, cultivando a consciência a fim de pôr fim à forma confinada, e Liberar Aquele que É todas as formas, e em qualquer Dimensão.
Liberdade.

***

Assim é o Canto, assim é a escuta da sua Eternidade.
E o Instante está aí, a partir do momento em que o silêncio se faz no canto da sua Presença, no canto do efêmero, abrindo então o Canto da Eternidade, aquela da Vida Una, no Éter ressuscitado.

***

Vocês São a Verdade.
A voz se faz ouvir, traçando o Caminho que não é um, mas que é bem a abertura do que, jamais, pôde ser extinto em vocês, no que vocês São: Aquele que vocês São, Aquele que está Presente, além da sua presença.

Aquele cuja presença se extingue na ausência da pessoa, pondo fim a um Nome na informa.

Luz revelada além da sua forma e, no entanto, levando esta forma a um novo Canto, aí onde se constrói a Eternidade, onde se desenrola o que é Eterno.

Aí, onde o Canto da Vida não pode ser alterado, e não pode ser escondido.
Canto de Regozijo e de Liberdade.

***

Escutem e ouçam, porque o Tempo está aí.
Escutem e ouçam, porque tudo foi dito.

Nada há a dizer, nada há a fazer, há apenas que Ser e não ser, na Absoluta Presença e na Infinita Verdade do Canto da Vida.

Então, no silêncio dos movimentos exprime-se o Movimento da Luz, encarnando-se e subindo de novo, subindo e descendo, na mesma dança, na mesma espiral da Eternidade reencontrada.

Presença e Verdade, Canto e Vida, a Vida canta porque a Vida foi encontrada.
Então, escutem e deixem trabalhar, e deixem Ser a Luz, a sua natureza Eterna, a sua natureza que canta e que dança, no Tempo do Êxtase, no Tempo da Verdade e da Beleza.

***

Então, no Tempo que está aí, com vocês, comigo, na mesma Unidade, deixando ressoar o mesmo Canto da Vida, nós unimos nossas Vidas e nossas Consciências, na ronda das danças da Perfeição, na ronda das danças, de Coração a Coração, no coração do Coração, em cada Centro, em cada Ponto e em cada Consciência, nós entregamos o Coração e a Liberdade.

E isso É, no Canto da Vida.
Apelo e ressonância, de Coração a Coração, de boca a boca e de ouvido a ouvido, além de todo sentido, a célula canta e o Coração canta, a Nota da Vida.

A Ode ao Éter, Eternidade da Ode, porque a alvorada está aí, do Dia novo.

***

Então, escutemos e ouçamos a nossa Presença Una, no coração do Coração, onde cada Coração está inscrito, onde cada ouvido se coloca, onde cada Canto se torna o mesmo Canto.

No Coro dos Anjos, nós cantamos com vocês.
Cantem comigo, no silêncio das palavras e no silêncio dos movimentos.

Escutemos o Canto da Vida.
Vejamos a dança da Vida.

Bênção Eterna e infinita, constantemente renovada, sem começo e sem fim, sem sentido nem orientação, sem Dimensão nem espaço, transcendendo todo tempo, transcendendo todo limite.

Inscrevendo o seu Canto além de toda forma.

***

Então, juntos, unidos e unificados na mesma Presença, na mesma ausência do efêmero, abramos a escuta ao Canto, a Ode ao Éter do Alfa e do Ômega, na Ode ao Éter da Água e do Fogo, do Ar e da Terra, ressoando e Vibrando, da Eternidade.

***


Eu, URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, me instalo em vocês, neste instante, e na Eternidade. Então, escutem o Canto da Vida do Anjo da Presença, e ouçam a ressonância da Passagem, a Última Reversão.

No silêncio, o Canto da Alegria é o Canto do Centro.
Aí, onde está o Coro dos Anjos, pondo em forma a ordem dos Mundos Liberados, a ordem da Inteligência do Amor.

A fim de que o Canto da sua Presença se torne a Vida, no Caminho e na Verdade, e na Eternidade.

A Ode a vocês.
A Água do Alto e a Água debaixo encontram, em vocês, a Eternidade.

***

Então, no silêncio também das minhas palavras, acolhamos a nossa Presença conjunta, na ronda da Vida, na ronda do Canto.

Elevemos, juntos, a Ode ao Éter, a Ode à Eternidade, no Fogo da Alegria e na Água do Amor.

***

Aí, nesse tempo limitado, instalemos o Tempo sem fim, a fim de que a sentença do Amor seja, no Infinito da sua Presença, no Último da Alegria, na Verdade do Caminho, e na Vida da Verdade.

Vivamos o que é para Viver, no Caminho, na Verdade, na Vida.
Aqui e lá, agora e sempre.

Ode à Vida, Ode à Verdade, Caminho do Éter.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

No sentido do acolhimento e da escuta, no silêncio das minhas palavras, faz-se a Plenitude da nossa Presença Una, Caminho, Verdade e Vida.
Aí, e agora, elevemos.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Na hora em que os Cavaleiros dos Elementos vêm anunciar, pela Trombeta dos Anjos, o Tempo de ressuscitar, os Elementos cantam no Coro dos Anjos, no Tempo da sua Presença, a Ode ao Éter, da Alfa e do Ômega.

Então, abramos ainda o campo das possibilidades, o campo fértil onde germina a semente, fecundada pela Água do Céu e pela água da Terra.

Água do Alto e água debaixo, Criação.
Canto de embriaguez da Luz, chamando em vocês, e ressoando em nossa Presença, no silêncio, de novo, instalando o Canto da Eternidade.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Silêncio e Paz, elevação.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Em vocês, e por vocês, ao seu lado e ao lado de vocês, eu chamo a sua Liberdade, a sua Verdade, à Vida.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu Sou URIEL, Anjo que traz a Boa Nova.
Eu saúdo em vocês o Canto da Vida.

Amados do Um, acolhamos no centro do Centro, uns e outros, um pelo outro e o outro pelo um, de Coração a Coração, de Centro a Centro, o mesmo Canto, o mesmo brilho.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu lanço, a vocês, KI-RIS-TI, o Canto do Duplo, de Éter a Éter, elevando esta Terra à Eternidade.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu Sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.
Pela terceira vez, eu saúdo, em vocês, o Canto e a ressonância da Vida Liberada.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão, eu lhes dou a minha Paz e eu lhes dou o meu Fogo.

Eu saúdo, em vocês, a Chama Eterna.
Eu sou URIEL, vocês São a Luz.

URIEL os saúda, no Amor e na reciprocidade, do nosso acolhimento e das nossas bênçãos.

... Compartilhamento da Dádiva da Graça ...

Paz no Coração de vocês.
Paz na Vida.

Paz na Luz, na sua Eternidade.
URIEL, Anjo da Presença e da Reversão, saúda vocês, e lhes diz até breve.


******
Mensagem do Bem Amado ARCANJO URIEL no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1614
21 de setembro de 2012 (Publicado em 22 de setembro de 2012)
Tradução para o português: Zulma Peixinho
http://portaldosanjos.ning.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário