segunda-feira, 9 de abril de 2012

ANAEL - Liberdade de Absoluto a Absoluto [09/04/2012] (1a. Parte) - Autres Dimensions



09 de abril de 2012.

Publicado em 11 de abril de 2012 pelo site Autres dimensions.



Áudio da Mensagem em Português
(Partes 1 e 2)


Link para download: clique aqui

Eu sou ANAEL, Arcanjo.

Bem amados Filhos da Luz, Bem amados Filhos da Liberdade, eu venho a vocês enquanto Arcanjo do Amor.

Liberado das obrigações do Conclave, eu venho concluir o que foi a minha missão, junto a vocês.

Eu venho falar-lhes deste Último, deste Absoluto.
Devido ao aparecimento do Manto Azul da Graça e à Liberação efetiva da Terra.

Vários de vocês vivem processos particulares.
Esses processos, em ressonância e em relação com o Absoluto e a Onda da Vida e o Manto Azul da Graça, dando-lhes a percorrer novos espaços e áreas de Liberdade que, até agora, estavam fechados para vocês.



***

Há três anos, na época das Núpcias Celestes, eu falei longamente sobre o Abandono à Luz (ndr: intervenções de ANAEL de 11 de maio, 13 de maio, 17 de maio e 05 de outubro de 2009).

O Abandono à Luz que lhes permitiu acolher a Luz em seus diferentes componentes, neste Templo que é este corpo.

Propiciando-lhes viver o Si e a Alegria.
Propiciando-lhes conscientizar, perceber e realizar, algumas Vibrações, algumas Consciências.

Hoje, um elemento novo apareceu, vindo realizar o Casamento Místico do Céu e da Terra que deve atualizar-se em meio aos seus Céus e sobre esta Terra dentro de pouco tempo (segundo alguns prazos que lhes foram dados desde vários anos).

O conjunto dos preparativos da Terra terminou.
O conjunto dos preparativos do seu corpo terminou.

E resta, portanto, manifestar a Alegria a mais Absoluta do Casamento Místico da Terra e do Sol, existente, é claro, em meio à sua Presença neste mundo, se tal for sua Vibração, se tal for o seu futuro.

***

Isso passa por algo que eu vou tentar explicar por meio de palavras, mas que não pode ser senão vivenciado, não pode ser senão experimentado, além de toda experiência.

A Realização foi uma etapa de Conscientização do Si, isso pode ser denominado o Despertar ou a Realização.

Mas nem o Despertar, nem a Realização podem conferir-lhes a Liberdade final, a Liberdade total ligada ao Absoluto ou ao Último.

Isso passa, necessariamente, pelo Abandono do Si, ou seja (em um ato de Amor deliberado, total e absoluto), Liberar-se do que vocês adquiriram, Liberar-se do que vocês se tornaram, a fim de Ser a Liberdade, independentemente deste corpo, independentemente deste Templo, independentemente da sua vida.

Essa é a sua Liberdade.
A FONTE o disse a vocês.

A manifestação do Absoluto, através dos seus marcadores, nesta oportunidade, nesta imensidão, nesta Alegria absoluta.

***

Cabe a vocês viver.
Cabe a vocês decidir.

O Abandono do Si representa o momento chamado de Crucificação e Ressurreição. Ele está diretamente conectado, é claro, à abertura da Porta KI-RIS-TI das suas costas (ndr: vocês irão encontrar os esquemas na coluna “protocolos a praticar”), tendo permitido atravessar o seu corpo e resultar da transparência à espontaneidade, ao nível do Coração e ao nível do Ponto ER do peito e do Ponto OD do peito.

Colocando, de alguma forma, em movimento (pela ajuda do Manto Azul da Graça ao nível das Portas ATRAÇÃO / VISÃO), em meio à sua identidade, aquela que vocês nunca tinham perdido, aquela que vocês nunca deixaram, em última instância, se tal foi o seu desejo.

O Abandono ao Si representa o Casamento Místico consigo mesmo, com a sua cópia, com CRISTO, mas também com o conjunto das Consciências.

Pondo fim a toda separação.
Pondo fim a toda Ilusão.

Fazendo-os descobrir, realmente, o que vocês São (além da sua Dimensão de Sementes de Estrelas e de Ancoradores da Luz): Seres de extrema Beleza, desde toda Eternidade, jamais tendo se separado das Moradas da Eternidade.

Isso se abre a vocês, além da sua Presença, na majestade da Onda da Vida vindo transformar a Vibração do seu Coração, a Vibração do seu Ser.

Fazendo-os percorrer os espaços além de toda Vibração, propiciando-lhes viver a não separação, fazendo-os estilhaçar o conjunto dos tabus, o conjunto dos confinamentos deste mundo.

***

Isso está aberto a vocês, isso é oferecido a vocês porque é realmente o que vocês São, além de toda ilusão, além deste mundo.

Nós percorremos juntos algumas etapas, alguns caminhos.
Hoje, é-lhes preciso superar e transcender isso.

É-lhes preciso encaminhar-se, se tal for o seu íntimo desejo e sua íntima convicção, até o último destino, que não é um, porque ele nunca se moveu.

Além de tudo o que foi vivenciado, além de tudo o que se transformou em vocês, além de tudo o que foi purificado, resta-lhes reencontrar esta pureza original e final assinalando o fim de uma história, qualquer que tenha sido o peso desta história, qualquer que tenha sido o peso das experiências ou sua leveza.

***

Hoje, vocês são capazes de descobrir, na totalidade, o próprio sentido da sua Presença.

Além de toda história deste mundo, vocês São a Eternidade.
Quando nós lhes dissemos que nós estávamos em vocês.

A totalidade dos mundos e dos universos não pode estar em outros lugares senão no que vocês São, no Último e na Verdade.

Então, nós os convidamos a Abandonar o próprio Si, a deixarem-se Desposar, a deixarem-se Casar, a deixarem-se penetrar pela Onda da Vida que vai devolvê-los, efetivamente, ao que vocês São, desde toda Eternidade, pondo fim a toda ilusão, pondo fim a todo sofrimento, pondo fim ao efêmero.

***

Lembrem-se de que, para isso, estritamente nada há a fazer, mas aceitar, simplesmente, esse Casamento com a Onda da Vida, deixá-la difundir-se (conforme os circuitos que lhes serão talvez detalhados em outro momento e em outro tempo, a fim de não estimular sua Consciência para dar atenção ao que é vivenciado, mas, sim, para a própria vivência da Onda da Vida) porque vocês não são absolutamente nada mais senão a Onda da Vida, absolutamente nada mais senão a indizível Beleza da Eternidade.

Isso se descobre em vocês, hoje, e os chama, de maneira irresistível, de diferentes maneiras.

Pela própria Onda da Vida, pela capacidade nova para comungar com cada Irmão e cada Irmã, com cada Arcanjo, com cada parcela da Eternidade, na mesma Ronda e na mesma Dança, a fim de estabelecê-los neste Último aonde vocês são, é claro, acolhidos por vocês mesmos, acolhidos pela Eternidade (da qual, no final, vocês nunca saíram, nem mesmo partiram).

Isso se desenrola neste momento mesmo, isso se desenrola segundo o tempo que foi atribuído e que lhes foi nomeado e dado por algumas entidades.

***

Hoje, o que é importante não é o futuro deste mundo, mas o seu Futuro em meio a este mundo.

Nós sempre lhes dissemos que este mundo não existia, que ele era ilusão, assim como o que vocês viviam.

Hoje, isso lhes aparece em sua majestosa Beleza, em sua majestosa Verdade.
Isso está aí, isso é extremamente simples, isso é extremamente fluido a partir do momento em que vocês depositam as armas, a partir do momento em que vocês aceitam nada mais ser neste mundo.

O conjunto dos Anciãos falou sobre isso com vocês, de diferentes maneiras, durante esses anos.

Nós os levamos a manifestar inicialmente o Si, a realizar o Despertar e a Realização.

***

Hoje, vocês são Liberados Viventes, cada um de vocês, a partir do momento em que vocês depositarem as armas de todo combate, de toda luta e de toda ilusão, contra vocês mesmos ou contra este mundo.

Não existe nem Bem, nem Mal, não existe qualquer combate, não existe qualquer afronta à Vida e à Verdade.

Só o olhar que estava separado pôde acreditar em sua própria separação.
Hoje, o tempo da separação terminou, pondo fim ao isolamento, significando, para vocês, o Casamento do Céu e da Terra, o aparecimento, em seus Céus, de maneira cada vez mais flagrante e evidente, do conjunto da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres.

Hoje, mais do que nunca, o seu futuro está inscrito no Absoluto, se tal for o seu estado, além de todo estado.

***

Então, a Onda da Vida que vem Desposá-los pede-lhes para penetrar na única Verdade que é a sua Natureza, este Êxtase e este Deleite permanentes, porque vocês não têm que procurar o Amor porque vocês São o Amor.

Vocês não podem fazer o Amor porque é o que vocês São.
Vocês apenas podem, simplesmente, manifestar a sua Presença, manifestar a sua Beleza e manifestar o Absoluto.

***

Vocês estão em Tudo e por toda parte.
Vocês são o sem fim.
Vocês são o jamais nascido.

Tudo isso se revela em meio à sua Consciência maravilhada e, por vezes, perplexa, sem chegar ainda a acreditar no que ela vive, sem chegar ainda a colocar palavras na experiência, além de toda experiência e, no entanto, essa é a estrita Verdade.

É o fim da separação.
É o fim das ilusões e do conjunto das marcas desta Separação que vocês vivenciaram, a que vocês se submeteram, mesmo sendo apenas uma ilusão porque, hoje, tudo isso está perdoado, tudo isso está esquecido.

Resta-lhes estabelecer-se em suas Moradas de Eternidade.
Muitos de vocês percebem a ausência de divisórias entre a sua consciência e outras consciências.

Nisso, vocês não estão sonhando.
Nisso, o que é para viver é também esse Casamento Místico.

***

Vocês não estão separados de ninguém, vocês não estão separados de quem quer que seja, há apenas a personalidade, às vezes ainda presente, que pode separar e estabelecer limites a esta União, a esta Verdade.

Muito além de toda carne, muito além de todo contingenciamento, muito além de convenções que possam existir neste mundo, vocês são a inteira Verdade, a inteira Liberdade, vocês são o Absoluto, vocês nada mais são do que disso.

Nós somos Vocês porque vocês são Nós.
Isso não é um jogo de palavras, isso não é um enunciado sem interpretação, nem sem Verdade, muito pelo contrário.

Cabe a vocês descobrir e perceber isso, e isso ocorre a partir do momento em que vocês depositam, aos pés de quem vocês são, o conjunto do que foi construído, o conjunto do que foi desconstruído, pacientemente, durante esses anos.

Hoje, nós os convidamos, uns e outros, a Ser, mais do que nunca, a inteireza de vocês mesmos, além de toda pessoa, além de toda individualidade.

Isso está aí, há apenas que deixar Ser o que vocês São.

***

Então, o Abandono do Si, o que lhes dizer além disso?
Existe uma série de dúvidas e de medos, isso já lhes foi falado.

É-lhes preciso, sobretudo, aceitar conscientemente que, quando essas dúvidas e esses medos aparecem, vocês não são nem a dúvida, nem o medo.

De qual lado vocês querem ficar?
Vocês querem ser a dúvida e o medo que se manifestam a vocês?
Ou vocês querem ser a Eternidade que vocês percebem em alguns momentos?

Que isso seja no espaço das suas noites, no espaço dos seus sonhos ou em alguns espaços de Alinhamento, nos momentos em que vocês não estão mais aí, no momento em que este corpo não mais existe, no momento em que esta própria Consciência do Si não está mais presente.

Naquele momento, resta-lhes dar o último passo, aquele que os convida a dançar a Dança da Onda, a dançar a Dança da Eternidade, a mover-se sinuosamente segundo o Princípio da Vida porque vocês são isso, na totalidade.

Restando, então, superar os seus próprios limites e os seus próprios condicionamentos, os últimos, aqueles que os impedem ainda de viver plenamente a Onda da Vida, de viver este Êxtase e este Deleite permanentes do Ser, Liberados de toda cadeia, de toda carne.

E, no entanto, vocês irão conservar esta carne até o momento em que a Terra tiver decidido.

E, no entanto, vocês irão permanecer em meio a este corpo, mas vocês não estarão mais limitados por este corpo, até o momento em que este próprio corpo tornar-se-á Transparente, estabelecendo-os em sua nova Morada, denominada Dimensão, ou, então, Absoluto.

***

Nada mais há a temer, nada mais há a conquistar, há apenas que render as armas, aquelas da personalidade, aquelas do Si.

Vocês corajosamente construíram as etapas, vocês corajosamente subiram os degraus, vocês corajosamente realizaram as Núpcias de Luz, as Núpcias Celestes.

Resta-lhes, agora, viver as Núpcias Místicas, desta União com cada um e com cada uma, além de todo tabu, muito além da carne, na Eternidade de cada uma das suas Presenças, de Coração a Coração, de olho a olho, de corpo a corpo, além do corpo.

Vocês são esta Eternidade, vocês são esta Beleza.
O que é que ainda pode impedi-los e prendê-los às suas próprias ilusões, exceto vocês mesmos?

Vocês são chamados a se tornar aqueles dos seus próximos que partiram recentemente (ou há mais tempo) e que não se reencarnaram para assistir na carne ao fim desta Ilusão.

Isso não é uma ilusão, isso é Verdade.
O que vocês são chamados a viver nos seus sonhos, nos seus contatos, nos seus vislumbres, é a Última Verdade.

Todos nós somos Um, além da barreira da carne.
Todos nós somos Amor, na mesma Integridade, na mesma Verdade, na mesma Unidade e, sobretudo, no mesmo e único Absoluto.

Isso está em andamento.

***

Naturalmente, alguns de vocês o vivem em níveis, digamos, mais ou menos acentuados, mas isso foi prometido a todos, a partir do momento em que vocês aceitarem não mais ser simplesmente este corpo que vive um Despertar, a partir do momento em que vocês aceitarem não mais ser uma forma que contém a Luz, mas Ser a Luz que supera toda forma.

Vocês são isso, e isso se revela a vocês, cada vez mais.
Então, não, vocês não estão sonhando.

O que vocês são chamados a viver, em meio ao Abandono do Si, é a Realização total do que vocês São, muito antes de todo Despertar, muito antes de toda Realização, muito antes de toda separação.

***

O momento chegou: o momento é para a reparação total de todas as ilusões e de todo sofrimento, levando-os a reconsiderar a relatividade deste corpo, a própria relatividade da sua vida, a própria relatividade deste mundo.

O que foi realizado é a Ascensão e a Ressurreição, em meio a este corpo, porque é apenas aí que isso podia acontecer, porque é apenas aí que isso podia se realizar e vocês o realizaram.

Resta-lhes descobrir a Graça.
Resta-lhes descobrir a possibilidade de se mesclar a qualquer Consciência e fazê-lo, de forma Amada, Amorosa, em total Liberdade de toda carne.

Isso ocorre nos seus sonhos, isso ocorre além de toda noção afetiva, além, é claro, de quaisquer noções limitantes, tais como vocês conheceram-nas neste mundo.

***

Dancem no Sol.
Dancem com vocês mesmos, mas Dancem também uns com os outros porque o outro é apenas vocês mesmos, em um outro momento, em um outro espaço.

Isso ainda lhes parece, hoje, impossível de compreender.
Não há melhor amigo que o seu pior inimigo, não há melhor irmão que aquele que os enganou, não há melhor amigo que aquele que se diz seu inimigo.

Essa é a estrita Verdade.
Então, vocês poderão dizer, como o CRISTO: “o que vocês fizerem ao menor de vocês, é a mim que vocês fazem” porque vocês o fazem, de fato, a vocês mesmos.

A maneira com a qual vocês julgam, vocês serão julgados.
Não há julgamento, exceto o julgamento que vocês fazem, vocês mesmos, não importa de qual de vocês: o outro que é apenas vocês mesmos.

Isso será vivido, essa é a estrita Verdade.
Percorridos pela Onda da Vida, tornem-se a Onda da Vida, na totalidade, que isso seja neste corpo, como em qualquer outro corpo, nesta Estrela como em qualquer outra Estrela, sobre esta Terra com em qualquer outra Terra.

O momento chegou e é agora, além de todo tempo, além de todo limite e além mesmo de todo corpo.

Vocês não são este corpo, mas vocês estão neste corpo.
O que está neste corpo e o que Dança em vocês é a Onda da Vida que os percorre.

Vocês são Isso.

***

Resta-lhes atravessar este última fase, levando-os a estabelecer-se, pela Eternidade, no que vocês São.

Não, vocês não estão sonhando.
Vocês têm também, a partir do momento em que vocês depositarem as últimas armas, que testemunhar.

O testemunho não tem necessidade de grandes discursos, não tem necessidade de demonstrações.

A sua simples Presença basta para abrasar o conjunto da humanidade nesse Fogo de Amor final e terminal, pondo fim à separação, à divisão e às ilusões.

Vocês chegaram a isso.
Vocês não dependem mais de qualquer tempo linear deste mundo para vivê-lo, porque isso cabe apenas a vocês.

O momento coletivo da Terra é possível a cada sopro, para cada um de vocês e para o conjunto dos seus Irmãos e das suas Irmãs.

***

Não busquem data porque a data chegou.
Não busquem mais o momento porque cada momento corresponde a isso.

Resta-lhes, simplesmente, deixar Ser o que vocês São.
Resta-lhes se beneficiar do que vocês São em meio a este efêmero.

O Absoluto se revelou para alguns de vocês.
Ele irá se revelar para muitos de vocês, gradualmente e à medida do tempo, porque o que vocês São permite a Comunhão, porque o que vocês São no Absoluto é contaminante e permite àqueles dos seus Irmãos e das suas Irmãs que ainda duvidam, tornar-se, vocês mesmos, eles mesmos.

Vocês são, naquele momento, o iniciador e a iniciadora que, pelo Casamento Místico, vêm abrasar o Coração do outro.

Não mais enquanto Coroa Radiante, não mais somente enquanto Lareira, mas, sim, como uma Vibração extrema, ocorrendo no conjunto do corpo, levando-os ao estado de deleite absoluto do que vocês São.

Nada mais poderá ser como antes.
Vocês irão comungar, no Céu, com cada um de vocês, que é um outro você mesmo, eu o repito, em outro espaço e em outro tempo.

A visão da separação apenas foi mantida pelos horrores e pelo próprio sofrimento do que foi criado no pensamento.

Isso está superado.

***

Hoje, vocês São, se vocês se Abandonarem à Luz e se vocês abandonarem o próprio Si.

Instantaneamente, vocês se tornam o Esposado, aquele que está Casado com o CRISTO e, para vocês, o CRISTO está aí.

Ele vem despertá-los ao seu Último.
Ele vem pedir ao seu Coração para tornar-se você mesmo.

E nós vimos, nós, Arcanjos, como os Anciãos, como as Estrelas, como aqueles que pertencem a alguma estrutura (ndr: intervenção de BIDI) enquanto aqueles que vão colocá-los na Verdade, na Transparência, na Espontaneidade, além de toda barreira, além de todo limite, além de toda apreensão.

***

Isso é Amor e nada mais.
Não é nada mais senão o Amor porque o Amor é a Essência dos mundos.

Não é nada mais senão esses diferentes qualificativos Vibratórios que nós explicamos para vocês, permitindo-lhes vivê-los, permitindo-lhes também sintetizá-los e os aproximar do que se vive agora (para alguns de vocês, desde dois meses).

A época da Páscoa passou, resta agora viver esta primavera (outono, no hemisfério sul), esta Ressurreição de si mesmo que os conduzirá ao verão (inverno, no hemisfério sul).

Muitas coisas irão transcorrer, através de vocês, como sobre este mundo.

***

Lembrem-se de que vocês são além do mundo porque vocês são a Onda, além de todo o mundo.

Lembrem-se de que vocês são a Alegria, além de toda alegria e isso é chamado de Êxtase, isso é chamado de Fusão e Dissolução.

Isso é para viver, a partir do momento em que vocês depositarem toda arma da personalidade.

Vocês nada têm a perder porque vocês, aparentemente, já tudo perderam.
É apenas uma restituição da Verdade e da Beleza.

Vocês passaram de Semente de Estrela e de Ancorador de Luz a Filhos da Liberdade. Então, demonstrem a sua Liberdade porque vocês são os Liberados e porque vocês são os Viventes.

Cabe a vocês deixar Ser, na totalidade, isso.
Cabe a vocês romper toda barreira, derrubar todos os muros do isolamento que poderiam ainda restar, isolando-os dos seus Irmãos e das suas Irmãs, daqueles que vocês amam, como daqueles que vocês acreditam não amar, daqueles que estão deste lado do véu, como daqueles que atravessaram esse véu para ir ao que vocês nomearam, anteriormente, as portas da morte.

***

Tudo isso está aberto, tudo isso é Verdadeiro, tudo isso é Amor.
Transcendendo e Glorificando a própria carne que vocês habitam, chamando-os a esta Transparência, a esta última Transcendência, transformando cada uma das suas células em um braseiro ardente de Amor, nesta forma de cristal, estabelecendo-os em meio à sua nova Morada ou em meio ao Absoluto.

Isso se desenrola neste momento mesmo.
Então, é claro, muitos dos seus Irmãos e das suas Irmãs (que são outras partes de você mesmo, ainda não despertadas) vão se rebelar, vão entrar em rebelião porque eles têm medo.

E vocês são, de algum modo, aqueles que vêm amenizar os medos, não mais semeando a Luz, não mais enxameando a Verdade, mas, simplesmente, manifestando a Verdade do Absoluto que vocês São.

Vocês vão ver (por si mesmo, pelos seus olhos e pela sua Consciência) que vocês serão os agentes transformadores daqueles dentre vocês que são senão vocês em outros momentos, que ainda não estão abertos a esta Última Verdade.

Os primeiros serão os últimos.

***

Vocês fazem parte daqueles que, pela sua simples Presença, sem qualquer alinhamento, sem qualquer vontade pessoal ou individual, vão trabalhar para a Liberdade, trabalhar para a Liberação porque, Liberando-se, vocês Liberam o mundo.

Vocês são Livres.
Vocês são, desde toda Eternidade, a Liberdade.

Vocês são, desde toda Eternidade, o Amor, o Amor Absoluto, aquele que não conhece qualquer carne, aquele que não conhece qualquer resistência, qualquer oposição.

Nada mais há senão o Amor.
Nada mais há senão o Abandono do Si para CRISTO.

Então, nós os acolhemos e nós os esperamos em vocês mesmos, nesse santuário que foi esse Templo que vocês construíram, que vocês fizeram, que vocês limparam, permitindo-lhes, hoje, receber o Noivo.

Tudo isso se desenrola neste momento mesmo.
Muitos de vocês vão tomar Consciência da Onda da Vida, mesmo sem poder ali colocar palavra ou denominação, sem poder sequer descrever os efeitos.

Eles irão viver os efeitos e eles irão se tornar isso, assim como vocês.

***

Então, vocês poderão comungar uns com os outros, na Verdadeira Comunhão, não aquela das aparências, não aquela de uma família, mas aquela da Liberdade de Absoluto a Absoluto, além de toda consciência.

É isso que está em andamento neste momento, neste tempo da Terra, neste tempo da sua Eternidade.

Mais do que nunca, nós estamos com vocês.
Mais do que nunca, nós somos vocês.

O contato, a Comunhão e a Fusão irão se estabelecer por uma modificação importante da Onda da Vida, da sua propagação em meio a este corpo e, também, pela modificação intensa dos diferentes sons percebidos nos ouvidos, aumentando e ampliando o estado de Êxtase ou o estado de Íntase.

Vocês nada arriscam porque vocês São este Êxtase, vocês São esta Íntase.
Vocês São esse som que se ouve ao nível dos ouvidos.

Vocês são, também, o som que é ouvido no Céu e sobre a Terra porque a Terra e o Céu nada mais são do que vocês mesmos, eles também.

Vocês São isso, na totalidade.
Deixem trabalhar.
Deixem Ser.

Deixem as energias da Criação revivificar a Eternidade da sua Presença sobre este mundo, como em qualquer mundo.

Vocês não estão mais limitados a este mundo.
Vocês não estão mais limitados a este corpo.




************
Segunda Parte [Clique aqui]

***
Mensagem do Bem Amado ARCANJO ANAEL no site francês:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=1410
09 de abril de 2012 (Publicado em 11 de abril de 2012).

***
Tradução para o português:
Zulma Peixinho - http://portaldosanjos.ning.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário