segunda-feira, 19 de dezembro de 2005

O.M. AÏVANHOV - A Manifestação do Elemento Ar [19/12/2005] - Autres Dimensions



19 de dezembro de 2005.
do site AUTRES DIMENSIONS
Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

Bem, caros amigos, estou muito contente por reencontrá-los neste período extremamente importante.

Aproximamo-nos, agora, de eventos bastante importantes para a evolução deste planeta e, também, para as entidades espirituais, em seus diferentes planos, que esperam esse momento há, agora, certo tempo, entidades que se têm prontas a intervir para guiar, dirigir e evitar que os elementos que vão atingir o planeta manifestem-se de maneira demasiado desordenada, eu diria.

Como vocês sabem agora, e como já foram prevenidos já há certo tempo, certo número de eventos extremamente próximos virá atingir este planeta e, sobretudo, atingir as consciências.

De fato, é tempo para que a humanidade, na totalidade de sua encarnação, através da raça encarnada, saia, enfim e definitivamente, da escravidão intelectual na qual estão.

Nisso, os elementos e as energias arcangélicas que presidem esses elementos vão dirigir fluxos energéticos extremamente potentes sobre este planeta.

Nós podemos, agora, afirmar que certo número de elementos que vão sobrevir estão em relação direta com a manifestação violenta dos elementos, em especial, o elemento ar, que vai manifestar-se através de fenômenos não habituais, extremamente raros, que vão varrer, que vão desenraizar certo número de coisas.

Esse elemento ar vai manifestar-se, também, no interior de vocês, para induzir, de algum modo, uma ativação de esquemas que são não conformes à vontade da Luz, de maneira a abrir seus olhos, permitir-lhes ver, enfim, a realidade da Luz.

Nisso, o elemento ar será aquele que intervirá primeiro.
Ele vai induzir certo número de fenômenos climáticos extremamente violentos, que vão ao sentido de variações climáticas extremamente fortes, mas, também, de fenômenos de tempestades extremamente violentas que vão induzir certo número de fenômenos ao nível das consciências, mas, obviamente, também, certo número de estragos, eu diria, ao nível do que faz o orgulho de sua civilização completamente elétrica.

Certo número de processos será dirigido para poder, de algum modo, frear, parar, aniquilar, de maneira temporária, as capacidades de regulagem elétrica do planeta em sistemas essenciais. Isso vai induzir certo número de fenômenos de curtos-circuitos extremamente violentos em algumas regiões deste planeta.

Agora, não creio que vocês serão implicados, no que se refere à Europa do Oeste, em todo caso, no que diz respeito ao elemento ar. Mas compreendam, efetivamente, que esses eventos deverão sobrevir no período imediatamente posterior ao período da véspera de Natal.

Entretanto, não é impossível que, por um efeito de dominó, haja repercussão desses fenômenos até seu nível.

Os processos, como vocês o compreendem agora, energéticos de manutenção num certo estado do planeta serão profundamente afetados num primeiro tempo.

Isso, é o elemento ar.
Mas, paralelamente a isso, manifestar-se-á o elemento Terra e inúmeros sismos e acordar do fogo da Terra, através dos vulcões, ser-lhes-ão anunciados pelo planeta, tanto no que vocês chamam o cinturão de fogo do pacífico, mas, também, na América Central e na América do Sul.

Inúmeros vulcões vão despertar, vão emitir, enormemente, fogo, cinzas e fumaça, que vão obscurecer, totalmente, o céu, o Sol, e que corresponderá a um pequeno inverno nuclear.

Eu digo um «pequeno» inverno nuclear, porque as modificações cármicas, climáticas que sobrevirão provocarão uma aceleração de processos de fonte ao nível dos polos, pela desagregação total da camada de ozônio, provocando uma fonte maciça de calotas polares, provocando movimentos de gelos extremamente importantes.

E isso vai suceder durante quinze dias.
Cada dia aportará um conjunto de eventos que vocês poderão constatar por si mesmos.

E, diante do aspecto extremamente importante desses eventos ao mesmo tempo climáticos, ao mesmo tempo ligados ao ar e ao fogo da Terra, os humanos vão começar a colocar-se questões sobre sua vulnerabilidade, sobre a noção de escravidão técnica e tecnológica na qual vocês se comprimiram.

Inúmeras decisões deverão ser tomadas ao nível, não individual, desta vez, mas ao nível dos governos porque, aí também, haverá uma tomada de consciência extremamente importante.

Vocês não saberão mais para onde girar a cabeça.
Vocês não saberão mais para onde dirigir seus olhares para estar à escuta do que acontece.

Esses eventos estão a caminho.
Seguramente, as energias arcangélicas velam pelo bom desenrolar desses processos, que são processos não finais, mas iniciais de transformações de consciências individuais, de consciências planetárias.

Um fenômeno de elevação vibratória, paralelamente à alternância dos elementos, provocará uma modificação do estado de consciência dos humanos atualmente encarnados sobre este planeta.

Como eu dizia, seus olhos abrir-se-ão.
Vocês começarão a ver a Luz.
Vocês começarão, através do sofrimento do planeta, a ver os erros da humanidade, o erro de não ter sabido aplicar as leis de fraternidade, as leis de amor incondicional, universal, que são a lógica inerente de toda vida, qualquer que seja o reino ao qual pertença.

Em seguida, paralelamente a essa tomada de consciência, o quarto elemento, o elemento água começará a alternar-se, através de maremotos extremamente catastróficos que se produzirão em alguns lugares do planeta.

É extremamente importante, durante esses eventos, permanecer centrado, aberto, na oração interior, oração do coração, de unificação consigo mesmo, na fraternidade, evitar todos os movimentos de humores, de cóleras, os momentos em que vocês serão presas de fenômenos de dúvidas terríveis.

Mas, lembrem-se, é apenas uma etapa inicial.
Após isso sobrevirá uma grande calma, como após um caos, na qual os seres humanos tentarão compreender o que lhes aconteceu.

E, enfim, vocês se aperceberão, graças, em especial, aos povos do Intraterra, que poderão manifestar-se a diferentes pessoas (que não estão preparadas para serem canais e canalizadores, mas que são seres humanos que estão nos postos de comandos), de que vocês não estão sós, que vocês são, também, acompanhados em sua evolução por seres que são muito mais evoluídos do que vocês, tanto nos mundos celestes como nos mundos do Intraterra.

Isso é extremamente importante.
E os homens que estão no poder e que recusarem ver a realidade da manifestação da energia da consciência do planeta (mas, também, de consciências que vivem, não no solo, mas no interior do planeta, mas, também, no céu, em dimensões etéreas) e que não quererão confiar em ensinamentos que terão sido formulados, continuarão sua errância, seu caminho de perdição que os arrastarão para mais peso, para mais desvario. Mas compreendam, efetivamente, que duas humanidades, a partir daquele momento, vão enfrentar-se: aqueles que terão compreendido a lição de consciência do planeta Terra e que compreenderão a lei da Unidade (que toda vida é una), e aqueles que continuarão a opor-se a essa lei da Unidade.

Agora, quanto à duração total dos eventos e à sua gradação durante certo número de semanas, nós não podemos ser mais precisos do que eu lhes disse agora.

Simplesmente, compreendam, efetivamente, que há uma relação direta entre o que acontece em cada consciência individual, mas, também, no que acontecerá na consciência da Terra.

Inúmeros modelos em funcionamento energético ligados ao petróleo, ligados à eletricidade, ligados aos meios de condições atuais serão extremamente postos em dificuldades, pelos fenômenos climáticos, pelos fenômenos do ar, pelos fenômenos terrestres.

Tudo isso vai encadear-se regularmente, progressivamente, dia a dia, para conduzi-los, enfim, à tomada de consciência final, que sua Terra é viva, que é um organismo vivo que é necessário respeitar.

Esta Terra vai acordar, mas os planos espirituais vêm, também, ao encontro.
Vocês sofrerão, cada vez mais, de dores de cabeça, porque as energias elétricas cósmicas retransmitidas pelo Sol vão tornar-se extremamente intensas, a partir de 21 de dezembro, dentro de dois dias, em relação com o solstício de inverno.

E, a partir daí, os eventos vão encadear-se uns após os outros.
Os elementos vão conjugar-se.

Vocês vão aprender coisas aqui e ali sobre este planeta.
A sucessão e a rapidez dos eventos farão interrogar-se, grandemente, o mundo científico, mas, também, as consciências de todo humano encarnado: criança, adulto, velho, mas, também, os governantes.

Caberá a eles tomar sua responsabilidade quanto à emergência da nova consciência, mas, também, quanto à recusa da emergência da nova consciência porque, estejam certos, que duas humanidades vão enfrentar-se: aqueles que aceitarão a vida, a Unidade, e aqueles, uma vez mais, que a ela se oporão, ainda, com mais veemência, com animosidade.

Vocês vão entrar num período de trinta e dois meses que vai corresponder a essa luta entre a consciência da Luz e a consciência da sombra, ilustrada pelas duas humanidades que se oporão, mas ilustrada, também, pelos dois blocos do oeste e do leste, que se oporão, eu repito, mas, também, no interior de vocês mesmos.

As partes de sombra quererão manifestar-se ainda mais e as partes de Luz manifestar-se-ão, também, ainda mais.

E vocês serão rasgados entre as forças da sombra e as forças da Luz.
E vocês devem, sem parar, conectar-se à sua Fonte, ao Sol, à Mãe Terra.

Vocês terão, também, a capacidade de dar-se conta de que os mortos não estão mortos, que a consciência é una e indivisa, que apenas a separação que havia sido necessária para certo caminho evolutivo vai, progressivamente, dissipar-se.

Os véus separativos de consciência vão desaparecer.
Será muito mais fácil entrar em comunicação com outras dimensões, para muitas pessoas, mas, também, com as forças da sombra, para aqueles que o desejarem.

Miguel desembaraçou, totalmente, os planos espirituais, a partir da quinta até a décima primeira dimensão, totalmente, de todos os resíduos de forças adversas.

Essas forças opostas à Luz autêntica estão, agora, ao mais próximo da terceira dimensão.

Nisso, convém estarem extremamente vigilantes, extremamente alinhados, conectados à Fonte com seus diferentes meios que vocês conhecem.

Isso pode ser através de cristais.
Pode ser através de uma oração, uma meditação do coração, uma conexão à natureza. Mas convém permanecer o mais possível centrado, para não estar submisso a essa maré cósmica, a essa maré planetária que vão entrechocar-se, progressivamente.

Progressivamente, após o solstício, vocês vão entrar num fenômeno de consciência único, em todo caso, para as almas que estão prontas.

Qualquer que seja o grau de importância de todos esses eventos de que eu falei e que não posso, de momento, precisar a extensão, é importante compreender que vocês vão viver esse fenômeno climático, também, no interior de si mesmos.

As energias, tais como vocês as sentem, atualmente, nada são em relação a essa energia cósmica e à reação da consciência planetária.

Vocês serão agitados; vocês serão abalados pelas energias, pela consciência planetária e a consciência cósmica que vão encontrar, em vocês, o terreno propício para cristalizar, para fazer emergir ou, ao contrário, fazer morrer, em vocês, coisas que devem morrer, ou fazer emergir o que deve ser luminoso, belo.

Sua consciência, dito em outros termos, vai expandir-se.
Extremamente importante essa expansão de consciência.

Ela vai fazer-se progressivamente, durante os doze últimos dias do ano, a partir de 20, 21, 22, 31 de dezembro: doze dias que ilustrarão, totalmente, o que serão os trinta e dois meses que vêm para vocês.

Aí está, caros amigos, progressivamente e à medida dos dias e do avanço da consciência cósmica que desce, esse famoso espancar cósmico. E, progressivamente e à medida da reação planetária, esse ser vivo que nos suporta, a todos, em todos os sentidos do termo, vai manifestar-se, vai reagir ao apelo do fogo cósmico.

Progressivamente, eu os informarei, de acordo com o que me é autorizado dizer-lhes, de acordo, também, com minhas próprias percepções. Mas estejam certos de que o processo é, doravante, encadeado, que não haverá, como foi anunciado em diferentes reprises, fenômenos de adiamento ou fenômenos muito limitados.

Nós entramos num fenômeno extremamente coletivo, ao nível do conjunto planetário, a fim de fazê-los compreender que vocês não estão isolados nesse país, mas que todos os países interagem entre eles, que não há os ricos e os pobres, que há apenas uma humanidade, mas não no sentido em que os economistas quiseram construí-la, no sentido desse globalismo, mas no sentido da fraternidade universal, planetária, global.

Aí está, o que será levado a efeito através da ativação de elementos por intermédio do fogo cósmico, por intermédio da consciência planetária.
Aí está o que eu tinha a dizer-lhes, de momento.

Agora, se vocês têm questões, eu estou, caros amigos, totalmente pronto a responder-lhes, na medida de minhas capacidades.

>>>

Questão: como ajudar as estruturas físicas a viver essas modificações?

Caro amigo, as preconizações que eu poderia dar são: beber muita água, em seguida, tomar o chá de aubepine, em seguida, banhar-se, duas vezes por dia.
Seus processos, à noite, são extremamente potentes, mas fazem apenas começar.

Cada noite será cada vez mais violenta ao nível do despertar, da subida do fogo que está em vocês, através da descida da Luz.

Há um trabalho extremamente potente que se faz nos hemisférios do cérebro, aqui, precisamente, através da fusão, da aproximação dos hemisférios, mas, também, uma excitação, efetivamente, de fenômenos circulatórios e vascular, que pode introduzir fenômenos de congestão, sangramentos do nariz, sangramentos ao nível dos orifícios, quaisquer que sejam.

Convém refrescar o sangue.
Refrescar o sangue faz-se tomando duchas.
Refrescar o sangue faz-se bebendo água.
Refrescar o sangue faz-se no aubepine, mas, antes, com o aubepine não quente, morno, quase frio, e, sobretudo, não quente.

Bebam, o menos possível, o quente.
Convém, com as temperaturas que vocês têm, não beber quente, mas quase frio, de maneira a refrescar o sangue, de maneira a que a fluidez sanguínea não provoque fenômenos congestivos.

Entretanto, vocês terão sangramentos de nariz cada vez mais importantes, que correspondem à retirada de alguns bloqueios que foram colocados há extremamente muito tempo.

Seus olhos vão abrir-se.
Vocês verão o que é, realmente, a Luz.
A partir do momento em que vocês respeitam essas três regras, tudo estará muito bem.

>>>

Questão: o que se chama «os fogos do céu»?

O fogo do céu, caro amigo, é ligado à manifestação do Espírito Santo.
Desde agora quase duas décadas chega sobre a Terra certo número de energias religadas pelo Sol Central da galáxia e pelo Sol que chega sobre o planeta.

Essas energias são chamadas a energia da polaridade feminina do Pai, a energia do manto azul de Miguel, a energia Mariana, a energia de Shakti, a energia do Espírito Santo, a energia da Shekinah.

A energia da polaridade feminina do Pai chega sobre a Terra desde agora quase vinte anos, regularmente.

E, nesse período que chega, a totalidade do fogo cósmico que chega é uma energia de natureza elétrica e fotônica, ela chega muito fortemente, sobre o chacra situado o mais alto dos seres humanos, de maneira a despertar a centelha Divina, o famoso décimo terceiro corpo, a fonte de cristal, acima da cabeça, de maneira a despertar, totalmente, seu próprio Espírito. Isso não se faz sem sofrimentos, porque o Espírito é pura Luz.

E a alma coloriu, através da personalidade, de algumas zonas de sombra, o funcionamento do Espírito. Ora, o Espírito não suporta a sombra, e há processos de reajustes, de aquecimentos do sangue, de descristalizações.

Os sangramentos de nariz são perfeitamente lógicos.
Correspondem, completamente, ao que acontece.
Alguns de vocês terão muito violentas dores de cabeça.

Portanto, o fogo cósmico corresponde à totalidade do Espírito Santo, à totalidade da polaridade feminina do Pai, que chega, aí, para o Natal.
É importante refrescar, de maneira importante, o sangue.

Ao nível alimentar, convém comer o máximo de legumes, de leguminosas, também, alguns cereais também, e limitar, tanto quanto possível, os produtos de natureza animal, durante esse período, de maneira a não excitar e aquecer o sangue, mas, ao contrário, abrandá-lo, para receber ao máximo a energia do Espírito Santo.

Seria bom limitar os queijos, e contentar-se com produtos extremamente naturais e, sobretudo, produtos à base de legumes, e unicamente legumes, todos os legumes, todos os amidos, também.

Vocês podem comer isso à vontade, mas, sobretudo, não se esqueçam de beber muita água fria, mas, também, o aubepine, não demasiado quente, beber morno, e frio, se puderem.

>>>

Questão: o que é da gripe aviária?

Há fortes chances, também, de que surtos de gripes aviárias explodam e transmitam-se ao homem.

Mas isso será para um pouco mais tarde.
Eu penso que os eventos climáticos que temos, de momento, são extremamente potentes, a menos que as energias arcangélicas ligadas ao elemento ar (que é a via de propagação de vírus; os vírus pertencem ao elemento ar) misturem-se e combinem-se, nesse momento, caso em que vocês terão que enfrentar, ao nível planetário, uma crise energética, econômica, mas, também, epidêmica mundial.

Mas isso será definido apenas a partir dos primeiros dias de janeiro, em função da primeira reação dos governantes, da primeira ração da totalidade de consciências encarnadas sobre a Terra, de qual orientação tomará a consciência coletiva da Terra, mas, também, a consciência planetária.

Bem, e agora, caros amigos, vou desejar-lhes boa estrada com todos os males diversos de expansão de consciência na Luz autêntica.
Bem vindos.

Divirtam-se muito.
Eu lhes aporto minha saudação fraternal, toda a minha bênção de amor e de fraternidade, e eu lhes digo até muito em breve.

************
Mensagem de O.M. AÏVANHOV no site francês Autres Dimensions:
http://autresdimensions.info/article3d56-2.html
19 de dezembro de 2005 (Publicado em 19 de dezembro de 2005).
Versão do francês para o português: Célia G.
via: http://leiturasdaluz.blogspot.com.br

Um comentário:

Postar um comentário