domingo, 25 de dezembro de 2011

MARIA - 24 de dezembro de 2011 - Autres Dimensions






24 de dezembro de 2011.

do SITE AUTRES DIMENSIONS.




AUDIO EM FRANCÊS:

MARIE_24-12-2011 por autresdimensions

Eu sou MARIA, Rainha dos Céus e da Terra.

Filhos bem amados, eu volto a exprimir-me, pela segunda vez, entre vocês.

Gostaria, neste instante, de colocar as bases, de algum modo, da evolução da Consciência, da evolução do Ser de Luz que vocês são, nos tempos que se abrem.

Eu deixarei o Comandante dos Anciões, em alguns dias, exprimir-lhes certo número de verdades concernentes a esse Templo que vocês construíram, nesse corpo que vocês habitam, que lhes permite, agora – para aqueles de vocês que o desejam ardentemente – estabelecer-se na Unidade.
(ndr: O.M. AÏVANHOV intervirá em 27 de dezembro próximo – nenhuma canalização pública está organizada).

Muitos de vocês, meus Filhos, vivem modificações importantes de sua consciência. Nesse Templo que é seu corpo, percepções mais ou menos intensas surgem e conduzem sua consciência – o que vocês São – a posicionar-se em novos espaços, em novas Dimensões.

Os Céus abriram-se em vocês e permite-lhes beneficiar-se de momentos intensos de Luz. Muitos de vocês sentem, de algum modo, a iminência de eventos importantes. Nós sempre dissemos, umas e outras, bem como os Anciões e os Arcanjos, para não procurarem data porque, como Ele mesmo havia dito (meu Filho havia dito): «Ele viria como um ladrão na noite».

Hoje, o conjunto de Portas, o conjunto de funções desse Templo que vocês construíram nesse corpo está pronto para acolhê-Lo. Mais do que nunca, o Apelo da Luz em vocês os conduz a viver os mecanismos do Ser de Luz que vocês são. Para além de suas percepções, para além das experiências de sua consciência, vocês constatam que sua própria consciência, mesmo no desenrolar de sua vida aqui embaixo, sobre esta Terra, torna-se diferente, preparando, de algum modo, cada um, a viver esse Reencontro.

Há algum tempo, eu havia falado de sinais no céu.
Eu empreguei certo número de expressões que, hoje, surgem para vocês.
Mas o mais importante não é o que acontece sobre esta Terra nem em seus Céus, mas, efetivamente, em vocês, porque, efetivamente, o que vocês vivem e o que viverão será função apenas de sua capacidade para reforçar-se na Humildade e na Simplicidade, para apagar toda veleidade ligada à personalidade de reforçar-se.

Desse modo, a Luz do Ser que vocês são reforçar-se-á e virá transcender a totalidade das zonas que possam, ainda, existir, não suficientemente iluminadas, ilustrando, assim, a frase: «busquem o Reino dos Céus e todo o resto lhes será dado em acréscimo». Isso acontece, nesse momento, tanto individualmente como, muito em breve, coletivamente.

O Canal Mariano que se formou permite às minhas Irmãs e a mim mesma trabalhar em vocês, comungar com vocês.

Hoje, o mais importante, nessas noites de solstício e de nascimento específico, o importante é Comungar à Luz, porque é a única Verdade, a única utilidade e a única coisa que é Eterna.

Nesse corpo que vocês habitam e que eu habitei, nós passamos, todos, por etapas específicas, e sabemos, todos, que nesse corpo da carne da Terra nós fomos efêmeras, mas que existe algo que está além desse efêmero. E o que vocês descobrem, hoje, não é uma ideia, um conceito ou uma percepção, mas, efetivamente, a Verdade de sua Eternidade.

A Eternidade é Luz, ela não é mais um corpo, mesmo aquele da Existência.
A Luz é o Espírito: o Espírito de Vida, aquele que é Amor, aquele que é Luz.

Vocês descobrem isso.
Então, quer isso passe pela Graça, quer passe por algumas dificuldades, quer passe, também, por algumas evidências, lembrem-se de que, qualquer que seja seu caminho individual, vocês convergem, todos, para o que vocês São, na Eternidade, na qual não há mais sofrimento, não há mais morte, não há mais falta, não há mais questões.

O corpo manifestou, nessa carne, muitas coisas.
Vocês sabem, vocês que lerão minhas palavras ou que me ouvirão, porque vocês sabem que o que vocês vivem, nesse corpo, não está aí por acaso.
Então, eu não voltarei e não me estenderei sobre o que não me concerne: quer vocês chamem a isso Lâmpadas, chacras (qualquer que seja a terminologia de nossos irmãos orientais), além de tudo isso, há a Consciência pura que, ela, é Eternidade.

Isso, vocês descobrem em seus momentos de Alinhamento, em seus momentos privilegiados, em suas noites, nos momentos em que a Luz chama-os, mais do que em outros.

Então, é claro, nós podemos, de nosso lado, conceber que, para vocês, alguns desses apelos possam ser desconcertantes, porque eles os tiram, de algum modo, do comum da vida, tal como seus sentidos, suas ideias dão-lhes a viver.

A Luz é a Eternidade.
Ela não é inscrita no efêmero.
O apelo da Luz, mais do que nunca, convida-os, agora, a viver o que vocês são.

A Luz convida-os a Ser, e não mais a outra coisa, conduzindo-os a ver, pelo Coração, pela Visão Etérea, por suas próprias percepções, sua natureza, que é sua natureza.

Em alguns momentos que vocês vivem, não há mais idade, não há mais corpo, não há mais o que faz a vida comum. Isso não é uma fuga, bem ao contrário, mas a instalação da Verdade em vocês.

Muitos de vocês trabalharam, desde anos, bem antes dos Casamentos Celestes, para encontrar o que são. Hoje, o que vocês vivem é o que vocês encontraram, ou seja, quem vocês São (quer nomeiem a isso Vibração ou Silêncio Interior, quer sejam os diferentes sons que vocês começam a ouvir ou que ouvem desde muito tempo), tudo converge para esse Apelo final da Luz.

Tudo está pronto.
Vocês estão, agora, não mais na espera nem na esperança, mas no acolhimento total do que vocês São. De sua faculdade para acolher o que vocês São, na Eternidade, a Eternidade tornar-se-á seu quotidiano, aqui mesmo, sobre esta Terra, nesse corpo.

Não há mais barreira.
Os Céus rasgam-se para vocês.
Ao seu modo, vocês comungam aos diferentes estados do Ser que vocês são, às diferentes Dimensões, como vocês dizem.

Por momentos – e isso vai tornar-se cada vez mais intenso – vocês se perceberão como Verdade na Eternidade, enquanto seu cotidiano, sua vida (no sentido comum), parecer-lhes-á como um sonho. E a Luz tornar-se-á, pouco a pouco, sua única realidade, preparando-os para viver esse Reencontro final com a Luz.

Existem, é claro, muito numerosos sinais e muito numerosas manifestações, tanto em seu corpo como em sua consciência.

Eu deixarei o Comandante dos Anciões exprimir-se sobre isso, em alguns dias. Retenham que o que é importante é a experiência de sua consciência, que vai conduzi-los a posicionarem-se, vocês mesmos, na Eternidade ou no efêmero, ilustrando – dito de outro modo – o que dizia o Comandante dos Anciões, há algum tempo: vocês são lagarta ou vocês são borboleta?

A borboleta chega à maturidade.
Ela se tem pronta, na Eternidade.
E o efêmero pode apenas apagar-se diante da Eternidade.

Tudo isso vocês vivem em sua consciência.
Tudo isso vocês vivem em suas experiências, em seus Alinhamentos, em suas noites.

Vocês são, agora, muito numerosos a viver isso, reforçando-se, de algum modo, na Verdade do que vocês vivem, porque o que vocês vivem, naqueles momentos, preenche-os de Graça, de Alegria, de Paz, que é dificilmente obtida na vida comum.

A Alegria torna-se sua Verdade naqueles momentos.
Então, como os prazeres da vida comum podem rivalizar com essa Alegria?
Como os apegos, que são o comum da vida, podem persistir diante dessa Alegria?

A Consciência leva-os a colocarem-se, não questões, mas a colocar-se a boa resposta, a submetê-la a si mesmos: vocês vão para sua Eternidade?
Apenas sua Consciência sabe-o.

A Comunhão preenche-se, agora, de elementos novos, que os conduz a viver, nesses momentos de Comunhão, estados de Fusão depois de Dissolução na Luz, que é sua Eternidade. Cabe a vocês saber se há, ainda, na pessoa que vocês são, aqui, sobre esta Terra, resistências a essa borboleta que está pronta para voar.

É claro, existem, ainda, sobre a Terra, vocês sabem, resistências à Luz.
Essas resistências são apenas a resultante de medos, porque a Luz não é desse mundo, mas, no entanto, ela vem estabelecer-se nesse mundo e sobre esse mundo. É isso, muito precisamente, que vocês estão atualizando em vocês, realizando em vocês.

Além das percepções de seu próprio corpo, além das experiências de sua própria consciência, é necessário ir, agora, para essa Liberdade, para essa Liberação. A intensificação dos processos de Luz traduz, em termos de intensificação de suas próprias Vibrações (mecanismos de Elevação e de Ascensão, como vocês os nomeiam) reforça-se a cada dia.

Tudo o que há, de algum modo, a manifestar, é a Alegria da Liberdade, a Alegria da Liberação, a Alegria de estar, enfim, aqui mesmo, onde vocês estão, nas Primícias da Eternidade, porque a Eternidade é ausência de sofrimentos, ausência de medos, ausência de faltas. Tudo isso, vocês descobrem, cada um ao seu modo, e isso vai tornar-se cada vez mais evidente, se vocês escutam o que lhes diz seu Coração.

Se vocês vissem o que é seu Coração!
O olhar separado afasta-se de vocês.
A consciência fragmentada da pessoa que vocês são afasta-se, também, de vocês, não, é claro, rejeitando a pessoa que vocês eram, mas, efetivamente, transcendendo-a pala Consciência dessa Eternidade que está em vocês e que se instala.

Esse trabalho não é um trabalho: é a Obra, a Grande Obra da Luz, a Obra no Branco, aquela que, após a Fusão dos Éteres, restabelece-os em sua integridade, aquela da Luz, aquela do Ser que não está mais cortado da FONTE e que não é mais limitado por qualquer encarnação nem por qualquer lei desse mundo (ou dessa matriz, como vocês a nomeiam).

Tudo isso vocês estão vivendo, em Verdade, que os conduz, pouco a pouco, a posicionar-se nessa Eternidade, na qual não existe qualquer limite, na qual não existe qualquer dúvida, e, sobretudo, qualquer sofrimento.

Quanto melhor vocês aceitam o que vocês são, na Eternidade, melhor seu efêmero passará, melhor sua pessoa integrará o que vocês são, sem colocar-lhes questões, sem procurar o que quer que seja, simplesmente, estando no Ser, no Amor, na Humildade, na Simplicidade, o reino da Luz estabelecer-se-á em vocês, de maneira espontânea e autônoma.

É claro, haverá novos marcadores, nesse Templo que é o corpo, no qual se realiza essa Grande Obra. É claro, o Comandante dos Anciões dar-lhes-á alguns elementos concernentes a essas manifestações, porque essas manifestações são, de algum modo, os testemunhos do acesso à Eternidade e da instalação na Eternidade de sua Presença, de sua Existência, tal como vocês o vivem em sua consciência.

Um patamar acaba de ser cruzado.
Mesmo se vocês não são capazes de ali colocar palavras ou uma lógica, essa lógica e essas explicações existem. A preparação para o que é a Luz é uma preparação Interior, feita de fé, de confiança, de Abandono, de não resistência à Luz.

Assim, eu os convido a esse Banquete de Luz, que está, cada vez mais, no tempo de sua Eternidade, para além do tempo do efêmero.
Eu os convido a ali imergir, porque toda força sairá dali, porque, quanto mais vocês deixarem crescer a Luz em vocês, imergindo, mais seu efêmero – de sua pessoa – tornar-se-á fácil. Mesmo se existam resistências, tanto no exterior como no interior de vocês, não se atrasem nelas. Deixem, simplesmente, desenvolver-se o que vocês são, cada vez mais.

A Luz estabelece-se, cada vez mais firmemente, sobre esta Terra, em seus céus, nesta Dimensão na qual vocês estão.

Nós estamos sempre mais próximos de vocês, porque somos vocês.
Sua Consciência sabe-o, porque ela vive-o, a partir do instante em que vocês abandonam as dúvidas, a partir do instante em que abandonam toda crença e toda certeza no efêmero, porque a única certeza é aquela do que vocês são: a Luz e a Eternidade. É isso que vocês vivem, mesmo se cada um possa traduzir isso em palavras diferentes.

Os diferentes sons que vocês percebem, talvez, desemboquem, já, junto a alguns de vocês, no que é nomeado o Coro dos Anjos. Esse Coro dos Anjos que é o êxtase e o íntase, que é o estado de Samadhi, o maior (como dizem nossos amigos Orientais) que lhes permite estabelecer-se, de maneira absoluta, no Absoluto.

Nesse estado, nada mais do efêmero pode alterá-los, porque vocês vivem a Verdade Final, a Verdade culminante de seu Ser.

Aí estão as generalidades do que eu tinha a transmitir-lhes.
Eu voltarei, pela terceira vez, no mesmo dia e no mesmo horário, em uma semana.

Daqui até lá, muitos de vocês terão, ainda, crescido, em Luz e em Eternidade. O que, até o presente, podia ainda deixar, em vocês, algumas dúvidas, tornar-se-á uma certeza e uma evidência absoluta, que os aproxima, sempre mais, do momento coletivo da Terra e da humanidade.

Nós os preenchemos de Graças.
Nós os acompanhamos na Unidade da Luz.
Filhos bem amados, eu lhes transmito, agora, toda a Graça de nossa Comunhão, de nossa Fusão e de nossa dissolução na Eternidade.

Vivamos isso, juntos.
Esse será meu modo de saudá-los e de Comungar.

No Amor.
Para o Amor.
E para a Vida Eterna, que é Graça e Luz.


... Efusão Vibratória / Comunhão...

Até breve.


***********
NDR: As próximas intervenções de MARIA ocorrerão:
- Sábado, 31 de dezembro de 2011
- Sábado, 7 de janeiro de 2012
- Sábado, 14 de janeiro de 2012.

Elas se desenrolarão, a cada vez, em duas partes:
- de 19:30h às 20h: efusão Vibratória
- às 20 horas: interação

Nenhuma canalização pública será organizada nessas datas.
Cada intervenção será divulgada nas rubricas «mensagens a ler» e «mensagens a ouvir», nas horas seguintes.

As horas indicadas correspondem à hora francesa, no relógio [atualmente corresponde a três horas à frente do horário de Brasília].




________________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se as divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e informando sua fonte: www.autresdimensions.com
Versão do francês para o português: Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário