sábado, 12 de novembro de 2011

MIGUEL - A Passagem da Tocha [12/11/ 2011] - Autres Dimensions





12 de novembro de 2011.

do SITE AUTRES DIMENSIONS.



ÁUDIO EM FRANCÊS:

MIKAEL_12-11-2011 por autresdimensions

Eu sou Miguel, Príncipe e Regente das Milícias Celestes.

Bem amados Filhos da Lei de Um, bem amados Filhos da Luz, que a Graça seja sua Morada e que a Luz seja sua Eternidade.

Eu venho a vocês, como anunciado e enunciado, a fim de que a passagem da tocha realize-se e oficialize-se.

Minha missão, como Miguel, Príncipe e Regente das Milícias Celestes, como Elemento de Consciência que penetrou o Logos solar, que co-presidiu o Conclave Arcangélico, nesse Espaço e Universo local, e que reunificou o que jamais deveria ter sido separado, vai poder deixar lugar ao estabelecimento da Unidade, da Comunhão e da Graça, na Eternidade de sua Presença, revelando-se a vocês mesmos.

Assim, eu deixarei o lugar, no Conclave, ao Anjo da Presença, aquele que revela e eleva, retornando, que permite à Fonte Una vivificar, fecundar e restituir o que lhe pertence: a Liberdade de Ser o que vocês São.

Bem amadas Sementes das Estrelas, pela Vibração Una do Logos Solar, pela Vibração Una de CRISTO-MIGUEL, pela Assembleia dos Anciões, pela Assembleia das Estrelas, pela Fonte e por Metatron, esse mundo viverá sua Comunhão, que põe fim à separação dos Éteres e à ilusão, assim como a todo sofrimento.

Bem amados Filhos da Lei de Um, Ancoradores e Semeadores de Luz, Sementes de Estrelas, a Estrela que vem anuncia-lhes e enuncia-lhes, claramente, o sentido da missão de MIGUEL (que foi minha), permitindo-lhes reconectar a fonte de sua graça, a fonte de sua Presença, a fonte de sua Eternidade.

Filhos de Um, Filhos da Unidade, a Verdade estabelece seu reino, que é o de vocês pela Eternidade.

Cabe a vocês viver o Fogo, cabe a vocês viver o Coração, bem longe de riscos e de condicionamento, de toda personalidade e de toda ilusão.

O tempo está consumado.
O tempo acaba, portanto, de voltar, se tal é sua vibração ao Éter Unificado da Fonte, prosseguindo a experiência de Vida, Livre de todo entrave, Livre de todo limite, Livre, totalmente.

Como Filhos da Lei de Um, nós todos participamos e realizamos, juntos, o retorno da Unidade, da Graça e de nossa Presença.

A Luz, que já os chamou ou chama-os, nos tempos que estão abertos, vem propor-lhes a questão, se isso já não foi feito:

« Você é Luz?
Você Um?
Você é Unificado em sua Verdade?
Você quer ser Livre?
Porque isso é sua essência? ».

Pela Vibração da Presença, pela Vibração da Comunhão, pela ressonância da Merkabah Interdimensional Coletiva com a Merkabah da Terra, resta agora consumar, na carne, mesmo na ilusão, a totalidade da Promessa e do Juramento, que lhes revelam – à consciência e ao Coração – a Verdade do que vocês são, a verdade do: «Eu sou Um», que põe fim, de maneira definitiva, final e terminal à exclusão, à oposição, ao sofrimento e a tudo o que não é verdadeiro.

Filhos da Lei de Um, as Núpcias da Luz e as Núpcias da Unidade devem, agora, ser vividas sobre esta Terra.

Então, juntos, regozijemo-nos por esse tempo de Verdade, regozijemo-nos por esse tempo de União e de Comunhão.

Juntos, nós participamos da última Ronda e do último Círculo, aquele que libera e aquele que eleva, relevando tudo o que não é da Lei de Um, de suas funções alteradas, a fim de viver, juntos, a Comunhão em vocês e por vocês.

Graças a vocês e graças à Fonte Uma, juntos, neste dia e neste instante, abrimos bem mais do que as Portas do Céu.

Neste dia, juntos, acolhemos a Estrela que permite à Estrela vir Unificar o Céu e a Terra, inteiramente.

Na hora em que o Fogo da Terra eleva-se em vocês; na hora em que o Fogo do Éter queima em seu Coração e em seu corpo, a hora chegou de saudar a graça; a hora chegou de festejar os reencontros: aqueles com sua Eternidade, aqueles com sua Existência.

Comunhão.
Sol.
Comunhão Solar.

Instantes de Graça, abertos em sua Eternidade, que lhes permite, por Uriel, e pelas últimas Chaves Metatrônicas (derramadas via Sol e a Estrela que vem, como pela Estrela que virá), viver o encerramento do que é ilusório, a entrada na eternidade, há tanto prometida e anunciada, enfim, verificada e verdadeira.

Isso, vamos viver, juntos, quer vocês estejam nesse corpo ou na Consciência pura, pouco importa, porque vocês terão a mesma Consciência desapegada de toda ilusão, não por qualquer vontade mas pela própria evidência da Luz em seu Ser, em sua Verdade.

Filhos do Um, do Coração de cada um ao Coração de todos, é tempo de elevar a Vibração da Luz, porque ela penetrou no Canto da Terra e eleva-se ao Canto do Céu, e vocês estão prontos, tenham-se prontos para viver o que há a viver, cada um em função de sua Vibração, cada um em função de sua Alegria e de sua Eternidade.

Acolher.
Acolher, a fim de pacificar o que ainda não está iluminado, e que o será, inteiramente, a fim de viver as últimas Núpcias, a última União.

Comunhão.
Comunhão no Amor, na Unidade, numa Consciência que nada mais tem de limitado ou de confinado, numa Consciência livre de ir não importa em qual tempo e espaço, não importa qual dimensão, onde nada é distância, onde nada é separação, onde nada é ilusão.

Filhos da lei de Um, abre-se, então, neste dia, a possibilidade do Último Apelo da Porta KI-RIS-TI, daquele que virá como um ladrão na noite, que alguns de vocês perceberam, que alguns de vocês integraram no campo do possível, no campo da Consciência.

Filhos da Unidade, a hora chegou de estender as asas, aquelas que fazem de vocês os Filhos Eternos da lei de Um, mestres da Unidade, mestres do Si, Transparentes e Humildes, Transparentes e Simples.

A hora chegou de acender o que ainda não despertou, na totalidade do Coração Um.

Do Coração de cada um ao Coração de todos, do Coração de todos ao Coração de cada um.

Nessa Comunhão de Luz magistral, que eleva, sempre mais, a Vibração e o campo do possível, resumindo-a ao conjunto dos possíveis e à eternidade dos possíveis.

Nesta hora e neste tempo eu deixo o lugar ao Anjo Uriel livre, então, de seguir a Terra em sua Reversão, de seguir a Terra em seu Fogo que se eleva.

A hora chegou de viver a Liberdade, não como um espaço suspenso no tempo, mas, efetivamente, como um estado de sua Consciência, como um estado de sua Vibração, que é a nossa, e que é aquela de toda Consciência no campo da Eternidade, no Campo da Fonte.

Filhos, não há mais véu para esconder o Coração, não há mais lugar entre o Coração do um e o Coração de todos.

É a isso que vocês comungam nesse momento mesmo; é isso que, cada dia de seu tempo, vai afastá-los do tempo desse dia, a fim de fazê-los entrar no tempo da Eternidade; aquele em que a distância não pode existir, no qual vocês estão por toda a parte, porque vocês são o Tudo.

Acolhamos a efusão do Logos.
Acolhamos o Canto de Liberdade do Céu e da Terra.


... Efusão Vibratória/Comunhão...


Acolham minha Presença, como eu acolho a Presença do conjunto dos Filhos do Um sobre esta Terra e nesta Terra, no Templo do Único, no Templo da Presença.


... Efusão Vibratória / Comunhão...


Abram e estendam as asas da Liberdade.
Abram e desvendem, nesse Templo, a Consciência Unificada,
simplesmente estabelecidos no Ser, vivendo a Presença, no Fogo do Coração e do Amor, que vem eterear os último pesos, as últimas densidades.

Bem amados Filhos da Lei de Um, vocês elevaram a Vibração, vocês relevaram o desafio do retorno da Unidade, vocês consumaram o que era exato e útil, permitindo, neste dia render graças ao Canto da criação, permitindo recriar a Unidade.

A Estrela respondeu à elevação da Consciência.
Nesse tempo, em que tudo está consumado, em nossas dimensões, que serão suas, muito em breve, nós saudamos, nós, Arcanjos, a Graça de seu Coração; nós saudamos, nós, Arcanjos, a Liberdade, que é sua; nós saudamos, em vocês, a Consciência liberada.

A conclusão do derramamento das Chaves Metatrônicas, sob forma de efusão de Luz, que vem tanto do Sol, como do Sol Central, pelo fluxo de radiações do ultravioleta, pelo fluxo de Partículas Adamantinas, que vem forrar cada interstício no qual a Sombra podia, ainda, estabelecer-se, há pouco tempo, permitiu unificar os Éteres e de realizar Comunhão e Graça, do Coração de cada um ao Coração de todos.

A obra está consumada.
Essa Grande Obra, e suas diferentes etapas (dadas há algum tempo pelo Arcanjo Jofiel, antes da vinda dos Casamentos Celestes), permite-lhes, agora, realizar a última etapa da Obra: fusão na Luz, fusão na Unidade, fusão na Eternidade.

Alegria e Presença.
Então eu, Arcanjo MIGUEL, Príncipe e Regente das Milícias Celestes, eu lhes digo: «Filhos do Amor, elevem, sem fim, até a Eternidade das Dimensões e dos mundos, sua Vibração».

Os últimos freios, em ressonância com os medos, inscritos pelo próprio princípio da transformação confinante desse corpo não têm, nesse dia, mais curso, se tal é sua Intenção, se tal é sua Vibração.

Tudo está presente, sem limites; tudo está presente neste instante. Mais nenhuma corrente, mais nenhuma ilusão, como vocês descobrem e descobrirão, cada vez mais, pode limitar a extensão do que vocês são: a Alegria Eterna, o Si e a Unidade.

Juntos nós fecundamos e despertamos a Natureza Essencial do Ser.
Na hora em que a última Porta se cruza (em sua última Passagem e em sua última Verdade), vocês dirão, pela experiência de sua vivência, que isso não é um sonho, mas que é, efetivamente, o sonho, aquele da ilusão, que toma fim, liberando-os, assim, dos últimos apegos e dos últimos medos, porque a Luz, porque a Fonte e o Senhor Metatron vêm preenchê-los e saturá-los da Alegria da Eternidade.

Vocês são a Alegria, mesmo se isso não os tenha tocado, ainda, nem aflorado, isso é a verdade, e isso é, a partir deste instante, acessível sobre a Terra, aos Filhos da Lei de Um.

Descobrindo sua Presença nesse mundo, vocês poderão, vocês também, dizer e manifestar que «tudo está consumado», ressoando, então, no mais profundo do núcleo da Terra, confirmando, por sua própria Presença, seu acordo à Elevação dela.

Nenhuma resistência pode permanecer na Alegria do Um; nenhuma resistência pode limitar a expansão do Sol e da Luz.

Assim, eu transmito a Tocha ao Anjo Uriel, consumando, assim, a Promessa e o Juramento.

Não procurem prender-se ao que se afasta.
Aceitem sua Liberdade e aceitem a Alegria, a Paz e o Amor, que são, eu os lembro, a Essência final de seu Ser, de sua Presença e da Consciência.

Eu sou o Arcanjo MIGUEL, Príncipe e Regente das Milícias Celestes, que Vibra em seu Templo, Filhos do Um, do Coração Ardente do Arcanjo ao Coração Ardente do homem.

Vibremos, no Fogo de seu nome, KI-RIS-TI, que lhes dá a viver, se vocês dão o acordo, o Canto do Êxtase, o Canto da Verdade.

Acolher, juntos, o Amor e a Graça e o instante único, em que a Consciência Vibra ao Canto do Um e ao Canto de Todos.

Eu deixo o lugar, em algumas respirações de seu tempo, ao Arcanjo URIEL, que estabelece, em cada um de vocês, o tempo da Presença dele.

Amados do Um, tudo é Um, porque tudo está consumado.
Eu me junto ao Espaço Vibratório do Conclave Arcangélico que é seu Espaço Interior, no qual a Ronda dos Arcanjos realiza, na fusão das Coroas, o Coração.

Eu os saúdo com o Amor da Fonte Una, e deixo lugar, muito rapidamente, ao Arcanjo Uriel.



________________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se as divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e informando sua fonte: www.autresdimensions.com
Versão do francês para o português: Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário