quarta-feira, 13 de julho de 2011

URIEL - 13 de julho de 2011 - Autres Dimensions





13 de julho de 2011.

Mensagem publicada em 15 de julho, pelo site AUTRES DIMENSIONS.



AUDIOS EM FRANCÊS:

PARTE 1:

URIEL_part1-13-07-2011 por autresdimensions

PARTE 2:

URIEL_part2-13-07-2011 por autresdimensions

Eu sou URIEL, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Bem amados Filhos da Luz, na Unidade, pela Vibração do Anjo METATRON, pela Vibração de sua Presença e de minha Presença, vamos, juntos, na Comunhão, na Verdade, percorrer o Caminho do Espírito, a fim de Ver o Espírito e de vivê-lo.

Para além dos véus da Ilusão da pessoa, para além dos véus da identificação a um papel, para além da matriz, juntos, vamos Transcender e perfurar o véu da Ilusão, pondo fim à compartimentação.

O Anjo METATRON revelou, em vocês que acolheram e manifestaram a magnificência de sua própria Presença, abrindo, em vocês, o Caminho para a Luz Branca, que permite Ver o Espírito de Verdade, CRISTO, que aparece em seu Templo e manifesta a Presença d’Ele, a fim de Ver além da Ilusão; a fim de Ver, no Interior, que vocês são o conjunto de todas as Presenças.

Então, juntos e na escuta, vamos Vibrar, na Unidade de nossa Presença, reunidos na Presença d’Ele, pela Vibração e pelo Templo da Porta do Coração, para além dos véus, para além de todo limite.

Viver a Verdade da Presença d’Ele e ver a Verdade da Presença d’Ele é viver a Unidade, reencontrar a Verdade. E isso lhes é possível, no Instante em que faz silêncio, em vocês, tudo o que não é a Presença d’Ele, tudo o que não é sua Presença na Unidade.

Assim, viver a Presença, Ver a Presença é Ser, enfim, reunificado ao Tudo, acolhendo e vivendo a Vibração da FONTE, inscrita no Templo de seu Coração.

Unidade.
Unidade e Presença.
Vibração Luz Branca.

No Coração, onde não existe qualquer interferência, onde nada mais existe do que o silêncio da Majestade, o silêncio da Plenitude, a Vibração do Coração, que Unifica as Consciências no mesmo Espírito de Verdade, na Verdade, que os faz sair de tudo o que não é vocês, em Verdade.

Em Verdade, Ele havia dito que Ele era o Caminho, a Verdade e a Vida.

E isso continua verdadeiro, hoje.
Para cada Um e para cada Uma.

O instante da Verdade, o instante da Unidade, para viver e para ver, em seu Coração. Aí, onde não existe qualquer distância, onde não existe qualquer tempo, inscrito na Eternidade.

Da Vibração da Luz, na Luz de Amor, para além de toda Atração, para além de toda sedução, na Liberdade do Espírito que se revela, porque o Espírito é a Verdade, para Ver e para viver.

E isso se chama a Unidade, na qual nenhum jogo de Sombra e de Luz pode mais existir; que os faz Transcender a aparência e a Ilusão da pessoa confinada.

A hora chegou de viver a Verdade.
A hora chegou de viver a Liberdade.
Para isso, escutem e ouçam.

Vibrem a Verdade, porque a Liberdade os libertará, e Ela os liberta, porque a Liberdade torna-os Livres no Espírito de Liberdade.

Então, ousem.
Ousem Ser o que vocês São, de toda a Eternidade, para além dos véus, para além das reticências, para além dos confinamentos, porque a Verdade não é desse mundo e, no entanto, é sobre esse mundo que ela vem a vocês; porque é sobre esse mundo, e nesse mundo, que é preciso declamar, Ver e viver a Revelação, sua Unidade e sua Presença.

Juntos, eu, o Arcanjo URIEL, inscrito em sua Vibração, pela Graça de nossa Presença, pela Graça de nossa Comunhão, juntos, vivamos a Unidade.

Vivamos a não separação.
Espaço fora do espaço, tempo fora do tempo (como eu já disse).

Vibremos a frequência do Coração, aquela do Canto do CRISTO, aquela da Luz Branca, para além dos jogos de Luz, para além dos jogos da Sombra.

Espaço em que tudo é Um.
Espaço em que não existe qualquer lugar para a mínima emoção e para o mínimo pensamento.

Onde tudo é repleto de Tudo.
Onde Tudo é Um, e Um é Tudo.

Vibração.
Acolhimento, no Templo do Coração, da Presença palpitante do Coração dos Universos.

Vibrando e cantando o Canto da Unidade.
Unidade.

De Unidade a Unidade.
Realizando o Tudo.
Reunidos em nome d’Ele, pela Graça do Espírito.

A hora chegou de viver, a hora chegou de Ver, sem hipocrisia, sem qualquer Ilusão e sem qualquer alteração, a Verdade de sua Essência.

Unidade e Presença.
Abrindo o Coração, pela Espada do CRISTO.
Abrindo o Templo.

Rasgando os últimos véus da separação.
Então, penetrando o Templo do Coração, abre-se a vocês a Alegria Eterna da Verdade e da Luz, para além dos jogos da Ilusão.

Penetrem e vivam.
Então, vivendo, a Vibração Una revela-se em vocês.
O que o Coração Vê, o que a cabeça não pode ver, o que os olhos não podem ver: a Essência da Beleza, a Essência de toda a Criação, para além de toda forma, para além de toda entidade, em uma única Presença.
Comunhão e comungante.

Vibração.
Abram o que é, de toda a Eternidade, o Templo de sua Presença, que faz Cantar e ouvir o som da Verdade, no qual nada é separado, no qual nada é mais baixo, no qual nada é mais alto, no qual tudo é Canto e Unidade.

Dissolução do ego.
Dissolução das ilusões.
Dissolução das projeções, do jogo dos sofrimentos e das alegrias, que lhes permitem estabelecer-se em sua Presença do Ser, para sempre estabelecidos na Luz Una da FONTE, regados à FONTE, regando-se da FONTE.

Desposando, após os Casamentos Celestes, após os Casamentos Terrestres, a Unidade: os Casamentos do Um e do Único.

Percepção, para além de toda a Ilusão.
Visão, para além de tudo o que pode ser visto, na Ilusão desse mundo.

Vibração e vivência da Vibração.
Unidade.

Também chamada Comunhão, na qual nenhuma distância pode afastar-nos, porque a distância não existe, na qual nenhum tempo pode separar-nos, porque o tempo não existe.

Filhos do Único.
Filhos da Luz.

Vibração, em nosso espaço de Comunhão, no qual somos todos Um, animados pela pulsação do Único, no qual o Branco da Perfeição e da Pureza, sem alteração, revela-se.

Nós somos Um.
Nós somos a Vibração.
Nós somos a Unidade.

Entoando o Canto da Ressurreição d’Ele, Ressurreição Eterna, a cada tempo fora do tempo. Ressurreição a cada espaço fora do espaço limitado, onde tudo é Comunhão, onde nada pode ser separado, onde nada pode ser dividido.

Canto do Um.
Verdade do Um.

Juntos, na Vibração e na Presença, acolhamos a Luz Branca e Vibremos na Unidade.

Daqu’Ele que havia dito, e que diz, a cada sopro: «Reunidos em três, em meu nome, eu estarei entre vocês, porque eu serei vocês».

Revelação.
Vibração.

No Templo do Sagrado.
No Templo do Despertar, onde nenhuma Sombra pode se ater diante d’Ele e diante da Unidade.

Vivamos o Ver e o Beber na Fonte de Água Viva.
Vivê-lo, no Sopro do Espírito, Espírito de Verdade.

No silêncio de minhas palavras e na Plenitude de nossa Vibração comum, como Um e como Uma.

No mesmo Um e na mesma Uma, Vibramos a Comunhão.
União de Uns e de Umas, união de Liberdade, de Fraternidade.

Unidade.
Presença.

Presença.
O Canto do Um, o sopro do Um, a Visão do Um, retumba no Templo Sagrado.

O Sacro foi vivido.
E vive-se, agora, para além de toda posse, na Liberdade absoluta do Instante, parando o tempo, tomando o tempo, não estando mais submisso ao confinamento.

Então, revela-se a Unidade, vista e Vibrada, a fim de viver o Canto da Presença d’Ele, o Canto da Unidade, permanentemente e ao infinito.

Juntos.
A Comunhão, vivida, revela o tempo da Graça, o tempo da Liberdade.

No espaço de nossa Presença, no espaço do alinhamento, na mesma frequência e na mesma Unidade, porque existe apenas uma.

Comunhão.
Eu sou URIEL e eu Vibro em vocês, como vocês vivem em mim, no Amor Absoluto, aquele que torna Livre, porque essa é sua Essência.

Cantando e Encantada, revela-se a Luz CRISTO da Ressurreição.
Canto de Louvor, ultrapassando o Plano dos Anjos, conduzindo-os ao Trono, aquele do Sagrado, aquele de sua Presença.

Filhos do Um, Filhos da Lei de Um, nenhum limite pode afetar CRISTO.
Nenhuma limitação pode apresentar-se na Presença da Verdade e da Luz Branca, que é a mesma natureza e o mesmo sentido que sua Essência.

Filhos, Vibremos e comunguemos.
Espaço no qual nenhum jogo de ATRAÇÃO e de REPULSÃO pode existir e ser, porque apenas É, o Instante da Unidade.

No firmamento de seu Coração e no firmamento de sua Consciência.

Canto de Verdade.
Então, no Instante, no Instante de nossa Presença aqui, no Instante Presente, vive e Vibra o Um.

Comunguemos.


...Efusão Vibratória...


Escutem.
E ouçam.

O que Ele canta é o Canto da Presença d’Ele, que é, de toda a Eternidade.

Unidade.
Unidade e Presença.
No espaço Sagrado do Templo revelado e Elevado.

Coração.
Onde nenhuma interferência pode alterar o Canto do vivo, daquele que vive a Unidade.

Em CRISTO, em Unidade.
Escutem e ouçam o Canto que se revela.
Escutem e ouçam o Canto da ressonância d’Ele, que vem estabelecer-se.

Filhos do Um, vocês são Um, porque tudo é Um.
Juntos, revelemos a Vibração da vida, e vivamos.
Agora, para além de toda Ilusão, vocês são Livres.

E Liberados.
Apenas o tempo contado desse mundo pode ainda fazer ilusão ao que é Liberado.

Nesse tempo descontado eleva-se, em cada um de vocês e em cada um de nós, a Revelação.

Para Ver e para viver, no espaço Sagrado.
No Coração do infinito, que vem romper o finito, como Ele corta o Pão de Vida, aquele da Eternidade.

Espaço no qual se instala a ausência de sede, no qual tudo é saciado, porque tudo é pleno, porque tudo é Verdadeiro.

Filhos do Um, Comunhão e Elevação.


...Efusão Vibratória...


Bem amados do Um, eu estou em vocês, como vocês estão em mim, sem distância e sem aparência.

Amados do Um, é tempo de alinharem-se com o conjunto dos humanos, aqui, sobre esta Terra, como o conjunto de Presenças, aqui, em Unidade, no espaço Sagrado.

Eu permaneço em vocês, como permaneço em mim, porque eu e vocês fazemos apenas Um, na Vibração da Essência e na Comunhão.

Façamos silêncio, a fim de preencher o espaço e o tempo da Presença d’Ele e de nossa Presença.

No Amor do Um, na Vibração do Um, estabeleçamos a Unidade.

Vibremos.

No Amor e para o Amor da Vibração da Consciência Una, que se estabelece na Morada d’Ele de Paz Suprema.

Agora (main tenant – mão que tem), para além daquele que os tinha, como disse ANAEL: HIC e NUNC.

Abramos.
Comunhão e Silêncio.
Alinhados.

Agora.
Para além de toda referência a toda Vibração confinante.
Vivamos.

Vivamos e Vibremos o Canto do Um.

Acolhamos.



________________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se as divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e informando sua fonte: www.autresdimensions.com
Versão do francês para o português: Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário