sexta-feira, 3 de junho de 2011

MA ANANDA MOYI - 03 de junho de 2011 - Autres Dimensions



03 de junho de 2011.

Mensagem publicada em 4 de junho, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Eu sou Ma Ananda Moyi.

Irmãos e Irmãs, que a Paz e a Alegria preencham-nos de suas graças.

Eu venho falar-lhes, hoje, do Fogo, da Água e da Graça.
A intervenção do Anjo Metatron realizou, em vocês, a possibilidade da vivência do último cruzamento e da Última Reversão, fazendo com que o Fogo possa fecundar a Água.

O Fogo do Espírito fecundou a carne, assim, o ALFA e o ÔMEGA podem voltar a juntar-se, fusionar-se.

Por esse elemento específico, e além da Paz, da Alegria e do Samadhi, pode-se realizar, em vocês, a totalidade da Graça.

Esse estado específico, que é também um dos Samadhi, revela-se a vocês por um mecanismo no qual o conjunto do que estava separado, em vocês como no resto desse mundo e dos outros mundos vá, de algum modo, solucionar-se no interior mesmo de sua própria Consciência.

Nesse estado, que está além das Vibrações percebidas e captadas, seja ao nível da cabeça, do Coração ou das costas, realiza-se, de algum modo, um estado final, onde tudo se torna Alegria e onde se estabelece a Graça.

É nesse estado que se vive a possibilidade da dissolução, do reencontro com o Princípio Criador, com o Cristo.

A alquimia do Fogo e da Água corresponde a reunir o ALFA e o ÔMEGA.

A Cruz da Redenção, as Cruzes Mutáveis são ultrapassadas, transcendidas.

O Triângulo do Fogo volta, então, ao seu posicionamento ideal, permitindo à sua cabeça e ao seu Coração fazer apenas um.

Então, revela-se em vocês a Graça, revela-se em vocês a Luz, revela-se em vocês o que o Anjo Metatron chamou Yérushalaïm, as Doze Estrelas da Glória, as Doze Estrelas da Ressurreição, ou as doze portas que alquimizam em vocês, criando uma forma de anel entre o início e o fim, onde o fim torna-se o início e o início torna-se o fim.

Naquele momento, e unicamente naquele momento, vocês penetram, em Consciência, a Graça e tornam-se vocês mesmos a Graça, vocês se tornam vocês mesmos, como me chamaram em minha vida, Saturados de Alegria, onde nada mais, nada mais existe do que esse estado, essa Consciência.

Nada mais existe do que o Cristo, do que a Luz branca.
Nada mais existe, nem mesmo mais as palavras, para definir ou para apreender o que acontece naqueles momentos.

É para isso que vai conduzi-los a revelação e o desvendamento da Luz sobre esse mundo e, é claro, em sua carne. Pouco a pouco, então, ou de maneira fulgurante e fulminante, vocês penetrarão o que eu chamo os estados da Graça, onde o Fogo e a Água casam-se em vocês, onde o Espírito e a carne fazem apenas um, onde o Espírito e a carne fundem-se, onde não pode mais existir, então, a mínima Sombra, a mínima irregularidade.

O Fogo torna-se a Água e a Água torna-se o Fogo, infiltrando-se no corpo e para além do corpo.

Naquele momento, a Consciência pode tornar-se a Fonte na totalidade, o Nada, e não há diferença entre uma e a outra.

A Vibração, então, desaparece.
A Consciência ilumina-se totalmente, ela se torna, ela mesma, a Luz total.

Essa é a etapa situada após o que os Anciões chamaram o Sat Chit Ananda. Bem além da Felicidade situa-se, efetivamente, a Graça.

No próprio Ocidente, um número importante de seres humanos realizou esse estado Crístico, esse estado de fusão com a Luz.

Minhas Irmãs falaram-lhes, antes de mim, da humildade, da simplicidade, da Unidade necessárias para viver isso.

É o momento em que o Sopro do Espírito, onde a respiração do Coração preenche-os, onde o Fogo que percorre suas células, seu corpo, sua Consciência casa-se com a Água.

Naquele momento, nada mais existe além do Tudo.
A Consciência não está absolutamente mais fragmentada, ela não está absolutamente mais separada do conjunto das outras Consciências, aquelas de seus Irmãos e de suas Irmãs, aquelas da natureza, da Consciência, também, das outras Dimensões.

De fato, e em verdade, vocês se tornam realmente o Tudo.
Algumas de minhas Irmãs diriam: «vocês se tornam o Grande Espírito».

Tudo isso são apenas denominações bem pálidas para traduzir o que vive a Consciência que toca esse estado de Graça, onde a Água e o Fogo casam-se e fundem-se.

O conjunto da humanidade passará por esse momento, a um momento preciso, sem, no entanto, poder ali manter-se, mas é a própria experiência desse estado que permitirá sair, de maneira definitiva, da Dualidade, do Samsara, do ciclo das reencarnações.

Isso será oferecido, eu repito, ao conjunto dos humanos.
Simplesmente, o modo como vocês o viverão e o aceitarão permitir-lhes-á estabelecerem-se, de maneira nova, em seu novo estado de consciência, num outro novo estado de Ressurreição.

A preparação intensa que vocês efetuaram vai permitir-lhes, eu o espero, e nós o desejamos, todos e todas, estabelecerem-se nessa Morada de Paz Suprema.

E nessa Graça.
A Graça é leveza, mas ela é, ao mesmo tempo, densidade total nesse mundo.

É o instante em que seu corpo torna-se ao mesmo tempo denso, pesado, imóvel, e em que o Fogo, então, mistura-se à Água, permitindo-lhes penetrar, em toda consciência e em toda lucidez, seu corpo de Existência.

O conjunto de barreiras que haviam sido postas de maneira necessária, para as Sementes de Estrelas, foi retirado há algumas semanas, como lhes foi dito. E desde a realização da Última Reversão e do desenvolvimento do Cubo Metatrônico em vocês, vocês poderão penetrar os espaços da Graça.

Vocês compreenderam: alguns humanos deverão esperar o instante final. Mas a preparação que vocês efetuam, para aproximarem-se desse estado, é essencial, porque, quanto mais forem para a Paz, para a Alegria, mais vocês irão para sua humildade, a simplicidade, mais vocês se aproximarão da Unidade, da Presença, mais vocês se aproximarão, também, da Graça.

A Graça é, de algum modo, uma comunhão total, primeiramente consigo mesmo, com o Si, uma comunhão total com o Sol e, enfim, uma comunhão total com o conjunto da Consciência Una e Unificada desse mundo, como dos outros mundos.

Aproximando-se disso, ou vivendo isso, o que resta de sua vida nessa Dimensão será, inteiramente, transformado e transcendido.

O que restava de Sombra será varrido; a purificação tornar-se-á total, concorrendo para estabelecê-los na Transparência a mais verdadeira, a mais autêntica.

Essa passagem é importante, porque é ela que imprimirá, em sua nova carne ou nessa carne, o impulso de sua evolução fora desse tempo da matriz, quando de sua reentrada no tempo da Eternidade.

Assim, o conjunto de Estrelas, o conjunto de Anciões, os Arcanjos convidaram-nos a desenvolver, de maneira cada vez mais intensa, a percepção da Vibração, da Consciência.

As doze portas foram abertas, como lhes disse o Anjo Metatron, permitindo-lhes aceder a essa Graça.

A reunião da Água e do Fogo, o que é chamado as Águas do alto e as Águas de baixo, vai realizar-se em vocês, permitindo transcender, literalmente, o nível da consciência e, necessariamente, nessa carne, os limites impostos pelas limitações desse mundo, os limites desse corpo.

Vocês reencontrarão, portanto, o que é o Espírito.
Vocês viverão o Espírito, viverão a Verdade, a Unidade, a Presença e, além da Presença, enfim, a Graça total.

Uma única experiência dessa Graça bastará para perturbar o conjunto de sua vida, de seu ambiente. Mas, naquele momento, não existirá mais em vocês qualquer questão, porque tudo se tornará evidência, uma evidência tal, que alguns poderão mesmo perguntar-se como puderam fazer para viver sem isso antes.

Haverá, efetivamente, um antes e um depois, mesmo nesse mundo.
É para isso que o conjunto das preparações que vocês efetuaram conduziu-os.

Vocês estão às portas disso.
Essa Última Reversão os faz sair, de maneira definitiva, em consciência, do aspecto separado e limitado da pessoa, da carne.

Vocês não têm mais limite.
Vocês se tornam o conjunto da Criação, o conjunto dos possíveis, tudo isso ao mesmo tempo, tudo isso no mesmo espaço desse corpo, a fim de permitir-lhes dirigir-se para o corpo de Existência.

Para isso, é claro, inúmeros meios foram-lhes dados, sejam ligados às formas de Yoga, às respirações, aos cristais ou à ativação das Estrelas, aos seus alinhamentos.

Tudo isso vai, portanto, a um dado momento de seu percurso, apagar-se totalmente.

Naquele momento, vocês saberão que sua Consciência vive o inimaginável, o impensável, porque isso, é claro, está além de qualquer pensamento, além de qualquer projeção, de qualquer desejo, porque vocês não podem mesmo imaginar o que é a Graça.

Isso pode apenas ser vivido.
Tanto quanto seja possível definir algumas características dos diferentes Samadhi, como o acesso à Graça ou o Maha Samadhi, coloca-os em algo para além de qualquer marcador, para além de qualquer descrição, para além de qualquer possibilidade de apresentação, porque está, verdadeiramente, para além de qualquer limitação, e isso não pode ser confinado em qualquer definição.

Assim, nesse estado, como eu o vivi em minha vida, vocês estarão em Fusão total com a Fonte, em Fusão total com a Luz, onde nada do que é limitado, seja mesmo seu próprio corpo, pode vir modificar esse estado.

É exatamente para isso que conduzirá o instante preciso, que ocorre a um dado momento, para o conjunto da humanidade, chamados os três dias, a estase, a catalepsia, pouco importando os nomes, mas, naquele momento, vocês estarão, ao mesmo tempo, nesse corpo, mas vocês serão a totalidade dos corpos, a totalidade dos planetas, a totalidade dos sóis, vocês terão se tornado a Graça.

Porque o próprio princípio da Criação, para além da ilusão desse mundo, é a Graça.

É claro, isso se sentirá vir e, aliás, alguns de vocês já percebem disso alguns efeitos, como momentos em que o corpo não responde mais, como momentos em que o corpo se põe a formigar, a Vibrar, como momentos em que vocês não sabem mais o que fazem, o que são, como momentos em que tudo parece em câmera lenta.

Efetivamente, isso não é a Graça, mas representa, de algum modo, as premissas dessa Graça.

É claro, naquele momento, a Alegria, o Samadhi estará estabelecido de maneira permanente, antes da instalação da Graça. Mas, efetivamente, os sintomas que vocês percebem, os pontos de Vibrações que percebem são as premissas que os conduzirão, de maneira inegável, a viver isso.

É claro, frente a isso, aqueles que não tiverem purificado suficientemente a personalidade encontrar-se-ão confrontados a um medo enorme.

O medo, justamente, da dissolução, da aniquilação mesmo da personalidade e do corpo.

Contudo, muitos, por exemplo, entre as crianças, viverão esse estado de modo totalmente natural e espontâneo.

Os seres humanos, seus Irmãos e suas Irmãs que apenas buscaram a realização da personalidade, seja no Bem ou no Mal, viverão exatamente os mesmos tormentos da dissolução. Mas a Graça, em definitivo, estabelecer-se-á em todas as coisas.

A revelação da Luz sobre esse mundo, tal como vocês observam, percebem, a partida de formas de vida da Terra corresponde a isso.

Os sobressaltos da Terra, o conjunto de manifestações dos elementos sobre a Terra corresponde, também, à instalação disso. E isso vai amplificando-se durante o período dos quarenta dias que lhes deu o Anjo Metatron, no qual vocês entraram desde ontem.

Cada dia verá aproximar-se essa Vibração, esse estado.
Cada dia, cada um de vocês aperceber-se-á que se modifica, em si, certo número de Vibrações, que a Consciência não funciona mais completamente como antes, que os desejos da personalidade apagam-se pouco a pouco, uns após os outros, permitindo à Consciência reencontrar-se, de algum modo, nua e pura, pronta para viver isso.

Eu falo, é claro, para aqueles de vocês que despertaram a Coroa Radiante da cabeça ou o conjunto das Coroas.

É claro, muitos de seus Irmãos e de suas Irmãs, de nossos Irmãos em Espírito dormem ainda. E não estão prontos, pelo momento, para apreender e ver o que se desenrola sobre a Terra. Mas vocês, que estão despertos, sentiram, é claro, o conjunto de modificações da Terra.

Aqueles que estão à escuta do próprio corpo, aqueles que estão à escuta da própria Consciência ou que estão à escuta do que acontece sobre a Terra sabem, pertinentemente, o que se desenrola atualmente.

Os animais domésticos, eles também, olham essas modificações, porque vocês verão nos olhos deles que, eles também, compreenderam. Tudo isso vai revelar-se, progressivamente, sobre esta Terra, como em vocês.

Nós acompanhamos esse movimento, como lhes disse Maria, porque nós nos aproximamos de sua Dimensão.

O conjunto da Frota Mariana dirige-se, doravante, num ritmo que lhe é próprio, de sua Dimensão, acompanhando, assim, a revelação da Luz, em vocês e sobre a Terra.

As modificações dos elementos tornar-se-ão cada vez mais sensíveis; os Céus modificar-se-ão de maneira cada vez mais sensível. A um dado momento, ninguém mais poderá ignorar, sobre esta Terra, o que está acontecendo.

Então, é claro, aqueles que resistem vão arrastá-los em explicações totalmente irracionais, totalmente ilusórias, destacando a culpa do homem, destacando a culpa de alguns sistemas sociais, econômicos, mas, eles também, estão estritamente sujeitos à Luz.

Aqueles que têm medo falarão de complô; aqueles que têm medo falarão de catástrofes; aqueles que têm medo falarão de extinção da Vida, enquanto é exatamente o inverso que chega, é a Vida que se revela, em toda a sua Graça.

Mas, é claro, as consciências confinadas, que jamais fizeram um esforço mesmo de introspecção, estando apenas ávidas pela Dualidade desse mundo, seus desejos, seus prazeres, tentarão arrastá-los ao medo, à rejeição, ou mesmo à própria negação do que vocês são.

Lembrem-se de que através da Alegria, da Paz e da Graça que se instalarão, vocês terão todos os recursos, inteiramente, para viver isso.

Nada do exterior poderá vir alterá-los, nenhuma busca exterior será necessária porque, naquele momento, a Luz os preencherá e os nutrirá inteiramente, tanto ao nível do corpo como ao nível dos desejos, como ao nível mesmo das necessidades vitais, que serão satisfeitas pela Luz e não mais pelo desejo da carne.

Essa é uma realidade que vocês viverão e que se instala doravante.
Quanto melhor vocês acolherem a Luz, melhor vocês viverão seu Abandono à Luz, melhor, de algum modo, vocês acompanharão a Água e o Fogo que se revelam e que se casam, melhor vocês viverão essa etapa de Graça.

É tempo, agora, para vocês, encarnados e despertos ou a caminho de despertar, de colocarem os últimos atos necessários e impulsionados pela alma e pelo Espírito, ou impulsionados pela Luz diretamente; de aquiescer ao que se apresenta à sua vida, sejam sincronias agradáveis ou extremamente desagradáveis, porque tudo é feito pela Luz para conduzi-los à sua Luz, sem exceção.

Apenas aquele que se desvia da Luz é que verá obstáculos insuperáveis ou negações da Luz, o que não é absolutamente o caso.

A Luz, inúmeros Anciões e mesmo minhas Irmãs disseram-no, a Luz é Inteligência, e essa Inteligência provê a todas as necessidades, mesmo aqui na encarnação.

A Luz nutre realmente, porque, quando vocês estão nesse estado que se aproxima da Graça, nada mais de exterior é necessário, nada mais de Interior é necessário, porque vocês terão se tornado o Tudo e a Totalidade.

É para isso que vocês serão conduzidos, alguns, progressivamente; outros, muito brutalmente.

O intervalo de quarenta dias que lhes foi dado por Metatron é verdadeiramente esse período, que não é mais a travessia do deserto, mas, efetivamente, a travessia que os conduz à Graça.

Porque é durante esse período que vocês conquistarão as Vibrações, a Consciência que vai levá-los a viver a Graça.

Suas noites serão especiais, seus dias o serão igualmente.
Muitos elementos vão surgir, em vocês, quanto à compreensão das interações entre os humanos, entre os diferentes elementos da Vida, conduzindo-os a revelar-se nessa Graça especial da alquimia da Água e do Fogo.

Lembrem-se sempre de que, o que quer que vivam, o que quer que se manifeste a vocês, tudo concorre para estabelecê-los na Luz, absolutamente tudo.

Apenas a carne, o ego, a pessoa, é que podem ali ver desagrados, catástrofes, coisas terríveis, mas a revelação da Luz jamais é terrível para aquele que espera a Luz.

Cabe a vocês situar-se.
Como diria o Comandante dos Anciões, cabe a vocês saber se seu ponto de vista é aquele da borboleta ou aquele da lagarta.

Cabe a vocês saber se sua Consciência dirige-se para a fragmentação ou para a Unificação.

Juntar o ALFA e o ÔMEGA, pela revelação do Anjo Metatron em sua Presença, é certamente o impacto o mais importante da Luz em vocês, permitindo desvendar essa Graça.

É, portanto, a vocês que caberá, a cada dia, estar atentos ao que vivem, estar atentos ao que acontece em vocês, ao que acontece em suas vidas.

Não se esqueçam, tampouco, durante esse período, de não colocar limites e separações entre todas as formas de vida e vocês mesmos.

O que quer que aconteça, não se esqueçam de agradecer, de algum modo, ou de render graças ao que vai revelar-se porque, mesmo que vocês não compreendam os prós e os contras daquilo, em definitivo, é feito para conduzi-los, inteiramente, para essa Graça.

Nada há a rejeitar, há apenas escolhas a deixar colocar-se pela própria Luz, a fim de realizar o que há a realizar agora, para encontrar o que vocês são, inteiramente, no instante presente.

Vocês são, portanto, convidados, vocês serão, a cada dia, cada vez mais, facilmente convidados pela Luz para estabelecerem-se em sua Luz.

A Graça vai, portanto, revelar-se de maneira diferente para cada um de vocês, brutalmente, como eu disse, ou por toques sucessivos, pouco importa.

Vocês perceberão de qualquer modo sua ação, vocês perceberão de qualquer modo sua revelação, pelas Vibrações, pelos sintomas, pelos sonhos, mas também pela própria Consciência, que vai modificar-se em profundidade.

Lembrem-se de que isso não é um esforço.
Lembrem-se de que isso não deve jamais ser uma vontade.
Lembrem-se de que isso jamais deve ser um desejo, mas, bem mais, esse Abandono à Luz, que permite à Graça revelar-se em vocês.

Isso necessita deixar a Luz trabahar.
Se algo desaparece de sua vida, se alguém desaparece de sua vida, o que quer que vocês percam ou o que quer que vocês ganhem, estejam certos de que é a Luz que trabalha em vocês para sua Luz, além do Bem e do Mal.

É esse o caminho para a Unidade, onde a Graça se revela e onde nada mais do que se produz na vida pode ser concebido segundo um princípio de Dualidade, de Bem, de Mal, de positivo, de negativo.

A Unidade estabelece-se apenas se vocês mesmos vão à Unidade.
Se vocês mesmos aceitam, de algum modo, deixar desabrochar a Luz.

A Luz saberá sempre, muito melhor do que a personalidade, o que é necessário para estabelecer-se inteiramente.

As zonas de Sombra evacuar-se-ão cada vez mais facilmente, na condição de que vocês as deixem evacuar-se, na condição de que vocês não lhes deem qualquer peso, qualquer facilidade para permanecerem.

Quanto mais vocês aceitarem viver o Abandono à Luz e à Vibração, ao Som, mais vocês viverão o fato de tudo tornar-se fácil, de tudo ser facilitado e de que tudo se transforme na Alegria, quaisquer que sejam os eventos que se produzam.

Mesmo um evento que afete o corpo, qualquer que seja, tornar-se-á uma Graça; mesmo a perda disso ou daquilo tornar-se-á uma Graça, na condição de que vocês a aceitem, porque cada ser humano, doravante, será, de algum modo, impactado pela revelação da Luz, que ele queira ou não.

Simplesmente, o ponto de vista que será adotado por cada ser humano determinará circunstâncias profundamente diferentes de aceitação ou de recusa da Luz.

A evolução, então, não será a mesma, mesmo se o conjunto da humanidade, como eu disse, viver um instante de Graça.

Vocês são convidados, portanto, todos, sem exceção, a aceitar a Luz que se revela, que vocês já a percebam ou não, que isso lhes pareça inumano ou terrível, retenham que é apenas a revelação da Luz.

Então, é claro, o olhar da personalidade poderá chamar a isso um sofrimento; o olhar da personalidade, eu repito, poderá chamar a isso destruição, mas não é estritamente nada.

A única coisa que se destrói é, de fato, a ilusão, deixando, naquele momento, aparecer a Verdade.

Cabe a vocês saber se querem tornar-se essa Verdade, essa Vida, percorrendo o ALFA e o ÔMEGA, unindo-os na Água e no Fogo, vivendo o batismo do Fogo e do Espírito.

É a vocês que cabe deixar trabalhar o Fogo e esse batismo, ou dali subtrairem-se, sabendo que, em definitivo, absolutamente ninguém poderá dali subtrair-se.

Aí está o que é a preparação que há a viver e que deve levá-los ao fim de alguns prazos que já lhes foram dados.

Aí estão as algumas palavras que minhas Irmãs encarregaram-me de emitir a vocês, permitindo desvendar sempre mais o desenrolar da revelação da Luz sobre esta Terra.

Se temos tempo e se vocês têm ainda interrogações, eu os escuto, se nos resta tempo.


Questão: esse estado de Graça sucede o estado de Turiya?

Meu Irmão, Turiya compreende esse estado de Graça.
Turiya desemboca na Graça, isso é chamado o último estado de consciência.

O resultado de Turiya é a Graça de que eu falo, e faz parte de Turiya.


Questão: poderia desenvolver sobre o Triângulo de Fogo?

O Triângulo de Fogo é diretamente religado à reversão do ponto AL.

Esse Triângulo, que era com ponta ao alto, chamado Triângulo Prometeico ou Luciferiano, em sua reversão tornou-se o Triângulo do Fogo primordial, aquele da Verdade.

Ele continua situado entre o ponto AL, que se reverteu, e as Estrelas chamadas ATRAÇÃO, REPULSÃO, concorrendo para estabelecer a conexão de AL a AL, concluindo, de algum modo, a Lemniscata Sagrada.

Esse Triângulo de Fogo é aquele que reúne em vocês a Água e o Fogo.

O Triângulo da Terra, situado na parte traseira da cabeça, é constituído de OD, KI-RIS-TI e VISÃO.

O Triângulo da Água é situado à sua direita, ao nível da cabeça.
A reunião deles traduz-se, efetivamente, pelas Vibrações específicas que percorrem sua cabeça e conduzem a esse último cruzamento, descrito por Anael e por Metatron.

É o basculamento e a reversão desse último Triângulo de Fogo que cria a alquimia entre a Água e o Fogo, realizando-se, é claro, nesta Terra.

O Ar é disso o motor.
Os quatro elementos fundem-se, portanto, ao nível do quinto elemento, chamado Éter.

É para isso que vocês são chamados.
Outras palavras podem ser dadas, mas serão sempre apenas conceitos mentais, enquanto vocês não o viveram. Isso corresponde ao que foi chamada a Etereação do planeta e a Etereação de seu próprio corpo e de sua própria Consciência.

Etereação que se tornou possível pelo Fogo liberado, substituindo, portanto, de algum modo, o Fogo Prometeico, Luciferiano da Ilusão, pelo Fogo do Espírito e da Verdade.


Questão: não mais ter vontade de Fazer, ali incluídos os protocolos, releva da ação da Graça?

Sim, na condição de que uma das Coroas Radiantes esteja desperta.
Senão, isso se chamaria preguiça.
A diferença é essencial.

O impulso para nada mais fazer, após ter vivido uma das Coroas Radiantes é, efetivamente, um grande passo para a Graça.

É exatamente o que eu vivi em minha vida, quando eu podia passar períodos extremamente longos, no mesmo lugar, sem comer, sem beber, sem qualquer necessidade fisiológica, sem mesmo poder ser deslocada do lugar onde eu estava.


Questão: qual diferença você faz entre abandonar-se à Luz e abandonar-se à Eternidade?

Minha Irmã, abandonar-se à Eternidade é sair do efêmero.
Essa saída do efêmero é, de algum modo, indispensável para penetrar a Eternidade.

Naquele momento, o Abandono à Luz realiza-se mais facilmente, porque há um acesso à Eternidade.

As duas etapas são muito próximas.
Em seu caso, o abandono à Eternidade é aceitar deixar morrer tudo o que é efêmero.


Questão: se esses estados provocam um relaxamento da cabeça, o que convém fazer?

Meu Irmão, a Luz pode, efetivamente, fazer curvar a cabeça.
Por vezes, a Luz provoca uma rigidez terrível; por vezes, é exatamente o inverso, tornando-se, assim, como uma boneca de pano.

Um como o outro devem ser respeitados.


Questão: como reconhecer os períodos de dissolução?

Minha Irmã, é exatamente o que desenvolvi, concernente aos momentos em que a saída da realidade comum se faz, onde nada mais existe, onde a memória evacua-se, onde a atenção da vida comum desaparece.

É o conjunto de sintomas que descrevi, permitindo ir para esse estado que propõe a Luz.

Você voltará a ouvir o que eu disse, isso corresponde exatamente à questão que você coloca.

Não há que reconhecer, porque não é o mental que vai reconhecer.
Justamente, o mental não está mais aí naqueles momentos.

É um estado que se estabelece como uma evidência, onde o mental não pode mais, justamente, lutar, nem reconhecer o que quer que seja.


Não temos mais perguntas, agradecemos.

Minhas caríssimas Irmãs, meus caríssimos Irmãos, que a Graça os inunde e os preencha.

Eu permanecerei com vocês, em alguns instantes, em seu período de alinhamento (ndr: de 19 às 19:30h, hora francesa no relógio – tal como descrito na rubrica «protocolos prioritários»).

Lembrem-se de que, durante esses alinhamentos, vocês têm apenas que fusionar a cabeça e o Coração, que não é mais necessário, exceto se vocês sintam necessidade, de centrar-se em tal ponto ou tal Vibração.

Resta a vocês dissolver, e esse período de alinhamento é, efetivamente, um momento privilegiado onde o conjunto disso é facilitado grandemente, porque vocês são vários reunidos em nome da Luz e, nesses momentos, tudo é mais fácil.

Eu lhes digo, portanto, até já.

Com todo o meu Amor.



___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se as divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e informando sua fonte: www.autresdimensions.com
Versão do francês para o português: Célia G. - http://leiturasdaluz.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário