terça-feira, 12 de abril de 2011

URIEL - 12 de abril de 2011 - Autres Dimensions



12 de abril de 2011.

Mensagem publicada em 13 de abril, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


ÁUDIOS EM FRANCÊS:

PARTE 1:

URIEL_part1-12-04-2011 por autresdimensions

PARTE 2:

URIEL_part2-12-04-2011 por autresdimensions

Eu sou Uriel, Anjo da Presença e Arcanjo da Reversão.

Amados do Amor do Um, eu venho com vocês, eu venho em vocês, a fim de cantar o Canto do Silêncio do Um.

Plenitude de sua Presença na presença dEle.

Revelação do instante.
Revelação do momento, chamando suas vidas à Eternidade.

Amados e bem amados, ressoando no Canto, ressoando no Silêncio, vocês estão, para sempre e sempre, estabelecidos em vocês, para além do parecer, no Éter fusionado de seu Coração.

Vocês são o Caminho, a Verdade e a Vida.
Instante e momento reproduzindo-se de tempos em tempos, conduzindo-os, e trazendo-os ao altar da Unidade.

Filhos e Pais, Fonte Una, Fonte de tudo, vocês são os vibrantes do Amor chamados a Ser.
Vocês são os vibrantes do Éter reencontrando a própria Éter-nidade.

Bem amados e Amados, vocês estão, agora e para sempre, na fase do instante, conduzindo-os a Ele e a vocês.

Inclinem-se no Abandono sublime.
Inclinem-se para Ele, como Ele se inclina para vocês.

Alquimia de sua reunião.
União de Liberdade evoluindo no Silêncio e no Canto.

Louvor a Ele.
Louvor a vocês.
Louvor e Canto da Criação, recriada e manifestada no conjunto do Éter.

Amados do Filho, Filhos do Amado, vocês são o Eterno, vocês são a Fonte, vocês são a Água Viva, vocês são Mestres.

Mestres do Um, o Um é Mestre de vocês.

Filhos.
Filhos eternos, cantando o Canto de Louvor do Um.

No Silêncio do parecer, no Silêncio das palavras, no Silêncio das atrações, no Silêncio da Visão, aparece a Luz do Um, desvendando tudo ao redor de vocês, ao mesmo tempo que em vocês, o Éter de seu Sopro.

Vocês são o Sopro.
Vocês são o Fogo.
Vocês são os elementos.
Vocês são o agente.
Vocês são o Verbo despertado em vocês, pelo Sopro do Um, despertando em vocês a Eternidade.

Escutem.
Escutem o Som do Um.
Vejam, com a Visão penetrante, seu Silêncio e sua Majestade espalhando-se em fanfarra no interior de suas células, no interior de sua alma, desvendando o Espírito, desvendando a Verdade, expandindo ao infinito sua Presença.

Sem limite e sem limitação, vocês são.
Sem limite e sem limitação, vocês superam o parecer e a Ilusão.

Diretamente e em pleno Coração vocês entram, agarrados ao coração e firmemente, no Éter de sua Eternidade.

Isso é agora.
Ouçam o Som, ouçam as trombetas, ouçam a harpa, ouçam os instrumentos do Trono da Fonte vindo a vocês.

Abram.
Abram-se no Silêncio.
Abram-se na alegria.
Abram-se no movimento.
Presença.

A hora chegou de sua Apresentação.
Apresentação ao Templo, ao Templo do Um, Templo eterno, para sempre construído, para sempre despertado, para sempre em Unidade.

Presença.
Presença e pulsação.
Presença e Vibração.

Agora.
Agora é o tempo.
Agora é o instante, fazendo-os sair do tempo.
Entrem no tempo sem tempo, no tempo onde nada existe, a não ser Ele e vocês.

Unidos, para sempre, na Liberdade de Ser, na Liberdade de ir e vir, sempre religados, sempre vivos.

Vão e venham ao ritmo de seu Coração, ao ritmo de seu Fogo.

Elevem o Fogo, elevem a Verdade.
Escutem.

Escutemos, juntos, a sinfonia do Silêncio do Um.
Cantemos, por nosso Coração elevado, a Presença.

Assim, ao Som do Um e do outro.
Assim, ao Som de todos, o Coração se volta para Sua Morada de Eternidade.

Então, Presença, plenitude de seus instantes, plenitude de cada instante de suas vidas, doravante, se tal é seu acolhimento, se tal é seu Abandono.

Deem-se a si mesmos.
Deem-se a Ele, deem-se ao Um.

Vocês são.
Eu sou.

Vocês são o que eu sou.
Eu sou o que vocês são.

Vai e vem.
Mesmo tempo.
Mesmo movimento, do Um ao outro e do outro ao Um, porque inscrito no Éter e no firmamento dos universos religados e Unificados.

Filhos do Um, Sementes da Luz e, portanto, Luz.
Luz que semeia e que germina no Coração.
Abram.

Abram os orifícios para Ele.

Ouçam.
Ouçam o apelo.
O apelo da Presença dEle que é sua Presença, que é nossa Presença, porque tudo é Um.

E Um é tudo.
NEle e em vocês.
Não mais distância, não mais separação, porque o momento é agora.

Vejam.
Vejam com o olho do Coração.
Vejam pelo conjunto de seu Espírito, alma e corpo, ainda presente nessa densidade.

Milagre do nascimento, do renascimento e da Ressurreição.
Despertar e acordar, soando o instante.

Nós somos.
Nós somos Um.
Um Arcanjo está em vocês.
Como o Arcanjo os eleva, ele se abaixa a vocês, elevando-os.
Juntos.

A Fonte Una envia, ela mesma, pelo Anjo Metatron, presente também em sua Presença, em seu Templo.

Canal do Éter, imagem de Metatron, forrado de Luz contendo o conjunto e o Tudo.

Luz Una, sem cor e tão colorida.
Sem cor discernível, porque a Luz invade e não permite mais discernir, abolindo distância, revelando Presença, revelando Fonte, revelando Metatron presente em vocês.

O que está fora é como o que está dentro.
Vocês são o fora e o dentro.

Não mais distância entre o um e o outro.
Não mais distância entre a Vibração e o Som.
Não mais distância entre a Vibração e a Luz.

A Luz que está aqui e aí, aqui e aí embaixo, em vocês, a cada fim e a cada extremidade, conduzem-nos a superar, conduzem-nos a transcender.

Vão além.
Para além da Ilusão, para além de vocês mesmos, sem limite de forma, sem limite de Vibrações.

Presença.
Presença e Verdade.
Verdade elevando-se.
Verdade cantando o Som do Um, Som da alma, Som da Verdade, Coro dos Anjos e Anjos em Coro.

Esse é o instante.
A Eternidade chega.

Vocês são a Eternidade.
Vocês são contínuos.

Vocês são permanentes em sua imanência.
Vocês são isso.

Então, vibremos na Presença do Um.
Cantemos juntos a ronda do Um, a ronda dos Arcanjos.

Abertos.
Abertos e permeáveis.
Transparentes e Transparência.

Presença.
Instante eterno.

Em vocês.
Escutem o Som, escutem o Canto, escutem o que lhes diz seu Coração.

Apelo palpitante.
Apelo ao Um.
Apelo a Ele, porque vocês são o Um e Ele.

Nenhuma distância, a não ser o olhar que não quer olhar.
Nenhuma distância, a não ser o grito do que desaparece.
O que desaparece não é nada, porque o que aparece é tudo.

Vão para vocês.
Vão para isso.

Acolham, na Graça, o Canto da Graça.
Acolham, na Graça, o Coro do Um anunciado pelos Anjos.

Anjos vindo, estabelecendo-se em vocês.
Tornando-se ressonância, tornando-se movimento.

Presença.
Presença palpitante.
Presença comovente, comovendo-os para além dos sentidos, até a alma e até o Espírito, revelado no instante de seu tempo.

Vocês estão aqui e agora para isso.
Vocês estão aqui e agora para esse instante, prometido desde tanto tempo.

Isso é agora.
A hora chegou de despertarem.
Despertarem o que vocês são e não o que vocês foram, aqui, que desaparece.

Somente o Coração é sua Essência.
Somente o Coração é sua Presença.

Então, juntos, elevemos o Canto do Um.
Acolhamos Fonte Metatron.

Instante único porque, no Um, tudo é único.
Porque, no Um, tudo é Canto.
Porque, no Um, tudo é Silêncio.

Canto e Silêncio, sem oposição.
Canto e Silêncio, inscrito no firmamento da Criação, das Criaturas e dos Criadores.

Abolição.
Abolição do tempo.
Abolição do sofrimento.

Presença, vocês são.
Presentes, vocês estão.

Então, irradiemos.
Então, cantemos a Vibração de nossa Presença.
Escutemos e acolhamos.

Silêncio.
Silêncio absoluto.

O Canto do universo chega.
Ele vem, por um juramento antigo inscrito, ele também, na Eternidade, tocar à porta de seu Coração.

Tocando tal um cristal cintilando e vibrante.

Vocês são o cristal.
Vocês são a Água de cristal que se escoa, permanentemente e de todos os tempos, aspirando a Ele, aspirando a vocês.

Acolhamos Presença.
Acolhamos o Fogo de Sua revelação.
Fogo vivificante, Fogo de Vida e não Fogo de morte.

Onde está a morte?
Ela não está mais.

Somente está a Vida Una e indissociável e indissociada.

Presença.
Vibração.
Silêncio.

A Essência, vocês são, no sentido do Um, no sentido do outro.

Um único sentido.
O mesmo sentido: aquele que os conduz a si mesmos.

Bem amados Amados, sejam o amante e a amante do Um, fecundando em vocês a Alegria.

Alegria de Eternidade, Presença.

Abram.
Tudo está aberto.
Nada há a fechar, porque a Ilusão se fecha e abre-se a Vida, Una.

Participem.
Participem das Núpcias.
Participem do despertar, do acordar.

Soem suas próprias trombetas.
Irradiem de suas Estrelas despertas, porque vocês são a Estrela.

Acolham.
Presença e acolhimento.
Mesmo sentido da oferenda, do Louvor do Um, do Canto do Um.

Silêncio e Presença.
Instante.

Instante gravado no cristal do Ser.
Instante gravado para além da memória, na vivência eterna do que vocês são.

Crianças e Filhos Ardentes do Sol, Caminho, Verdade e Vida, para além do Bem e do Mal, Clareza e Precisão, Visão na Profundidade, Unidade, Alfa e Ômega, Aqui e Agora, juntos, reunidos.

Transcendendo os tempos da Ilusão.
Transcendendo os espaços separados desse tempo falso.

É tempo de restabelecer o que sempre foi, o que é sempre, o que será sempre.

Luz.
Vibração dos Éteres, penetração e fecundação.

Graça.
Amor.

Essa palavra tanto pronunciada, devido mesmo à sua falta aqui onde vocês estão ainda, será sua Verdade, será seu Canto e seu Silêncio, unidos a Ele, unidos ao Tudo.

Sair da experiência e penetrar a Vida.
A Vida que é experiência contínua, sem alternância de vida ou de morte.

A Vida é Uma e permanente em sua impermanência e em sua imanência.

É para isso que a ronda dos Arcanjos os convida.
É para isso que o Anjo Metatron chega.

Abram.
Abram o Canal de cristal e de Éter, que os faz desposar, casar, com sua própria liberdade à Liberdade dEle.

Vocês são a Eternidade.
Vocês são a Alegria.
Vocês são a Verdade.
Vocês são a Vida.

Ouçam o Coro dos Anjos que canta em vocês sua própria Presença e Presença dEle.

Ressonância.
Ressonância intensa.
Ressonância perfeita.

Harmonia.
Harmonia total onde o Silêncio e o Canto misturam-se, sem intervalo e sem espaço.

A Vibração do Um aparece e cresce, abrindo em vocês as válvulas do Amor, as válvulas da Verdade, as válvulas do Andrógino e do Verbo.

O Verbo eterno.
Coro dos Anjos que cantam sua Presença.

Vocês são isso.
Vocês são tudo isso e nada além disso.
Tudo e nada, porque tudo é Um.

Acolhimento.
Acolhimento e fusão.

Fusão de Fogo.
Aliança de Fogo inscrita nas Águas do alto.
Inscrita no Canto das Estrelas, na ronda dos planetas, na ronda dos tempos, sem tempo.

Presença.
Comunhão.
Juntos.

Sua ronda e nossa ronda são a mesma ronda.
A ronda dos planetas é a mesma ronda, porque há apenas uma ronda, só uma e única.

A mesma, declinada em múltiplos tempos e Dimensões, nos multiversos e nos universos.

Amados do Amor, você são o Amor.
A majestade do Anjo é sua Majestade, em potência.
Em potência que representa o Tudo.
Porque a potência é tudo.
O Canto da potência vem.

Ele é Fogo.
É Fogo que ilumina e aquece, fazendo esquecer e transcender o sofrimento desse Plano.

Vocês são a Eternidade.
Vocês são a confiança.
Vocês são a Presença.
Vocês são.
Vocês são.

Então, juntos, dancemos a ronda do Um, para além da ronda do tempo, para além da ronda dos espaços, ao centro.

Em pleno centro.
Este ponto infinito que cresce e se expande continuamente, que não conhece qualquer limite à sua expansão, conhecendo-se a si mesmo, como vocês são chamados a conhecer-se, renascendo e ressuscitando.

Amados do Um, somos Um.
Acolhamos.

O Amor.
Essa tensão do infinito, explorando todos os finitos.

O Amor é Um.
Ele não pode voltar-se para outra coisa que ele mesmo, porque o Amor é tudo, é onipresente em toda Presença, sabendo-o ou não o sabendo.

Como poderia ser de outro modo?
Abram e cantemos.

Vibração.
Fusão do alto.
Fusão embaixo.
Fusão.

Instante de Fogo, dessa Aliança de Fogo, inscrita na Água do tempo, inscrita na ressonância do Ar e a totalidade das Terras e dos Éteres, porque tudo é Um.

Abram a ronda do infinito.
Viemos acolhê-los na leveza reencontrada, onde a densidade não pode mais opô-los a si mesmos.

Não creiam, mas vivam o que digo, porque são as suas palavras.
São as palavras que canta seu Coração quando ele não ouve mais o Canto da Ilusão, mas o Canto da Vida.

O seu.

Sintam, sintam e percebam, na experiência do Um, na Vida do Um, o Amor.

Bem Amados, vocês são o Amor, a transcendência.
Vocês são a ascendência e a descendência.
Nem início nem fim.
Juntos.

No mesmo gosto, no mesmo Amor.
Glorificando o Um.
Canto do Cristal.

Cristal, Cristo elevado, transparência.

Matriz de Luz.
Matriz livre.
Canto da Estrela.
Canto do Centro.
Canto do Coração.

Nada desse mundo, onde vocês se colocaram, pode afetá-los porque só o Amor os eleva e os afeta.

Naquele momento vocês se tornam Presença, Irradiância e Radiância.

O que vocês são, para além da Ilusão, o que vocês reencontram na nova Aliança.

Aliança de Fogo e de leveza restituindo-os a vocês mesmos.

Amados do Amor.
Juntos, cantemos.
Juntos, escutemos o Silêncio.

Saiam do tumulto da Ilusão.
Entrem em vocês.

Juntos.
Presença.

Amor e Liberdade dão ilimitado.
Amor e Liberdade dão a Doação.

Amados do Um, vocês são Um.
Vivam o Sentido, o Sentido de seu Ser.

Vivam-no.
Aqui e agora.
Porta de sua Eternidade, de sua Existência.

Eu sou o Arcanjo Uriel.
Sua Presença.
Eu os amo.

O Canto e o Silêncio da bênção, Canto de Graça e de Louvor, em nós, todos, no Um.

Lágrima de Fogo elevando-se, pela leveza da Graça, no Templo do Coração.

Amados do Um, amem-se, o Um e o outro.
O Um no outro, e o outro no Um.
Sem distância.

O Amor é a Verdade.
O Amor é o Caminho.
O Amor é Vida.

Amigos e amantes do Um, juntos, acolhamos agora nossa bênção, o nosso Amor.

O Arcanjo Uriel os deixa face a face no beijo ardente do Amor.

Agora.
Silêncio.
Silêncio de sua Presença.
Abrir o que nunca pôde ser fechado.
Vibração Presença.


... Efusão Vibratória…


Até breve.
Amores do Amado.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se as divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e informando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário