quinta-feira, 31 de março de 2011

PHILIPPE DE LYON - Cristo é um estado que não conhece nem limite, nem confinamento [31/03/2011] - Autres Dimensions



31 de março de 2011.
Mensagem publicada em 02 de abril, pelo site AUTRES DIMENSIONS.

Áudio da Mensagem em Francês

Link para download: clique aqui


Irmãos e Irmãs encarnados, eu lhes apresento todo o meu Amor.

Eu sou Mestre Philippe.
Eu venho falar do Cristo.
Eu venho falar desta Consciência que se estende, atualmente, sobre a Terra.

Cristo é um estado que não conhece nem limite, nem confinamento.
O mundo em que vocês estão ainda, com toda sua beleza, sua natureza, está fechado e limitado pelo não reconhecimento, justamente, do Ilimitado.

Encontrar este ilimitado e realizar o Cristo em si apenas pode se fazer pela Humildade e a Simplicidade. Mas não uma humildade, uma simplicidade de conveniência ou mostrada com ostentação, mas, bem mais, pela realidade de sua vivência em que vocês aceitam, de maneira incondicional, ser muito pequenos. Porque vocês não podem ser pequenos se estão ainda em sua personalidade.

Ser pequeno aqui é ser grande em outro lugar.
Ser muito pequeno na limitação é tornar-se o Cristo, em Verdade, é manifestá-lo, irradiá-lo.

Ser Cristo é amar e servir segundo a Unidade e os princípios do Coração.

É não servir esperando retirar uma vantagem.
É doar-se a si mesmo.

Nosso Comandante diz frequentemente: «Amar é irradiar. Amar é Ser».

Mas irradiar e Ser pode se fazer apenas se alguns componentes, presentes aí onde vocês estão (a personalidade, o ego), são muito pequenos.

Durante minha vida eu celebrei e servi o Cristo.
E o que eu fazia, eu o fazia porque era o Cristo que o fazia.

A Luz que age em vocês e através de vocês é a Luz Cristo.
Ela é a Luz, a parte já revelada em vocês, de seu próprio Estado de Ser e de sua própria Eternidade.

Manifestá-la é tornar-se transparente.
Agir nesse mundo (onde vocês estão ainda como pilares e Semeadores de Luz) realiza-se inteiramente assim que vocês se tornam totalmente transparentes, quando não puder existir em vocês a menor veleidade de reivindicar o que quer que seja.

Esta Simplicidade deve se traduzir, antes de tudo, no modo de manifestar sua vida, em suas relações.

Recordo-lhes que o Cristo era o menor, como ele dizia a cada um de seus apóstolos.

Eles, é claro, o viam como o maior.
Mas, justamente, vocês não podem ser o maior, na Luz, enquanto vocês não são os menores, aqui, aí onde vocês estão. Trata-se, efetivamente, de vasos comunicantes: é ou um, ou o outro. E, se vocês querem manifestar e encarnar o Cristo, então, vocês devem passar por aí.

Pouco importam os nomes eruditos que se possa agregar a essa passagem: Crucificação, Ressurreição, Abandono. Isso deve se traduzir, realmente, em sua vida e também em sua vivência Vibratória Interior. Porque vocês podem empreender, também, todas as boas ações possíveis e imagináveis simplesmente aderindo (como foi dito precedentemente exatamente antes de mim) a dogmas ou a princípios. Isso, no entanto, não realizará e não fará, jamais, de vocês um Cristo.

Apenas a partir do momento em que vocês deixam agir, em vocês, o Cristo (quando vocês se apagam) é que vocês se tornam transparentes, que a Luz pode realmente agir. Enquanto vocês creem que são vocês (sua personalidade, seus condicionamentos que agem) será efetivamente vocês, mas jamais o Cristo.

Então, como saber se são vocês que agem ou o Cristo em vocês?
E bem, é muito simples: se é o Cristo que age em vocês, seu humor é igual, vocês estão na Paz, na Alegria, porque vocês sabem, de maneira inabalável, que tudo o que se desenrola e se desenrolará em sua vida se faz sem sua intervenção, segundo os princípios de sincronia, de Unicidade, de Fluidez, de Graça.

É assim que se desenrola a vida em Cristo, mas, para isso é preciso, é claro, aceitar apagar-se. É um desafio (não gosto da palavra combate) que doravante lhes é proposto.

Ainda uma vez, não é uma escolha, uma vez que as escolhas foram feitas, há muito tempo, por muitos de vocês. Mas é uma questão, realmente, de integração desse princípio Crístico e da Luz Una.

Cristo dizia: «tornem-se meus imitadores».
Imitar o Cristo é tornar-se o menor.
É agir, efetivamente, na graça.

Assim como ele disse: «eu e o Pai somos Um».
Se vocês querem dizer: «Cristo e eu somos Um» (o que hoje tornou-se possível e real), então, vocês devem deixar a Ele todo o lugar.

A Luz é Inteligência, vocês sabem.
Ela ressoa, acumula-se, densifica-se em sua estrutura física, em suas estruturas sutis e vocês não podem enganar a Luz, porque ela reconhece, é claro, seu estado Cristo ou seu estado de resistência.

A Luz é Inteligência e ela vai manifestar, em sua vida, no que vocês são, em suas percepções, a realidade de sua vivência ou a ilusão de sua vivência.

Porque tornar-se Ele é deixá-lo agir.
É considerar que sua vida, o que quer que vocês efetuem, seja a educação de um filho, seja uma profissão, uma relação num casal, é entregar a Ele sua vida para tornar-se vivo.

Esse princípio Crístico é, realmente, o que propicia essa Luz que se aglutina, se condensa em vocês. Amar e servir na Luz do Cristo não é mesmo colocar-se a questão de amar e servir, porque isso se faz, inteira e totalmente, de forma natural, por sua irradiação, por seus comportamentos e suas ações que serão ditadas não mais por sua personalidade, mas por Cristo.

Naquele momento, sua vida, quaisquer que sejam os desagrados desse mundo, tornar-se-á em todos os pontos agradável, porque vocês estarão na Paz, na Alegria e na Presença dEle.

Foi-lhes falado do Fogo do Espírito e do Fogo elétrico.
Quando vocês estão no Fogo do Espírito, o conjunto de sua vida se estende como uma Graça, porque ela é Graça.

Se vocês estão no Fogo do ego, no Fogo elétrico, tudo se tornará, agora e cada vez mais, resistência e difícil. Isso não os priva, é claro, de suas ações, de seus prazeres, de seus gostos, mas é totalmente outra Consciência que os habitará.

Este estado novo se instala agora.
O testemunho, eu repito, será sua própria percepção de sua Consciência e de seu estado porque, quando o Cristo está aí, vocês não podem estar tristes.

Quando o Cristo está aí, vocês não podem estar de mau humor.
Porque, quando o Cristo está aí, muito rapidamente nada pode vir se opor ao Cristo.

Cristo está além da oposição e, portanto, quando ele se instala, o campo áurico que está ao redor de vocês e em seu Coração é um campo no qual nenhum elemento oposto à Luz Vibral pode se prender ou mesmo penetrar.

Então, certamente, para muitos de vocês, pelo momento, isso não é ainda inteiramente atualidade, mas isso está em curso. E isso, eu fui encarregado de dizer, porque vocês devem levar sua atenção nisso.

Vocês constatarão então, muito rapidamente, segundo a qualidade de sua vida, se vocês são Cristo, se é Cristo que age em vocês ou não. Cada vez mais, o que definiu Anael Arcanjo, em seu discurso sobre o Abandono à Luz e, recentemente, sobre a Integração da Luz, vai revelar-se como uma manifestação evidente em suas vidas.

É claro, o ego vai procurar ali colocar seu grão de sal.
Mas, a partir do momento em que os pontos de Vibração de que lhes falaram os Arcanjos estão ativos, o que é uma grande ajuda hoje, vocês saberão pertinentemente se aquilo é correto ou não, se é Crístico ou oposto ao Cristo.

Eu creio que o Melquisedeque do Ar falou de Paz, que não era uma resignação e, ainda menos uma submissão porque, se vocês estão submissos ao Cristo, vocês aderem a dogmas prescritos, como disse Jofiel.

Vocês não têm que ser submissos a Ele.
Vocês têm que ser amigo dEle, como ele é seu amigo de sempre.

Não é verdadeiramente a mesma coisa.
E, desta amizade resulta a Presença dEle e, desta amizade resulta sua Paz, sua Alegria e o próprio desenrolar de sua vida, bem além de todos os papéis históricos e de todas as crenças e suposições sobre o que é o Cristo.

E, quando esta amizade estiver instalada, quando o Cristo tiver tomado todo o lugar da personalidade, naquele momento, vocês poderão dizer, como Ele, que vocês e o Pai são Um. E isso se traduzirá por esse calor, tão característico, esse Fogo, essa Vibração que se manifestará sobre seus pontos, depois, sobre o conjunto de seu corpo, inteiramente.

Sua força virá daí.
Ela não poderá vir de nenhum outro lugar.
Vocês extrairão dessa força tudo o que é necessário e útil para o desenrolar desse final dos Tempos.

O indispensável e o essencial estará nesse estado e de modo algum nos planos e projeções de qualquer medida de proteção ou medida de planejamento do que quer que seja. Dito de outro modo, e um pouco mais secamente, será melhor estar com o Cristo, de barriga vazia, do que de barriga cheia e sem Cristo.

Porque a nutrição de Cristo é o Pão de Vida.
É claro, alguns de vocês estão ainda condicionados pelos erros das religiões e das mentiras.

Então, chamem-no: Ki-Ris-Ti.
Chamem-no: Unidade.
Chamem-no: Presença, mas estejam lúcidos da Presença dEle.

Amar e servir é também olhar o conjunto de seus Irmãos e de suas Irmãs, ainda que estes não tenham escolhido os mesmos caminhos que vocês, ainda que estes lhes tenham feito afrontas, com o olhar do Cristo.

Ele dizia: «O que vocês fazem ao menor de vocês, é a mim que vocês o fazem».

Vocês não podem estar na Unidade, na Presença e no Cristo enquanto há, em seu olhar, em sua Atitude, o menor julgamento, a menor condenação a alguém. Porque o julgamento, a condenação não impedem, é claro, de ver claramente, mas os fazem descer e fazem sair o Cristo.

Ver claramente, ter a Visão do Coração, como o disse uma das Estrelas, não os autoriza, contudo, a julgar, a condenar. Autoriza-os, simplesmente, a constatar e a deixar ir o outro no caminho dele.

De qualquer modo, quanto mais o Cristo estiver presente, mais vocês estarão em sua própria Presença e religados à Fonte, menos o que é oposto e o que se opõe a isso poderá mesmo entrar em sua vida.

Aqueles que estão longe do Cristo chamarão este período de trágico.
Aqueles que estão em Cristo estarão na Paz e dessa Paz decorrerá seu Amor e seu serviço para aqueles que não terão nem essa Paz, nem esse Amor.

Pode-se dizer que a preparação Vibratória que nós efetuamos, uns e outros, ao nível do Círculo dos Anciãos, como ao nível dos Arcanjos ou das Estrelas, toca agora ao seu fim, efetivamente, porque vocês têm a quase totalidade dos elementos Vibratórios e mesmo de conhecimentos que lhes foram dados.

Resta um elemento, é claro, que é o ensinamento de UM AMIGO sobre os últimos circuitos Vibratórios da Presença do Cristo, justamente (ndr: UM AMIGO propôs dar essas informações nas semanas que vêm).

A Cruz da Redenção está concluída, o Coração elevou-se, a Passagem está feita, a boca está Aberta, resta apenas instalar o Cristo, permitindo, efetivamente, o que ele disse, por intermédio de São João: a Ressurreição. Essa Ressurreição é a Ressurreição do Espírito e da Verdade, colocando fim ao confinamento, à Ilusão, à predação e a tudo o que, nesse mundo magnífico, foi alterado.

É-lhes solicitado um esforço importante.
Esse esforço é aquele de Abandonarem-se, inteiramente.
É aí que vocês poderão verificar, e que nós poderemos verificar, se vocês estão realmente Abandonados na Doação e na Verdade.

Nós insistimos amplamente sobre a Inteligência da Luz.
Eu insistirei, quanto a mim, sobre a inteligência do Cristo em vocês que, obviamente, pode manifestar-se apenas se a Luz está aí.

Essa Inteligência, essa confiança permitirá (a cada dia, a cada instante e a cada momento de sua vida) verificar o que é a abundância da Luz e a abundância do Cristo.

Vocês verificarão por si mesmos, no aprendizado, porque é um, que vocês efetuam, de maneira acelerada agora e, eu diria mesmo, muito acelerada. Porque é preciso que o Fogo do Espírito fecunde, inteiramente, a Terra e sua Consciência, nos prazos agora extremamente curtos, em termos humanos.

Vocês devem superar as últimas crenças, os últimos apegos que não dizem respeito mais a crenças exteriores ou a apegos exteriores, mas, eu diria, à última crença e ao último apego que é aquele manifestado, a vocês mesmos, nessa forma ilusória e que, no entanto, é seu Templo. Isso não necessita absolutamente uma punição ou uma auto-flagelação, mas, bem mais, uma lucidez e um mecanismo de sua consciência que lhes permite viver isso.

A lua cheia do mês de abril, independentemente de qualquer referência chamada religiosa, será para vocês a ocasião de manifestar, inteiramente, esse estado Cristo, para os mais avançados de vocês. Sua vida será então guiada não por decisões lógicas, não por desejos pessoais, mas pelo que é o mais vital para seu Espírito.

E isso se fará sob a Inteligência do Cristo e da Luz.
Eu terei a chance de acompanhá-los essa noite em seu espaço de alinhamento (eu gosto desta expressão, apesar de seu lado obsoleto) como Vigário do Cristo.

Em minha vida eu disse que eu era o Porteiro do Céu.
É efetivamente isso.

Então, eu me regozijo por estar com vocês.
Eu penso que não teremos tempo para questionamentos, mas isso não requer questões.

É uma evidência para aceitar ou para recusar, e para viver.
Vocês têm, portanto, todos os elementos e todas as capacidades Vibratórias possíveis para levar a efeito sua missão. Porque, se vocês estão aí hoje, é efetivamente porque vocês escolheram.

Cada um está em seu lugar, estritamente.
Se há desvio de lugar, então, a Luz Cristo disso encarregar-se-á.

Façam-se muito pequenos para tornarem-se muito grandes na Luz.
Certamente, como foi dito, há certa forma de urgência, mas que não é uma precipitação porque, como vocês sabem desde muito tempo, como lhes disse frequentemente nosso Comandante, há reajustes permanentes que se fazem a cada minuto, em função das reações da Terra, da consciência humana e das forças de resistência no estabelecimento da Luz.

Lembrem-se, guardem isso em algum lugar num canto de sua cabeça, se sua cabeça tem tendência a fazer apenas sua cabeça.

A Luz já venceu.
Resta apenas atualizar isso no plano em que vocês estão ainda.

A liberação efetivou-se.
A escravidão e o confinamento não existirão mais.
Restarão unicamente seus próprios confinamentos e seus próprios apegos residuais que poderão subsistir.

Ao nível do mundo aparente isso não existirá mais.
Eu repito, não há a dar uma data futura, porque é agora.
Não há a preparar uma data, porque é agora.

É claro, muitos vão refutar esse agora.
Mas, até o fim, eles refutarão, aliás, seja agora e mesmo eles refutarão que terminou. E isso criará um confinamento na Ilusão que será criado por eles mesmos, e nesse sentido que existirá, para eles, mundos unificados em 3ª Dimensão.

Mas nós esperamos acolhê-los, cada vez mais numerosos, em sua multidimensionalidade, em seu Estado de Ser, para além desses mundos carbonados.

Vamos, juntos, uma vez que estou aí com vocês, mas Cristo está aí também, em vocês, juntos.

Vocês vão deixá-lo nascer, porque os tempos chegaram.
Todo o meu Amor os acompanhe e regozijem-se, como nós nos regozijamos.

Vão na Paz.
Vão na Paz, porque a Luz está aí.

Ainda que seus olhos lhes digam, ainda se sua vida lhes diga ainda, pelo momento: «isso não é verdade», ou «eu não creio nisso», ou «eu não o vejo», isso é uma ilusão e uma projeção de seu mental e de sua personalidade.

Então vamos, juntos, comungar em Cristo, agora.

E juntos.

... Efusão Vibratória...

******************
Mensagem de PHILIPPE DE LYON no site Francês Autres Dimensions:
http://www.autresdimensions.com/article.php?produit=961
31 de março de 2011 (Publicado em 02 de abril de 2011).
Tradução do francês para o português: Célia G.
via: http://leiturasdaluz.blogspot.com.br

Um comentário:

Postar um comentário