sábado, 5 de março de 2011

AÏVANHOV - 5 de março

05 de março de 2011

Mensagem publicada em 08 de março, pelo site
AUTRES DIMENSIONS


E bem, caros amigos, permitam-me primeiro apresentar-lhes todas as minhas saudações.

Eu venho, sobretudo, como de hábito, para aqueles que não me conhecem ainda, para interagir com vocês. O modo que tenho de interagir, para o maior número, é responder às suas perguntas de forma a tentar compreender esta época específica que vocês estão vivendo, interior e exteriormente.

Então, eu lhes dou, agora e já, a palavra.


Questão: Como se manifesta o 12º Corpo Andrógino?

Esse 12º Corpo faz parte das 5 novas estruturas Vibratórias e 5, das novas 5 novas frequências que estão em curso de desenvolvimento, atualmente, sobre a Terra.

O que é chamado o 12º Corpo (ou o Andrógino Primordial) é um ponto de Vibração que corresponde, se querem, ao ponto o mais elevado das 5 novas frequências, ou seja, que é situado exatamente acima da bola do nariz.

A estrutura Vibratória desse corpo é ligada à reunificação das polaridades masculina e feminina a fim de transcendê-las, de superá-las (o que é perfeito na ótica do momento), de reunificá-las. É ligado ao Andrógino Primordial ou o Andrógino muito curto porque, obviamente, nas Dimensões Unificadas, a coloração sexual secundária não existe.

Obviamente, um Arcanjo é de polaridade masculina.
Uma Estrela de Maria é, a priori, de polaridade feminina.
Elas exprimem qualidades Vibratórias Unificadas que podem ser coloridas de certa tonalidade, se preferem, que vocês chamam (e que chamamos todos, sobre a Terra) masculina ou feminina.

O trabalho do 12º Corpo é, portanto, um trabalho de reunificação ao nível da Consciência que vai funcionar de maneira, eu diria, pré-unitária, ou seja, que os faz sair da dualidade, da noção de Bem e de Mal, da noção de Atração e de Repulsão, para fazê-los penetrar nas Leis da Graça e da Unidade.

Na Lei da Graça e da Unidade, há também modificações que ocorrem ao nível fisiológico, ao nível do cérebro. A comunicação entre os dois hemisférios (que se fazia de maneira difícil, por estruturas, pouco importa o nome) vai se tornar mais fácil. Muitos de vocês se aperceberam, aqueles de vocês que vivem as Vibrações da Consciência, que as Vibrações ao nível do nariz aceleraram-se amplamente.

Isto é ligado à conjunção de certo número de fatores.
O primeiro dos fatores correspondeu à ativação do 11º Corpo, à Abertura da boca e à Passagem do chacra da garganta.

Esta noção de Passagem acompanha-se de uma reversão.
Para aqueles que seguiram a série, sabem também que o ponto AL era situado, desta vez, ao nível da cabeça e não mais ao nível do nariz, porque há uma correspondência entre frequências que são situadas verticalmente sobre o corpo e outras que são situadas horizontalmente sobre um círculo ao nível da cabeça. E os pontos são retomados, tanto ao nível da estrutura vertical como da estrutura que foi chamada, eu creio, a Coroa Radiante da cabeça, não é?

Então, o ponto AL fazia parte, com as Estrelas e os pontos de Vibração Bem e Mal, de um sistema de confinamento por certo número de forças que detalhei. Houve, desde a ativação da Merkabah Interdimensional da Terra e a sua, uma reversão do Triângulo Luciferiano que fez com que o ponto AL da cabeça fosse revertido e entrasse diretamente em comunicação e em ressonância com o ponto AL do 12º Corpo, ao nível do nariz. Isso dá Vibrações extremamente fortes sobre a espinha do nariz e por vezes que se estendem sobre as asas do nariz e que podem fazer a volta dos olhos e ir até ao palato.

A ativação desse 12º Corpo é também, eu diria, uma etapa final que permite a reunificação (para além da noção de Masculino/Feminino, Bem/ Mal), de ir à Unidade. Por conseguinte, há manifestações pré-unitárias que muitos de vocês percebem por essas Vibrações extremamente fortes.

Há, efetivamente, como alguns podem dizer, o nariz que trepida.
Ele trepida de impaciência para juntar-se à Unidade.

É o que está em curso, atualmente.
Obviamente, essas estruturas vibratórias, além de serem pontos, são frequências. Essas frequências são também Corpos e é a ativação desses 5 Corpos que permite, de algum modo, a agregação das Partículas Adamantinas em seu corpo físico e em suas estruturas sutis, uma vez que vocês sabem que o Corpo de Existência, ele está no Sol, mas não necessariamente geolocalizado como um corpo físico.

Ele é onipresente.
E esta onipresença, ela também se tornou possível pela ativação das 5 frequências, em vocês, e pela aglutinação das Partículas Adamantinas ao longo do canal mediano da coluna vertebral, transformando a estrutura que era chamada o Shushumna, em canal do Éter, permitindo a comunicação da parte superior com a inferior e da inferior com a superior.

As vibrações, como disse também o Arcanjo Miguel há pouco tempo, traduzem-se por uma majoração e uma transformação importantes de suas próprias percepções Vibratórias, mas também sonoridades que vocês podem ouvir (que chama-se o Canto da Alma) nos ouvidos, mas também essas sonoridades que vão exteriorizar-se, que em breve vocês perceberão no conjunto do Éter da Terra, no conjunto do Ar da Terra.

Tudo isso está em curso.
Então, o Andrógino é juntar-se ao que está para além da separação.
Reviver aqui, na Dimensão onde vocês estão ainda, esta Dimensão de Andrógino, é superar os antagonismos, todos os antagonismos e todas as dualidades. É viver, eu diria, em seus espaços de alinhamento Interior (nas suas meditações, nas suas orações, nos momentos em que vocês estão voltados para seu Ser Interior), espaços Unitários.

É nesses espaços Unitários que as Partículas Adamantinas vêm solidificar, de algum modo, o Corpo de Existência, torná-lo vivo e torná-lo manifestável.

É o que está se produzindo atualmente.


Questão: A que correspondem fortes calores sentidos nos pés?

Então, cara amiga, como foi dito por vários Arcanjos, o Fogo da Terra despertou.

Faz muito, muito tempo (já numerosos anos) que nesse canal eu dizia que a etapa final da Ascensão da Terra começaria a partir do instante em que os vulcões do Cinturão de Fogo do Pacífico despertassem e, para alguns deles, entrassem em erupção.

Esse é já o caso desde quase um ano.
Eles todos se despertaram e há cada vez mais que estão em erupção.

Os Arcanjos falaram de Fogo da Terra.
Esse Fogo Terra, alguns de vocês o percebem ao nível das Vibrações ou dos calores nos pés ou nas pernas. E outros começam a percebê-lo ao nível do Sacrum, pela ativação da Lareira do Triângulo Sagrado, a terceira Lareira.

Alguns de vocês, também, durante seus períodos Interiores, percebem essas Vibrações, por vezes essas constrições que se produzem ao nível dos tornozelos, das pernas ou das coxas, que traduzem a ignição do foguete, não é?, que está em curso, efetivamente. Portanto, o fato de sentir calores nas plantas dos pés, Vibrações, mas calores, também, em todo o corpo, para alguns de vocês, aqueles puseram o fogo em todos os andares do foguete, não é?, é um processo extremamente normal.

Vocês devem compreender que o Corpo de Luz, o Corpo de Existência, é animado de partículas extremamente diferentes das que existem em seu corpo físico e mesmo no que são chamados os corpos sutis. É um Corpo de Luz pura, ou seja, constituído e arranjado por partículas Adamantinas que são levadas, de algum modo, pelo que vocês chamam, sobre a Terra, os raios gama, que são partículas de fótons arranjadas de tal maneira que essas irradiações põem fim, literalmente, à matéria carbonada.

É o que vocês estão vivendo, (não é?) chamados de diferentes maneiras por nós, os Anciãos (por outros intervenientes, nesse canal ou por outros intervenientes sobre a Terra): partículas Adamantinas, partículas de Luz.

E tudo isso corresponde, se querem, ao mesmo processo.
Vocês estão reintegrando a Luz.

Efetivamente, isso pode agulhar (formigar) e dar o que se chamou, uns e outros, nós, os Anciãos, as Vibrações, para diferenciá-las do que se poderia chamar a energia, porque a energia, ela é etérea, antes de tudo, mas ela pode, sobretudo, ser astral, emocional. Enquanto que as Vibrações nada têm de astral, nada de emocional: situam-se nas gamas de frequências bem mais elevadas que a energia.

É o que Sri Aurobindo chamou o Supramental, em sua vida.
É o que vocês estão vivendo e atualizando e manifestando, hoje.


Questão: Se o ego não existe mais para além da 5ª Dimensão, o que levou os Arcontes a distorcer este universo?

Simplesmente fazer a experiência e a experimentação da privação a mais extrema da Luz e da conexão interdimensional.

Quando vocês estão nas Dimensões Unificadas (seja a 5ª, a 11ª, a 18ª e além), há uma Consciência que é capaz de viver, de maneira simultânea, todas as Dimensões ao mesmo tempo. Até prova em contrário, quando vocês estão (e quando somos, quando fomos) fechados na 3ª Dimensão, há conceitos, há ideias, mas não há vivência consciente das outras Dimensões. Houve, portanto, realmente, uma separação ligada a certo número de Forças que eu desenvolvi como, por exemplo, a gravidade.

Certo número de componente de forças físicas que dissociaram e separaram alguns componentes, com o objetivo de isolar e fechar, literalmente, as Consciências num mundo cortado de seu aspecto multidimensional e, portanto, da Luz e da Fonte.

A luz que vocês veem com seus olhos não é a Luz.
Para nós, é a Sombra.

Vocês estão, e eu estive, num mundo de Sombra.
É um mundo que não é visto pela Luz.

As características Vibratórias, físicas, energéticas que existem nesta Dimensão, estritamente nada têm a ver com o que existe nos Mundos Unificados. Os Arcontes quiseram simplesmente fechar (alguns Arcanjos, como sabem, participaram), comprimindo a Luz, retardando o que vocês chamam o Tempo e extraindo a Luz.

Quer dizer que quanto mais há Luz, menos há Tempo.
Quanto menos há Luz, mais há Tempo.
Isso, muito numerosos seres exprimiram.

A meditação é o meio para reencontrar esta filiação da Luz e vocês apenas podem reencontrar a Luz parando o tempo, extraindo-se, em Consciência, desta Dimensão exterior. Os Arcontes venderam o fato de que, privando de Luz as Consciências, estas cresceriam ainda mais em Luz.

Era, «o objetivo inicial».
Não se esqueçam, também, que alguns Arcanjos e algumas civilizações chamadas os Dracos ou os Arcontes, também, têm papéis, antes desta história específica, de administração, como construtores, se querem, que asseguram a coesão dos Mundos.

Há impulsos, há Entidades ditas Criadoras que são, por exemplo, os Mestres Geneticistas de Sírius ou de outros lugares. Há Entidades que são encarregadas de coordenar, de algum modo, esta Criação Genética ou de Luz. Os Arcontes, a um momento dado, como vocês dizem em sua linguagem, tiveram a bicicleta que se pôs a girar a toda velocidade, quer dizer que quiseram tornar-se os Criadores no lugar das Criadoras.

Não há Criadores, isso eu já disse: há Criadoras.
O Criador não pode existir.

A Criação é o apanágio da polaridade feminina e eu não falo da mulher unicamente nesta Dimensão, mas no conjunto das Dimensões e no conjunto dos Universos. A polaridade masculina é encarregada de velar para que a Criação seja mantida, de algum modo.

O princípio de falsificação é quando o Califa quis ser Califa no lugar do Califa, quer dizer, quando o Arconte e os Arcontes, os Dracos, decidiram se tornar, eles mesmos, Criadores. Mas, como eles não tinham esta capacidade criadora total dos Mundos, eles fecharam algo e intitularam-se Criadores, simplesmente, privando de Luz.

Agora, o que vocês vivem (o retorno da Vibração, o retorno da Luz, o conjunto das manifestações que vocês vivem em Consciência e no interior de seus corpos) é diretamente ligado a esse retorno da Luz e, portanto, ao final, como você disse, da falsificação.

A falsificação consistiu em separar a Fonte de sua Criação.
Há uma ilustração, para aqueles que conhecem, no que vocês chamam (e que estudei em minha vida), que se chama a Árvore do Sephiroth, os Triângulos Sefiróticos.

Há um Triângulo Sefirótico que é orientado com ponta para cima.
E bem, isso, isso faz parte da falsificação, porque os 3 Triângulos são com ponta para baixo e os Arcontes reverteram uma Virtude principal: o ponto AL, que vocês têm aqui (ndr: acima da bola do nariz) que estava ali no início (ndr: entre as sobrancelhas, sobre do 6º chacra). Eles o colocaram lá em cima e fecharam a Criação num Triângulo que se chama Luciferiano.

Não haverá mais outra vez ciclo falsificado para vocês, almas que tinham sido fechadas, quer neste ciclo, quer desde seis ciclos, para os mais velhos de vocês.


Questão: Que fazer quando se sente a Coroa da cabeça, mas não a do Coração?

Oh, cara amiga, recorde-se de uma frase que é essencial: «os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros».

Há seres que têm a Vibração da Coroa Radiante da cabeça, que percebem a Cruz da Redenção, e mesmo as 12 Estrelas, para alguns, mas que não têm ainda a Vibração percebida efetivamente ao nível da Coroa Radiante do Coração ou do Triângulo Sagrado, com os pontos que correspondem ao Triângulo com ponta para baixo.

Recordem-se que o chacra do Coração é a porta de saída.
E, se abrisse-se a porta de saída, esses Seres que nada sentem, eles partiriam imediatamente. Mas os Arcanjos disseram, e nós dissemos, que temos necessidade de vocês aqui, sobre a Terra, para manifestar e ancorar a Luz.

E, portanto, há Seres que são capazes de sentir o Coração e de irem à Existência e voltarem. E outros, se lhes permitisse isso, obviamente, eles não permaneceriam sobre a Terra. Há já seres humanos que começam, sobretudo entre os jovens, a partir assim, de só um golpe, partir e a transitar e a viver a Ascensão.

Mas a Luz instala-se sobre a Terra.
Vocês sabem que o Arcanjo Miguel disse, ele mesmo, que ele havia semeado e fundido a Terra e a Vibração Cristo, uma vez que ele disse que era, ele mesmo, Cristo/Miguel.

Vocês têm, vocês mesmos, que manifestar certo número de qualidades. É necessário efetivamente compreender que os espaços Interiores, quando meditam, quando fazem a Merkabah interdimensional (ndr: espaço de alinhamento de 19h 19:30h - hora francesa ao relógio), quando vibram o OD - ER - IM - IS - AL, vocês vão, naquele momento, reforçar sua própria, se posso dizer, densidade de Luz.

Vocês vão aglutinar cada vez mais partículas Adamantinas.
E vão preparar, literalmente, sua Ascensão.

É o que vive a Terra, nesse momento, e os seres humanos, aqueles que percebem, obviamente, pelo menos uma das Vibrações. A Vibração do Supramental, a Vibração das partículas Adamantinas, obviamente, penetra pela cabeça, ou pela Coroa exterior, ou pela Coroa central onde há o ponto ER (o centro da Cruz da cabeça). Agora, há, efetivamente, seres que não percebem ainda a Vibração da Coroa Radiante do Coração porque, se percebessem, ativariam inteiramente e deixariam esse Plano.

E o objetivo não é deixar esse Plano agora.
Vocês estão nos primeiros camarotes.

Não vão deixar esse Plano agora, não é?
Coisas apaixonantes vão chegar.


Questão: O que fazer quando ao acordar, sente-se desconectado de si mesmo e da Vibração?

Então, é perfeito.
Isso quer dizer que você começa a deixar esse Plano.
Há cada vez mais seres humanos que têm dificuldade para funcionar, para fazer funcionar as pequenas bicicletas.

As pequenas bicicletas são também os hábitos.
Há seres que se levantam pela manhã, eles não sabem mais mesmo como se chamam.

Há seres que são incapazes de colocarem pensamentos, um atrás do outro. Isso coloca, aliás, problemas, mesmo para ir trabalhar ou para ocupar-se das tarefas habituais, para alguns de vocês.

Mas é completamente normal.
Como vocês querem desaparecer desta Dimensão, inteiramente, se aí estão totalmente manifestados?

Portanto, vocês começam a viver transferências de Consciência no Corpo de Existência e, quando voltam, seja pela manhã ou de suas meditações, há quem não saiba mais mesmo como se chamam.

Aí não é delírio.
É, ao contrário, muito bom sinal.
Isso quer dizer que vocês passam diretamente num outro estado de Consciência.

A Luz faz muito má limpeza, agora, com o ego, a personalidade e tudo o que constitui, eu diria, o que vocês chamam suas atividades correntes. Logo, efetivamente, vocês vão se aperceber que se extraem, mesmo sem querer, cada vez mais, desta Dimensão.

Posso tomar a imagem de um desenho animado.
Vocês estão num desenho animado e um dia, a borracha, ou seja, a Luz, vai apagar todos os marcadores, até apagar vocês mesmos.

É o único modo de passar na Eternidade e na Unidade.
Alguns de vocês estão mais avançados que outros, mas é um processo que é quase geral. E vocês estão, no entanto, aqui, presentes, Aqui e Agora, mas desconectados das atividades usuais, digamos.

Muitos de vocês se aperceberam que há modificações do sono, modificações do comportamento alimentar.

As coisas que lhes davam prazer não lhes dão mais prazer.
As relações com os seres, mesmos parentes, que não estão nas Vibrações, parecem-lhes «detestáveis» e no entanto vocês as fazem, porque tentam ir para «o Bem», para a Unidade, para o Serviço.

Mas isso faz parte do processo.
Vocês se extraem, pouco a pouco, desse mundo, porque o mundo extrai-se, ele também, desta Dimensão.

A Terra, é o que ela está vivendo.
E isso vai lhes parecer, efetivamente, quanto mais as semanas passarem, cada vez mais bizarro. É verdade que pode ser bizarro não saber mais como se chama, onde se está e não mais reencontrar os prazeres que se tinha anteriormente.

Mas isso faz parte da transformação da Luz.
Não pode ser diferentemente.

Ao mesmo tempo estando plenamente presentes, eu insisto.
Vocês estão presentes a vocês mesmos, mas estão cada vez menos presentes no mundo, tal como era.


Questão: Como parar as pequenas bicicletas durante as meditações?

As pequenas bicicletas, o ego se quer, a personalidade, a dissociação, tornou-se possível pela existência do que se chama, nesta Dimensão, o mental e todos seus componentes. Ao nível do Supramental, ou não há mais mental, ou o mental está ao serviço do Supramental.

É tão simples assim.
Isso quer dizer que, se o mental é ativo, sobretudo nos seus espaços de meditação, ele vai dizer: «não é necessário esquecer de fazer as corridas amanhã».

Ele vai ocupá-los em outra coisa que a meditação.
Porque o mental sabe que, em definitivo, pelo aspecto Vibratório, ele vai morrer ou vai apagar-se e, obviamente, alguns seres, também, constataram, ao inverso que, apesar da intensidade das Vibrações vividas, o mental tem tendência a girar cada vez mais, não é?

Mas é um processo de morte, simplesmente, e o ego, ele não quer morrer.

Então, o que ele faz?
O mental manifesta-se nesses momentos.
Portanto, não há que lutar contra porque, se você quer lutar contra, você vai reforçá-lo. Há, simplesmente, por exemplo, que levar sua Consciência na respiração ou levar sua Consciência na Vibração e na vivência da Vibração.

Então, nos primeiros tempos, a bicicleta vai girar mais rapidamente ainda. Mas, muito rapidamente (e, sobretudo se vocês percebem as Vibrações, seja a Coroa Radiante da Cabeça ou os pontos OD - ER - IM - IS - AL ou o chacra do Coração ou o sacrum ou na escala do corpo inteiro), vocês vão se aperceber que a própria Vibração, esta aglomeração de partículas Adamantinas, vai asfixiar, de algum modo, apagar, o mental e o ego.

Vocês não podem lutar, por vocês mesmos, contra o ego.
Isso foi muito longamente desenvolvido.

Vocês percebem, eu penso, agora, muitos de vocês, o alcance do que disse, há quase dois anos, o Arcanjo Anael, sobre o Abandono à Luz.

Está-se bem para além do simples soltar.
Não se está na consciência comum que vai lutar contra a consciência comum ou contra o mental ou contra as emoções.

Está-se, obviamente, para além da análise dos processos.
É a própria Vibração que faz o trabalho, a Vibração da Luz, na condição de abandonar-se, em Verdade, e não se servir da Luz para o ego, não é?

Se desaparece-se a si mesmo, simbolicamente, se apaga-se diante da Luz, então, naquele momento, a Luz toma todo o lugar e, de um só golpe, a um momento dado, há, que creio Sri Aurobindo chamou o Switch da Consciência.

Há também a Passagem da boca e a Abertura da boca.
As partículas Adamantinas que entram pela boca e que vão literalmente apagar, como eu dizia, o mental, está em curso, está se produzindo. Alguns de vocês já viveram e vivem, aliás, naquele momento, uma dificuldade mesmo para voltar a fazer funcionar o mental, mesmo nas atividades as mais correntes.

Poder-se-ia crê-los, em alguns casos, atingidos de demência senil, não é?

Isso delira, mas aí, não delira mais: o mental é apagado completamente, não é?

Mas é normal, isso faz parte do processo completamente lógico.
Não é necessário crer que a Ascensão vai ser fácil para aqueles que não viveram este trabalho prévio.

Vocês estão aí para enraizar esse trabalho e difundi-lo ao redor de vocês. A cada vez que nós propusemos encontros Vibratórios, nós ou os Arcanjos, vocês irradiam uma Luz e esse trabalho é útil para seu mental, mas também para o que se chama o mental planetário, ou seja, todo o sistema de crenças, todo o sistema de emoções que são mantidas pela Matriz, sejam os jogos de sedução, a necessidade de apropriação, a necessidade de tal automóvel, a necessidade de tal coisa que, de fato, para nada servem.

E tudo isso está se dissolvendo, é a estrita verdade, pela Luz.
E é no que vocês participam.

Até agora, as Irradiações de Luz vinham do que vocês chamavam o Cosmos, do Sol: os raios X, os raios gama.

Hoje, as irradiações de Luz estão também presentes: desde a Passagem da boca, e pelo despertar da boca da Terra, ou seja, os vulcões, há radiações de Luz que sobem da Terra.

Vocês se recordam, também, há alguns meses, Sri Aurobindo lhes disse que o núcleo da Terra havia sido liberado, o núcleo cristalino, quer dizer que ele não está mais fechado.

Portanto, ele irradia a Luz.
A Luz, ela chega pelo alto e por baixo.
E ela chega, também, por vocês mesmos, pelo Coração.


Questão: A que correspondem os sons percebidos nos ouvidos?

Então, esses sons são ligados a várias coisas.
Primeiro, está descrito em textos muito antigos, é o Nada, ou seja, o som da alma.

Quando a Luz ativa o Supramental, ela permite a recepção, num primeiro tempo, das partículas Adamantinas, pela cimeira do crânio. Essas partículas Adamantinas são veiculadas pelo que se chama a Irradiação do Espírito Santo, que era retransmitido já, desde 1984, por Sírius.

Essa irradiação do Espírito Santo, abrindo os chacras, porque é uma energia descendente, vai dar certo número de sinais que são os indicadores da ativação dos chacras. Um dos primeiros sinais a aparecerem, é o Nada, ou seja, o som da alma, que faz parte do Sidhis, ou seja, poderes da alma. Há, aliás, formas de yoga que se chamam o Siddha Yoga ou o Kriya Yoga também, onde vocês vão ter a capacidade de meditar nesse som Interior, então não há apenas um som, há 7 sons diferentes e cada som corresponde a uma etapa que é cruzada, que permite ir para a junção total com o Corpo de Existência.

O Corpo de Existência, como sabem, estava no Sol, prisioneiro.
Mas o Sol teve êxito em conectar a Terra e isso, já, desde mais de dois anos e, portanto, o som que vocês percebem no interior, em breve vocês vão percebê-lo no exterior, então é claro, vocês podem se ajudar da focalização da Atenção e da Consciência, sobre este som.

Isso foi dado em diferentes yogas.
Como Miguel disse, desde a Passagem da Abertura da boca, no mês de dezembro, e da Passagem do chacra da garganta, vocês observaram que muitos de vocês têm estes sons que se amplificaram, ou mesmo mudaram de frequência, ou mesmo misturaram várias frequências.

Cada som é diretamente ligado a uma capacidade própria de cada nível para entrar no Ser Interior e para manifestar a Alegria Interior, o Samadhi, até ir até a Alegria a mais extrema que se chama Maha Samadhi, ou seja, no momento em que os sons não são mais frequências sobrepostas com harmônicas, mas vai juntar-se ao que é chamado o Coro dos Anjos que desencadeia, naquele momento, um êxtase.

Em breve, como foi dito, e como eu repito, vocês perceberão esse som, não mais unicamente ao nível dos ouvidos, mas no conjunto da Terra. Naquele momento, o momento estará muito próximo, do basculamento, e é isso que está se preparando atualmente: seu basculamento, o basculamento da Terra, na nova Dimensão, que é chamada Ascensão, mas que é também um basculamento e uma Reversão. Então, vocês podem trabalhar com esse som, para aqueles que são capazes, ou seja, meditar sobre o som. Mas o som é um indicador, antes de tudo, de seu estado Vibratório.

Então, eu concebo perfeitamente que alguns podem ser perturbados por esse barulho, porque é um barulho, em alguns casos, que pode lhes parecer obstruir seu estado Interior. Naqueles casos, meditem sobre o som e vocês verão que ele vai mudar de amplitude, de tonalidade e de frequência.

Mas há 7 sons diferentes que podem estar presentes sucessivamente e por vezes misturarem-se, o que lhes dá a impressão de ter várias frequências ao mesmo tempo. Mas é o indicador que havia sido dado, aliás, já no Apocalipse de São João quando, naquela época, aquele que foi hoje Sri Aurobindo, dizia: «haverá muitos chamados, eles serão marcados na fronte».

Ser marcado na fronte corresponde a ter aberto, para além do 3º olho, a Coroa Radiante da cabeça. E a Coroa Radiante da cabeça, aberta, traduz-se pela ativação desse som que é chamado o Canto da alma ou o Canto do Espírito que corresponde, também, como sabem, à construção do Antakarana, ou seja, a Ponte de Luz pela qual se derramam as partículas Adamantinas, pelo ponto ER, mas também pelas Estrelas de Maria.


Questão: Embora nos peçam para ir para mais interioridade, por que algumas almas vão na exterioridade, como o fato de mudar de lugar de vida?

Muitos seres sentiram, já desde anos, este impulso da alma para mudar, ou de lugar, ou de profissão, ou de função, ou de seres que os cercam. Esses impulsos reais da alma são, em certa medida, liberações porque, agindo exteriormente, para aqueles seres, haverá uma capacidade maior depois para ir para o Ser Interior. Há seres que mudaram profundamente a vida deles, outros que resistem a essas mudanças.

Mas, há seres também, que não têm necessidade de nada mudar.
Mas, quando os impulsos da alma fazem-se para a mudança, é preciso obedecer, sobretudo que as mudanças impulsionadas pela Luz ou pela alma fazem-se de maneira extremamente fácil e extremamente fluida.

Se vocês resistem à mudança, ou então se circunstâncias de suas mudanças encontram-se confrontadas com oposições, naquele momento, é necessário refletir na utilidade dessas mudanças. Mas, quando o impulso à mudança vem realmente da Alma, do Interior, naquele momento, tudo vai se arranjar de maneira extremamente fácil, de acordo com a Lei de Fluidez, de acordo com a Lei de Unidade ou a Lei da Graça. Então, alguns seres, efetivamente, entram cada vez mais no Interior, ou seja, na sua própria Unidade, e outros são obrigados, devido ao impulso da Luz, a ajustarem, também, a pressão, eu diria, do exterior.

A pressão do exterior, isso pode ser uma crença, pode ser uma profissão, pode ser um parente, pode ser simplesmente um modo de funcionar que vem travar, literalmente, o acesso ao seu Ser Interior.

E a Luz vem para fazê-los mudar o que é necessário, ainda, nesse momento. Portanto, há seres que se reencontram frente a mudanças extremamente rápidas ou extremamente violentas. Por vezes, eles se perguntam o que lhes acontece, porque têm a impressão que o céu lhes cai sobre a cabeça.

Eles estavam ao abrigo, em segurança (num trabalho, numa relação, num lugar) e, de um golpe, tudo aquilo desaparece.

Recordem-se que a Luz é Inteligência.
Ela transforma, em vocês e no exterior de vocês, o que é necessário para fazê-los ir para mais simplicidade, autenticidade e Unidade, ainda que isso passe às vezes por dualidades exacerbadas que são por vezes necessárias, antes de ir reencontrar-se em Unidade porque os tempos, como sabem, são, agora, extremamente curtos.

Portanto, é necessário ir ao essencial, cada vez mais rapidamente.
Então, é claro, o mental vai misturar-se porque ele vai dizer: «mas se deixo o meu trabalho, não vou mais ter dinheiro», «se deixo tal pessoa ou tal lugar, o que vou me tornar?».

Recordem-se: isso faz parte do Abandono à Luz.
Enquanto tiverem algo, vocês não estão livres e é necessário soltar o que vocês têm para irem no sentido da Luz. Então, obviamente, para alguns seres, isso pode ser vivido, sobretudo nesse momento em que há urgência, como algo extremamente desestabilizador, ou mesmo contrário à Luz.

Mas isso não pode ser contrário à Luz.
Logo que a Coroa Radiante da cabeça for ligada, ainda que a Coroa Radiante não o esteja ainda de maneira tão densa, eu diria, é que a Luz encarregou-se de vocês. Por conseguinte, ainda que pareça profundamente assustador o que a Luz induz, é necessário aceitar, porque será necessariamente melhor depois. O Mental, recordem-se, tem necessidade de projetar, tem necessidade de antecipar.

Não a Luz.
A Luz está unicamente no presente, ela não faz qualquer projeção no amanhã. Portanto, se vocês querem que o amanhã, seu amanhã, seja melhor, vivam inteiramente o instante presente da Luz, ainda que isso os faça sair da Unidade e os confrontem, em certa medida, com medos ou mudanças que podem lhes parecer insuperáveis.

Mas nada é insuperável na Luz.
É o ego que pensa assim.


Questão: Que significa a impressão de frio que sobe às vezes pelos pés?

Da mesma maneira que os calores podem subir pelos pés, as Vibrações podem subir pelos pés.

Alguns seres, em geral, podem também sentir frios.
Este frio, em geral, acompanha-se de sentimento de estar como fixado, como ser contido nos tornozelos, nas panturrilhas, nas pernas ou nas coxas. Isso é para impedi-los de decolar e partir, porque há muitos pequenos matreiros que aproveitariam daquilo para partir, mas, eu repito, seu papel e sua função estão aqui.

Se vocês estão ainda aí, é que têm necessidade de estar aí.


Questão: Prometem-nos uma liberação desta matriz aprisionante. Mas como saber que de novo não se será tomado na armadilha num outro sistema?

Então aí, cara amiga, apenas o Coração é que tem a resposta.
Fazer esta pergunta é uma questão que vem da pequena bicicleta, porque aquele que encontrou a Vibração do Coração não pode mais colocar-se esta questão.

Quando vocês vivem, quando viverem a Vibração do Coração, vocês passam na Unidade. Na Unidade há a Luz Unitária e, nesta Unidade, não pode mais haver qualquer armadilha porque vocês são multidimensionais.

Portanto, obviamente, eu compreendo que aquele que não vive o acesso à Unidade ou à Existência pode colocar-se a «questão». Mas esta questão apenas faz traduzir o não vivido, ainda, da Dimensão da Coroa Radiante do Coração. Quando vocês elevam a Coroa Radiante do Coração, como disse o Arcanjo Miguel, o que vocês se tornam?

Tornam-se Cristo.
E sendo e voltando a ser o que vocês são, de toda eternidade, não há mais qualquer dúvida sobre o que vocês são, ou seja, uma Semente de Estrela e um Ser de Luz, inteiramente. Mas vocês não são mais identificados a este corpo, a esta personalidade e a esta vida.

Isso se chama a Realização, eu creio, nos termos do hinduismo.
Atingir a Unidade, como um Amigo, como Sri Aurobindo, como eu, quando a vivi, tira-lhes qualquer noção de orgulho e os põe na humildade a mais total, nesse Plano.

Cristo dizia efetivamente que o que ele fazia, vocês fariam ainda bem maiores (ndr: coisas) na condição de tornar-se o menor aqui e não mais identificarem-se ao que quer que seja desse mundo, ou seja, não mais serem identificados a vocês mesmos, não mais serem identificados a uma vida passada, seja ela a mais prestigiosa, mas serem identificados, unicamente, à Luz. E quando vocês são identificados à Luz, não pode mais haver dúvida, dado que vocês estão na Vibração da Unidade.

Vocês se tornam Cristo e, ao se tornar ele, não pode mais haver interrogação. É para isso que vocês são convidados, não é à interrogação de saber se é melhor noutro lugar ou não, é simplesmente realizar seu estado Cristo, realizar a alquimia, como disse Miguel, das 3 Lareiras, reunificarem-se, ou seja, tornar-se, voltar a ser multidimensional.

Quando vocês voltam a ser multidimensionais, mesmo estando ainda presentes nesse corpo de Ilusão, e bem, não há mais qualquer interrogação sobre o que quer que seja.


Questão: Antes de sermos presos na Matriz, éramos já multidimensionais?

Perfeitamente.


Questão: Isso quer dizer que um Ser multidimensional pode, apesar de tudo, se fazer prender?

Absolutamente não, cara amiga.
A primeira encarnação, chamada, de acordo com algumas mitologias, a Queda, que não é uma queda, é um ato voluntário.

De resto, o que explica que, hoje, Consciências livres, não tenham jamais sido encarnadas, aceitam penetrar esta Matriz porque sabem que é o fim, a deslocação da Matriz e que não ficarão prisioneiras. Portanto, elas aceitam o fato de estarem prisioneiras, por um determinado tempo, que é o tempo da Ascensão que vocês vivem hoje. Por conseguinte, desde a primeira criança que vocês chamaram Índigo, desde os anos 80, há uma multidão de almas, uma multidão de Espíritos conscientes de sua multidimensionalidade.

Eles não se sacrificaram, desceram voluntariamente.
O problema é que, até agora, as almas que desciam voluntariamente não podiam mais sair da Matriz. Mas se a Matriz não existe mais, nada mais há a sair, vocês saíram da Matriz. Por conseguinte, imaginar que há outra armadilha, noutro lugar, eu respondo, uma vez mais, é porque você não vive, inteiramente, a Unidade.

Há os exemplos de todos os seres (no Ocidente, no Oriente, nos sufis, por toda a parte) que viveram o acesso à Unidade, seja nos modelos tradicionais. Aliás, eram, à época, seres que foram perseguidos, seja no sufismo, no hinduismo, nos Judeus, nos Cristãos. Aqueles seres foram queimados, porque preconizavam que eram Deus e que eram a Fonte, se preferem, em linguagem de hoje.

Mas é a estrita Verdade.
Simplesmente afirmar aquilo provocava a cremação ou a colocação na cruz.

Quando Cristo dizia: «Eu e meu Pai somos Um», era uma visão do espírito ou a Verdade do que ele vivia?

Mas é claro que era a Verdade do que ele vivia.
Em minha vida, quando eu meditava frente ao Sol, eu reencontrava a Unidade, inteiramente.

E quando você está na Unidade, sabe que as palavras de Cristo eram verdadeiras: «Vocês estão sobre esse mundo, mas vocês não são desse mundo».

Portanto, isso quer dizer que vocês são de outro mundo, mas quando encontram este outro mundo, por que ir pensar que é uma armadilha?

Não há armadilha.
Jamais houve armadilha.
Houve uma Matriz aprisionante, mais esta Matriz aprisionante, sobre este universo que dura desde 320.000 anos, não existe mais.

Ela não existirá mais e não se reformará mais.
Há 81 sistemas solares, nos 81 Multiversos, que foram fechados.

Há mais da metade que foram liberados.
Os outros o serão logo que terminarmos de nos ocupar desta Terra.
Mas após, não haverá mais esta experiência infeliz de privação do acesso à multidimensionalidade, terminou.

Olhem, por exemplo, Sri Aurobindo.
Sri Aurobindo, quando falou do Supramental, ou mesmo do Yoga Integral, falou de manifestações Vibratórias, dos Novos Corpos?

Jamais.
Os Novos Corpos, vocês começaram, talvez, a deles ouvir falar (antes mesmo de terem todas as informações que os Melquisedeques lhes deram) por outras vias, mas desde os anos 80, não antes. Portanto, não havia liberação global e, no entanto, havia seres que se extraíam da Matriz e que tocavam a Unidade.

Aquilo se chamava a Realização.
É uma vivência Vibratória direta da Consciência.
Quando vocês vivem essa vivência direta da Consciência, vocês não são mais adeptos de qualquer crença, porque sua experiência é a Verdade.

Vocês não estão mais na experiência das crenças, estão na experiência de seu estado Ser e estão na Consciência, como dizem: Sat Chit Ananda. Naquele momento, a Ilusão não tem mais qualquer poder sobre vocês, qualquer que seja. Portanto, não pode haver armadilha do que quer que seja, nem no interior, nem no exterior.

Mas para isso, é necessário vivê-lo.
Em minha vida, havia grandes seres, também, que exprimiram isso de diferentes modos, mas, naquela época, ninguém podia compreender.

Havia seres como..., como ele chamava-se?
Steiner, como Krishna Mûrti, que exprimiam esse conceito.

Ninguém podia compreender e, aliás, ninguém jamais compreendeu, porque não é algo que se compreenda.

A liberação, não é uma compreensão.
É justamente tudo, exceto uma compreensão.
É um estado Ser, é um estado de liberação que se manifesta pela Vibração da Luz e certamente não por uma crença ou construções ao nível mental.

É uma coisa aderir à Unidade, como conceito, e é completamente outra coisa viver a Unidade no plano Vibratório e no plano da Consciência.


Não temos mais perguntas, agradecemos.

Eu os agradeço por sua atenção e sua benevolência também, porque foram muito atentos.

Então, eu lhes transmito todo meu Amor e toda minha Compaixão.

Eu lhes digo até muito em breve.
Fiquem bem e até muito em breve.

Todo meu Amor os acompanhe.



___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.
Revisão: Beto Schlichting

Nenhum comentário:

Postar um comentário