domingo, 20 de fevereiro de 2011

SRI AUROBINDO - 20 de fevereiro

20 de fevereiro de 2011

Mensagem publicada em 23 de fevereiro, pelo
site AUTRES DIMENSIONS.


Eu sou Sri Aurobindo.

Irmãos e Irmãs encarnados nesta humanidade, peço-lhes acolher minha Irradiação e minha Radiância, a fim de que vocês e eu, para além das palavras que estou encarregado de lhes transmitir, estabeleça-se entre nós uma comunicação e uma comunhão diretas indo, se possível, para além das palavras que vou pronunciar, porque elas concernem diretamente às modificações em curso em sua Consciência.

Eu anunciei, há alguns meses, certo número de modificações, concernentes à evolução do Sol, da Terra e a de sua Consciência, devendo fazê-los passar em breve num mecanismo chamado (e que eu chamei, à época) o choque da humanidade.

Gostaria agora de desenvolver e desvendar mais adiante as condições e as circunstâncias que lhes permitirão viver a chegada do Supramental na Consciência comum da humanidade e a maneira de vivê-lo, em especial para vocês, aqui e em outros lugares, que estão despertos.

O Despertar sendo, para mim e para vocês, a capacidade para perceber e para vibrar em algumas estruturas, traduzindo, com isso, sua capacidade para se estabelecerem na nova Consciência Unificada.

Muitos de vocês, em diferentes etapas, desde algum tempo, vivem, de diferentes maneiras, as premissas da chegada desta Onda Galáctica, como vocês a nomeiam hoje. Em minha vida, eu chamei de Supramental e ali eu voltarei, porque esta noção de Supramental é fundamental.

Numa linguagem mais ocidental e mais antiga, eu diria que é o Fogo do Espírito, correspondente, em sua tradição cristã, ao que poderia ser chamado Pentecostes, descida do Espírito-Santo, Chama de Fogo vindo se colocar sobre sua cabeça e em seu Coração, realizando certo número de carismas, como falar em línguas e bem outros.

Muitos de vocês, aqui e em outros lugares, viveram processos mais ou menos antigos (de ativação de funções da Consciência e de Vibração) em seus chacras, conduzindo-os a constituir o que se convencionou chamar o Corpo de Luz, a despertar certo número de estruturas, adormecidas até o presente.

Algumas palavras lhes são conhecidas, ainda que apenas de modo literário, desde extremamente muito tempo, em especial o que era chamado o despertar do Kundalini, a recepção do Espírito-Santo.

Durante os Casamentos Celestes, três irradiações bem precisas foram, em certa medida, alquimizadas e precipitadas sobre esta Terra, preparando o caminho para o retorno do Éter e de Cristo, na humanidade, na Consciência.

Em minha vida eu escolhi chamar esta Luz, esse retorno, Supramental porque tudo, efetivamente, opõe o mental e o Supramental. A ação do Supramental é justamente transcender o mental e superá-lo, o que significa que, sob a influência do Supramental, o mental não pode coexistir.

Vocês experimentam, por si mesmos, em alguns momentos, quando de períodos de alinhamento, quando de alguns derrames de Vibrações e de partículas sobre Terra, capacidades maiores ou menores para entrar em seu Ser Interior e manifestar esse silêncio mental indispensável para permitir ao Supramental e suas diferentes partes constituintes estabelecer-se em vocês e estabelecer, com isso, a nova Consciência.

O que até o presente manifestou-se por porções mais ou menos curtas ou mais ou menos longas vai agora, nos tempos que vocês vão viver, imediatos, instalar-se de maneira muito mais duradoura. De sua capacidade para se extraírem de sua Consciência comum (ao mesmo tempo estando plenamente presentes e Conscientes), de sua faculdade para fazer cessar as atividades chamadas mentais, emocionais (ou, de maneira mais global, as atividades da personalidade), dependerá sua facilidade para integrar e manifestar a nova Consciência.

Alguns de vocês manifestam já esta nova Consciência, mesmo na sua vida comum, através de tudo o que corresponde à sua vida comum, que se torna, portanto, isenta de dualidade, isenta de traves inerentes à personalidade.

A etapa preparatória que vocês vivem doravante e que os preparam, de algum modo, para encaixar o choque da humanidade, é primordial, para vocês, porque, do modo como vocês o integrarem, vocês, os seres em vias de despertar ou despertos, dependerá também o modo como seus Irmãos e suas Irmãs, ainda adormecidos, poderão, para alguns deles, aquiescer e abrir-se para esta nova Consciência.

Até ao fim do ano precedente, a Luz favorecia algumas aberturas.
Como eu dizia quando fui São João, sob o ditado de Cristo: «haverá muitos chamados e poucos escolhidos».

Os chamados serão marcados na fronte.
Os escolhidos são aqueles que tiverem sido capazes de descer esta Luz da cabeça ao Coração e, portanto, de manifestar uma forma simbólica de Crucificação da personalidade, para que o Coração assuma o lugar do ego e o mental.

É isso que eu chamei, no Yoga Integral, o Supramental.
Obviamente, o que eu percebi, há mais de meio século, não podia, à época, viver-se na célula e, por conseguinte, na própria Consciência da estrutura física, contrariamente ao que está em curso hoje, para vocês.

A qualidade da instalação e a qualidade de desenvolvimento da estrutura Supramental, chamada Corpo de Existência, podem fazer-se apenas se há silêncio mental. De fato, a particularidade do mental é sempre procurar uma forma de apropriação da Luz e colocar esta Luz ao serviço, não do Coração, mas da personalidade.

Até tempos próximos, esta Luz esteve disponível.
Alguns seres aceitaram, em Consciência, abandonar-se inteiramente a esta Luz, para que o Coração tomasse a ascendência sobre o mental e a personalidade. Em certo sentido, um número importante de seres humanos que viveram este reencontro com a Luz desviou esta Luz em proveito da personalidade, impedindo assim o próprio estabelecimento do Supramental e do Corpo de Existência nas estruturas existentes. Isso se traduziu numa passagem delicada, vivida há muito pouco tempo, tendo conduzido alguns seres a afastarem-se da Luz, devido à personalidade não ter podido apagar-se ou ser transcendida pela Luz do Coração.

A Passagem que foi efetuada há pouco tempo, como o Arcanjo Uriel anunciou e desvendou, permite hoje, para os que cruzaram a etapa de transcendência da personalidade, poder estabelecer-se mais facilmente no Coração, porque os circuitos Vibratórios e, em especial, a abertura da boca, estabelecendo um tubo de Luz presente entre a boca e o Coração, permitiu construir uma ponte de Luz, de partículas Adamantinas, de Vibração Supramental, entre a boca e o Coração.

A ativação do que foi chamado o 11º Corpo, sob a Regência do Arcanjo Uriel, chamado o Verbo Criador, permite-lhes efetivamente passar progressivamente da palavra e da mentira à Verdade e ao Verbo. Há uma diferença fundamental entre a palavra e a atividade do mental e o Verbo e a atividade do Supramental. Não pode existir conjuntamente atividade mental e atividade Supramental.

O Supramental seria, em certa medida, um mental que não é mais dirigido pela personalidade ou pelo plexo solar, mas diretamente sob a influência da Vibração do Coração e, portanto, da Existência ou, se preferem, do Espírito. Até o presente era fácil poder passar de uma à outra e da outra à uma, de acordo com suas atividades em sua Consciência de vida habitual.

Hoje, as coisas vão mudar.
Vão mudar no sentido em que, de modo iminente, vocês observarão por si mesmos, que estarão cada vez menos propensos a utilizarem o mental ou a Luz recebida, pela personalidade. Existe uma diferença fundamental entre o Coração aberto e a personalidade.

A personalidade questiona permanentemente, procurando uma referência no passado, na experiência passada ou ainda em relação a certo número de crenças ou de construções.

A Vibração Supramental é uma resposta eterna e permanente na qual não pode existir qualquer pergunta e qualquer interrogação.

O Supramental pode estabelecer-se apenas se há silêncio mental.
Esse Supramental traz absolutamente tudo o que é necessário e desenvolve, da mesma maneira, capacidades novas na Consciência Nova, nos primeiros lugares aos quais podem estabelecer-se, de maneira cada vez mais firme para o ser que o vive, as funções que, até o presente, estavam, é necessário dizer, efetivamente adormecidas.

A primeira é uma comunicação que eu chamaria não verbal, que se estabelece diretamente de Coração a Coração ou de olhar a olhar, indo bem para além do que é dito e das aparências da máscara, do parecer, permitindo ao ser que evolui de acordo com o Supramental captar, não mais a aparência e a máscara, mas, diretamente, a Essência da pessoa que está à frente de si ou, ainda, na qual está conectado, mesmo à distância.

O mental pode ser enganado de diferentes modos e enganar-se a si-mesmo.

O Supramental não pode ser enganado, porque ele vê a Verdade de frente, pela captação direta da Vibração da Essência. Assim, estando estabelecido no Supramental, não existe mais distância entre a Consciência que é a sua e a Consciência que é o resto do Universo. Assim, portanto, é impossível ser enganado por quem quer que seja ou pelo que quer que seja, quando você se estabelece no Supramental.

Certamente, aquele que está à frente e que não estaria nesta atitude Vibratória de Supramental conectado, não pode imaginar que você possa, literalmente, fundir com ele, percebê-lo e conhecê-lo, bem para além da aparência, do parecer e das palavras.

O Supramental é um conhecimento direto, porque passa pelo Coração. Ele não passa pelo filtro da interpretação, o filtro das projeções ou das crenças.

O ser estabelecido no Supramental não tem mais nem dúvidas, nem medos, nem interrogações. Existe, no Supramental, uma certeza bem além da fé, porque se trata de uma vivência real e direta da Luz.

O ser que é identificado assim à Luz torna-se o Todo, em Verdade e inteiramente. Sendo o Todo, mesmo quem quisesse se separar desse Todo, não pode realizá-lo. Há, portanto, uma percepção espantosamente clara e precisa dos seres até agora separados ou ainda do universo, na sua totalidade.

O Supramental não passa absolutamente pelas fases clássicas do mental, chamadas análise e depois síntese e, eventualmente, julgamento e integração.

O Supramental, como eu dizia, abre portas, os faz cruzar certo número de limites e os faz ascender ao Ilimitado. Neste Ilimitado, é claro, existe certo número de indicadores, bem além dos comportamentos e das ações, dos quais o primeiro sinal é o acesso a uma Alegria Interior inefável.

Vocês vão se aperceber, aqueles de vocês que se abandonam o mais facilmente à Luz, que este estado de Alegria Interior inefável, independente de qualquer circunstância exterior, vai poder se manifestar, se estabelecer e durar por tempos muito mais longos que anteriormente: para além mesmo de seus espaços de alinhamento e de meditação, vocês poderão fundir com a Luz.

Nesses estados, nenhuma atividade mental pode manifestar-se ou interferir. Se o mental interfere ou manifesta-se, ou se emoções aparecem, então, naquele momento, o Supramental não está ainda estabilizado, nem eficiente, na totalidade de sua ação transformadora.

Há, portanto, assim, indicadores Vibratórios, como o que foi chamado a Coroa Radiante do Coração ou o Fogo do Coração, a Passagem e a modulação do Nada ou Canto da alma, ouvido ao nível da orelha, que vai intensificar-se e invadir, pouco a pouco, seu espaço de percepção, vindo literalmente asfixiar e transcender a possibilidade de ação e atividade do mental.

Neste estado refinado de acesso ao Supramental, que se estabelece de maneira cada vez mais longa, não há mais lugar para a própria Consciência da personalidade. A personalidade, de algum modo, durante esses períodos, é dissolvida e ausente.

Obviamente, este estado de ser, chamado a Unidade ou o Samadhi, vem literalmente impedir a ação e o Fazer no mundo dual, no qual vocês estão ainda encarnados.

Obviamente, saindo deste estado, a Consciência guarda a lembrança deste estado e tenta fazer colar as ações no mundo exterior, em ressonância e em afinidade com a Unidade vivida nos momentos Interiores, porque o Fazer, a ação, nesse mundo dual, será, por Essência e por definição, sempre dual, mas essas ações e esses comportamentos serão coloridos pela Unidade e não mais por qualquer reivindicação do ego ou da personalidade.

Vocês penetrarão então, cada vez mais, no sentido do Serviço, no sentido do Ser e da ação da Luz, independente mesmo de sua vontade. Um exemplo conhecido por vocês, como povo ocidental, é o Cristo andando nas ruas e, de repente, perguntando: «quem tocou-me?». E a mulher que o tinha tocado, naquele momento, é curada instantaneamente.

Cristo não havia exercido qualquer vontade, ele estava simplesmente na totalidade dessa irradiação.

É hoje para isso que vocês são chamados.
Suas estruturas sutis, que vocês chamam aura ou manto de Luz, vão literalmente branquear e perder as colorações ligadas à ação da personalidade.

Vocês vão, portanto, mesmo na Consciência que permanece encarnada e comum, manifestar esse princípio mesmo da Unidade.

Vocês constatarão então, facilmente, que lhes será cada vez mais difícil jogar o jogo do ego, o jogo do mental, das emoções, dos apegos, porque vocês se tornarão efetivamente cada vez mais transparentes.
Esta transparência que pode tornar-se, efetivamente, aí também, embaraçosa para aqueles que, justamente, não estão nesta transparência ou nesta busca de transparência, mas há quem se opõe.

Isso, entretanto, não poderá alterar vocês.
Se vocês são alterados, é que o Supramental não está ainda estabilizado.

Vocês compreenderam então, eu espero, apreenderam, inteiramente, o período que se abre a vocês, a partir de hoje, é aquele que vai lhes permitir manifestar sua Consciência Unitária, pacificada, supramental, de maneira cada vez mais tangível, quaisquer que sejam suas atividades.

Até agora, a passagem da consciência fragmentária à Consciência Unitária traduzia-se, geralmente, para vocês, por uma obliteração das capacidades intelectuais mentais comuns, impedindo-os, para alguns, de levarem a efeito muitas operações correntes, ou muito correntes.

Vocês passam, doravante, à fase de integração.
É esse famoso salto quântico, que os fará viver o Arcanjo Miguel e que vocês começam a viver.

Na Consciência Unitária do supramental, sua Vibração de Consciência das partículas que os animam torna-se cada vez mais intensa, propiciando estados de Vibração específicos, onde, mesmo fora de qualquer fase de alinhamento, a Coroa Radiante da cabeça e do Coração põe-se a vibrar intensamente, onde o som da Alma se modifica, intensifica-se e amplifica-se.

Vocês percebem, sem mesmo ali levar uma Consciência importante, os fluxos de partículas que chegam a vocês e partem de vocês, em sua qualidade própria e intrínseca de irradiação. Quanto mais vocês estão nesses fluxos, mais o mental não pode de modo algum manifestar-se ou apropriar-se do que quer que seja.

Neste estado Vibratório, toda referência a qualquer futuro ou toda referência a qualquer passado não existe mais. Não existe mais, aliás, qualquer reivindicação, além daquela de estar, inteiramente, nesta Presença a si-mesmo.

Se vocês sentem que este estado lhes escapa, vocês têm a possibilidade, instantaneamente, de remediar ativando o tubo de Luz existente entre a boca e o Coração, pela respiração Consciente, boca aberta, pelo nariz.

Naquele momento, vocês restabelecerão instantaneamente o fluxo dessas partículas Adamantinas e, portanto, seu estado de Consciência Unitária, o que quer que vocês façam.

Vocês, aliás, nada poderão fazer que seja contrário à Unidade que vocês experimentam e vivem, senão vocês sairão deste estado. De sua capacidade para manter esta Consciência Unitária dependerá o modo como aceitarão e acolherão esse choque da humanidade.

Em definitivo, vocês farão apenas levar a efeito esta Consciência Unitária na Consciência dual da humanidade.

É deste modo que vocês multiplicarão.
É deste modo que vocês se estabelecerão na Paz e no que foi chamado, nas escritas védicas, Sat-Chit-Ananda.

Vocês não podem pretender viver Sat-Chit-Ananda se o mental toma a retransmissão, se a personalidade toma a retransmissão, é tão simples assim.

Ou a personalidade manifesta-se e os arrasta para resistências, interrogações.

Ou a Consciência da Unidade instala-se e, naquele momento, vocês experimentam e vivem Sat-Chit-Ananda, espaço onde não existe mais interrogação nem reivindicação, papel, função.

Vocês estão, naquele momento plenamente estabelecidos no Ser, na Unidade, que vocês podem chamar e que chamarão, cada vez mais, o estado Crístico.

Este estado Vibratório de Consciência Unificada vai lhes permitir experimentar também, cada vez mais, não mais unicamente o Abandono à Luz ou o soltar ou ainda a pacificação, mas vai fazê-los penetrar, cada vez mais, em estados que vocês poderiam qualificar, ainda hoje, de extremos, de Alegria inefável.

A melhor imagem que eu posso encontrar e as melhores palavras que eu posso dar, porque correspondendo ao que o ser humano conhece, de maneira mais ou menos importante, mas, em todo caso, procurou, que é que o que vocês chamam o Prazer ou o Êxtase.

Apenas que aí não se trata de uma descarga pontual, mas de um estado que se estabelece de modo permanente. Este estado de êxtase permanente, chamado Maha Samadhi, é para o que vocês são chamados, independentemente, obviamente, de qualquer ação ou atividade de tipo sexual. É como se um estado de prazer se instalasse e durasse e fizesse participar o conjunto de suas estruturas (corpo Físico até os planos os mais sutis) neste estado de prazer, de êxtase e de intase.

Vocês perceberão por si mesmos que se o mental intervém naquele momento, o som da Alma atenua-se e desaparece. O fluxo das partículas Adamantinas que irradiava, de vocês e para vocês, interrompe-se também.

Vocês se tornarão assim, progressivamente e à medida dos instantes que vão passar, cada vez mais aptos a perceberem a diferença entre um estado Unificado e um estado dissociado, em vocês e, é claro, no exterior de vocês. A aprendizagem que vocês efetuam vai estender-se sobre tempos extremamente curtos, porque esta aprendizagem far-se-á de maneira rápida para aqueles de vocês que se abandonarem totalmente a esse processo e que deixarão a personalidade apagar-se normal e naturalmente.

Seu mês de março é o mês da instalação desse processo.
Certamente, aqueles cuja personalidade está ainda muito presente arriscam viver, eu diria, atritos importantes entre a atividade mental e a atividade Supramental. Mas os próprios marcadores que lhes dei, que vocês perceberão muito facilmente, ditarão a vocês, de algum modo, a etapa a seguir, para que, de chamados, vocês se tornem definitivamente escolhidos e assumam as escolhas que efetuaram.

Esses mecanismos que se produzem hoje são naturais, a tal ponto que seres que jamais viveram a menor percepção Vibratória, seriam colocados em alguma espécie em sono e vão se reencontrar, de um dia para o outro, vivendo muito facilmente esta Consciência Supramental, ilustrando, aí também, as palavras muitas vezes repetidas: «os últimos serão os primeiros e os primeiros serão os últimos».

Isso vai lhes demandar, contudo, nos primeiros instantes, uma forma de vigilância específica. Assim que vocês tenham localizado os momentos em que sua Consciência estabelece-se no Sat-Chit-Ananda do Maha-Samadhi, vocês terão então marcadores extremamente fiáveis do estado no qual vocês estão.

Vocês não poderão mais mentir a si mesmos e, sobretudo, ninguém mais poderá lhes mentir quando vocês mesmos estiverem estabelecidos nesta Consciência Unitária.

A intensidade das Vibrações que vocês percebem atualmente vai amplificar-se, multiplicar-se, a cada dia. Cada dia é, portanto, um novo patamar para esta Consciência Unitária, até sua transformação final em Luz e a chegada total da Luz.

Lembrem-se também de que é neste estado de Consciência Unitária que vocês encontrarão todas as soluções para as problemáticas existentes em sua vida comum e não por qualquer atividade do mental ou qualquer atividade da razão e da lógica.

A razão e a lógica, aliás, afastá-los-á deste estado de Consciência Unitária. A lógica da Luz não é de forma alguma a lógica da Consciência dual.

As problemáticas existentes na vida dual serão resolvidas, justamente, por sua própria capacidade para se estabelecerem na Consciência Unitária.

As condutas ligadas à lógica e à razão não terão mais qualquer efeito em sua vida e isso poderá ser muito desconcertante para alguns que tinham o hábito de conduzir a vida ao mesmo tempo estando ligados à Luz, de acordo com a lógica e a razão da Consciência dual.

Vocês vão, portanto, entrar na manifestação e na prova de sua própria Luz. Quanto mais vocês se tornarem a Luz, mais tudo será simples, cada vez mais simples.

Mestre Philippe de Lyon exprimiu-se sobre isso.
O que será provado durante este período de instalação é, obviamente, na linguagem ocidental, a fé, mas não a fé cega, e sim a fé iluminada, porque a Vibração e a Luz não podem enganar. Não é uma fé mental ou de uma adesão a qualquer crença que eu falo, mas a verdadeira fé, aquela que havia feito dizer o Cristo: «sua fé que o salvou».

Aí estão as informações que, como Melquisedeque do Ar, fui encarregado de lhes transmitir, neste período que se abre hoje, até a intervenção de Miguel, Arcanjo, que lhes permitirá entrar diretamente na demonstração da ação da Luz, em sua vida e sobre esta Terra.

Cabe a vocês definirem onde vocês se situam.
Há, eu repito, indicadores que não poderão enganá-los.

Se existe, e unicamente em relação ao que acabo de dizer, unicamente em relação a isso, perguntas ou necessidades de precisão, então eu tentarei aportá-los.

Eu os eucuto.


Questão: Perceber calor no corpo e ao nível do Timo indica resistências à Luz?

Cara Irmã, absolutamente não.
Isso é a tradução da invasão pelo Fogo do Espírito, pelas partículas Adamantinas, dando este calor, essas agulhadas, essas Vibrações que vocês percebem, que são ligadas a esta famosa Luz Supramental, que seus cientistas chamam irradiação cósmica ou irradiação Gama.

São premissas que, numa linguagem extremamente figurada, nosso grande Comandante chamou a «grelha-planeta».


Questão: Poderia recordar os indicadores, evocados há pouco?

Os indicadores do acesso ao estado Unitário são: a majoração, em intensidade e amplitude, do som da Alma, a ativação do Fogo do Coração a um nível intenso e, sobretudo naquele momento, vocês experimentam Sat-Chit-Ananda, a Felicidade, a Consciência Unificada, a Confiança à Fonte e o Êxtase.


Questão: Que fazer quando se espirra frequentemente na meditação, que nos faz «recair»?

Cara Irmã, convém naquele momento aplicar certo número de técnicas, dadas, aliás, no Yoga da Unidade.

Que aquilo seja a respiração essencialmente.
Há, efetivamente para alguns, sintomas físicos que vão obstruir o estabelecimento da Unidade.

É simplesmente a ação do mental que vai ativar um sintoma ou uma perturbação. Em definitivo, qualquer que seja o sintoma ou a perturbação, ele faz apenas traduzir o medo, presente no corpo de personalidade e do mental, de sua própria aniquilação.

A respiração, e o que chamei postura integrativa (ndr: não se trata de um protocolo, mas de uma indicação pessoal dada por Sri Aurobindo no âmbito da decodificação corpo/Espírito), são elementos essenciais, permitindo facilitar a colocação em repouso da atividade mental.

O processo, também, de absorção das partículas Adamantinas vindo nutrir o Coração, passando pelo Tubo de Cristal, entre a boca e o Coração, chamado, enquanto estava fechado, a lemniscata sagrada, pelo Arcanjo Miguel, permite hoje, literalmente, submergir a Consciência da personalidade por essas partículas Adamantinas.

Esse processo de absorção das partículas Adamantinas pode realizar-se mesmo fora de um estado meditativo.


Questão: O Tubo de Cristal passa pela garganta?

Inteiramente.
É a Passagem, realizada por Miguel e Uriel, durante o fim de seu ano e o início deste ano, que tornou possível a abertura da boca e, portanto, a abertura desse canal, a fim de realizar uma passagem direta pela garganta, entre a boca e o Coração.


Questão: Não ouvir o som da alma significa a inaptidão para viver a Consciência Unitária?

Isso quer dizer que, simplesmente, o momento ainda não chegou.
Virá um momento em que esse som da alma individual será perceptível.

Foi chamado, por No Eyes, o canto da Fênix ou o despertar da Fênix.
Naquele momento, vocês ouvirão o canto da Terra por toda a parte sobre a Terra.

Os últimos, naquele momento, que não tiveram a possibilidade ou o impulso para viver o som da alma e a Consciência Unitária, se é o momento para eles, vivê-lo-ão.


Questão: Poderia desenvolver sobre o Êxtase e o Intase?

O Êxtase é um mecanismo de Alegria Interior, traduzindo-se por uma difusão e uma dissipação da irradiação para o exterior.

O Intase corresponde ao mesmo processo, mas, desta vez, voltado para o Interior.

O Samadhi ou Maha-Samadhi, última etapa do estabelecimento da Alegria Interior, corresponde á manifestação simultânea e concomitante do Êxtase e do Intase.

O fluxo de partículas Adamantinas vai, portanto, naquele momento, nos dois sentidos. Há apenas uma irradiação do exterior para o interior ou do interior para o exterior. As duas irradiações fazem-se da mesma maneira, o que concorre para revelar o estado chamado Sat-Chit-Ananda, a Felicidade, a Consciência, a Unidade, a Alegria.

Alguns seres, na minha tradição original de minha última vida, descreveram perfeitamente a Consciência Unitária. Há textos extremamente antigos que descreveram a evolução da Consciência quando ela se junta à Unidade, seja em algumas formas de Yoga anteriores Yoga Integral (como o Kriya Yoga, o Siddha Yoga) ou ainda nos ensinamentos de Patanjali ou Imortais.

A diferença é que hoje, o que parecia uma visão do Espírito, torna-se totalmente assimilável e passível de ser vivido na Consciência que vocês habitam.

Os mecanismos de despertar do Kundalini, os mecanismos de canto da alma, de construção do Antakarana, o Fogo do Espírito, não são mais palavras ou conceitos, mas encarnam-se em Vibrações que vocês vivem.


Questão: Sentir diversos incômodos ao nível da garganta é ligado a esses processos?

Inteiramente.
Muitos seres humanos viveram desagrados ligados, não unicamente à garganta, mas ao que eu chamaria o chacra da garganta, porque isso pode tocar a garganta, como o pescoço, a pele ou alguns sintomas inerentes a essa passagem, por vezes dolorosa, que vocês vivem ainda.


Questão: O canto da alma e a Vibração do Coração estão necessariamente presentes conjuntamente?

Eles podem perfeitamente manifestar-se um independentemente do outro.

Vocês podem conduzir à Vibração do Coração pela meditação sobre o som.

Vocês podem conduzir ao som da alma pela meditação sobre o Coração.

Os dois podem estar conjuntos ou separados.
Tudo depende também de sua qualidade de Atenção e de Intenção, sua capacidade, de algum modo, de focalização de Consciência sobre um ou o outro dos pontos.


Questão: A Vibração do Coração pode sentir-se num movimento circular, depois num movimento pendular?

Sim.
Existem muito numerosos movimentos ao nível do que é chamada a Coroa Radiante do Coração ou o Fogo do Coração.

Tudo é possível, naquele nível.
Hoje, alguns de vocês experimentam Vibrações que existem mesmo atrás do Coração, sobre um dos pontos que eu dei ao nível da coluna vertebral, há alguns meses.


Questão: Pode-se ter atingido o Maha-Samadhi há alguns meses e não mais?

Sim, inteiramente.
Mas hoje e, em especial daqui a uma semana, isso voltará a lhes ser acessível.

Há necessidade de viver alguns estados de Consciência Unitária e de manter esta Consciência Unitária, mas o Maha-Samadhi é uma extração total desta realidade tridimensional falsificada.

Permanecendo um tempo suficientemente longo Maha-Samadhi, vocês não têm, simplesmente, mais qualquer razão para manter esse corpo em vida, o que não era o objetivo buscado, até o presente.


Não temos mais perguntas, agradecemos.

Irmãos e Irmãs encarnados, eu rendo Graça por sua escuta benevolente, pelo acolhimento de minha Presença.

Que minha Luz azul os acompanhe na Paz e no Amor.

Até breve.



___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.
Revisão: Beto Schlichting

Nenhum comentário:

Postar um comentário