sábado, 6 de novembro de 2010

ANAEL - 6 de novembro

6 de novembro de 2010

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Questão: Os Seres de Luz utilizam implantes para localizar os humanos?

Bem amada, ao nível dos Mundos Unificados não há necessidade de implante porque, instantaneamente, todo ser Unificado se comunica, de maneira multidimensional, com o conjunto das Consciências, onde quer que elas estejam situadas e não existe qualquer separação.

Portanto, a noção de implante não tem qualquer sentido.
Existe, contudo, uma variedade de Seres de Luz, no sentido em que você os chama, sendo Seres que têm uma missão específica, nos Mundos em Carbono Dissociados, visando à reunificação destes.

Esses Seres foram chamados, em suas tradições, os Anjos do Senhor.

Eles correspondem aos Vegalianos de 3ª Dimensão Unificada.

Eles intervêm, obviamente, nos Mundos em carbono dissociados, como os seus.

É função deles e papel deles.
Eles são, obviamente, obrigados a localizar, nesta matriz em carbono dissociada, os Seres que são da competência da Luz.

Para isso, eles têm apenas duas soluções.
Uma, que é distante, consistindo em implantar, como você denomina, tecnologias Álien, portanto, exteriores a esse sistema solar, permitindo localizar esses referidos seres que evoluem para a Luz, num Mundo em carbono dissociado.

O segundo meio que eles têm de localizar é, este, visual e direto, a partir do momento em que eles estão presentes em seu ambiente físico.

Agora, no que concerne às outras Dimensões Unificadas, para além da 3ª, o implante não tem qualquer razão de ser, porque uma Consciência é livre e é localizável no conjunto dos Universos.

Isso é, obviamente, difícil a aceitar ou a integrar, ou mesmo a compreender com seus meios sensoriais.

Na multidimensionalidade não existe qualquer barreira, qualquer limite, o que faz com que vocês se comuniquem instantaneamente de um extremo a outro dos Universos, de um extremo ao outro das Dimensões, com o conjunto das Consciências.

Não há, portanto, necessidade de localização, eis que vocês são já localizados por sua própria Presença.

A noção de intimidade, tal como vocês a concebem nesse mundo, simplesmente não existe nos Mundos Unificados para além dos mundos em carbono, onde a transparência é a regra absoluta e ela é estabelecida em todos os níveis.

Questão: Nos Mundos Unificados existem trocas visuais?

Bem amado, para além dos mundos em carbono, o apêndice denominado olho simplesmente não existe. Existe uma visão Interior, de ressonância, de proximidade, ou deslocada, que nada tem a ver com a visão, no sentido retiniano.

Agora, no que concerne (parece-me ter ouvido a palavra telepatia), à telepatia, existe unicamente nos mundos em carbono.

Ou seja, ela é o acessório do que vocês chamam (e que nós chamamos com vocês) os Anjos do Senhor, que se comunicam de maneira telepática.

A voz telepática é também uma voz utilizada pelos Arcontes, essencialmente, e pelas formas chamadas de 3ª Dimensão dissociada, mas exteriores ao seu sistema solar, como os seres denominados pequenos cinzentos ou também os Dracos, que se comunicam exclusivamente por telepatia.

A telepatia não é, portanto, um meio de comunicação existente nos Mundos Unificados, para além dos mundos em carbono.

A telepatia é uma característica diretamente vinda do que vocês chamam de cérebro reptiliano, certamente, existente, no sentido não alterado, para os Vegalianos ou para qualquer outro povo de 3ª Dimensão Unificada.

Esta predisposição telepática é muito utilizada e muito fluente, hoje, sobretudo pelas forças opostas à Luz.

Quando o Anjo Guardião lhes fala, não é pela telepatia, uma vez que ele lhes fala no ouvido e não vem imprimir palavras em seu cérebro, o que é uma violação.

Questão: Para a telepatia, como discernir o que vem de um ser de 3D unificada e o que viria de um Arconte?

Um único: A saudação de Orion e a Vibração, na condição que ela esteja presente.
(Visualizar mensagem - click aqui)

Questão: Há então possibilidade de intervenção telepática “à distância” fora da Presença?

Perfeitamente.
O que é próprio daqueles que manipulam a 2ª e a 4ª Dimensões.

Um Anjo Guardião expressar-se-á sempre do exterior, ao nível do ouvido, ou então é ouvido ao nível do Coração, Interiormente, mas, certamente, não ao nível do cérebro, como com a telepatia.

A telepatia, assim como pode fazê-los sonhar, é uma forma de violação do Espírito.

Questão: Qual é a consequência da saudação de Orion sobre os Dracos?

É simplesmente desencadear uma reação violenta de alergia, digamos.

A razão é simplesmente que os Dracos, existindo nos planos intermediários, são extremamente sensíveis, mesmo quando eles poderiam aparecer ao nível puramente físico, em tudo o que é onda de forma.

A saudação de Orion realiza certa onda de forma e é portadora de uma energia que desencadeia urticária nos Dracos, o que é muito ruim para a pele de um reptiliano.

O ser humano é extremamente pouco sensível a esta Dimensão chamada a 2ª Dimensão, que se manifesta, efetivamente, pelas ondas de formas.

Alguns povos, dos quais esses seres fazem parte, são extremamente sensíveis a tudo o que é onda de forma.

Questão: Há uma correspondência entre nosso Anjo Guardião e nossa origem estelar?

Pode haver, como pode não haver.
Isso é profundamente diferente, justamente, segundo suas Linhagens estelares.

Lembre-se de que as Linhagens estelares foram chamadas, também, seus Quatro Pilares.

Esses Pilares podem estar em ressonância com uma forma particular de Guardião, que não é propriamente um Anjo Guardião, mas um Guardião, com certeza.

Questão: Por que, quando o ser humano foi criado, os Elohim não criaram, ao mesmo tempo, formas de proteção contra as ingerências de outras entidades ou outros mundos?

Bem amada, compreenda bem que os Elohim jamais criaram o Ser Humano.

O Ser Humano é, bem além de sua humanidade, uma emanação da Fonte.

A criação consistiu em criar estruturas em carbono procedentes diretamente dos Mestres Geneticistas.

Esta estrutura em carbono funcionou, de maneira Livre e Unificada, durante várias dezenas de milhões de anos.

Assim, portanto, a falsificação, ou a penetração de princípios opostos e contrários à Fonte é, em resumo, extremamente recente com relação à história dos mundos em carbono.

A proteção é inerente à multidimensionalidade.
Assim, portanto, a permeabilidade humana, existente hoje, não existia anteriormente, já que o ser humano era Unificado.

Naquele momento era possível, para ele, viajar de maneira multidimensional, em Espírito.

Apenas desde a falsificação que esse processo de confinamento foi realizado e dando certa forma de vulnerabilidade.

É preciso, contudo, então, precisar que as Entidades Criadoras que criaram esta matriz em carbono Unificada foram, portanto, obrigadas a se sacrificarem, elas mesmas, para evitar que a criação delas fosse fechada e perdida.

Assim, então, dentro de cada ciclo e em cada ciclo existente desde 300.000 anos, é bem o sacrifício do que vocês chamam de Elohim que permitiu não perder seu Espírito.

Nós mantivemos, portanto, de algum modo, uma Unificação, mesmo se ela não se tornou aparente, exceto em alguns momentos, como agora.

A partir do momento em que há fechamento de um sistema, qualquer que seja, esse fechamento corresponde a um isolamento, uma fragmentação e uma ausência de comunicação com o que está fora.

Querer estabelecer a comunicação em momentos não propícios provoca simplesmente a destruição desse sistema fechado (o que não era, obviamente, o objetivo) e a destruição do que está contido no interior, ou seja, na ocorrência, vocês.

Questão: Isso dá a impressão de estar no laboratório, testados pelas outras dimensões.

Bem amada, a palavra laboratório não é de modo algum apropriada.

A palavra mais exata é Planeta Prisão.
Bem amada, você está na prisão, você não está num laboratório.

A prisão que tem apenas um único objetivo e ele está longe de ser espiritual ou evolutivo. Ele consiste, simplesmente, em fornecer a mão-de-obra e, acessoriamente, o alimento.

A experiência de laboratório, no sentido em que você parece entender, seria muito prejudicial à mão-de-obra. O alimento sendo compreendido e entendido em todos os sentidos: um alimento emocional, um alimento mental e, obviamente, alimento no sentido físico.

Não se esqueçam que vocês concebem e foram concebidos como seres Livres, portadores de uma alma e de um Espírito.

A alma e a matéria e o corpo físico foram fechados.
O objetivo foi fornecer a mão-de-obra e o alimento.
Não há outros termos que possam se aplicar a isso.

Não se esqueçam, tampouco que, para os Dracos, os animais são vocês, nós já dissemos isso.

Questão: No que o fato de que a humanidade tivesse podido desaparecer teria sido problema?

Teria sido a perda definitiva do Espírito e a desconstrução do Espírito.

Questão: Em que o Espírito é útil à Fonte?

Não estou seguro de ter apreendido o alcance desta questão muito metafísica.

Fora da prisão, não há noção de utilidade, há a noção de vida Una e Livre.

A utilidade decorre da noção de predação, unicamente presente nesta prisão ou em outras prisões.

O Espírito É, o Espírito é Criador, o Espírito é Fonte.

Um Espírito não pode ser desconstruído ou desaparecer.

Questão: É exato que a Fonte tem necessidade das experiências que vivemos?

Bem amada, a Fonte se reflete e se espelha em vocês, do mesmo modo que vocês refletem e se espelham na Fonte, quando vocês são Unificados.

A palavra necessidade não corresponde à Verdade.

A Vida É.
A Criação É.

Os princípios de Criação são procedentes, todos, do princípio de Graça.

Assim, um Criador, qualquer que seja a Dimensão que seja criada, é obrigado a acompanhar esta Criação até que sua criação se torne superior ao seu próprio nível Vibratório.

O que quer dizer que um Criador de tal Dimensão conduz a criação de estruturas cada vez mais finas e cada vez mais complexas ou cada vez mais pesadas, mas não é obrigatório.

Naquele momento a Criatura deve, um dia, se tornar, Vibratoriamente e em Consciência, mais elevada do que seu próprio Criador.

É esse princípio que foi ridicularizado pelos Dracos, tendo levado à falsificação e à predação.

A Fonte não é um predador.
A Fonte é Vida e Criador ou Criadora: o princípio oposto da noção de predação.

A Criação é Doação.
A predação é ausência de doação.

A Ação de Graça é Doação.
A Ação/Reação não é absolutamente uma Doação.

Tudo pode se conceber, a partir desse princípio simples.

Agora, querer elaborar, no mental e, portanto, na personalidade humana, uma concepção coerente da Fonte, relevaria de uma ilusão, porque, aí também, nenhum cérebro pode conceber o que é a Fonte.

Ela pode apenas viver os efeitos, diretamente ao nível do Coração, mas jamais, jamais, no intelecto.

Questão: Uriel anunciou que Cristo estava de volta. Poderia desenvolver sobre isso?

O retorno de Cristo é o retorno tal como ele partiu.
Não busque Cristo num corpo ou num Espírito, sobre esta Terra.

Vocês são, todos, Cristo, mas existe, no Sol, um Espírito chamado Cristo-Miguel, ou Logos Solar, vindo a vocês tal como ele partiu.

Isso foi perfeitamente descrito no Apocalipse de São João.

Não busquem qualquer Cristo sobre a Terra, não seria o Cristo, mas contra o Cristo.

O Cristo é um princípio, isso vocês apreenderam.
O Cristo é uma emanação, isso também.
O Cristo é Vibração e Consciência.
O Cristo é como vocês: um Espírito.

Este Espírito que volta tal como partiu, ou seja, pelo Céu.

O problema é que o humano imagina sempre encontrar num corpo de carne o que não está num corpo de carne, o que é multidimensional, mesmo se alguns seres possam ser portadores, doravante, nesta matriz, de um corpo de carne, ao mesmo tempo sendo multidimensionais, uma vez reencontrada a Existência.

O Cristo não possui um corpo de carne criado aqui, tal como vocês, mesmo se esse foi o caso há algum tempo.

Ele volta, portanto, com o corpo com o qual ele partiu.

Mas não o busquem sobre a Terra.
Caberá a cada um de vocês revelá-lo.
Ele lhes anunciou desde muito tempo.

Foi-lhes também anunciado pelo próprio Arcanjo Miguel, no final dos Casamentos Celestes e durante as Etapas.

O que lhes confirmou, hoje, o Arcanjo Uriel.
Mas esse retorno não é um retorno segundo a carne.

Lembrem-se: o Cristo veio revelá-los e liberá-los, trazendo a espada de Verdade.

Ele não veio salvá-los, contrariamente ao que quis fazer passar certo número de obediências.

Apenas você, e você sozinho é quem pode se salvar.
Apenas você, e você sozinho é quem pode abrir a porta ao Cristo.

Questão: Cristo-Miguel e Ki-Ris-Ti são duas entidades ou trata-se do mesmo Espírito?

Existe um princípio.
Esse princípio é chamado Ki-Ris-Ti.
Esse princípio é portado por todos os Filhos da Lei do Um.

Ele significa Filho Ardente do Sol ou Filho revelado à Luz.

É um título, uma função, uma emanação, independente de um Espírito específico.

Existe, nesta porção de Multiuniverso, Super-Universo, uma Consciência que portou Cristo, inteiramente, inicialmente.

Depois, outras Consciências portaram, inteiramente, a Dimensão Cristo.

A junção Cristo-Miguel ou o nome Cristo-Miguel corresponde, efetivamente, à integração, no princípio solar Crístico, do princípio Micaélico.

É um processo chamado incorporação [*].

Do mesmo modo que um ser humano pode ser incorporado, da mesma forma um Espírito Solar pode ser incorporado por um Espírito situado além no nível dimensional.

É exatamente o que acaba de acontecer com Cristo, chamado doravante, desde alguns anos, Cristo-Miguel.

Ele é portador da vibração Ki-Ris-Ti, ele é portador da Vibração Miguel, do mesmo modo que vocês são portadores da Vibração Cristo, da Vibração Miguel e da Vibração Maria.

Portadores da Vibração e portadores, também, deste DNA, inteiramente.

[*] NOTA DA TRADUÇÃO:
No original, a palavra empregada por Anael é «adombrement», cuja tradução literal é obscurecimento, entretanto, a explicação no Wikipedia é:
“Na terminologia da teosofia e, especialmente, de magia branca, o obscurecimento, ou a ação de obscurecer é um processo pelo qual um ser espiritualmente muito avançado – geralmente um Mestre de Sabedoria – utiliza o veículo físico de um discípulo (geralmente um iniciado de nível bastante elevado), a fim de transmitir ensinamentos. A consciência do Mestre penetra temporariamente o corpo físico, emocional e mental do discípulo e trabalha por intermédio dele. O obscurecimento é empregado quando o Mestre, ele mesmo, não está na encarnação e deseja tocar rapidamente a humanidade. O obscurecimento exige o consentimento total e a plena cooperação do discípulo obscurecido (o que exclui qualquer tipo de mediunidade de tipo inferior e, portanto, inconsciente).”

Questão: É necessário que nós equilibremos esses três princípios ao nível de nosso Coração?

É exatamente o que foi realizado pelo princípio de Unificação da Nova Tri-Unidade.

Questão: Poderia desenvolver sobre a noção de espada de Verdade?

A espada de Verdade, ou espada de Miguel ou Língua do Cristo é o que vem queimar o que não é a Verdade.

A espada de Verdade vem cortar o que não é a Verdade.
A espada de Verdade vem decantar o que é pesado do que é leve.

A espada de Verdade é o Fogo do Céu, vindo restaurar a Verdade e a Unidade.

Assim, obviamente, segundo um olhar que eu chamei de escatológico, isso poderia ser chamado de julgamento final, final dos tempos ou fim do mundo.

Efetivamente, aquele que estiver fechado em suas próprias crenças, que tiver seguido algo de exterior a si e que não tiver realizado o Ser, viverá, de maneira muito real, o fim do mundo, o fim de suas ilusões e, portanto, o julgamento final, no sentido escatológico, que não tem outra realidade a não ser uma realidade inscrita numa crença, mesmo se ela se manifesta por fatos tangíveis em sua Dimensão.

A humanidade, no curso desses 320.000 últimos anos passou, muito numerosas vezes, por esta destruição.

A destruição não é o fim uma vez que, de todo modo, a alma está prisioneira na matriz até o presente.

O que acontecia após um fenômeno de destruição?
As mesmas voltavam, eram bloqueadas nesta prisão, voltavam a semear esse mundo, cresciam, se multiplicavam e serviam novamente de mão-de-obra e de alimento, sempre com a promessa de um além melhor, sempre com a promessa de uma Luz, sempre em outro lugar.

Questão: A representação da Merkabah Individual, sob forma de duas pirâmides embutidas uma na outra, corresponde a uma realidade?

Isso corresponde a uma forma simplificada da verdadeira Merkabah, que seria um Cristal com 144 facetas.

A forma da dupla pirâmide encaixada evoca a Merkabah Interdimensional.

Agora, a Merkabah Interdimensional coletiva é uma associação de Merkabah Interdimensionais Individuais, associando-se para formar o que eu chamaria de uma Embarcação de Luz. Essa Embarcação de Luz vai se assemelhar a um ser multidimensional chamado a Pomba ou também a forma original de um Arcanjo.

Essas estruturas Vibratórias mutáveis não são fixas.
A partir do momento em que vocês penetram seu Corpo de Existência, a Merkabah não é o veículo, mas é o agente da transferência à Existência.

O Corpo de Luz nada tem a ver com a Merkabah.
A Merkabah Interdimensional coletiva pode ter a ver com o Corpo de Luz, dado que ela é uma montagem de Corpos de Luz, de Consciências liberadas, evoluindo num mesmo espaço Vibratório de densidade e de temporalidade idênticas.

Questão: Em que representamos uma mão-de-obra?

A mão-de-obra é uma Consciência que é utilizada para servir a uma outra Consciência.

O objetivo era extrair certo número de elementos presentes nesse mundo antes de sua falsificação.

Esta extração concerne, no que se refere aos Dracos, antes de tudo, às moléculas e às partículas de ouro, das quais se alimentam esses ditos Dracos, o que explica que resta, sobre este Planeta, muito pouco ouro.

A mão-de-obra é essa.
É, portanto, de algum modo, um serviço, não livre, mas um serviço obrigatório;

Isso se chama também a predação.

Questão: Hoje, concretamente, quase não há mais ouro. Então, por que esse sistema continha tal qual?

Mas há a extração das emoções e do mental, dos quais se alimentam aqueles que vivem nos Planos intermediários.

Não temos mais perguntas, agradecemos.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário