sábado, 23 de outubro de 2010

UM AMIGO - 23 de outubro

23 de outubro de 2010

Mensagem publicada em 26 de outubro de 2010, pelo site AUTRES DIMENSIONS.


Eu sou Um Amigo.

De meu Coração a seu Coração, que a Paz, a Alegria, a Unidade seja sua Verdade.

Irmãos e irmãs na humanidade, eu venho entre vocês para explicitar e completar o que já disse, em inúmeras reprises, sobre o Coração, sobre o que ele é e sobre o que ele não é.

Através das palavras que eu esculpirei e lapidarei, vamos juntos percorrer, pelas palavras e pela Vibração, o que é o Coração.

Eu conto também hoje colocá-los, todos aqui presentes, na contribuição.

De fato, relativamente a esse assunto tão vasto e que cada ser humano o compreende e o vive, é indispensável que aqueles que lerem tenham as respostas às questões que eles mesmos se colocam referentes ao Coração.

Assim, portanto, antes de lhes dar o que eu tenho para emitir, vou, num primeiro tempo, ouvir suas questões concernentes ao Coração, aquelas que lhes vem espontaneamente, aquelas que afloram à sua Consciência, quando vocês evocam em vocês a palavra Coração.

Podem ser também afirmações, para vocês, do que é o Coração e que aflora, do mesmo modo, à sua Consciência.

É deste modo que hoje nós conduziremos o que eu tenho a lhes entregar.

Então, caros irmãos e caras irmãs, eu lhes deixo a palavra.

Questão: No Triângulo do Coração, como se articula a ponta IS com relação às duas outras pontas?

Então, é necessário partir, primeiro, de certo número de eventos ocorridos cronologicamente.

Vamos então re-situar isso de maneira mais precisa, num desenrolar temporal para vocês, mas também intemporal para aqueles que decidiram hoje viver esta transformação, porque a realidade que os fez viver Miguel através das Núpcias Celestes imprime-se, obviamente, a cada instante e não é dependente de um instante passado, mas de um instante que se vive a cada tempo.

Então, a primeira das etapas das Núpcias Celestes consistiu, através de doze Vibrações, em dar um impulso nos 7 chacras essenciais e nas 5 novas lâmpadas chamadas de 5 novos Corpos, tendo sido o objeto, desde aquele tempo, de vários desenvolvimentos de minha parte, referentes ao Yoga da Verdade,

Em meio a essas novas estruturas, apareceram pontos de Vibração e pontos de Consciência tendo permitido sucessivamente viver um Coroamento, o desvendamento da Ilusão Luciferiana e a revelação do Coroamento, na Cabeça, pela Cruz da Redenção, tornados possível, em duas etapas sucessivas, aí também, temporais e fora do tempo, iniciadas, desta vez, pelo Arcanjo Metatron.

A Revelação, primeiramente, das Chaves Metatrônicas, ligadas (como o sabem desde então), além mesmo da pronunciação do OD-ER-IM-IS-AL (silabário original), onde se encontram os 4 Pilares e o centro.

Cada um dos Pilares está ligado, como o sabem, a cada um dos novos corpos em ação atualmente.

Entre aqueles que viveram o Coroamento, o Coroamento e a Redenção permitiu revelar os 4 cavaleiros e, portanto, a presença de 4 Triângulos presentes em sua Cabeça, Triângulos em relação direta com a civilização dos Triângulos.

Esta civilização dos Triângulos, pertencente à 24ª Dimensão, é procedente diretamente dos 4 viventes ou 4 elementos ou 4 Hayoth Ha Kodesh.

Cada um dos 4 Pilares ou cada um dos 4 Elementos porta uma Vibração específica e que sustenta toda a organização da Vida, mesmo na Dimensão dissociada em que vocês estão, ilustrada, desde o átomo até seu DNA, pelo que é chamado de 4 bases presentes na hélice do DNA.

Esses Triângulos possuem a característica de terem, para o IM e o IS (lateral à sua cabeça, chamados pelo Arcanjo Anael de Hic e Nunc), a ponta para o alto. O Triângulo ligado ao Alfa e ao Ômega e, em particular, AL-OD e, portanto, a OD, é um Triângulo com ponta para baixo.

A orientação dos dois Triângulos era inicial e originalmente dois triângulos com ponta para baixo, traduzindo a fecundação da matéria pelo Espírito, Espírito que foi retirado desta matéria por certo número de fatos históricos que se desenrolaram há muito tempo, tendo privado o Ser Humano, tendo-o isolado de sua Consciência unificada, isolando-o numa realidade projetada e não mais na Verdade vivida.

Desde pouco tempo vocês não estão sem ignorar que certo número de reversões já ocorreu. Uma dessas reversões consistiu, há muito poucos dias, em permitir a Reversão do que foi chamado, inicialmente, o Triângulo de Fogo, ponta para cima, que é um Triângulo de fogo Prometéico e Luciferiano.

Este foi, portanto, invertido, permitindo, novamente, ao fogo descer na matéria, reconectar a Consciência dissociada, a fim de fecundar, pelo Espírito, o Fogo, a matéria.

Essa Reversão ilustra e precede certo número de reversões que deverão se viver, de maneira sucessiva, em vocês como sobre este planeta, permitindo-lhes, pelo que foi chamado de alquimia, a fusão ou o alinhamento das 3 Lareiras, o retorno à sua Tri-Unidade e, portanto, à sua Unidade.

Essa reversão e esse retorno à sua Tri-Unidade é estabelecido no interior, num quadro preciso denominado AL-OD e IM-IS.

Vocês constatam então que, Vibratoriamente, os 3 Triângulos (o da Cabeça, o do Coração e o do Sacrum) têm, doravante, para aqueles que transformaram, uma ponta dirigida para baixo.

Os 3 Triângulos, deslocados, um em relação ao outro, mas tendo todos a ponta para baixo, é o sinal preciso da Confederação Intergaláctica dos mundos Livres de Luz.

É também o símbolo da unificação de um Corpo Dimensional com o conjunto das outras manifestações Dimensionais Unitárias, ressonando segundo a Dimensão em que vocês se encontram, segundo sua Dimensão de origem e sua origem estelar.

Uma tripla origem, uma Tri-Unidade chamada, em seu mundo: Cristo, Maria e Miguel, refletindo e desvendando sua tripla Unidade original.

Esta Tri-Unidade e Tripla Unidade original refere-se ao Corpo Dimensional no qual vocês estão hoje.
Refere-se, em segundo lugar, à sua origem Dimensional que é seu lugar de vida nos Mundos Unificados e, enfim, à sua origem estelar, assinalando, assim, sua origem de Fogo.

Cada Consciência manifestada nos Multiuniversos e nas Multidimensões tem, portanto, uma tripla filiação, além das origens ligadas às Linhagens espirituais.

Esta tripla filiação remete diretamente à sua Filiação Dimensional, Dimensão em que vocês são estabelecidos, em Unidade e em Verdade.

Corpo Dimensional no qual vocês são estabelecidos, em Unidade e em Verdade.

E, finalmente, origem estelar na qual vocês são estabelecidos, em Unidade e em Verdade.

Esse Triângulo fusionando ao nível do Coração vai despertar, em vocês, o Triângulo do Coração, além da Coroa Radiante do Fogo do Coração e do Fogo do Éter.

Esse Triângulo se manifesta por um Selo, no sentido o mais nobre, permitindo-lhes, no momento vindo, transferirem-se ou transladarem-se em sua Existência, ou seja, restabelecer sua Dimensão original que, como o sabem, não é esta Dimensão na qual vocês estão projetados.

Assim, o restabelecimento dos 3 Triângulos no mesmo sentido traduz, de algum modo, a Triplicidade das irradiações que vocês recebem, a triplicidade do que é reativado em vocês e ilustrado pela Vibração e a ressonância Cristo, Maria e Miguel.

A realização do Si, assim como defini e desenvolvi, é uma passagem que permite (desembaraçando-se e passando pela porta estreita), voltar a fechar a porta de retorno à Personalidade e, portanto, para vocês, a dissolução total da 3ª Dimensão, permitindo-lhes reencontrar sua origem Dimensional, sua origem estelar e, ao mesmo tempo, sua Dimensão em que sua vida vai se estabelecer.

Assim, a vivência e o despertar, vividos atualmente, para os quais busca se opor certo número de antagonismos presentes na Personalidade (que quer existir apenas através dela mesma e, sobretudo, não fora), vão levá-los a uma vigilância de cada instante, no que eu defini como a Atenção, a Intenção, a Ética e a Integridade, permitindo-lhes, a cada minuto de sua vida, estarem bem centrados nesta nova Tri-Unidade.

De fato, assim como os Arcanjos revelaram, vocês são portadores (nesse corpo, mesmo em carbono) da Vibração de Cristo, da Vibração de Maria e da Vibração de Miguel.

É o conjunto desta tripla Revelação que permite, hoje, levar a termo esse trabalho Vibratório empreendido agora desde quase trinta anos sobre esta Terra.

Vocês estão, de fato, nas etapas finais da Realização do Si e do acesso à Existência.

A distinção que eu estabeleci entre o ego e o Coração, ou o ego e o Si, é extremamente importante, porque ela lhes permite situar, pela própria Vibração que vocês estabelecem nesse corpo, nesse Templo, o destino provável do que vocês são, em Consciência, além desta ilusão.

É a isso que vocês devem vigiar.
É nesse sentido que é preciso ter sua casa limpa.
É nesse sentido que é preciso se inserir na realidade dos 4 Pilares, da Atenção, da Intenção, da Ética e da Integridade, restituindo-se ao seu centro Coração (ER, ou 9º Corpo).

A Realização de Miguel, a Realização de Cristo, a Realização de IS-IS ou Maria, em seu Templo Interior e em seu peito é destinada a estabilizar, de maneira definitiva, ou a se estabelecer, de maneira definitiva, na Vibração de sua Consciência Unificada Tri-Unitária denominada o Si, conduzindo, ao final, ao seu acesso à Existência.

Trata-se, efetivamente, como disse e repetiu frequentemente o venerado Mestre Omraam, de um problema de encanamento, de um problema de canais e de um problema de Vibração, porque a Vibração é o indicador indelével de seu próprio estado e nível, se é que se pode dizer, de Consciência, mesmo nesta ilusão.

Aí está o que posso dizer, então, sobre esses 3 Triângulos e suas funções agora abertas e ativadas.

Ativadas, de um lado pela realização da Merkabah Interdimensional (desde seu mês de setembro e desde menos de uma semana, ou exatamente uma semana), pela reversão do Triângulo Luciferiano.

Trata-se, portanto, de uma sequência lógica temporal ocorrida em momentos chave de sua história, mas que todos e cada um, despertando-se hoje a esta verdade nova, podem percorrer por si mesmo além do espaço temporal histórico no qual isso se produziu.

Questão: Quando a porta que passa do Ego ao Coração é fechada, é definitivo ou pode ainda haver vai-e-vem?

O vai-e-vem da consciência separada para a Consciência Unificada é constante.

Contudo, desde a realização da Merkabah Interdimensional e da Reversão do Triângulo Luciferiano, é possível a todos e a cada um se religar, em Verdade e em Unidade, a esta Merkabah Interdimensional e ao Triângulo retornado.

Assim, cada um pode, segundo sua Atenção e sua Intenção, desviar a Consciência e a energia e, portanto, a Vibração, para o lugar desejado.

Vocês não estão sem ignorar e terem observado, por vocês mesmos, que o lugar onde vocês levam sua Consciência e sua Atenção, a Energia e a Vibração seguem.

Assim, portanto, se, mesmo fora dos períodos estabelecidos pela própria Maria, vocês decidem levar sua Atenção sobre a Coroa Radiante da Cabeça, ao nível do Coroamento, seja em um dos pontos ou em uma zona, instantaneamente vocês reativarão a Vibração.

É o mesmo ao nível do Coração.
É, portanto, você, e você sozinho, como nós sempre o dissemos, quem decide se estabelecer ou não no Coração.

Assim, focalizando sua Consciência, primeiramente, se podemos dizer, segundo a respiração dada por Mestre RAM, hoje de maneira mais direta, levando sua Consciência sobre os pontos de ressonância de Cristo, Maria e Miguel, você irá ao mesmo tempo imprimir o selo da Tri-Unidade e, ao mesmo tempo, fazer girar o Triângulo que não é mais um Triângulo, mas que se torna, naquele momento, a Coroa Radiante do Coração, permitindo-lhe viver, em Verdade, o Fogo do Coração e o Fogo do Éter.

É você mesmo, portanto, quem decide esta ativação.
É você mesmo que realiza isso, permitindo-lhe então viver as diferentes etapas, segundo seu progresso que eu chamei de 7 Samadhi, indo de uma pressão dolorosa até etapas de Alegria indescritível com as palavras.

É, portanto, você mesmo que é seu próprio Mestre de seu próprio calendário.

O melhor possível você realizar a Vibração (por sua Atenção e sua Intenção no Coração), melhor você fechará definitivamente a porta e melhor lhe será impossível voltar na Personalidade.

Lembre-se de que o Coração é Alegria, que o Si é Alegria, que o Ego é sofrimento e medo.

Assim, e tal como o disse e repetiu Sri Aurobindo, progressivamente e à medida que você se estabelece no Coração, você se apercebe, por si mesmo, que você viverá estados de pacificação importantes, onde não existe mais espaço para a separação, justamente, quer dizer que não há mais espaço para o medo, não há mais espaço para a falta, não há mais espaço para o menor questionamento.

O Coração é evidência, o Coração é Radiância e o Coração é Alegria.

É, portanto, você mesmo, desde essas algumas semanas, quem decide colocar sua Consciência no lugar onde você o deseja.

É por isso que é preciso estar também vigilante sobre as utilizações abusivas que poderiam ser feitas desta Merkabah Interdimensional, por exemplo, querendo transferir a Consciência única e exclusivamente sobre o Centro Sagrado ou ainda sobre o Centro da Cabeça, arriscando então fazer regressar o Triângulo Unificado doravante, novamente para Lúcifer.

É você mesmo e você sozinho, definitivamente, quem decide ou não colocar-se por si mesmo em seu próprio Coração.

É aí que pode atuar a sedução, no sentido material e sensual e é aí que convém estar extremamente vigilante para se recolocar, se reajustar no interior de seus 4 Pilares, na Vibração Tri-Unitária (Cristo, Maria e Miguel), permitindo-lhe facilitar o estabelecimento dessas novas Vibrações, permitindo-lhe também realizar, nesse caso, o Abandono à Luz.

Questão: Como gira a Coroa Radiante do Coração?

Ela gira, efetivamente, de diferentes modos.
A primeira etapa não é uma rotação, propriamente dita, mas uma pressão existente entre o que foi chamado de chacras de enraizamento alma e chacra enraizamento Espírito.

Num segundo tempo, começam a aparecer ‘alfinetadas’ vibrantes, seja no Coração, quer dizer, ao centro do chacra do Coração, seja na periferia do chacra do Coração, bem além do chacra do Coração, quer dizer que esse Círculo vibratório se estabelece entre os dois mamilos.

Ela transborda, portanto, largamente, o que é chamado de chacra do Coração.

Isso se tornou possível pela ativação do 9º Corpo ou Corpo de Samadhi.

É quando há a conjunção e reunião, por intermédio de um cordão de Cristal de Luz Adamantina, existente entre o Coração e o 9º Corpo, passando também pelos chacras enraizamento alma e enraizamento espírito, que pode se estabelecer a Vibração e a Consciência desta Vibração que conduz a um estado de Samadhi.

Existem muito numerosos Samadhis, traduzindo-se por certo número de funcionalidades sonoras, correspondendo a sons diferentes percebidos, seja no ouvido esquerdo, seja no ouvido direito e traduzindo a conexão (via Antakarana ou Corda Celeste) com seu veículo de Existência.

Do mesmo modo que a Terra está religada ao Sol por um filamento elétrico, vocês estão religados a vocês mesmos por este Antakarana, ao seu corpo de Existência.

O objetivo é, portanto, tecer, literalmente, uma comunicação Consciente e permanente com esse Corpo de Existência.

Esta comunicação pode ser estabelecida apenas a partir do momento em que vocês estão estabelecidos no Si, ou seja, na Vibração ou, no mínimo, na percepção da pressão existente entre chacra enraizamento alma e chacra enraizamento Espírito.

É apenas a partir daquele momento que vocês vão perceber as modificações importantes no tipo de som percebido, num ou noutro dos ouvidos, ou nos dois ouvidos, traduzindo que uma conexão está efetivamente em curso.

Alguns de vocês devem, aliás, ter observado que a meditação de 19 horas [hora francesa] nas 12 Estrelas (que é o Serviço que vocês rendem à humanidade) acompanha-se de um som muito particular ao nível do ouvido.

O som que vocês ouvem, naquele momento, é o som da Merkabah Interdimensional.

Ele é Cristalino e profundo e muito mais amplo.
Existe, portanto, certo número de frequências acústicas, no sentido sonoro e auditivo, existente ao nível dos ouvidos, traduzindo ao mesmo tempo o progresso de sua Antakarana ou de sua conexão com a Existência, mas, também, o desenvolvimento da Coroa Radiante do Coração.

Em um dado momento, esta Vibração vai poder transbordar a Coroa Radiante do Coração, gerando então um Fogo importante, Fogo que se transforma, além da sensação de cozinhar e de calor, pela agregação de partículas Adamantinas, não mais somente no Canal de Cristal, entre o chacra do Coração e o 9º Corpo, ou também ao longo de seu Canal Mediano da coluna vertebral, mas na escala do corpo inteiro.

Vocês criam assim um chamado, pela Atenção e a Intenção, de partículas Adamantinas que vão então se precipitar sobre o conjunto de seu Corpo, dando uma espécie de crepitação, de Vibração, extremamente rápida, de ‘alfinetadas’, percorrendo o conjunto do corpo.

Naquele momento, vocês estão quase estabelecidos, permanentemente, na Vibração do Fogo do Coração.

Eu não detalharei a totalidade dos Samadhis possíveis porque é evidente que cada um deles se traduz por uma penetração, cada vez mais pronunciada, em sua própria esfera Interior, fazendo-os regressar, literalmente, do mundo exterior, projetado, para o mundo real e, naquele momento, a Consciência pode, literalmente, se expurgar desta densidade e penetrar seu corpo de Existência, no Sol.

Naquele momento, vocês estão livres, de acordo com suas circunstâncias pessoais, para viajar na Existência.

Questão: Se não se tem acesso a todas essas informações, pode-se viver a abertura do Coração?

Cara Irmã, alguns seres não têm absolutamente conhecimento das informações que eu lhes revelo.

Eles vivem, no entanto, em seu canto, se pode-se dizer, o Fogo do Coração.

Questão: Quais são as relações entre o chacra do Coração e o 9º Corpo?

Existe, primeiro, uma diferença topográfica.
Existe, em seguida, uma diferença Vibratória.

É o 9º Corpo ou Corpo de irradiação da Fonte que permite o trabalho do chacra do Coração, misturado a esta Vibração nova denominada Coroa Radiante do Coração e que permite viver o que é chamado de Fogo do Coração ou Fogo do Éter, naquele nível.

O conjunto dos elementos que eu dei no Yoga da Verdade corresponde, inteiramente, ao que vocês ativam.

Eu, aliás, desenvolvi a relação existente, por um Canal de Cristal, o chacra do Coração, em seu Centro, e o que é chamado o 9º Corpo.

O 9º Corpo que está estritamente a meia-distância entre o chacra enraizamento alma e o chacra enraizamento espírito.

O Coração, tal como era representado, nas tradições, não era o verdadeiro Coração.

O Coração, no sentido Vibratório, é bem distante do que vocês chamam de coração bomba, assim como o disse, eu creio, me parece, Sri Aurobindo.

O Coração Vibratório ou o Coração Consciência compreende ao mesmo tempo esta Coroa de Fogo que circunda o Coração e dentro da qual se encontra o Triângulo com ponta para baixo.

Esse símbolo do Triângulo, ponta para baixo, inserido dentro de um círculo, está diretamente ligado ao que é chamado os Hayoth Ha Kodesh.

É a conjunção do Triângulo Tri-Unitário, presente no meio do peito, ao mesmo tempo que a Coroa Radiante do Coração, que realiza esta alquimia específica que lhes permite fechar a porta do ego ou de abrir a porta da Existência.

Questão: O calor que se pode sentir no peito e se difundindo para o alto do Coração pode então corresponder à ativação do 9º Corpo?

Inteiramente.

Questão: O Mental pode intervir na abertura do Coração?

Caro irmão, é necessário precisar o sentido desta questão.

O mental, no sentido desejo, não poderá jamais abrir o Coração. O desejo pertence, assim como o sabem, ao corpo de desejo.

Em contrapartida, o que nós chamamos a Atenção e a Intenção, bem além da vontade, permite dirigir a Consciência e a percepção da Consciência mesmo no chacra do Coração, efetivamente.

Mas, naquele momento, não é mais verdadeiramente o mental que age, mas o que eu chamaria de uma mistura de mental e de Supramental.

Porque, quando a Atenção e a Intenção se portam sobre o Coração (ajudando-se com suas mãos ou ajudando-se com alguns gestos que eu dei, em particular o Yoga da Unidade), vocês poderão focalizar sua Consciência muito mais facilmente sobre o Coração.

E, em definitivo, apenas você, como sempre o dissemos, é quem pode realizar esse basculamento, qualquer que seja a técnica que você empregue para ali se ajudar.

Seja a respiração ou o Yoga da Unidade, você vai, progressivamente, penetrar o espaço de seu Coração, mas compreenda bem que não é um desejo, é simplesmente uma Atenção e uma Intenção, ou seja, o fato de levar Consciência a tal lugar ou sobre tal função, e não o desejo de ir para, o que é profundamente diferente.

Questão: No que consiste a ativação por atrito?

O Fogo por atrito nasceu de uma ideia de certo número de seres no caminho espiritual que, há mais de 150 anos tiveram a ideia de penetrar algumas esferas Vibratórias, a fim de criar um modelo mesmo na matriz de evolução, não permitindo sair da matriz, mas aperfeiçoar, de algum modo, esta matriz e, portanto, fazer perdurar na ilusão, porque eles estavam convencidos, eles mesmos, que eles poderiam realizar esta criação, desviada, para uma Luz muito mais perfeita do que a existente nos Mundos Unificados.

Isso gerou o que foi chamado um Fogo por atrito.
Esse Fogo por atrito resulta de uma tensão, na Personalidade e, infelizmente, do que se revelou ser o ego espiritual, levando a alma, pela vontade, a viver a abertura forçada do 3º olho.

Esta abertura forçada do 3º olho não permite juntar-se ao Coração, esses seres o aprenderam às suas custas.

A problemática essencial é que eles arrastaram em sua esteira, uma parte significativa da humanidade dita espiritual ou na busca.

O Fogo por atrito não permite, e não permitirá jamais, ascender ao Coração e ao Fogo do Coração.

Esse Fogo por atrito vai provocar a ilusão de uma Realização, dando um conhecimento que pode ser perfeito e completo da matriz, mas que não permite jamais escapar à matriz.

Há, portanto, uma espécie de desenvolvimento ou de pseudo-evolução produzindo-se no interior de uma matriz, desta matriz, mas não permitindo jamais dela sair porque, como nós sempre dissemos, o Fogo por atrito não é o Fogo do Abandono à Luz, mas, ao contrário, da resistência à Luz.

De fato, a partir do momento em que há ignorância e incapacidade do ser para se religar ao seu próprio Espírito (que, eu os lembro, está fechado no Sol), o complexo Corpo/Alma vai evoluir independentemente deste Espírito e vai se fechar, ainda mais, numa esfera de ilusão denominada o Fogo por atrito.

Vejam vocês todo o desvio que existe através desse Fogo por atrito.

O Fogo por atrito corresponde a uma destruição.
Isso nada tem a ver com o Fogo do Éter ou o Fogo do Coração, que é um Fogo por fusão, o que estritamente nada tem a ver.

Alguns seres, é claro, e ainda hoje, e mesmo nos meses que virão, estarão extremamente seduzidos, para não dizer entusiasmados, por esta ilusão, porque o Fogo por atrito se desenvolve muito mais facilmente, devido mesmo à Presença das partículas Adamantinas, do que o Fogo do Coração.

A sutileza (e isso foi desenvolvido muito longamente pelo Arcanjo Anael) é a capacidade ou não de se abandonar à Luz.

Se não há Abandono à Luz, significa simplesmente que o ego está na dianteira da cena e que o ego vai arrastar a alma para viver o Fogo por atrito, ou Fogo Luciferiano, cortando-o, ainda e sempre mais, da Verdade que, eu os lembro, não é desse Mundo, mas está no Sol, ao nível de seu Espírito e de sua Existência.

Lembrem-se de que o Corpo de Existência, o Corpo de Samadhi, quando vocês tocam este estado de Realização do Si que os conduz à Existência, vocês são Um, Indivisível, Inteiro, Unitário e na Alegria, coisa que não proporcionará jamais, jamais, o Fogo por atrito.

No Fogo por atrito existem lufadas de exaltação, dando a ilusão da Luz, mas não sendo jamais estabilizada.

Além disso, no Fogo por atrito sua vida está sujeita, cada vez mais, à lei de carma e, portanto, à lei de Ação/Reação e de modo algum à lei de Ação de Graça.

No Fogo por atrito não há liberação, há confinamento, há densificação, enquanto que, no Fogo do Coração, há liberação e leveza e Ação de Graça.

São dois mundos que tudo opõem e duas Consciências que tudo opõem, mesmo se alguns seres possam apresentar a máscara do Fogo do Coração, esta não pode se ater, porque o Fogo por atrito vai impor seu caminho, que esse Fogo por atrito se manifeste ao nível do Triângulo Luciferiano ou unicamente ao nível dos chacras inferiores.

Questão: É a Alegria, como indicador, que mostra a diferença entre os dois?

Inteiramente.
O Fogo por atrito pode dar a impressão de um rigor, pode dar a impressão de uma sedução, pode dar a impressão da Luz.

O Fogo do Coração dá uma Alegria, dá algo de muito mais estável.

A qualidade de Irradiação não é, efetivamente, a mesma.

Quem vibra e percebe as Vibrações, mesmo Prânicas, não pode se deixar enganar longo tempo.

O mental pode ser enganado pela aparência e pela sedução, mas ele não pode, em nenhum caso, se deixar enganar muito tempo, para aquele que busca a Verdade do Coração.

O Fogo por atrito pode empregar, frequentemente, palavras extremamente sedutoras.

A persuasão é extremamente forte.
Vocês já viram o Arcanjo Miguel, ou qualquer outro Arcanjo, ou um de nós, fazer ato de persuasão frente a frente de vocês mesmos?

Nós sempre dissemos que vocês sozinhos podem abrir seu Coração.

Jamais nós os persuadimos do que quer que seja, de outro modo além da própria Vibração.

Nós não desejamos fazer de vocês adeptos, nem neófitos.

Nós, simplesmente, desejamos simplesmente, do fundo de nosso Ser, que vocês se tornem seus próprios Mestres.

A distinção é, me parece, crucial.
Num caso, instaura-se uma relação de dependência a algo de exterior.

No outro caso, nós buscamos criar uma situação de independência e de mestria.

Reconhecer-se-á sempre a árvore por seus frutos.
Agora, nós concebemos perfeitamente que alguns seres humanos tenham necessidade de se submeter, como sempre, a uma autoridade exterior.

Questão: Uma emoção que queima, ao nível do Coração, corresponde a um Fogo por atrito?

Absolutamente não.
O Fogo por atrito não pode se manifestar ao nível do chacra do Coração.

Mesmo se o Fogo que você sente como queimando se estabelece no Coração, em nenhum caso é um Fogo por atrito.

Isso se chama o Fogo do Coração.
O Fogo por atrito, por definição, pode apenas se estabelecer nos dois extremos, mas jamais no Coração.

Seus adeptos, aliás, não percebem jamais a Vibração do Coração e não poderão, por conseqüência, jamais senti-la enquanto aderirem a esses princípios e a esses preceitos.

Questão: Esta queimação corresponde à destruição desta emoção?

Uma dissolução do Corpo de desejo, no Corpo de Existência, eis que o Si é exatamente o inverso de uma emoção.

Questão: Como discernir o que releva da Alegria do que releva da exaltação?

Cara irmã, não há o que discernir.
O discernimento pertence, de maneira irremediável, ao ego espiritual.

O estabelecimento na Alegria não é uma exaltação, mesmo se, por vezes, a Personalidade possa dela se servir.

Naquele momento, o Fogo se torna um Fogo que eu chamaria de a espada de Verdade, que virá cortar a ilusão, por vezes de maneira muito violenta.

O Cristo dizia, ele mesmo, que não tinha vindo trazer a Paz, mas a espada de Verdade.

Quem está estabelecido no Si pode utilizar o Fogo para cortar o que não é o Fogo da Verdade.

Para tanto, estão eles na exaltação?
A exaltação faz parte da sedução.

Não há o que discernir, porque o discernimento é mental e intelectual, como sempre.

Há que perceber a Vibração real que é emanada por uma situação ou por um ser.

Obviamente, se o mental toma conta, vocês serão sistematicamente enganados, porque vocês tomarão uma exaltação ou uma sedução pela Alegria do Coração.

Mas, se vocês mesmos estão estabelecidos na Alegria do Coração, esta questão não tem qualquer sentido.

Questão: Pode-se ter uma dificuldade para sentir sua Vibração e a Vibração do "outro"?

Naquele momento, as pessoas que se reencontram de acordo com esse quadro, devem viver esta experiência da falsificação.

Vocês não podem discernir, pelo mental ou pela intuição, o que releva do Fogo por atrito, do Fogo do Coração.

Apenas quando vocês mesmos se estabelecem no Coração que vocês não podem ser enganados pelo que quer que seja porque, naquele momento, em sua Verdade cardíaca, vocês sabem instantaneamente, de maneira direta, se quem está à sua frente joga o jogo do ego ou joga a partitura do Coração.

Não é um discernimento nem uma discriminação, é uma realidade Vibratória.

Agora, se um ser se deixa abusar e se deixa enganar, é que há, através desse Fogo por atrito, que compreender e superar, integrar certo número de erros.

Ele o fará ou ele não o fará, mas isso é o caminho e a liberdade dele.

Enquanto há vontade de discriminar (pelo mental ou pela intuição ou pela percepção Vibratória) quem não está estabelecido no Coração, isso estritamente a nada serve, porque isso os remete, de maneira inexorável, à dualidade.

Existe, nessas escolas, em meio aos adeptos desta boa vontade, um número incalculável de seres humanos que tem bom coração, no sentido o mais nobre.

O bom coração não é o Fogo do Coração.
Ele está ainda colocado numa dualidade Bem/Mal.

Agora, se esse é o caminho desses seres, então, que lhes seja feito segundo sua Fé e segundo sua Vibração.

Vocês não têm que desempenhar, nesse caso, o papel de salvador ou de socorrista.

Cada um vive o que é para viver, sobretudo durante este período, com relação ao que ele quer.

Quem vive a Alegria pelo Fogo do Coração compreende instantaneamente o que vive, porque o vive, e quem vive a mesma coisa o percebe também, instantaneamente.

Questão: Esta Alegria pode se perder?

Tudo depende se a porta do ego está fechada ou não.
Nos primeiros estágios e nas primeiras fases, vocês oscilam entre a consciência do ego e a Consciência do Si.

É justamente passando e repassando de uma à outra que vocês podem fazer a diferença entre o que é a Alegria e o que é a ausência de Alegria, entre o que é a Vibração no Coração e o que não é mais a Vibração no Coração.

É atuando nessas experiências que vocês viverão o impulso da Alma e do Espírito para se estabelecerem na Vibração da Alegria, do Fogo do Coração.

Em um determinado momento, não há mais possibilidade de desviar desse Fogo do Coração para um Fogo inferior ou um Fogo superior, porque, naquele momento, vocês estão firmes e estabelecidos.

A partir do instante em que a Coroa Radiante do Coração é percebida e, sobretudo agora, quando ela está acoplada ao Triângulo Cristo, Maria e Miguel, é muito difícil (precisaria verdadeiramente decidir, por um pacto da personalidade) recair no ego.

O primeiro dos indicadores a aparecer, em sua vida, quando vocês perdem a Vibração, será simplesmente que a Alegria não existe mais e que sua vida não vai mais se desenrolar segundo a fluidez da Unidade, mas na dificuldade e na resistência.

Questão: Poderia desenvolver sobre o que é a Graça?

A Graça é o instante em que vocês passam no Fogo do Coração e na Unidade.

Naquele momento, vocês experimentam a Alegria total em que nenhuma emoção, seja sua ou que venha do exterior, pode afetar seu estado.

A Graça faz com que sua vida se desenrole, justamente, segundo o princípio da fluidez, da Unidade e da facilidade.

Todos os eventos e os encadeamentos de sua vida desenrolam-se em perfeita sintonia e em perfeita sincronia.

Nenhum esforço é necessário para obter o que quer que seja.

Não há, aliás, mais desejos, simplesmente o que é necessário para sua evolução e sua transformação, para o estabelecimento de seu Fogo do Coração, que se realiza de maneira natural e espontânea.

O universo e a inteligência da Luz atendem à totalidade de suas necessidades, no que concerne a todos os setores de sua vida.

Isso corresponde, inegavelmente, à frase do Cristo: "Será que o pássaro se preocupa com o que ele vai comer amanhã?".

Enquanto não há esta confiança, não há Graça.
A Vibração do Fogo do Coração é a Vibração da Unidade, é esta Graça, é esta confiança e esta Verdade, esta Unidade e esse Fogo.

Nada pode ser escondido àquele que tem o Coração aberto.

Obviamente, quem está na personalidade vai crer que pode mentir impunemente, vai crer que ele vai poder portar a máscara do ego sem que o outro a veja, o que é o próprio princípio da Consciência egóica e separada.

Aquele que Vibra o Fogo do Coração sabe tudo, instantaneamente.

É isso a Graça.

Não temos mais questionamento, agradecemos.

Irmãos e Irmãs de minha humanidade, gratidão por sua escuta e sua Presença.

Que a Paz e a Alegria da Unidade os acompanhem.

Eu lhes digo, certamente, até breve, para continuar nesse terreno e nessas Vibrações.

Eu lhes digo até muito em breve.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário