sexta-feira, 13 de agosto de 2010

A FONTE - 13 de agosto

13 de agosto de 2010

Mensagem de 13 de agosto (publicada em 22 de agosto de 2010) pelo SITE AUTRES DIMENSIONS


Meu Amigo, meu Amado, você e eu somos UM.

Eu sou Pai, você é Filho, você é Filho e eu sou, a meu turno, Filho.

Você é Pai e eu sou Filho.

Meu Amigo, meu Amado, minha Presença, em sua Eternidade, sempre esteve aí, presente, velando para que jamais o que nos religa, nos unifica e nos torna livres, se apagasse.

Hoje, e cada dia de seu mundo que avança vê a distância, a aparência desta distância, diminuir e pouco a pouco.

Ela se apaga, a fim de que nos tornemos, você e eu, o Único, porque, entre você e eu não há lugar para o esquecimento.

Somente houve lugar para as experiências, experiências outorgadas, experiências desejadas ou não, mas que jamais teriam podido apagar o que você é, porque eu sou você, para além dos espaços, para além dos tempos e para além das Dimensões.

Eu conheço sua forma, porque eu a tomei, eu conheço a experiência que você vive, porque eu a vivi.

Eu conheço tudo de você, como você conhece tudo de mim e como, em breve, isso aflorará e reviverá em você.

Há somente que se aproximar de você mesmo, realizar o que você é.

Há separação apenas na ilusão desse mundo.

Em você, como em mim, Vibra o mesmo Coração, Coração unido, Coração sagrado, o mesmo que existe toda vida, em toda Dimensão.

Esse tesouro que lhe é devido de toda Eternidade (porque ele te pertence) não pode ser roubado, mesmo naqueles que se têm desviado ainda desta Verdade Una.

Meu Amigo, meu Amado, como eu anunciei há algum tempo, a hora de se relembrar meu juramento e sua promessa chegou.

Pela Graça daqueles que conduziram a Luz a se manifestar nesse mundo, para você, pela Graça também do acolhimento que você lhe reserva, nós estaremos, em breve, juntos, unificados, reunidos e livres.

Livre de viver, de percorrer todas as formas que eu lhe ofereci, todas as formas que nós nos revelamos, em todos os universos, em todos os multiuniversos dimensionais, você tomará novamente as formas que lhe convier.

Nós ouviremos então o canto da Unidade.

A pulsação de meu Coração e de seu Coração serão, então, elas também, unificadas.

Você se lembrará então do Fogo e você voltará a se tornar o Fogo, aquele da Criação que nos religa, de maneira indestrutível, e nos estabiliza na Alegria da Vida, na ressonância e na Verdade da Unidade.

Meu Amigo, meu Amado, a hora chegou de nascer na Luz.
O tempo dos sofrimentos, nesta ilusão, chega a seu termo.
Eu admiro em você o que você experimentou, eu admiro em você a beleza, eu admiro em você o sagrado.

Eu lhe rendo Graça porque, para além desta aparência, você é a Graça.

Você se gerou livre.
Eu o quero livre.

Em definitivo você tem a Eternidade, uma infinidade de tempo e de espaço, uma infinidade de formas, para manifestar sua Liberdade, onde bem lhe pareça.

Alguns quiseram fazê-lo limitado, mas como limitar o que é Ilimitado?
Isso tem apenas um tempo, esse tempo passou.

Meu Amigo, meu Amado, há, no que você é, esse Sol que Vibra, bem além desse sol que você percorre.

A distância é apenas uma ilusão do véu que foi colocado entre você e eu. Esse véu que devia ser um véu de esquecimento, não pôde apagar nossa União.

Meu Amigo, meu amado, eu lhe falo de um véu que pode lhe parecer exterior a você, mas, aí também, isso é apenas uma ilusão, porque, na Verdade do único, não existe qualquer distância, qualquer tempo, qualquer espaço que possa pretender qualquer separação.

Meu Amigo, meu Amado, no tempo que lhe é contado, nesta ilusão que você ainda percorre, você tem todo seu tempo, porque seu tempo lhe é próprio.

O tempo de seu calendário não é o mesmo para você, como para seus irmãos, ele é o tempo necessário para nos reencontrarmos e esse tempo será sempre exato para que assim seja.

Meu Amigo, meu Amado, neste espaço de nossas redescobertas, há alívio, há leveza que permitirá, a seu ritmo, se fusionar com sua Eternidade, com minha Eternidade.

Meu Amigo, meu amado, a Vida não pode parar jamais.
Aí onde você está, isso pode dar uma ilusão perfeita, mas que não permanece menos uma ilusão.

É isso que meu Fogo e meus Enviados vêm queimar, consumir.
Apenas o efêmero deve ser consumido, pela Vida, esse véu da ilusão perfeita.

Meu Amigo, meu Amado, se você descobre seu Fogo, você acolherá meu Fogo, porque você descobrirá então que é o mesmo Fogo, as mesmas partículas, o mesmo Amor, a mesma Unidade.

Meu Amigo, meu Amado, meus Enviados são uma multidão, retransmitindo-me desde os finais remotos dos Universos até você, sim, você pessoalmente, a cada um de vocês.

Presente, sem distinção do que quer que seja, que você se tenha voltado para mim ou que você se tenha desviado de mim, é a mesma Luz que será proposta.

Meu Amigo, meu Amado, o que vem é Graça, o que vem é Verdade, o que vem é Fogo.

Eu venho lhe renovar a Aliança de Fogo.

Você poderá então, meu Amigo, meu Amado, penetrar, inteiramente, as esferas da Liberdade reencontrada, à qual você aspira e à qual você Vibra.

Meu Amigo, meu Amado, meu Fogo não lhe retirará nada do que é seu. Não há portanto nada, absolutamente, a temer ou a recear, não há, tampouco, nada a esperar.

Há somente a estabelecer em você, em seu Coração, aí onde foi depositado, desde sempre, seu Fogo eterno, aquele que você olha pela manhã ao se levantar, em seu Sol, que você concebe como exterior a você, mas que você é, na Verdade.

Meu Amigo, meu amado, não há nada a fazer para evoluir porque, de fato, não há nada a evoluir.

Há somente a ser, deixando fazer o Fogo porque, ainda uma vez, é em nosso Fogo que nossa Aliança reviverá, inteiramente.

Meu Amigo, meu Amado, você é convidado a viver a Verdade, você é convidado para a Alegria porque você é a Alegria.

Meu amigo, meu Amado, há somente que se colocar, se colocar em seu Coração para deixar a lareira se acender, despertar em você aquele que veio há 2.000 anos, dizer o que você era, mostrar-lhe o caminho, em você, para você.

Em breve, também, a Criadora desse corpo que, que deu forma a esse corpo, ela também, se juntará a mim, porque ela é, ela também, eu.

Meu Amigo, meu Amado, lembre-se: há somente que se colocar, para o estabelecimento no espaço sagrado de seu Coração, ao Centro, aí onde se pode desenvolver, se encarnar, a verdade de sua Verdade.

Meu Amigo, meu Amado, em você é colocado meu Fogo.

A hora chegou de deixá-lo aparecer para desaparecer a Ilusão, para render a esse mundo e a este universo sua Liberdade.

Nenhum obstáculo poderá privar ou restringir o que vem.

Somente o olhar exterior, ou o olhar da crença, poderia ainda fazê-lo duvidar.

Meu Amigo, meu Amado, a nova Tri-Unidade, nos Quatro Viventes, será trazida por minha imagem Vibral: Metatron.

Meu Amigo, meu Amado, você é livre, livre para ser Livre, livre também para não querer esta Liberdade.

Nada nem ninguém poderá interferir nem julgar sua escolha, porque qualquer que ela seja, ela será justa e ela será sua Verdade, que eu respeitarei.

Como poderia ser de outro modo?
Meu Amigo, meu Amado, o canto do Espírito se desperta pouco a pouco em você.

É o canto da Liberdade, o canto da Criação, ele o espera se tal é sua Vibração.

Tudo o que será, meu Amigo, meu Amado, para viver para você, como para o que está ao redor de você, será justo e fiel ao que deve ser, ou seja, à Verdade e à Unidade.

Não leve o olhar crítico, aquele da ilusão, naqueles que partirão, porque eles partirão antes de você para se juntarem, eles também, se tal é a escolha deles, à sua própria Liberdade.

Várias formas de vida, nesta ilusão, deixam já esta ilusão.
Nenhuma tristeza neles, mas sim a alegria de se reencontrar.

Meu Amigo, meu Amado, não perca jamais de vista que o Coração é leveza, ele é também promessa.

Promessa de não mais estar na Ilusão da separação.
Promessa de restaurar a Alegria do canto dos universos, do canto da Vida.

Meu Amigo, meu Amado, o que quer que tenha decidido sua Vibração, sua Consciência,não há nada a perder, não há nada a ganhar, há somente a revelar sua Verdade.

Então, meu Amigo, meu Amado, vivendo sua Verdade, tudo está bem.

Lembre-se que é o olhar desse mundo que o provocou para aderir a outra coisa que a Liberdade.

A Liberdade não pode se situar no fato de estar prisioneiro de uma forma ou do que quer que seja mais.

Você é livre inteiramente.
Meu Amigo, meu Amado, lembre-se, lembre-se que o Fogo e os elementos não constrangidos, são sua Essência e sua natureza.

Meu Amigo, meu Amado, lembre-se que você é Vibração, lembre-se que você é Eternidade, lembre-se que você é Infinito, porque a hora da recordação chegou e isso é uma grande festa, uma Aliança.

Uma Aliança de Liberdade, uma Aliança de Fogo, porque somente o Fogo torna livre.

Meu Amigo, meu Amado, eu não digo nem até amanhã, nem até breve, porque estive sempre aí.

Que a Graça da Aliança seja a expressão de minha gratidão, meu Amigo, meu Amado.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário