quinta-feira, 15 de julho de 2010

ANAEL – 15 de julho

15 de julho de 2010

Mensagem de 15 de julho (publicada em 30 de julho de 2010) do SITE AUTRES DIMENSIONS


Tenho a especificar novamente o período que vocês vivem atualmente.

Vocês estão, desde o mês de maio, num momento e numa virada decisiva da sua história: o momento em que o Fogo do Céu fecundou o Fogo da Terra e onde as dimensões aproximam-se, de maneira inexorável.

Assim por conseguinte, durante esta semana, trata-se de passar do ego ao Coração.

Isso é a realidade Vibratória do desvendamento em curso, neste planeta.  Há também um anúncio importante que deve ser feito por Miguel e por Maria, em seguida.

Vocês estão em seguida, no período em que Maria revela a sua Presença.

Alguns entre vocês, que serão chamados os Mensageiros de Maria, percebem, de maneira, cada um, diferente, a Presença da divina Maria na sua esfera, no seu casulo e podem começar, já, a trocar, no plano Vibratório, no plano da Consciência e às vezes mesmo pelas palavras, com Maria.

Isto vai reforçar-se, na humanidade, nas semanas que vêm, até a conduzir à sincronia do Anúncio, tal como Maria lhes comunicou.

Questão: O que fazer para manter a Vibração em todas as nossas atividades?

Bem amado, consagrar sua vida apenas às atividades que permitem manter a Vibração e evitar as que apagam a Vibração.

A partir do momento em que a Vibração e o Fogo do Coração estão Presentes, torna-se extremamente fácil saber o que o apaga e o que o acende.

Recorde-se que em certas circunstâncias da vida, é muito difícil manter a Vibração. Agora, cabe a você saber se deseja se estabelecer, de maneira definitiva, na Vibração ou apagá-la.

Aí também, tudo é questão de escolha.

Mas a escolha torna-se cada vez mais fácil porque, quando você vive e percebe o Fogo do Coração, naquele momento, lhe é fácil ver o que o reforça e o que o afasta.

Cabe a você, por conseguinte, definir o que deseja.

Questão: Passei 3 horas realizando uma atividade que me fez vibrar, deu-me prazer. Mas esta Vibração não era permanente. Por que?

Bem amada, você colocou a palavra exata: o que a faz vibrar não é necessariamente o que a coloca na Unidade do Coração.  O que lhe dá prazer, não é necessariamente o que, para você, corresponde ao estabelecimento da Vibração.

Há uma diferença essencial entre se dar prazer e estar na Vibração. Não é o que dá prazer que desperta ou mantém a Vibração.

É o que é conforme com a Vibração.
Há uma pequena nuance.

Questão: Qual vai ser o papel dos Mensageiros de Maria?

Bem amado, como todo Mensageiro, ser um Mensageiro.

O que é um Mensageiro?
É alguém que transporta e emite uma informação.

Que esta informação esteja sob a forma de palavras, sob a forma de Vibração, sob a forma de estado de Consciência, sob a forma de informação, qualquer que seja a forma.

Trata-se, eu diria, no que diz respeito ao conjunto da humanidade, que vocês aceitem ou não, o que chamaria de uma herança de Direito Divina correspondente ao que é Maria em relação ao conjunto das vidas carbonadas neste planeta.

Questão: Como saber se são mensagens, realmente, de Maria?

Bem amada, quando Maria se dirige a você, não pode ali haver qualquer dúvida, mesmo se você jamais a conheceu, jamais a encontrou, jamais esperou ou, mesmo, rejeitou.

Não pode ali haver confusão, porque a Vibração do Coração, naquele momento, é um reconhecimento e uma reconexão a Maria que é, eu lhe recordo, sem nenhum jogo de palavras, a sua Mãe, de todos.

Assim, um filho não pode não reconhecer a sua Mãe, ainda que a rejeite.

Tratar-se-á, obviamente, de uma certeza interior.
Você não pode ser enganada.

Os que puderam ser enganados, num mecanismo chamado de aparição Mariana, sempre foram crianças, nunca dos adultos. Obviamente, alguns podem se sugestionar a si mesmos e sugestionar os outros.

A reconexão a Maria é evidência.
É evidência, e corresponde ao reconhecimento real da carne, a um nível espiritual.

Não pode ali haver engano, neste nível.
De modo algum.

O contato com Maria não é um contato de natureza emocional. Trata-se de um reconhecimento e uma reconexão que se estabelece de Coração a Coração.

A Presença de Maria não pode ser questionada, em nenhum momento, mesmo se você se desvia.

Ela é certeza Interior e evidência Interior.
Os que a viveram poderão testemunhar, sem nenhum problema.

Da mesma forma, é muito fácil diferenciar o Anúncio feito por Maria de qualquer Anúncio que vem de uma tecnologia humana desenvolvida de maneira concreta.

Num caso, há Coração.
No outro caso, não há Coração.
Num caso, pode haver emoção, exaltação.
No outro caso, há Coroa Radiante do Coração e Fogo do Coração.

Esta é a única diferença.

Questão: Este reconhecimento é também potente quando Maria passa por Mensageiros?

Bem amada, tudo depende do Mensageiro.
Existem diferentes formas de mensagens, diferentes formas de Mensageiros.

Tudo depende da capacidade Vibratória do Mensageiro de incorporar, inteiramente, a energia Mariana, ou em parte. Aí, eu não falava de Mensageiros que se dirigem a vocês, mas me dirigia a vocês, como pessoas que contatam a energia de Maria, o que é diferente.

Questão: Como reconhecer “um verdadeiro” Mensageiro?

Responderia simplesmente por uma frase: Reconhecer-se-á a árvore por seus frutos.

Quais são os frutos?
São bichados, são vinculados à ativação do Coração ou se debruçam sobre as paixões humanas, sobre a sexualidade, sobre transformações de natureza corruptível, ou se debruçam sobre a humildade e a simplicidade do Coração?

Toda a diferença está aí.
É muito fácil, no que chamam de egrégora ou uma energia de grupo, iludir-se dentro de um grupo.

É o que aconteceu em muito numerosos lugares de aparição. Isto é uma exaltação, de natureza emocional, ligada ao processo de grupo ou de multidão.

Agora, quando Maria se dirige a um dos seus Mensageiros, como ao conjunto da humanidade, há Vibração no Coração, há Paz, há Plenitude.

Pode haver lágrimas, mas estas lágrimas não podem ser comparadas com as lágrimas de emoção. Trata-se, realmente, do que chamariam, em termos humanos, redescobertas.

Vocês devem também, neste nível, entrar na Unidade, na simplicidade e na humildade.

Alguns seres atribuem-se uma qualidade Mariana e vão veicular esta qualidade Mariana através do seu ego.

Qual importância?
O importante é, não o que emite algo, mas o que recebe.

Porque alguém que está no Coração, mesmo o Diabo frente a ele, permaneceria no Coração.

Toda a diferença está aí.
Pouco importa o Mensageiro.
O que é importante, é o receptor.

Questão: O que chamam humildade? Como exprimi-la o melhor possível nas nossas evoluções?

A humildade instala-se naturalmente quando a Coroa Radiante do Coração está aberta.

O ego é apagado, transcendido e superado.
Não pode haver manifestação egóica na instalação no Coração.

A humildade torna-se natural.
Não é algo que é forçado ou procurado.
É algo que se estabelece em meio mesmo do abandono à Luz.

É, aliás, uma das qualidades essenciais da Coroa Radiante do Coração: a capacidade para ser no momento, a capacidade para vibrar no Coração, independentemente das circunstâncias exteriores.

A capacidade de emanar e irradiar esta Consciência, para além de qualquer perturbação de natureza egóica, para além de qualquer vantagem pessoal, e para além de qualquer reivindicação.

A Unidade do Coração e a humildade do Coração, é silêncio.

Aquele que vive esta Vibração não pode se opor a nada.

Ele se contenta de ser.
Ele não reivindica nada.

A reivindicação é já uma distorção da energia do Coração, ainda que esta foi vivida, e conduz ao ego e à dualidade. Neste sentido, e para fazer uma aproximação com o que disse, falando das três Estrelas de Maria encarnadas, nenhuma delas se reivindicará como Estrela de Maria.

Afirmar-se-ão como elas mesmas, o que são, ou seja o seu nome e o seu prenome, e nada mais.

Vocês crêem que, nesta densidade em que vocês vivem, por exemplo, uma Santa Teresa do Menino Jesus, ou ainda uma No Eyes, ou ainda uma Snow, se tenha afirmado como Estrela de Maria, ainda que tivessem, para algumas, o conhecimento?

Isso se chama a humildade.
Da mesma maneira que existe, em seu planeta, uma multidão de seres que se tomam por Cristo ou pela reencarnação de não sei quem.

Quando vocês tocam a Unidade, quando vocês tocam o Coração, tomam Consciência da vaidade da reencarnação, então, qual glória há a tirar de ter sido isto ou aquilo?

Você não é mais isto ou aquilo, no Coração.
Enquanto haja identificação a um personagem histórico ou passado, há falsificação.

Será que, por exemplo, o divertido Omraam Mikhaël Aïvanhov lhes disse quem era, em sua vida, nas suas vidas passadas?

Agora ele pode divertir-se ao dizê-lo mas, em sua vida, certamente não.

Assim, não creiam em nada que vocês mesmos não vivam. Atribuam fé apenas à sua experiência e apenas a seu estado Interior.

Todo o resto, por Essência é, de todo modo, ilusão, mesmo o que digo neste canal, se vocês mesmos não o experimentam.

Recordem uma frase importante que lhes foi dada, também, por numerosos intervenientes: enquanto seguir alguém outro, você não está sobre o seu caminho, qualquer que seja.

Estamos aí, uns e outros (Arcanjos, Anciãos, Estrelas de Maria ou outro), em outros canais, não para que nos sigam, mas para que vocês vivam algumas Vibrações e alguns estados de Consciência que afluem para vocês.

Nós atraímos simplesmente a sua atenção e a sua Consciência para mecanismos que se desenrolam na humanidade, que lhes cabe captar e fazer seus, e nada mais.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário