domingo, 18 de julho de 2010

AÏVANHOV - 18 de julho

18 de julho de 2010

Mensagem de 18 de julho (publicada em 30 de julho de 2010) do SITE AUTRES DIMENSIONS


Bem, caros amigos, estou extremamente contente por reencontrá-los.

Então, como é meu hábito, eu lhes transmito todas minhas bênçãos e vamos dialogar, juntos, se querem.

Então, eu escuto suas questões.

Questão: Qual é a sequência de Serviço que vivemos, a título individual e coletivo?

Hoje, o que vocês têm a viver é encontrar seu Coração e a Unidade, para poder sair da Matriz.

Essa é a prioridade das prioridades.
Depois, efetivamente, assim que tenham saído da matriz, vocês têm a servir.

E o melhor Serviço que vocês têm a realizar é Ser em sua Unidade, porque vocês podem passar milhares de anos a servir, é já muito bom, é melhor que fazer a guerra, estamos de acordo.

Mas, jamais o Serviço, sozinho, isolado, lhes permitirá sair da Matriz.

Vocês sabem, pertinentemente, que vivem um período especial, não é?

Neste período especial, há a possibilidade de se estabelecer no Coração, Vibração, Existência, e todas essas palavras, Luz Vibral, que empregamos para vocês.

É extremamente importante.
Mas eu diria que caridade bem ordenada começa por si mesmo.

Não é se esquecendo de si mesmo que se pode encontrar-se.

Questão: Qual seria o tipo de lugar propício às Vibrações autênticas?

A melhor Vibração é a sua.
O ser humano é capaz, por sua oração, de criar um lugar Vibratório.

Vocês podem criá-lo com um cristal, vocês podem criá-lo com sua oração do Coração.

Vocês podem criá-lo acendendo uma vela e pedindo com seu Coração.

E esse lugar, ele pode ser em você.
Por que querer ir para o exterior?
É uma obsessão, isso.

Não é mais tempo de ir para o exterior.
Não é mais tempo de ir fazer peregrinações.

A única peregrinação que vocês têm a fazer é a de entrar em vocês, em vocês, porque é a porta de saída.

Ela não aparece enquanto vocês não entrarem.
É bizarro, hein?

Vocês devem entrar, para sair, sem isso, vocês não sairão.

Eu digo isso, não é uma piada, hein?
Se vocês não entram, vocês não saem.

Então, a partir daí, vocês podem imaginar todos os lugares do mundo e do planeta, vocês podem ir ver um rochedo numa ilha magnífica.

A atenção que vocês ali colocam, nesse rochedo, equivalerá, para vocês, Verdade.

Não procurem no exterior.
A porta de saída, quando se diz que ela está no interior, quando vocês viverem o momento da Liberação (e já, eu antecipo um pouco), vocês constatarão o que?

Que o único modo de sair, como eu disse, é entrar no interior.

Porque a saída, o que vocês vêem no exterior, o cosmos, as estrelas, os seres de Dimensões superiores (é isso que vocês ainda não apreenderam, o alcance), estão no Interior de vocês.

Quando a Consciência penetra no Interior, pela Vibração, tudo está lá.

É uma reversão da Consciência.
Quando se fala de reversão dos pólos e da reversão da Consciência, para asceder à Verdade, mas é exatamente isso.

Tudo é reversão.
Vocês devem se liberar.
Nós os liberamos das dependências.

Miguel, o Conclave Arcangélico, teve êxito, desde um ano, em desprender e desagregar a matriz.

Então, vocês vêem?
Há seres que se abrem, que estão no caminho da Luz, estão perto de entrar neles, mas eles querem sair.

É fantástico isso.
E eu afirmo que vocês não encontrarão qualquer Verdade em outro lugar, além do Interior de vocês.

Questão: No momento final, as pessoas que não puderam se centrar no Coração ou viver a Vibração do Coração, estarão automaticamente na 3ª Dimensão Unificada?

É difícil explicar isso com palavras.
Mas saibam simplesmente, como o disse São João no Apocalipse (que o escreveu sob o ditado formal de Cristo), que em um dado momento, os corpos de Luz, os Corpos de Existência, vão se apresentar a vocês.

Imaginem que há duas partes de vocês mesmos.
É como se fosse uma viagem no tempo.

Vocês têm, hoje, tal idade, e vocês têm a possibilidade de se tornarem no veículo de hoje, em outra idade.

Em um determinado momento, as duas «realidades», a ilusão e a Verdade, os dois níveis de «realidade» vão coexistir ao mesmo tempo, no mesmo espaço/tempo, do mesmo modo como todos os seres ouvem o Anúncio de Maria, a um dado momento, todo ser vivente humano sobre este planeta será confrontado a seu corpo de Eternidade. E, naquele momento, se vocês estão presos em seu veículo da ilusão, e se não têm a Vibração suficiente, vocês verão o corpo de Existência, vocês saberão que é você, mas vocês não poderão ali ir.

É tão simples assim.
E isso será uma mordida terrível, naquele momento.

Sobretudo para aqueles que se afastaram conscientemente desse corpo de Existência, que tiverem feito o que vocês chamam de Mal, na matriz, e que tiverem dominado um humano ou a humanidade.

Não há qualquer diferença entre dominar um humano e a totalidade da humanidade.

A escala de valor ou de grandeza não atua, ao nível espiritual.

Eu diria que há tanta negatividade naquele que aperta um botão da bomba atômica ou que dá a ordem, como naquele que faz o mal conscientemente a qualquer outro.

É exatamente a mesma coisa.
Então, a um determinado momento, quando o Fogo do Céu chegar, vocês verão, e vocês sentirão, e vocês verão chegar a vocês, pelo Céu, seus corpos de Existência.

Naquele momento, sua Vibração os levará para ele ou então os dobrarão no interior desse corpo físico. É como se houvesse uma sobreposição temporal, como uma viagem no tempo.

Vocês estão aí, hoje, e vocês têm a possibilidade de irem se ver, num outro tempo.

É exatamente isso.
Sua capacidade para “switcher”, para se voltar, ou seja, para entrar no Interior de vocês, porque, o que está exterior, vocês verão, está no Interior.

Imaginem um pouco a cena: há seres que vão ver seus corpos de Existência.

O que eles farão ?
Eles vão querer ir ali, porque vão vê-los.
Eles sabem que é a Luz.
Eh não...

A única porta, ela está no Coração.
Juntar-se ao que vocês vêem, é sair do tempo ilusório, para penetrar na Eternidade.

É abandonar a viagem no tempo, para penetrar, inteiramente, no novo tempo.

É a melhor imagem que eu posso encontrar.
Agora, as modalidades, a partir do reencontro com esse corpo de Existência, serão profundamente diferentes, segundo sua missão, segundo sua Vibração.

Mas, aí, eu não posso desvendar isso, agora.

Em contrapartida, nós seremos cada vez mais precisos sobre as condições e as circunstâncias deste reencontro com vocês mesmos.

Questão: A que corresponde uma Vibração específica ao nível dos chacras de enraizamento da alma e do Espírito?

São as premissas da abertura do chacra do Coração.
Não a abertura do chacra, enquanto chacra, mas da passagem ao Fogo do Coração.

Há, de início, fenômenos de pressão.
Há, em seguida, pressões no centro do Coração.
Há pressões e Vibrações sobre os chacras de enraizamento da alma e do Espírito.

Alguns podem mesmo sentir os triângulos energéticos de circulação. Isso faz parte dos diferentes Samadhi (como diz Um Amigo), que vocês têm a experimentar.

É a fase de abertura.
Vocês abrem os diferentes cadeados para poder penetrar no Fogo do Coração.

Mas as primeiras fases podem ser efetivamente vividas como uma dor, como uma barra no peito ou uma pressão muito forte no peito.

E isso pode, aliás, desencadear, para aqueles que são sujeitos ao medo e vivem no emocional, um sentimento de morte.

Porque é, efetivamente, a morte do ego.
Isso pode ser vivido de maneira angustiante.
Mas, depois, muito rapidamente, chega a Alegria.

Questão: Por que, se o carma não existe mais, pode-se ter lembrança de vidas anteriores?

São as crenças.
Enquanto você não tiver vivido você mesmo, ainda que se diga que você foi isso ou aquilo, não creia.

Ainda uma vez, as crenças.
Que você tenha sido Nabucodonosor ou São João ou Judas, não tem qualquer espécie de importância.

Querer explicar o que você é, hoje, ou suas dificuldades com relação ao passado, é uma crença.

Salvo se você mesmo o vive, sozinho, e não com técnicas ou pessoas que vão dizer: “você foi isso ou aquilo”.

As vidas passadas pertencem à matriz, sem exceção.
O Cristo bem disse: «Eu vim suprimir a ação/reação. Eu vim colocar e realizar a ação de Graça», o que nada tem a ver com a ação/reação.

Vocês confundem, ao nível do humano (e nós todos confundimos).

Eu deixo cair uma maçã, ela cai: ação/reação.
Mas, vocês acreditam que o Espírito humano funciona assim?

É, aí também, uma crença.
Vocês devem se desembaraçar de todas as crenças.
Querer explicar o presente pelo passado é uma heresia.
Vocês são o resultado do passado enquanto vocês crêem nisso.

Encontrar a Existência e a Vibração do Coração é se liberar do passado e do futuro.

É penetrar no aqui e agora.
Se vocês fossem capazes de parar o tempo, apenas por um minuto, inteiramente, vocês viveriam a iluminação imediata.

É uma crença que os faz crer que vocês são o resultado de seu passado.

Vocês não são o resultado de seu passado, vocês não são os filhos de seus pais, seus filhos não são seus filhos.

Tudo o que vocês acreditam deve ser desconstruído.
Se vocês não querem desconstruir, a Luz o desconstruirá por vocês.

É preciso voltar a ser como uma criança, quer dizer, simples. Vocês apenas devem crer na Vibração e em sua Consciência.

A única Verdade está no Coração, em nenhum outro lugar. E é urgente, mas mais do que urgente, ir dentro de seu Coração.

Mas, ainda uma vez, enquanto vocês não tiverem penetrado a Vibração do Coração, enquanto não tiverem vivido a Existência, tudo isso permanece apenas como palavras e crenças, também.

A Verdade os libertará, mas é preciso ir para a Verdade e a Verdade não está jamais na cabeça, nem nos dados históricos.

Questão: As Vibrações foram tão fortes ontem, que estive à beira de uma indisposição, eis que foi uma forma de prazer, mas que parou muito rapidamente. Por que?

Porque não houve um abandono suficiente à Luz, simplesmente.

Portanto, se procede, como já disse, por pequenos toques.

Portanto, você toca estados, Vibrações.
Alguns de vocês foram viajar na Existência, outros, sentem as Vibrações do Coração, e depois isso desaparece, isso não se instala.

É assim que se vive o abandono à Luz.
Por pequenos toques.
O ego retornou, simplesmente.
Não há nenhum outro responsável por isso.
Apenas você, com você mesmo.
O medo de se imergir na Luz.

Há tal emoção Vibratória que sobe para o Coração, que há, ao nível do ego, ao mesmo tempo o medo e a necessidade de se apropriar.

Você mesmo disse: «quase desmaiei», não é o ego?

É o Eu.
Não é a Luz.

Questão: É a Sombra que pode provocar pesadelos?

Não, absolutamente.
Isso quer dizer que a Luz ilumina ainda certas zonas de Sombra.

Isso quer dizer que há pontos de conexões, em vocês, que são ligados ao fato que vocês ainda não penetraram, inteiramente, na Vibração Unitária.

Isso não quer dizer que é preciso refazer o jogo da dualidade, não é?

Isso quer dizer que é preciso elevar as Vibrações.
Lembrem-se que vocês estão num período em que se levanta e se retira, portanto, onde a Luz ilumina a poeira.

De nada adianta querer recolocar o tapete.

Questão: Sinto-me triste pensando na desordem que a humanidade fez sobre esta Terra.

Esse processo é um processo de dualidade querendo fazê-la crer que o Homem é responsável e culpado do que acontece.

Isso faz o jogo da matriz.
A natureza é algo de extraordinário.

Ela teve êxito em conservar, e as árvores em particular, mas também a mãe Terra, ao nível de seu manto exterior, sobre o qual vocês estão, sua Unidade.

Não é o humano que vai colocar tudo isso pro ar.

Aí também, isso faz parte da culpa.
A Luz volta, de maneira cíclica, sobre esta Terra, vocês o sabem, todos os 25.000 anos (e por vezes, menos frequentemente, por vezes mais), e há uma destruição de toda forma de vida sobre este planeta, e a matriz se reconstitui.

A diferença essencial é que, desta vez, a matriz não se reconstituirá.

Portanto, não há que ficar triste assim.
O humano não é culpado, ele não é responsável.
Cristo bem disse: “Pai, perdoa-os, eles não sabem o que fazem”.

E eles não sabiam.

Questão: Mas é mesmo o humano que faz as guerras.

Não, não é o humano que faz as guerras.
São os soldados que fazem a guerra, porque lhes disseram para fazê-la.

Não é verdadeiramente a mesma coisa.
Tudo foi criado para mantê-los nos conflitos, em todos os níveis.

O ser humano é fundamentalmente bom.
É a falsificação, nesta estrutura de carbono, são os pedaços de DNA, são as crenças e as modificações de suas estruturas, que fizeram isso.

Vocês devem se desembaraçar disso.
O ser humano, a maior parte dos seres humanos, em sua Dimensão de Eternidade, é de longe superior aos Anjos.

Muito de longe.
Quando digo superior é, atenção, ao nível da Luz e da Consciência, não superior, acima.

O campo de Consciência do humano, em sua Eternidade, é de longe mais importante que do Anjo.

O Anjo não pode jamais descer numa estrutura de carbono.

Vocês, sim.
Vocês têm uma paleta de Vibrações que é enorme.

Simplesmente, vocês foram fechados.
E o objetivo da matriz é o de fazê-los crer que vocês são responsáveis.

Portanto, é preciso parar de se culpar.
Estar na Unidade é não mais pensar nisso.
É estar na Unidade.

Certamente que há seres humanos que vão sofrer.
Muitos.

Mas é se estabilizando na Alegria, vocês mesmos, que vocês permitirão que um máximo de Consciências seja liberado. Porque, depois de tudo, se a Luz tivesse desejado fazê-los sair da matriz, vocês acreditam realmente que os Arcontes teriam podido mantê-la?

A Luz teria podido chegar, independentemente dos ciclos astronômicos, a Fonte teria podido mobilizar sistemas solares, em sua totalidade.

Mas havia a necessidade de respeitar, e a Fonte lhes repetiu ontem, sua liberdade. E é por sua liberdade que vocês tornam livres os outros.

Quando eu digo os outros, são seus irmãos e suas irmãs que não estão ainda Despertos.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Então, caros amigos, eu lhes transmito todas minhas bênçãos e lhes desejo uma excelente saída da prisão.

Eu lhes digo até muito breve, eu espero.

Fiquem bem.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário