sexta-feira, 25 de junho de 2010

UM AMIGO – 25 de junho

25 de junho de 2010

Mensagem de 25 de junho (publicada em 22 de julho de 2010) do SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Um Amigo.

De meu Coração a seu Coração, na Vibração, em nossa comunhão, emergirão palavras, carregadas de sentidos, de Liberdade.

No silêncio, a palavra se torna Verbo, Sopro e Vibração.

Ser dentro do Ser é ser livre, não mais se esconder, se envolver de ilusões.

Ser e Vibrar no som do silêncio e da imensidão.

Assim, em seu silêncio Interior, eu expressarei Verbo, Vibração, Verbo, Luz.

Juntos, unidos e unificados na Unidade, no silêncio, o Verbo se desperta.

Acendamos a lareira ardente do Sol que não é mais palavra, que não é mais mentira de si a Si mesmo, de si e do Si para o universo, lá, onde não existem mais limites, lá, onde somente Vibra e é a Presença.

Acolhamos.

... Efusão de energia ...

Dentro do templo da luminescência do Ser, se escuta o silêncio, vazio e pleno, da Fonte infinita.

Chamemos ao nascimento do novo, do Indizível e do Infinito, unidos em vocês, unidos em mim, unidos no universo.

Espaço sem limite algum, onde se estende a infinita bondade, a infinita criação: a Fonte.

Acolhamos Vibração, silêncio.

... Efusão de energia ...

Espaço onde o finito não tem mais lugar, onde o Infinito se estende, onde os limites não têm mais sentido.

Liberdade.

A ronda das vidas limitadas e aprisionantes termina, para que se abra o infinito que não é mais onda, mas espiral.

Adesão e abandono, consentimento à Luz e aceitação de não mais se esconder no limitado.

Lareira ardente do Fogo, ardendo no silêncio, em nosso templo, na Presença a si mesmo.

Presença à Fonte, que é Alegria infinita que se estende.
Espaço onde nada mais está escondido.
Espaço onde nada está sujeito ao desgaste do tempo que passa.
Espaço onde nada acontece e tudo permanece.
Espaço onde tudo se expande, onde tudo se dilata.

Liberdade da Vibração, Amor.
Espaço onde o Ser se torna bondade.
Espaço da reversão onde o finito e temporário se torna Infinito e Imanente.

O Coração é a Essência e o centro e, bem mais, o Coração é Vibração infinita.

Amor e bondade.

De meu Coração a seu Coração, nenhuma distância, nenhuma diferença.

De meu Coração a seu Coração: Presença, Unidade, Verdade.

Ser é Alegria e Verdade.

... Efusão de energia ...

Ser, acolher a Fonte, se tornar Sol.
Som e silêncio, onde nada esconde nem vem separar.

Vibração.
Ser é Paz.
Ser: não mais parecer e não mais se esconder.
Revelar-se na beleza.
Paz.

De seu Coração a meu Coração: a Paz.
Unidos e Unificados.
Vibração.
Sopro.

Respiração que se torna abrasamento no Ilimitado.
Silêncio onde se revela a Verdade, Una.
Verdade Uma que é Consciência Ilimitada.

Ser no Ser.
Vibração e reversão do finito, tão mal finito, para o Infinito, tão Uno.

Imobilidade do mental, das emoções, desobstruindo sobre o movimento do Infinito.

Existem apenas dois movimentos: para o finito ou para o infinito.

O movimento para o finito é gravidade, pesos e dor.
O movimento para o Infinito é Liberdade e liberação, Verdade estabelecida no Sopro.

Juntos, de meu Coração a seu Coração: comunhão e união que é Liberdade e leveza.

Palavras sem dor.

Acolhamos.

... Efusão de energia ...

Entrar em Si, para sair do finito e do peso.
Despertar a chama da Eternidade, se tornar novamente a Eternidade.

Juntos, liberamos o Infinito.

Silêncio luminoso na Vibração de minhas palavras, luminoso de meu Coração a seu Coração, de minha Presença a sua Presença, que é a mesma Presença.

Juntos, vibremos, agora.

... Efusão de energia ...

Meu Coração, se retirando de seu Coração, nada retira na Presença, no silêncio, só a só e unidos, a vocês mesmos, nesse grupo, como no universo.

A Vibração do Fogo que não queima se instala e se nutre de si mesmo.

De meu Coração a seu Coração, eu lhes digo:

Até breve.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário