segunda-feira, 21 de junho de 2010

SNOW - 21 de junho

21 de junho 2010

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Snow.

Recebam, meus Irmãos e minhas Irmãs, a Alegria de me encontrar entre vocês.

Recebam também todas as Graças de nosso círculo de Irmãs de Maria.

Eu venho a vocês para dialogar e para falar da carne de sua carne, em meio à sua encarnação.

A carne da carne que poderia se chamar sua irmã, a Terra, aquela da qual são provenientes, ao nível da matéria, aquela que os alimenta, aquela que lhes permite viver.

Independentemente do que tenha sido falsificado, a Terra preservou o essencial, por alguns de seus constituintes, mesmo ao nível do mundo de superfície.

Eu gostaria, primeiramente, de dar-lhes o que tenho no Coração com relação à Terra e seus componentes.

Eu vou tentar, com palavras simples, compartilhar e fazê-los sentir, vocês também, um sentimento místico, profundo.

De forma habitual, os seres muito mais elevados que eu, falaram-lhes de seu destino, de seu porvir, de seu Ser além deste mundo.

Penetrar essas esferas fazia-se, evidentemente, ao interior de si, mas nunca esqueçam que vocês também são constituídos da mesma Terra que a Terra e seus demais habitantes.

***

Assim, como o Grande Arcanjo Anael lhes disse, elevar-se em Vibração é uma negociação, uma negociação com vocês mesmos e, também, de relações com todo o resto. A Mãe Terra abriga em seu seio múltiplas formas de Vida, cobertas pelo mesmo Sopro do Espírito, em suas múltiplas diversificações.

Vocês têm a possibilidade, vocês também, buscando o que vocês são, de penetrar no Mistério do relacionamento com a natureza, como muitos outros povos mantidos perto dela, foram capazes de viver e são ainda capazes de viver.

Uma parte de vocês é oriunda da Terra, essa parte perecível que vocês denominam corpo, mas vocês já se perguntaram que os vegetais, os animais, qualquer que seja, os elementos, mesmo, uma vez que perdem sua forma e sua Vida em meio à Terra, onde eles estão?

O que vive, e o que é, no entanto, diferente do homem e da mulher, vive também em outros locais, em outro espaço, em outra Dimensão?

Como é que qualquer coisa que é animada pelo Sopro do Espírito pode aparecer e desaparecer sem razão?

O contato com a natureza e seus diferentes povos é também um elemento que concorre para fazê-los penetrar e dar-lhes as chaves da Dimensão do Espírito, em vocês. Obviamente, há seres mais dotados, para isso, do que outros.

Esse tem sido o caso de sempre.

Nos povos mantidos próximos à natureza, alguns seres dotados desempenharam aliás seu papel: essa intermediação entre o Espírito dos elementos da natureza e o Espírito de seus Irmãos e de suas Irmãs.

***

Hoje, em vista dos tempos e dos momentos especiais que vocês se preparam para viver, pode ser importante perceber a ressonância da Mãe Terra para vocês sustentarem e para encontrar apenas qual seria o apoio necessário a essa elevação.

Hoje, mais do que nunca, pelo fato das circunstâncias especiais da Vida sobre a Terra, é muito mais fácil percorrer o caminho de xamã e entrar em contato, naturalmente, suavemente, com a Terra e seus habitantes, quer sejam os vegetais, os animais, a própria Terra ou os elementos que a percorrem.

Há, nessa natureza na qual vocês estão também constituídos, em meio a esse corpo, uma força e uma Luz. Como alguns de vocês possivelmente o sabem, as árvores são os intermediários privilegiados entre este mundo e o mundo do Espírito.

Nesse sentido, elas podem ajudá-los a ir para o que vocês buscam.

Os habitantes também, qualquer que seja seu reino ou seu gênero estão, eles também, em condição de se relacionar e de se colocar em ressonância com vocês.

Como já devem ter ouvido muitas vezes, as barreiras devem cair. As máscaras devem cair. A fragmentação deve dar lugar à unificação, unificação em si mesmo, mas também com todo o resto.

A Unidade está se juntando ao Grande Espírito e o Grande Espírito está em toda parte, mesmo sufocado, comprimido, em meio a este mundo.

***

Chegou o dia de viver o grande despertar da Mãe Terra.

A Terra que, hoje, através de seus diferentes componentes, exprime e manifesta muitas coisas.

As barreiras caem, é-lhes mais fácil, se o desejam, entender, trocar com a Mãe Terra. Não é mesmo mais necessário, como alguns povos puderam fazer no passado, fazer uso de qualquer droga para modificar a Consciência.

A própria Consciência se modifica e se amplia.
A Vibração do Espírito é muito maior hoje.

A natureza e seus habitantes podem ser de grande ajuda durante este período.

Imergir, nela e por ela, dar-lhes-á acesso a si mesmo.

Entrar em Vibração em meio à natureza irá permitir-lhes, muito possivelmente, melhorar sua capacidade para entrar em si mesmo.

Colocar-se em ressonância, por-se à escuta, em relação com a Terra, com a natureza, pode dar-lhes asas, literalmente, e acelerar esse movimento de sua Consciência para chegar ao Grande Espírito.

Muito tempo, era necessário, além das plantas que foram utilizadas, para antecipar essa relação especial com a natureza, pelo jejum, pelas cerimônias.

Hoje, contatar a profundez e a clareza da natureza e se recolher a mensagem, o 0Sopro, é extremamente fácil.

Vocês não necessitam nem de plantas, nem de cerimônias, mas apenas e simplesmente de ser em si mesmo.

***

Ao mergulhar em meio à natureza, vocês vão constatar facilmente, estando focados nesse relacionamento de seu ser profundo com a natureza, vocês vão se aperceber que as informações, as Vibrações, vão aproximá-los dela, pois a natureza apenas aguarda esse seu contato, uns aos outros, quer seja com uma árvore, com um inseto, com uma flor ou com a Terra, ela mesma, ou suas pedras.

Entrar em comunicação pondo-se em comunhão com um dos elementos da natureza fará de vocês algo simples e irá conferir-lhes uma visão mais penetrante, uma maior profundez, na real compreensão do que se vive hoje, o que eu denominei o parto.

A Mãe Terra deseja, como toda mulher que dá à luz, sentir que é amada e acompanhada.

Vocês têm toda a possibilidade de realizar isso, sem exceção.

Vocês todos têm o que eu denominei, em minha vida, um animal totem, um vegetal totem, um elemento totem, com o qual há uma forte atração, uma forte ressonância.

Abordar a natureza e a Terra com simplicidade é um apoio que se tornará cada vez mais essencial em sua capacidade de permanecerem alinhados, centrados e em Paz.

Seja o que for que aconteça à Terra, vocês podem sempre, enquanto não estão em relação com seu lado íntimo, falar e criticar.

Dizer que isso é maléfico, que isso não é bom, mas esse é o olhar de suas emoções, de sua ignorância.

Estabelecendo um contato do Espírito de sua carne com o Espírito da Terra, vocês o percebem, verdadeiramente, ô como isso é profundamente diferente.

Assim, as mudanças a advir no seio da Mãe Terra não irão lhes aparecer nunca mais sob a mesma luz e sob a mesma visão, quando vocês tiverem apreendido e vivenciado a profundez.

O canto da Mãe Terra e de outras criaturas, hoje, pode ser visto como um canto de sofrimento, mas não é.

Esse sofrimento é apenas transitório porque ele leva a algo que, pela própria natureza, é algo muito maior.

A natureza, ao seu modo, vive uma transformação, não mais importante, mas também não menos importante que a sua própria se ela é outra.

Então, sim, a Terra tem, ela também, uma mensagem para vocês.

No entanto, deve-se expandir a alma para compreender a profundez, a intensidade.

Tudo isso está disponível.

Tudo isso é muito simples, sob a condição de que vocês abordem a natureza, a Terra, com grande simplicidade, com um desejo simples de entrar em relação, em comunhão e em ressonância.

Em meio a essa ressonância, várias informações lhes serão entregues, mas não apenas isso. Vocês serão literalmente nutridos pela Mãe Terra e não unicamente pelos alimentos dela, mas, principalmente, pelo Espírito dela que irá revigorar o seu.

A natureza ser-lhes-á de uma grande ajuda, independentemente de seus solavancos nos momentos que vocês vivem.

Meus queridos Irmãos, minhas queridas Irmãs, nós vamos primeiramente dialogar sobre o que eu vim lhes dizer.

Eu dar-lhes-ei, depois, a maneira mais simples e mais adequada de viver essa relação.

Então, primeiramente, dialoguemos.

***

Pergunta: A rosa tem uma função particular, muitas vezes associada aos santos, aos místicos?

Isso é próprio de sua cultura.

Nós, quando nós sentimos o Grande Espírito, mesmo em sua ausência, há outros aromas, tão finos como o da rosa, mas cuja função é a mesma.

Então, sim, certas flores têm virtudes que são lembradas pela sua fragrância e pela sua forma.

Obviamente, existe mesmo em meio ao seu Ocidente uma vasta literatura sobre isso, que poderia ser denominada (e aliás isso tem sido assim denominado) ‘magia natural’, por oposição à ‘magia cerimonial’. Neste momento, eu empenhá-los-ei a viver essa magia natural por sua própria experiência de contato com a Mãe Terra.

Cada um irá buscar seu totem.

***

Pergunta: Meu anseio, meu afeto pela natureza são uma ressonância com essa natureza?

Sim, mas, hoje, o ser humano, de maneira geral, está muito afastado da natureza.

Ele rompeu, digamos voluntariamente ou, em todo caso, inconscientemente, todo o contato com o que seria apenas sua maneira de viver, interrompendo o contato com o sol e o contato com o Céu.

Vocês se isolaram e se bloquearam e vocês também, em meio a essa matriz, como a denominam, por seus comportamentos, por suas condutas, por suas roupas mesmo e seu modo de vida, de uma maneira geral.

Mas, diante da iminência do que chega, torna-se urgente sua reconexão literal com a natureza, porque ela lhes será de grande ajuda para viver essa passagem, este parto.

***

Pergunta: Como se proteger dos elementos se tumultuando, além da abertura do Coração?

Não há outra maneira.

Aquele que tem o Coração aberto poderá assistir ao tumulto da natureza sem que uma única de suas células seja prejudicada.

Buscar proteção em relação à natureza seria buscar proteção contra si mesmo, contra seu próprio excedente.

Se vocês permanecem calmos e em harmonia, a natureza não lhes fará jamais qualquer mal.

Se vocês estiverem alinhados e centrados, vocês poderiam estar em meio a uma manada de animais selvagens, eles os evitariam, por respeito.

É o mesmo para os elementos da natureza, para os deslocamentos da Terra, para os deslocamentos do ar, para os deslocamentos do Fogo ou da água.

***

Pergunta: Pode-se dizer que o homem seria uma síntese da natureza?

Muitos seres muito mais sábios do que eu disseram: o que está no Interior é como o que está no exterior, o que está em cima é como o que está embaixo.

O homem incorpora, ele mesmo, a totalidade da Criação e, também, a totalidade da natureza em meio ao seu corpo, mesmo dissociado e falsificado.

Há, em toda forma de Vida, o princípio de Vida.
Há, em toda forma de Vida, o Grande Espírito.

***

Pergunta: Somos um espelho da natureza, pois haveria como que uma correspondência entre nosso Interior, nós e a natureza?

Essa é uma etapa na percepção, na compreensão e na Verdade do que é.

Antes de tudo, há um vago reflexo.
Em seguida, esse reflexo pode se tornar espelho, mas, no espelho, há sempre dois.

Há o objeto e o reflexo.
Há outra etapa em que o próprio espelho desaparece e onde o objeto se confunde com o reflexo.

Assim, você pode olhar na água e se ver e considerar que a água é um espelho, mas, ainda aí, há uma distância e pode advir um momento em que você não se veja mais e se torna a água.

Da mesma forma que um xamã quando viaja torna-se a águia na qual ele é, ou o búfalo no qual ele move sua extensão.

É isso que devem alcançar.

Não se atenha apenas ao espelho, mesmo o mais perfeito, porque o espelho, mesmo se fiel, é ainda uma divisão.

***

Pergunta: Isso significa que a etapa seguinte seria a fusão?

Certamente.

***

Pergunta: Quando eu me tornar essa forma lanceolada, eu terei terminado meu trabalho, reflete o que vocês vieram revelar?

Eu não me tornaria como... Não se trata de um princípio de identificação, mas de comunhão e de fusão.

***

Pergunta: Que a natureza, Mãe nutridora, ofereça igualmente plantas tóxicas, não é dual?

O que é tóxico para você não o é para outro reino.

***

Pergunta: O que significaria que na natureza não há manifestação da dualidade?

Isso significa que toda manifestação tem sua utilidade.

Aqueles que estão na dualidade, ao nível da alma humana, reencontrarão a dualidade.

O famoso princípio que vocês denominam ‘atração e ressonância’ existe também em meio à natureza.

Se vocês estão em comunhão, e não no espelho, com a natureza, vocês saberão instantaneamente, mesmo sem jamais ter aberto um livro, o que vocês podem comer ou não.

Não poderá existir qualquer dúvida, porque vocês não estarão no intelecto, mas na vivência e no agora.

Toda natureza lhes fala.
Obviamente, o mundo ocidental buscou descortinar, compreender e se privou da vivência.

Hoje, ele será convidado a reviver.
Vocês não poderão se fiar em seus conhecimentos da cabeça, ainda em meio à natureza, mas unicamente no que vocês vivem no Coração.

Assim, alguns animais não vão se deitar jamais em um lugar porque esse lugar não é bom para eles, enquanto que outros animais poderão ali se deitar por ser um bom local para eles.

Isso não é dualidade, mas isso está em total acordo com a atração, a ressonância, a simpatia, se preferem, e a empatia.

***

Pergunta: Deve-se desenvolver uma linguagem de Coração a Coração com a natureza, para não se correr o risco, por exemplo, de consumir um elemento da natureza que não estaria adaptado a nós?

Sim. Da mesma maneira que vocês desenvolvem seu Coração no seu Interior. A qualidade Vibratória desse Coração irá permitir-lhes também gerar à sua volta um campo de energia que fará com que apenas entre em ressonância, em atração, o que está conforme ao que vocês são.

Lembrem: mesmo o mais feroz dos animais selvagens não pode nada e nem tentará nada, por respeito e por Amor, a um ser humano que está no Coração, jamais.

***

Pergunta: Isso é válido a qualquer linhagem de animal? Pois me parece ter entendido que certas linhagens são criações que não seriam criações da Fonte.
Plenamente.


Lembrem que a Sombra não pode se opor à Luz.

Ela não pode entrar no terreno da reação e da oposição, mas, se vocês são Luz e não se opõem, não serão tomados de assalto pela Sombra, mesmo através das falsas Criações.

***

Pergunta: Existe igualmente criações falsas no reino vegetal e mineral?

No reino mineral, não, isso é impossível.

Certamente, construções à base de mineral são abundantes sobre a Terra e que têm permitido encarnar forças que eu chamo, eu, de demoníacas.

É a concretização de Irmãos e de Irmãs cujo Espírito está doente, mas, fora isso, não.

Os minerais não podem ser uma Criação da Sombra.
Da mesma maneira que a Terra não pode ser criada pelo princípio da Sombra.

O princípio da Sombra não pode sobrepor-se à Criação.
Ele pode, por outro lado, criar o que eu denominaria, eu, hoje, as quimeras, as paródias.

Portanto, vocês podem comparar, segundo este princípio, a abelha e a vespa, mas, em meio a este mundo, a vespa tem seu papel.

***

Pergunta: E ao nível vegetal então?

O exemplo que tomei seria aplicável ao nível do mundo vegetal.

Mas isso seria muito complexo porque, se vocês estão em Coração e em Amor, a que serve saber o que é de origem da Fonte ou de origem da falsificação, pois seu olhar de Coração far-lhes-á amar uns e outros, e tanto um como o outro atuará para você.

***

Pergunta: Poderia nos instruir sobre o papel dos felinos neste mundo?

É muito complexo, extremamente longo, é como para os vegetais.

Esse conhecimento permaneceria ao nível intelectual e alimentaria seu intelecto.

Querido irmão, se você pode compreender os felinos, abra seu Coração e acaricie um felino e você terá todas as respostas.

***

Pergunta: Os produtos tóxicos podem ter menos impacto quando o Coração está aberto?

O Espírito é superior à carne, isso não resta dúvida.

Mas a carne pode limitar o Espírito.
Esse foi o objetivo da Criação das quimeras: prejudicar o Espírito passando pela carne, mas se sua Vibração é pura e profunda, vocês estarão sem qualquer dificuldade além desses mundos da ação, da reação, do sofrimento e da destruição.

***

Pergunta: O que é se tornar xamã?

O mesmo que um policial ou um militar.
Tudo é função do Coração, no Interior, e não da função.

Um xamã pode muito bem ter aberto comunicação com outros reinos, sem ter aberto, ainda, sua Dimensão Interior de Coração.

Um militar, o mais feroz, tem talvez um Coração maior que um xamã.

Não julguem segundo a função, não julguem, segundo nada.

Simplesmente, apreciem a profundez pelo Coração.
Todo o resto remete-lhes ao mundo das crenças, das emoções, das certezas mentais e não do Coração.

***

Pergunta: Hoje se observa um recrudescimento do xamanismo, em especial ameríndio.

Meu ponto de vista é que o ocidental perceba, em meio a diversas buscas e pesquisas, a ruptura com a natureza.

Ele vai procurar apreender, mas posso afirmar-lhes que não há nada a apreender, há apenas que vibrar no Coração e ir para a natureza.

É esse aprendizado que é certamente o mais útil, mas esse aprendizado não é algo que se apreende.

É algo que se vive e que se escolhe.

***

Pergunta: Nos tempos que advêm, há elementos da natureza que seriam, para nós, mais importantes que outros?

Primeiro, o contato pelas árvores.
Em seguida os alimentos, pelos vegetais.

***

Pergunta: Nos vegetais, como alimentos, há alguns que são melhores do que outros quando se está no caminho de abertura do Coração?

Tudo que se assemelhe ao Coração.
Eu poderia dizer-lhes os alimentos que nutrem o Coração, mas vocês não teriam a profundez.

Cabe a vocês ir para a natureza e pedir a resposta pelo Coração.

Isso é extremamente fácil.

***

Pergunta: O mar é também útil para se conectar com a natureza?

Mas o mar é a natureza.
Ele não está separado.
A natureza não é unicamente suas paisagens ou o deserto.

O deserto é também a natureza.
O oceano, o pântano, o lago, são partes integrantes da natureza.

A natureza é o conjunto em que evoluem fora do que foi transformado, fora de suas cidades onde as pessoas se empilham umas nas outras, o que é totalmente o oposto da natureza.

Alguém já viu uma árvore empilhada sobre outra?
Só o homem para ter transgredido a natureza.

A natureza não irá jamais transgredir a natureza.

***

Pergunta: No nosso modo de cultura, deve-se privilegiar o aspecto ‘selvagem’, não ordenado, que se pode encontrar na natureza propriamente dita, ou pode-se se permitir organizar suas plantações?

A resposta é muito simples.
Veja a paisagem de uma indústria da Terra.
Tudo é concebido pelo rendimento.

Veja a paisagem de um jardineiro de Coração ou de um camponês da beleza.

Tudo é questão de beleza, de Vibração, de profundez.
É evidente que o fruto de um não é o fruto do outro.
É simples assim.

É muito difícil fazer melhor do que a natureza.
É possível modificar a natureza e isso pode levar a coisas bonitas, com a condição de estar em harmonia, si próprio, com a natureza.

***

Pergunta: Os elementos marinhos (peixes, algas) desaparecem. Por que e o que acontece com eles?

Eles passam ao Grande Espírito.
Como o grande Melquizedeque em chefia [Omraam] e Maria lhes disseram, é o fim de um mundo que vocês vivem.

Esse fim não é o fim, mas o renascimento.
Então, seu mental poderá sempre perguntar por que.

Por quê?
Vocês jamais terão a resposta, pois nunca haverá resposta.

Compreender isso é possível apenas com o Coração, em Paz, sem revolta.

Assim como o ser humano morre um dia e se junta ao Grande Espírito, antes de voltar, a Terra morre para renascer em outro local, além do que podem mesmo imaginar.

Isso leva ao modo no qual acompanham a morte, os diferentes povos, as diferentes civilizações.

Aqueles que não crêem em nada vivem a morte como uma perda irreparável. Aqueles que vivem em meio ao Espírito sabem que a morte é a promessa de reencontros, em outros locais.

Ouçam a Terra, perguntem a ela.
Querem estar ao lado daqueles que choram ou daqueles que riem?

É a mesma realidade, visível aos olhos, aos sentidos, mas não é a mesma Verdade, segundo o Coração e segundo a cabeça.

A vocês cabe escolher.
É como todo elemento da Vida, mas, aí, hoje, é a totalidade da Terra que é referida.

Alguns preferem e vão preferir mergulhar no esquecimento, nas paixões, nos jogos, as drogas.

Outros olharão isso com a cabeça e ficarão em lágrimas.

E outros, enfim, viverão isso segundo o Sopro do Espírito, no Coração, e se alegrarão e, no entanto, são os mesmos eventos.

Em todas as épocas, os povos nativos, como seus próprios profetas ocidentais, previram e anunciaram isso.

Vocês estão imersos nisso.
A vocês cabe escolher sua visão e sua Vibração.

O Grande Espírito, a Roda da Vida, como vocês dizem, o Sopro, será sempre mais forte e mais intenso que a Humanidade humana reunida.

Para renascer, precisa morrer.

***

Pergunta: O animal totem remete ao grupo de alma de um animal específico e qual é seu papel?

Isso leva simplesmente, querida Irmã, ao ‘princípio de similitude’, na ação, na apresentação, na emoção e na alma.

Mas não há um animal totem, como eu disse, há um ‘elemento totem’.

Os astrólogos, aqueles que observam os planetas, bem sabem.

Há também um totem vegetal.

***

Não temos mais perguntas, agradecemos.

***

Queridos Irmãos e queridas Irmãs, eu vou deixá-los ir agora procurar a resposta em meio à natureza e as respostas.

Snow lhes dá o Sopro de seu Amor.

Que o Coração os acompanhe em sua caminhada e em sua busca.

Até breve.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Zulma Peixinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário