terça-feira, 4 de maio de 2010

RAPHAEL - 4 de maio

4 de maio de 2010

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Rafael, Arcanjo.

Almas humanas nesse mundo, recebam minha saudações.

Meu papel no Conclave é discreto mas, entretanto, importante.

Eu sou o Arcanjo que foi chamado o Arcanjo da Cura.

Minha Irradiação está no vermelho como o sangue e a Vida que circula na Terra e em vocês.

O sangue, lugar de todas as alquimias e de todas as transformações.

Eu sou o Arcanjo da passagem e não da reversão.
Eu vigio para que as passagens ou as mudanças se façam em harmonia.

Assim, passar da doença à cura é uma passagem.

Toda passagem da Vida à morte e da morte à vida em sua Dimensão está sob minha influência e sob minha direção.

Meu papel dentro do Conclave, e durante seu período atual, é portanto o de supervisionar todas as passagens.

Como vocês o sabem, vocês estão às vésperas de uma passagem e de uma reversão.

Como toda passagem existente em uma alma encarnada, existe um certo número de etapas que permitem realizar essa passagem.

Essas etapas são sempre as mesmas, quaisquer que sejam os Universos, quaisquer que sejam os Mundos, quaisquer que sejam as Dimensões.

A passagem implica na passagem de um estado a um outro estado.~Essa passagem se traduz sempre, numa primeira fase, por uma apreensão, por um questionamento, por uma negociação e, enfim, por uma aceitação.

Assim vai, em sua Dimensão, todo fenômeno vital e toda passagem de um estado para um outro. Passagem da infância à adolescência, da adolescência ao adulto e do adulto à velhice e, finalmente, da velhice à morte.

Assim, portanto, todo processo de passagem põe em balanço um certo número de resistências e, enfim, um certo número de fenômenos de negociações e de aceitação.

Obviamente, cada alma humana desse mundo vive as etapas da passagem de maneira diferente.

Para alguns, a fase de recusa ou de medo não existe.
Para outros, enfim, a fase de negociação não existe e, para outros enfim, não há qualquer dificuldade para efetuar essas passagens.

Do mesmo modo, quando vocês passam da boa saúde para a doença, há passagem e, inversamente, quando vocês passam da doença à cura, há também passagem.

A passagem é como uma travessia.
Nessa travessia, que realiza tanto seu corpo como sua Consciência, esses fenômenos se produzem.

Essas etapas existem tanto ao nível do átomo, como da célula, como de sua Consciência.

Ter Consciência é já um passo importante para a compreensão e a vivência de todo mecanismo de passagem em sua Dimensão.

Hoje, pode-se dizer que vocês estão na passagem.
Essa passagem, vocês a vivem já, para alguns de vocês, desde muito tempo e diria que vocês estão nas últimas fases da passagem, aquelas que precedem a Revelação final e a reversão.

Aí está meu papel, aí estão minhas funções no Conclave como em todos os processos de Consciência existentes nesta Humanidade e nesse mundo.

Aí está, almas humanas em encarnação, algumas palavras que desejava lhes dar sobre meu papel e minha função vibratória, o vermelho sendo o elemento que impulsiona a mudança.

Minha cor de Radiação corresponde, portanto, a ela, o vermelho evoca o calor.

Nós estamos aqui em relação com o Fogo da Terra, em relação com seu próprio Fogo Interior, aquele que, justamente, permite por exemplo a passagem do ego ao Coração e passar do Fogo do ego ao Fogo do Coração ou ainda do Fogo do 3º olho para o Fogo da Coroa Radiante da Cabeça ou ainda do Fogo de sua Vontade própria para o Fogo da Vontade do Kundalini.

Assim, portanto, essas passagens são ilustradas em seus chacras, em suas Consciências e nesses diferentes aspectos.

Assim, portanto, é normal que uma alma humana em encarnação prove, quando de toda passagem, diferentes sentimentos e diferentes estados de sua consciência limitada.

Hoje, a época da passagem que vocês vivem lhes demanda um certo número de processos dos quais alguns foram abordados.

Dentro desse processos, vocês compreenderam, manifestam-se fenômenos de resistências, fenômenos de negociação e enfim, fenômenos de aceitação ou de abandono, assim como o definiu o Arcanjo Anael.

Assim, vocês devem conceber tudo o que se produz atualmente, em sua Vida, como uma passagem e apreender na Consciência e intelectualmente mesmo as três etapas ou as quatro etapas necessárias porque, quando vocês tiverem identificado as quatro etapas, vocês identificam, do mesmo modo, o lugar onde vocês se situam.

A resistência à mudança está inscrita no ser humano, nesta Dimensão falsificada, como um meio de perenidade e de manutenção da Vida num estado estável.

Ora, como vocês o sabem, a estabilidade não está mais na Ordem do dia.

O Fogo da Terra é despertado pela ação do Conclave, pela ação dos doze Arcanjos que permitiram ao Fogo do Éter ativar-se e conduzir ao que vocês observam, em vocês e sobre a Terra, ao nível do despertar do Fogo da Terra.

É essa passagem aí que está em curso atualmente.

Então, caras almas humanas aqui presentes, se há em vocês perguntas com relação a suas próprias passagens, vou tentar ali trazer o esclarecimento necessário e o impulso necessário para a realização dessa passagem.

Assim, portanto, aguardo e ouço o que vocês tem a dizer com relação a isso.

Questão: Que entende por negociação?

Cara alma, a negociação é o momento em que o mental está em fase de capitulação com relação à mudança e à passagem.

É o momento em que talvez existam mais perguntas e mais incertezas.

Esta fase ocorre quando a fase de resistência é vencida.

É a fase onde o mental vai, sem parar, pesar o pró e o contra.

Naquele momento, vocês podem estar seguros que a solução está próxima, ao nível Vibratório, não necessariamente em tempo, porque tudo depende, ainda uma vez, de sua propensão a negociar.

Se a fase de negociação estiver terminada e se vocês estiverem no abandono total, a passagem estará terminada.

No que concerne a essa passagem última, referente portanto ao conjunto da Vida sobre este planeta, obviamente, vocês não estão na última etapa, mas em todos os últimos instantes.

A aceitação ou o abandono decidir-se-á após o que foi chamado, eu creio, por alguns interventores junto de vocês, o Anúncio feito por Maria, e após o derrame pelo Senhor Metatron das últimas chaves da Luz a nível coletivo.

Obviamente, é útil que cada um, individualmente, aproxime-se ao mais perto da fase última da negociação e do abandono à Luz.

Então, nesse sentido e a título individual, você efetivamente aí está.

Questão: Como passar de um estado de introversão para um estado de extroversão?

A introversão e a extroversão são unicamente o sentido da direção da Consciência e da Energia, da consciência limitada, certamente, e da Energia no sentido personalidade.

Passar de um ao outro é retornar a Energia e manifestar sua Energia para o exterior.

Isso corresponde a um polo expressivo, criativo e de manifestação, mais importante que o que foi conduzido durante sua Vida até agora.

Aí está o sentido do que foi pedido.

Passar de um movimento a um outro movimento, isso não é uma reversão, nem uma passagem, mas simplesmente, aí também, uma mudança de ponto de vista e uma mudança de modo de manifestação na encarnação.

Questão: Quando se vive uma passagem, como mãe, isso impacta nos filhos?

A relação que vocês chamam Mãe/filho é uma das relações viscerais, para além do afetivo, a mais forte existente em sua densidade.

Assim, portanto, quando o filho ou a Mãe, qualquer que seja a idade, faz um trabalho de liberação dos laços, naquele momento, efetivamente, um ou outro pode manifestar, ao nível visceral, a supressão do laço visceral e, frequentemente, isso se traduz pelo que vocês chamam uma eliminação.

Assim como o sabem, assim como talvez nem o aceitem ainda, todos os laços existentes dentro de valores que fizeram sua sociedade e, em particular, o que vocês chamam laços familiares, apenas existem em sua Dimensão dissociada.

A família é uma Criação da matriz.

Há uma família de almas, mas esta família de almas é uma família de liberdade e de liberação, de ressonância pura, sem laço, o que não é o caso no seio da família.

Os Arcontes que induziram esse processo de laço chamado filiação ou laço familiar, ali introduziram um aspecto particular que faz com que, quando vocês têm o que foi chamado um Carma a resolver, vocês se reencarnam sistematicamente junto da pessoa que vai lhes permitir fazê-los regular seu carma.

Assim, portanto, os laços existentes numa família não são laços de liberação, jamais, mas são laços de fechamento a superar.

O problema sendo que as convenções sociais e morais provenientes de crenças, certamente, vão fazer persistir laços para além do razoável e para além do que é desejável e necessário para sua liberação.

Assim, portanto, o mais frequente, o que vocês chamam Amor filial ou Amor familiar, é apenas uma astúcia que lhes foi impressa como uma crença e à qual vocês aderiram.

Não existe instinto maternal, existe simplesmente uma crença que lhes foi impressa, literalmente, em seu cérebro que os faz reagir com relação ao que vocês chamam a filiação.

Assim, portanto, o processo de alma que visa restabelecer, expulsar um carma reencarnando-se numa pessoa que, numa Vida passada, esteve em relação com vocês sobre uma relação aprisionante, finalmente e em definitivo, não os libera, mas os aprisiona ainda mais.

Isso traduz o maquiavelismo perfeito dos Arcontes para dominá-los sempre e ainda mais nesta matriz.

Tudo isso está em curso de dissolução.

Quando vocês escaparem desta matriz, de maneira definitiva, e se acederem à 5ª Dimensão, não esperem reencontrar aqueles que perderam ou aqueles que amaram, no sentido humano, mas reencontrar sua família de almas, o que não é a mesma coisa.

Assim, portanto, hoje, aqueles entre vocês que estão no caminho da liberação, descobrem que se pode amar sem laço, que se pode educar sem laço, o que é de longe preferível às relações viscerais nas quais vocês acreditam.

Um de seus poetas disse: «seus filhos não são seus filhos».
Ele expressou uma das maiores verdades existentes nos Universos Unificados.

Vocês são os filhos, todos, sem exceção, de Maria, no sentido filial, no sentido Vibratório e no sentido espiritual.

Paradoxalmente, e de maneira muito lógica no plano espiritual, no plano Unificado, a única alma que não tem Maria como Mãe, é Cristo.

Cristo encarnou-se livremente.

Cristo encarnou-se passando por uma fileira genital mas sem ser procriado por via natural, o que não quer dizer que não houve procriação, contrariamente ao que alguns ensinamentos querem fazê-los crer.

Cristo é sim nascido da união do que vocês chamam espermatozóides e óvulo, mas por procedimentos tecnológicos, eu diria, e não humanos.

Assim, portanto, Cristo encarnou e, tendo se desenvolvido nesse mundo no ventre de Maria, é a única alma que não tem Maria por Mãe.

Questão: Quem é então a Mãe de Cristo?

Cristo é uma alma que não tem filiação, no sentido espiritual, relação, com Sirius.

Cristo está em relação, como o sabem, com Miguel.
Trata-se aí de um processo que vocês chamariam, em seu mundo, eu creio, parteogênese, que nada tem a ver com a fecundação.

Assim, frequentemente, Cristo é chamado Cristo Miguel, porque ele é portador da Energia de Miguel, inteiramente.

Obviamente, um Arcanjo não pode fecundar ninguém, mas, entretanto, ele pode dar livremente sua Vibração a uma entidade, o que foi realizado por Cristo Miguel.

Cristo não pôde então ter outro laço além do laço de alma, no sentido alma-irmã, no sentido o mais nobre, com Maria.

É nesse sentido que Cristo, sobre sua cruz e quando de alguns eventos, pôde dizer para sua Mãe biológica que ela não era sua Mãe.

Questão: Outras entidades tais como Cristo viveram o mesmo princípio de Criação?

Não.

Existem processos que qualificaria de similares, que vocês conhecem. Eles chamam-se os « walk-ins », mas esse processo é diferente porque há, naquele momento, um campo de Consciência, um Espírito que investe um corpo elaborado por uma outra alma mais na idade adulta, sem passar por um desenvolvimento que vocês chamam dentro do útero.

Questão: O que justificou esta Criação específica para Cristo?

Isso simplesmente permitiu estabelecer um contato formal, material, por intermédio de um corpo sacrificado, tendo permitido espalhar o sangue sobre a Terra e fecundar a Terra de maneira particular.

Isso foi realizado pela crucifixação e isso foi realizado pelo processo tecnológico que permitiu gerar, na entidade chamada Maria, em todo caso num corpo aqui, um corpo livre, desde antes de seu nascimento, de laço com a matriz.

Existe uma outra exceção que vocês conhecem também e que se refere à Fonte.

Quando das primeiras experiências da 3ª Dimensão dissociada, a Fonte manteve a possibilidade de se manifestar criando um corpo adulto nesta densidade, à vontade, ao prazer, o único limite sendo que esse corpo criado não poderia sobreviver mais de 14 anos nesta matriz.

Assim, a Fonte acompanhou-os sob diferentes formas humanas, sem fecundação dentro do útero, pela materialização direta de um corpo adulto, quando o momento e a história o necessitavam.

Questão: Esta manifestação da Fonte vai se reproduzir?

Não há utilidade que isso se reproduza.

Questão: Haveria uma nova Criação do tipo Crística para acompanhar a passagem?

Cristo voltará como ele partiu, na nuvem, nas Embarcações de Luz, como Maria, mas num contingente que ainda não está próximo de seu Sol.

Questão: Esta forma de multiplicação da Energia Micaélica para Cristo produziu-se com outros Arcanjos?

Não é sua Energia, é sua Consciência, inteiramente, que dividiu-se em duas partes idênticas.

Somente Lord Metatron tentou realizar o mesmo processo, mas não pôde ser levado a termo devido ao fato da potência Vibratória, incomensurável e incompatível com a Vida humana, do Arcanjo Metatron.

Questão: Minha doença vai passar para o estado da cura?

Cara alma, é preciso aceitar, mesmo sem compreender, pelo momento, os prós e os contras, que existe um certo número de doenças que não podem passar para uma cura.

Algumas dessas doenças são doenças decretadas pela própria alma, como meio de evolução.

Eu não falo de doenças cármicas que podem todas passar para a cura, sem exceção.

Existem, entretanto, processos mórbidos de doenças constituídas que são meios, justamente, de passagem, mas aí, não da doença à cura, mas a doença permite a passagem da Clonsciência para um outro estado mais etéreo e mais amplo.

Isso refere-se a você.

Questão: Como integrar, na vida, o conteúdo de todas as intervenções de seus planos?

De maneira sistemática, a compreensão, os mecanismos de resistência que permitem a negociação que, para alguns de vocês, é chegar na etapa da aceitação, pode, em alguns casos, efetivamente, se bloquear na fase completamente final do processo.

Vocês não são responsáveis desse bloqueio final.

Esse bloqueio final é diretamente vindo dos traços de memórias relacionados com o medo do vazio e o medo da falta, em relação, também, com o medo do abandono.

Isso está inscrito em suas estruturas memoriais cerebrais, independentemente mesmo de sua história pessoal.

Alguns de vocês, ao nível dos laços familiares justamente, tendo vivido esses traços de memória de maneira mais forte que outros nas linhagens hereditárias familiares, não chegam a superar esse processo.

Esse processo pode ser superado por processos levados a efeito ao nível Vibratório.

Existem muitos que recorrem a algumas formas de orações ou a algumas formas de contato com o que vocês chamam a natureza.

Existem, também, eu creio, cristais que permitem isso.

As etapas que dependem de vocês em toda passagem são, obviamente, a recusa, obviamente, a negociação e, obviamente também, o abandono consciente mas, em alguns casos, restando não mais resistências, mas recusas inconscientes relacionadas sistematicamente com esta noção de medos aos quais vocês não têm qualquer possibilidade de acesso por sua Consciência.

Questão: Não sinto a Vibração do Coração. Devo deduzir que a passagem do ego ao Coração não se fez? Como realizar essa passagem?

A passagem do ego ao Coração corresponde ao que é chamado a ativação dos Novos Corpos.

Antes de ativar os Novos Corpos, é preciso já que a Energia do Espírito Santo desça da cabeça ao Coração, o que não é a mesma coisa que subir do ego ao Coração, é uma etapa posterior.

Nada há a fazer para subir, enquanto tudo não tenha descido.

A passagem que vocês realizam, num sentido geral de Translação Dimensional que intervirá com a reversão, necessita sempre um movimento alto/baixo depois baixo/alto.

Vocês não podem fazer o baixo/alto enquanto não tiverem feito o alto/baixo.

A passagem aí acompanha-se, portanto, independentemente da evolução de sua Consciência com relação às etapas que defini, por uma dupla dinâmica energética, indo as duas em sentido inverso.

Apenas quando os dois movimentos são realizados que poderá ocorrer a reversão.

Eu repito, vocês apenas podem fazer subir o que desceu.
Senão, vocês sobem no vazio.

O Espírito deve penetrar a matéria, para transmutar a matéria e para que a matéria se espiritualize.

Vocês não podem espiritualizar a matéria sem a ajuda do Espírito, é impossível.

Questão: Qual é o indicador que mostra que se reconectou seu corpo de Existência?

O melhor indicador é o Fogo do Coração, a ativação da Coroa Radiante do chacra do Coração e o acesso ao Samadhi.

Questão: Numa mesma família humana, terrestre, as almas poderiam fazer parte de uma mesma família estelar?

Não há objeção para que isso se realize, mas devo dizer que isso é extremamente raro, porque as almas que vocês encontram são, de uma maneira geral, almas com quem vocês tiveram, pelo menos, numa mesma família, rusgas que não são verdadeiramente ligadas ao Amor, mas, antes, ao ódio e à destruição.

Questão: Por que desenvolvi uma patologia na garganta, lugar de passagem?

O que está relacionado com o que chamam o chacra da gartanta está em relação, de maneira constante, com todo ato de Criação ou de des-Criação e em relação direta com o abandono, a perda, o luto.

Não existe, nesse nível, patologia dita como cármica. As patologias ditas cármicas manifestar-se-ão sistematicamente em ressonância com o 5º chacra e, sobretudo, em conjunto com o que vocês chamam o chacra situado sob o umbigo, o 2º chacra.

Existem, portanto, nesse nível, apenas materializações relacionadas às síndromes de perda, de luto, de abandono, de falta, que não foram digeridas.

Trata-se portanto de algo que permaneceu atravessado na garganta.

Não há obstáculo, exceto você mesmo, na não resolução do medo, para a cura do chacra laríngeo.

O único centro de Consciência sobre o qual vocês não podem agir vocês mesmos por sua consciência ou por seu próprio despertar, é atingir o que é chamado o 2º chacra.

Não há portanto barreira cármica ou outra que tenha.

A única barreira que tem na existência de uma doença é, eu chamaria isso um contrato de alma que vocês passaram ao descer nesta matriz, reencarnando-se portanto para superar, não um problema cármico, mas evoluir de maneira um pouco diferente.

Questão: Os problemas de saúde podem estar ligados, apesar de tudo, aos pais?

A única Fonte é você mesmo.
É muito fácil colocar a causa no exterior.

Obviamente, há eventos traumatizantes em sua Vida e de sua família, mas não se esqueça jamais que o princípio de atração e de ressonância trabalha plenamente, aí também.

Não é portanto questão de reportar uma falta ao exterior de Si, nem ao Interior de Si.

O ponto de vista que atribui um evento ocorrido em seu corpo ou em sua Consciência como exterior é apenas uma ilusão a mais em sua densidade.

Qualquer que seja o evento que lhes acontece ou a que você chega, ele apenas faz responder à Lei de atração.

Não há nada do exterior a vocês que se manifeste, não há falta exterior a vocês, assim como não há falta interior, há simplesmente um princípio de atração e de ressonância.

Assim, vocês criam vocês mesmos suas próprias manifestações vindas desta Vida ou de outras vidas, mas o que se manifesta a vocês está aí apenas para manifestar o que sua Consciência criou, qualquer que seja o evento que ocorra em vocês, sem exceção.

Não há defeito fora, não há tampouco defeito no Interior.

Enquanto vocês procurarem, dentro da dualidade, uma responsabilidade, vocês não poderão viver a Unidade. Jamais.

Questão: Onde estou em minha preparação para a Translação Dimensional?

Eu não posso definir de fora o que lhe cabe a si próprio.

Se lhe digo que ali você chegou, isso o satisfaz?
Se lhe digo que você está muito distante, isso o satisfaz?

Seria apenas a satisfação e não seria, em caso algum, a realidade.

Tornar-se autônomo, tornar-se Mestre, obtém-se apenas através do abandono à Luz.

A soberania está ligada ao abandono.
Ser Soberano de si-mesmo é também a confiança em sua própria Vibração.

Não compete a nenhum ser, a nenhuma Consciência, definir onde você está porque o problema não é dizer onde está, mas o problema é Ser e, a partir do momento em que você define uma lugar onde está, é que reconheceria que não está no Ser.

Definir onde você está, definirá um outro ponto onde estará em alguns dias, em algumas semanas, isso o fará escapar do Ser.

Não temos mais perguntas, agradecemos.

Caras almas, eu lhes digo até muito breve.
Recebam a minha gratidão por terem-me permitido expressar entre vocês.

Até breve.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário