quarta-feira, 23 de junho de 2010

ANAEL - 23 de junho

23 de junho 2010

Mensagem de 23 de junho (publicada em 22 de julho de 2010) do SITE AUTRES DIMENSIONS


Questão: A onda galáctica que vai chegar arrisca danificar tudo o que é eletrônico e elétrico?

Bem amado, o que chega é uma aproximação da onda intergaláctica. A chegada da onda intergaláctica está prevista entre, a priori, o mês de fevereiro de 2011 e o mês de outubro de 2011.

A influência é, entretanto, presente e real.
Ela não terá, contudo, a potência e a intensidade necessárias para desconstruir seus sistemas.

A jornada de Unificação da Consciência, assim como o Arcanjo Miguel anunciou, corresponde, exatamente, ao que aconteceu durante as reuniões dos Casamentos Celestes, nas primeiras Etapas e também nas reuniões cotidianas que vocês tinham até então.

A diferença se situando na continuidade desta Vibração durante mais de 24 horas. Ela associará a Presença constante e permanente, durante essas 24 horas, do Espírito Santo, da Fonte e do Ultravioleta.

Questão: Se se tem visões, o estado Vibratório, durante essas visões, é mais importante que a própria visão?

Obviamente.

A visão apenas se tornará visão a partir do momento em que vocês forem capazes de acolher esta visão sem elaborar qualquer interpretação, nem o que quer que seja mais. Porque o conjunto de fenômenos que chegam na elevação Vibratória, quer se manifesta sob forma de visões, quer se manifeste sob a percepção de novos pontos Vibratórios em suas estruturas, a partir do momento em que seu mental se apreende, a Vibração se afasta.

Existe certo número de reflexos que convém suprimir, de maneira quase definitiva, antes de chegar, de maneira definitiva, ao processo de passagem ao Supramental. Vocês não podem viver o Supramental aceitando que seu mental se apreenda. Lembrem-se, isso se chama de “aqui e agora”.

A partir do momento em que há interpretação, a partir do momento em que há projeção ou tentativa de análise, vocês não estão mais no aqui e agora e, então a Vibração se afasta. A tentação é muito grande, na personalidade, de querer encontrar sentido e significado no que é vivido.

O sentido e o significado não poderão lhes aparecer de maneira lúcida, de maneira clara, senão a partir do momento em que o conjunto da Vibração lhes permita estabelecer o contato com a Existência. Assim, portanto, querer colocar palavras, mesmo nos pontos de Vibração novos que aparecem em suas estruturas, ou mesmo querer ali estabelecer um significado com relação à sua história pessoal, apenas os retarda e os afasta do que vocês procuram.

Questão: Os afetos obstruem ainda meu sentir Vibratório, apesar de ter, entretanto, progredido muito no soltar afetivo.

Bem amada, o muito é certamente importante, mas não é o tudo. O afeto, no sentido humano, está diretamente ligado à ação-reação, em relação com a emoção. A emoção é o que, contrariamente ao que acontece no Supramental, congela na personalidade.

Assim, portanto, o muito é já muito louvável, mas não é o tudo. Não há, então, que identificar de maneira precisa o que há agora a desembaraçar, há somente que acolher o abandono à Luz.

Vocês devem guardar presente no espírito, uns e outros, que o período que acaba de se abrir é um período em que vão se aclarar, de maneira por vezes brutal, para alguns de maneira menos brutal, certo número de coisas que tinham sido escondidas e guardadas secretas em sua própria personalidade. O que vai se aclarar refere-se ao que deve ser transcendido e dissolvido pela Luz.

Vocês não têm que agir com relação a isso, contrariamente ao que se fez nos períodos anteriores, mas, bem mais, deixar a Luz trabalhar em vocês. Porque, frequentemente, o que quer agir não é nada mais que a personalidade e, portanto, conduz inexoravelmente para a ação-reação e a dualidade. Assim, portanto, certo número de feridas por vezes ainda presente pode ressurgir, desencadeando raiva ou outra emoção contrária à evolução da Existência, ao estabelecimento da Alegria e do Samadhi.

Convém a vocês, então, em meio ao que aparece, não mais querer a todo custo apresentar soluções, mas compreender que a Luz é solução. A fase atual é, bem mais, de maneira ainda mais forte, o que defini há treze meses, como abandono à Luz. Não é conveniente trabalhar nas estruturas da personalidade, convém trabalhar na Existência e na Vibração. Ainda uma vez, na condição de que a personalidade não se apreenda para fazer descer a Vibração ao nível da personalidade. Assim, portanto, a percepção Vibratória percebida em certos pontos de seu corpo é uma realidade em seu caminho de acesso à Existência.

O processo que permite, bem além do switch da Consciência, se estabelecer na Existência de maneira definitiva, apenas será e resultará em sua capacidade para viver o abandono à Luz, o alinhamento de suas três Lareiras e sua capacidade para deixar se exprimir a Luz em vocês, sem querer fazê-la sua.

Compreendam também que a Luz não se retém.
A Luz os atravessa, a Luz os inunda, permite-lhes tornar-se os Ancoradores, os Semeadores da Luz e também, vocês mesmos, tornar-se ela. Isto está para além dos jogos de Luz, para além dos jogos de transparência. Há identificação total à Luz, o que é o final de seu programa Vibratório. Isso se chama, em linguagem humana e de acordo com certas tradições, a dissolução do ego ou da personalidade, permitindo asceder ao Maha Samadhi.

Mas vocês não podem manter qualquer personalidade para poder aceder a este estado específico. Assim, portanto, o abandono à Luz é, do mesmo modo, um abandono de sua personalidade e, portanto, uma dissolução total de suas estruturas antigas, para seu nascimento na nova estrutura. O que é chamado por Um Amigo de a passagem da lagarta à borboleta.

Na borboleta, nada resta da lagarta.
Na lagarta, nada existe da borboleta.
Vocês não podem levar consigo suas feridas.

Do mesmo modo, vocês não podem tomar o que vocês poderiam chamar de qualidades de sua personalidade, que não lhes são de qualquer utilidade na Existência.

Questão: Por que, com os Melquisedeques, pode-se ver como que expressões de personalidade, mesmo em suas intervenções?

Na dissolução, mesmo de sua Dimensão como nas Dimensões as mais elevadas, existem traços. Esses traços não são, propriamente falando, o que vocês chamariam de traços de personalidade, mas, bem mais, a marca de certos elementos constituintes da estrutura da Existência da Consciência considerada.

Assim, a Vibração e a Consciência do Arcanjo Gabriel estritamente nada tem a ver com a Vibração e a Consciência do Arcanjo Miguel ou com a minha. Assim, um Melquisedeque de Fogo estritamente nada tem a ver, em sua Vibração, com um Melquisedeque o Ar.

Vocês devem admitir também que, mesmo nesta personalidade, viver a dissolução não colocará fim à sua existência nesta Dimensão, enquanto que esta não tiver acabado, no geral, mas esta etapa é indispensável.

Enquanto não há dissolução, há resistência.
Ora, a resistência é o obstáculo essencial ao estabelecimento da Existência, da Unidade e à superação da dualidade.

Questão: Isso significa que a gota d’água deve se dissolver totalmente no oceano?

Inteiramente.

Certo número de místicos perfeitamente descreveram esse processo de imersão no oceano e no Infinito.

Quer no ocidente como no oriente.
Cada um, ao voltar, ali colocou suas palavras.

Que se refira, por exemplo, à bem amada Ma Ananda Moyi ou ainda Um Amigo. Cada um viveu esta dissolução; Mas cada um, à sua maneira, trouxe, em seu veículo transitório Terrestre, qualidades específicas, mas a etapa da dissolução é indispensável.

O switch da Consciência confere a capacidade de viver no Samadhi, mas esse Samadhi não é o Maha Samadhi. O Maha Samadhi de que falo é aquele que, justamente, passa pela dissolução. É a mensagem idêntica para todos os grandes Despertos, de diferentes correntes, mesmo religiosas. Assim, portanto, alguns santos, chamados como tal em sua tradição ocidental, descreveram esta imersão como uma fusão com o Cristo, por exemplo.

Num caso como no outro, oriente como ocidente, há o desaparecimento total, a aniquilação total da vontade própria e da personalidade própria. Compreendam bem que isso não lhes é pedido como para a gota d’água no oceano, porque lhes será necessário reformar a gota d’água com suas características. A dissolução apenas intervirá, de maneira final, no final desta Dimensão.

Questão: Para superar a dualidade da linguagem, seria útil desenvolver a telepatia desde agora?

Bem amada, o próprio corpo físico é um obstáculo à telepatia. Alguns seres extremamente dotados conseguiram desenvolver, eu diria, por sua experiência nas múltiplas vidas tomadas nesta densidade, aspectos da telepatia. Mas vocês não podem esperar desenvolver a telepatia sem terem conduzido justamente a esta Vibração final do Maha Samadhi.

É-lhes preciso admitir que, enquanto se exprimem as palavras em seus pensamentos, enquanto se exprimem as palavras e o diálogo, vocês não estão na Unidade.

A Unidade é Silêncio e Som, no entanto.
Compreendam bem que a etapa de passagem por esse momento de dissolução assinala, de maneira definitiva, seu acesso à Existência. Este acesso à Existência que lhes é prometido e que alguns de vocês viveram de diferentes modos, deve ser realizado cada vez mais facilmente, ainda estando bem conscientes de que o momento de se dissolver ainda não chegou. Mas vocês devem passar por aí.

A personalidade pertence às forças da dualidade e às forças da resistência ligadas ao que vocês chamam ação-reação. Enquanto sua vida é governada pela ação-reação vocês não poderão penetrar os mundos da Unidade, ainda que de maneira efêmera. O que não os impedirá, uma vez vivida a etapa da dissolução, de dever agir na dualidade e, portanto, recair na ação-reação, mas a diferença é que, uma vez que vocês tenham obtido este estado, naquele momento, sua vida mudará completamente.

Vocês não serão mais afetados, assim como o são, alguns de vocês, ainda, pelas condições de suas vidas.

Questão: Deixar agir a Luz quer dizer unicamente subir na Vibração?

Quem sobe na Vibração?
Aí está a questão.

Obviamente, no início, é a personalidade que decide e que trabalha nesta subida Vibratória, através de certo número de muletas, de apoios, quaisquer que sejam. Mas, a um dado momento, a Vibração da personalidade torna-se tão intensa, que a personalidade não encontra mais seus marcadores nesta Vibração.

É nesse momento que foi chamado pelo bem amado Sri Aurobindo, de switch da Consciência e que confere a capacidade de se estabelecer no Samadhi. Mas é preciso bem concordar que a maior parte de vocês, mesmo tendo vivido esse switch, se estabelece de maneira extremamente fácil na personalidade, depois.

A etapa posterior, chamada de Existência, apenas pode se viver a partir do momento em que há dissolução da personalidade. Guardem bem que esta dissolução não é absolutamente definitiva, mas que assinala, simplesmente, quando é obtida, a passagem para uma Dimensão nova, para uma Consciência nova, capaz de se restabelecer mesmo na dualidade.

Questão: Se não se pode se estabelecer definitivamente na Existência, por que algumas pessoas são “retidas” para não deixar definitivamente esse plano?

Isso se refere a alguns seres que tiveram acesso à Existência, em alguns estados de Consciência particularmente importantes. Entretanto, é fácil e completamente aceitável compreender que, a partir do momento em que vocês ascedem a esses espaços ilimitados, vocês compreendam então inteiramente o que significa a ilusão desse mundo e a inutilidade do que vivem. É portanto necessário manter, de uma maneira ou de outra, uma estrutura física coerente, de maneira a trabalhar nesta Dimensão, mesmo se, para a própria pessoa, não há qualquer espécie de interesse. Poder-se-ia dizer também que, a partir do momento em que alguns seres atingiram a Existência e nela viajaram, qualquer que seja sua Dimensão de origem, a atração da matriz não existe mais.

Assim, portanto, se «não amarrássemos» esses seres em seu próprio corpo de densidade desta Dimensão, eles deixariam simplesmente esse plano.

Questão: A preservação dos corpos biológicos será um interesse para a 3D Unificada?

Não unicamente.
O corpo biológico não tem qualquer interesse, se não o das memórias de que ele é portador.

Essas memórias se dissolverão, mas existe certo número de informações, no DNA existente em sua Dimensão, que será desejável ver transferir nas Dimensões Unificadas. Alguns seres, enfim, deverão viver nesta densidade até o momento final, permitindo assentar e ancorar sempre mais a Luz, permitindo, no momento vindo, transferir o conjunto desta Luz para as Dimensões Unificadas.

Vocês devem admitir, na falta de compreendê-lo, que, quando vocês acedem à Existência vocês apreendem, de maneira direta, como uma fulgurância, a diferença entre a ilusão e a Verdade. Tudo o que lhes parece hoje como essencial, nesta Dimensão, chama-se de pesos e chama-se de personalidade.

Quando vocês acedem às esferas da Existência, vocês apreendem realmente o que eu chamei de inutilidade e portanto a ilusão total desse corpo criado na matriz. Mas vocês não podem percebê-lo senão a partir do momento em que ascedem vocês mesmos a este estado de Consciência.

Enquanto não ascedem, isto permanece una projeção como outra, ou uma Crença como outra, dado que isso permanece sua única realidade e sua única Verdade.

Questão: Todas as emoções são conectadas a feridas?

A maior parte das emoções resulta, efetivamente, de feridas anteriores ou de vivências anteriores, que vocês não chamem necessariamente de ferida, como uma emoção dita positiva. Mas uma emoção, seja positiva ou negativa, os remetem sistematicamente à dualidade, devido ao que ela gera como densidade, mesmo aquelas que, no momento, podem aliviá-los mais.

É, por exemplo, muito triste para nós, observar (embora esta tristeza não seja uma emoção mas, antes, algo que provoca, mesmo aos arcanjos, o simples fato de levar nossa Consciência acima) um sentimento de inutilidade. Assim, portanto, alguns seres humanos vivem atualmente emoções importantes em relação com alguns esportes.

Essas emoções nutrem a matriz indefinidamente.
Compreendam bem que a emoção nasceu da criação dos mundos arcônticos, dos mundos da dualidade e dos mundos relacionados com a ação-reação. Que esta reação seja do domínio da alegria, do prazer ou que esta reação seja ligada a feridas, elas participam todas as duas e, exatamente à mesma altura, da nutrição da matriz.

Obviamente, na personalidade, é mais agradável ter prazer do que sofrimento, mas o resultado é exatamente o mesmo.

Questão: Existem emoções que não seriam desta natureza?

Elas são todas, sem exceção, desta natureza.
Então, obviamente, uma emoção dita positiva pode provocá-los por vezes a terem o sentimento de vibrar no Coração e de estar feliz. Mas isto não é a Alegria sem objeto que nós lhes descrevemos desde um ano e meio.

Questão: O que é das emoções que se pode sentir pensando, por exemplo, em Maria?

É preciso distinguir e fazer a diferença entre a emoção-atração com relação a ressonâncias próprias do que vocês chamam de Energia Mariana e podem ir até as lágrimas, do aspecto Vibratório real e concreto, que se traduz pelos pontos de impacto ao nível de suas diferentes estruturas e mesmo físicas.

Assim, os fenômenos de histeria observados em alguns lugares de aparição são apenas a tradução de estados emocionais exacerbados, que estritamente nada têm a ver com Maria.

Infelizmente, a humanidade foi muito enganada com isso. De fato, ao nível de seu DNA, foi-lhes implantado um mecanismo de pensamento bem preciso, que os faz crer e aderir e, em particular no que vocês chamam de raça branca, para a incapacidade de se salvar por si mesmos e esperar um salvador exterior.

Isso funcionou perfeitamente e continua a funcionar para a totalidade da humanidade.

Questão: Pode-se viver um estado de tristeza em Consciência, fora de toda emoção?

É preciso, aí também, discriminar, mas o resultado é o mesmo, a tristeza vinda de vocês, da tristeza emoção que não lhes pertence mas que existe dentro mesmo da matriz. A humanidade em sua totalidade se banha num banho de emoções. Esse banho de emoções pode ser mais ou menos triste, mais ou menos feliz.

Mas vocês têm que se discriminar de tudo isso, para não participar do que não lhes pertence e do que não é vocês. Vocês são banhados num banho de ondas permanentemente. Esse banho de ondas é constituído de emoções como de ondas de outras naturezas.

Mesmo as ondas eletromagnéticas de suas tecnologias concorrem para fazer nascerem emoções.

Questão: Isso significa que, quaisquer que sejam os eventos, pedem-se que sejamos neutros em todas as circunstâncias, seja de ordem pessoal ou coletiva?

Na condição que esta neutralidade, bem amada, não seja uma ação da personalidade, mas uma ação do estabelecimento da Luz em si.

Num caso, há controle e não superação.
No outro caso, há realmente superação.

Enquanto vocês são identificados a uma emoção, qualquer que seja, mesmo a mais agradável, vocês não podem penetrar as esferas da Unidade. Lembrem-se que vocês estão num mundo de atração e de ressonância.

Assim, manifestam-se a vocês circunstâncias ou uma emoção específica, que venham de vocês diretamente ou sejam provenientes do banho emocional, o resultado será estritamente o mesmo, vocês reagirão com relação a esta emoção e exprimirão um estado de ser que não é estar no Ser.

Questão: Então, a única maneira de não entrar nesta emoção é a Vibração?

Inteiramente.
É por isso que, cada vez mais, há identificação entre a Consciência e a Vibração. A emoção é ausência de Vibração ou então Vibração física que os provoca, por exemplo, para um medo apreensivo, para relaxar algumas pressões de seu esfíncter.

Eu vou ao extremo, mas isso é lógico.
Ou então, no caso de exaltação ligada a uma emoção que vocês chamariam de extremamente positiva para vocês, para deixá-los tomar por esta noção, uma onda de prazer porque é realmente uma onda que se trata, mas esta onda nada tem a ver com a onda da Existência.

Questão: Recorrendo à Vibração, esta emoção é dissolvida de maneira definitiva?

Bem amada, a partir do momento em que a Coroa Radiante do Coração está ativa, é extremamente fácil ativá-la e portanto colocar o conjunto de sua vida sob o conjunto da Coroa Radiante do Coração ou da Vibração passada na escala do corpo. Torna-se então muito fácil apreender e perceber o que é alívio da Vibração ou o que é reforço da Vibração. Que se refira à Vibração global do corpo ou simplesmente a Coroa Radiante do Coração.

Questão: A Alegria Unitária é a ausência total de emoção?

Inteiramente.

Questão: O prazer por vezes sentido durante uma relação sexual faz parte da dualidade?

Para a maioria da humanidade, sim.

Assim, alguns seres que têm acesso à Coroa Radiante do Coração não pode simplesmente mais ter relações sexuais, senão isso provocaria a morte.

Questão: Isso significa que não é preciso mais ter relações sexuais?

Eu jamais disse isso, bem amado, porque seria uma privação. Isso não resolve e não decorre de um desejo pessoal, mas de uma evidência que se estabelece naquele momento.

Enquanto não é vivido, o resto seria apenas contração e violação de uma aspiração muito legítima que existe no ser humano.

Questão: Chego a desenvolver a Vibração do Coração quando estou só, mas tenho mais dificuldade para mantê-la.

A razão é muito simples, bem amada.
Quando você está só consigo mesma, você não interage com os outros.

A partir do momento em que há interação com o outro, há a entrada num papel e, o que é válido para todo o ser humano e portanto abandono desta Vibração para penetrar no diálogo e numa relação que, justamente, não é de Coração a Coração.

Questão: O que é da alegria que se pode sentir pela manhã, quando o sol se levanta, os pássaros cantam e a natureza se desperta?

Bem amado, a resposta é diferente segundo quem teve acesso à Existência ou não.

Num primeiro caso, trata-se de uma emoção.
Num segundo caso, se houve anteriormente acesso à Existência, isso corresponde à realidade do sol que levanta.

A diferença se faz pela Vibração, aí também.
Num primeiro caso, há simples prazer ou mesmo alegria, mas sem qualquer Vibração.

Num segundo caso, há paz, serenidade e invasão pela Energia da Coroa Radiante do Coração.

Questão: A relação com o outro deve se situar no aqui e agora?

A partir do momento em que sua relação com o outro é marcada de certo número de reflexos ligados a esta comunicação entre dois seres, a relação entre dois seres se situa, de maneira quase sistemática, unicamente ao nível do afeto.

Que isso seja numa família, onde existem jogos de poder, ou a partir do momento em que vocês desempenham o papel, dentro de uma relação com outra pessoa que desempenha, ela também, seu papel, vocês não estão mais na Existência.

Se vocês realizassem o aprendizado de iniciar a Coroa Radiante do Coração antes mesmo de entrar na relação, vocês se aperceberiam muito rapidamente do momento em que vocês estão na relação de Coração e na relação de personalidade.

Vocês fariam a distinção, aí também, pela Vibração.
É, aí também, questão de um aprendizado.

Vocês funcionaram tanto dentro de uma relação que coloca em jogo certo número de sinais emocionais, levando em conta tanto o que vocês captam além das palavras por intermédio de seus sentidos, por intermédio de seus olhos, que fez com que, sistematicamente, esta relação se situe na personalidade.

Desviar a personalidade necessita não mais trocar através de palavras, não mais trocar através do olhar, mas trocar unicamente através do Coração. Mas, ainda uma vez, isso seria antecipar com o que vocês têm a realizar.

Questão: O verdadeiro aprendizado seria superar nosso passado e nosso futuro, para não mais ter qualquer emoção?

Em parte, mas o verdadeiro aprendizado é sobretudo na Vibração do Coração para Coração e na comunicação de Coração a Coração. Isso apenas pode se estabelecer a partir do momento em que não há mais olhar e não há mais palavras.

É para isso que nós os conduziremos em breve.
O fato de se olhar estabelece, o olho sendo o espelho e o reflexo da Alma, estabelece um contato ao nível da Alma. Para o momento, não lhes foi comunicado, se vocês não encontraram por si mesmos, o meio de estabelecer um contato de Espírito a Espírito.

E isso é completamente possível nas Vibrações atuais.

Questão: Isso significa que o fato de se olhar vai já conotar ou transformar a relação?

Inteiramente.
Entretanto, compreenda bem que isso não é negativo, mas representa uma etapa intermediária na subida Vibratória. É nesse sentido que eu disse que era desejável não se parar nas percepções existentes na subida Vibratória, exceto a própria Vibração.

Questão: O DNA é uma fabricação da matriz?

Não, a falsificação do DNA e a limitação do DNA é o resultado da ação da matriz, mas não o DNA.

Questão: O DNA desaparece quando se está “no Espírito”?

O DNA está presente mesmo na Fonte, como poderia desaparecer?

Mesmo se não foi incluído numa estrutura Vibratória precisa.

Questão: Para superar as crenças, qual Estrela de Maria ou virtude pode-se invocar?

Bem amado, existe, no humano, certo número, eu chamaria isso de ditames. Esses ditames são elementos que alimentam, em todos os pontos de vista, a matriz e a ilusão.

Quais são eles?
As Crenças são ilusões, porque não participam de qualquer Vibração e qualquer vida.

São, de algum modo, reservatórios de forças, não ligados a Vibrações, mas a uma estruturação, ou uma fossilização dos planos intermediários situados diretamente abaixo de sua realidade consciente, ou seja, ao nível da segunda Dimensão.

O segundo ditame foi o medo: o medo do abandono.
O medo do vazio.
Todos os medos que estão programados e inscritos em vocês.

O terceiro ditame foi fazê-los crer que ninguém poderia se salvar a si mesmo, senão pela intervenção de algo de exterior.

Compreendam bem que o conjunto desses três ditames foi essencial na manutenção da ilusão da matriz. Assim, lhes foi solicitado superar todas as Crenças.

Crer na Fonte, crer na Luz, não os faz viver a Luz, não é?
Do mesmo modo, o medo é o elemento inscrito em suas estruturas cerebrais que é o elemento dominante e que dita, ao seu próprio conhecimento e ao conhecimento de sua consciência comum, o conjunto de seus comportamentos.

Alguns de seus cientistas descobrem apenas a influência dos medos como elemento e agente que dita a maior parte de seus comportamentos. Eu não farei a lista do conjunto de coisas que foram criadas em seu mundo ocidental moderno.

O medo não impede a manifestação do que está ligado a este medo, bem ao contrário. O princípio de atração e de ressonância joga plenamente. É portanto necessário substituir o Amor pelo medo e, quando eu digo Amor, eu não falo do amor humano.

O medo da morte.
O medo de envelhecer.
Todos os medos que estão presentes desde que a humanidade foi falsificada.

Nesse sentido, vários seres e nós mesmos, dizem, sem interrupção, para superarem as Crenças, quaisquer que sejam. Enquanto vocês tiverem uma Crença, ela obstruirá o acesso à Vibração, qualquer que seja esta Crença. Aí também, isso corresponde a substituir a Crença pela Vibração.

Vocês conhecem todos esses processos de Crença.
A divina Providência, se vocês aceitam isso, se afastará de vocês. Se vocês suprimem esta Crença, a divina Providência se manifestará a cada instante durante sua vida.

A Crença é medo.

Questão: Podem-se conhecer as virtudes associadas a cada Estrela de Maria?

Bem amado, é importante compreender que o momento não chegou ainda de dar explicações relativas às Estrelas e sua utilidade. Cada Estrela, cada ponto Vibratório de Consciência ao nível da cabeça, está em ressonância direta com uma ativação da Consciência Supramental.

Não é ainda tempo de levar a efeito esses diferentes pontos ou essas diferentes conexões existentes entre os pontos de Consciência, seja ao nível da Coroa Radiante do Coração, da Coroa Radiante da cabeça. Convém viver a quintessência, aí também, sem querer levar a efeito o que quer que seja, enquanto vocês não tiverem acedido à Existência.

Senão, a personalidade apreender-se-ia e os resultados seriam desastrosos. O importante é viver a Vibração desses pontos, não explicá-los e ainda menos colocá-los no serviço, para o momento.

Aconteceu-me de dar àquele que guardo, dois circuitos energéticos que permitem o trabalho de certo número de processos e permitem exercer certa função espiritual, que é, aí também, por vezes extremamente desestabilizadora. É por isso que o momento ainda não chegou de lhes dar as indicações desses pontos.

É-lhes solicitado, para o momento, viver a Vibração e unicamente isso.

Questão: Se toda relação pelo olhar é distorcido, que olhar se tem ao espelho?

Vocês olham sua própria ilusão.
Eu responderia: olhando o que há além do espelho, vocês verão a Verdade, mas, em nenhum caso, a imagem refletida.

Recordem-se que nos mundos Unificados, a transparência é total. Esta transparência se refere tanto aos pensamentos, como à ação, como ao próprio corpo que vocês habitam. Não há qualquer opacidade e qualquer sombra. Ora, o que vocês olham num espelho é uma sombra, que só existe justamente porque a Luz não pode penetrar.

Questão: Pareceria que fomos criados livres pela Fonte ou por Maria...

Bem amado, o que foi criado por Maria é esse corpo biológico que sua Consciência livre investiu para ali experimentar certo número de coisas.

Maria não os criou no Espírito.

Questão: Nossa consciência original foi criada livre, mas foi ela livremente criada?

Inteiramente.

Questão: Consentiu-se ser criados Conscientes fora da Fonte?

É difícil falar de ser fora da Fonte, quando vocês são Unificados.

Estando Unificados, vocês são a Fonte, vocês são os arcanjos, vocês são as Dimensões inteiramente, porque não há qualquer separação.

Questão: A dificuldade vem do fato que se é o conjunto de tudo por nosso aspecto Unificado e que se é, apesar de tudo, individualizado, dissociado, numa Dimensão dissociada?

Tudo o que você exprime, caro amigo, é apenas um conceito mental. É difícil colocar palavras sobre a Unificação, enquanto você não está Unificado.

Estando Unificado, não há separação com a Fonte, isso é impossível. Do mesmo modo que não há separação entre as Dimensões, ainda que haja Consciência da distinção que existe entre as diferentes Dimensões.

Obviamente, uma Consciência Unificada é consciente de si mesma, mas ela é consciente também de ser a Fonte. Ela é ao mesmo tempo o todo e ao mesmo tempo uma parte do todo e o conjunto de partes do todo.

Isso poderia ser uma noção matemática, mas que recorreria a espaços não euclidianos que lhes é bem difícil de conceber. Somente alguns de seus cientistas conseguiram modelar a existência de Dimensões para além da Dimensão que vocês habitam. Mas isso permanece, aí também, um cálculo e, portanto, uma Crença e não a realidade do que eles vivem.

Questão: Isso significa que na Consciência Unificada cada um é a Fonte inteiramente?

Sim.
O que passa pela dissolução de que falei.

Questão: Somente a penetração na Luz da Vibração permite eliminar as Crenças?

Não há outra possibilidade.
Mas existe certo número de Crenças, mesmo na personalidade, das quais podem ter conhecimento.

O esclarecimento dessas Crenças pode ser um elemento de avanço. Mas o esclarecimento não é suficiente, mas é um primeiro passo, e é por isso que eu lhes falo. E é por isso que sempre insisti sobre a superioridade do abandono à Luz. Porque, estando no abandono à Luz, vocês não têm que lutar contra isso ou aquilo. Mas o ser humano tem sempre tendência a escolher soluções as mais difíceis.

Questão: Abandonar seus problemas à Fonte, é isso o abandono à Luz?

Bem amada, aí, você fala de uma problemática específica que existiu num dado momento. É questão de se remeter inteiramente e não um elemento exterior, à Fonte.

Eu frequentemente os remeti às palavras de Cristo sobre a cruz. Isso poderia se intitular: “Que Tua vontade se faça e não a minha”. Mas, o que deve abandonar não são suas problemáticas, mas você mesma. O que é, mesmo, profundamente diferente.

Questão: Qual era a espécie de capa azul que incorporei ultimamente?

Não me cabe, ainda uma vez, dar a explicações de todas suas vivências. Lembrem-se de que a maior parte das explicações os afasta da Verdade.

O que lhes é proposto e o que é vivido tem a necessidade de ser vivido e não ser explicado. A explicação se situará sempre e sempre ao nível do mental.

Quando seu mental se apreende, naquele momento, a experiência está já desnaturada. Toda a dificuldade, ainda uma vez, está nesse nível. Viver o instante, viver a experiência, sem traduzir qualquer significado ou implicação, mas bem mais viver isso como uma experiência significativa por si mesma e não pelo mental.

Quando vocês tiverem conseguido sair daí, vocês estarão na Verdade.

Questão: Lógico sentir vantagem na Vibração com um cristal?

Lógico na lógica e, portanto, no mental.
Você poderia sentir, obviamente, a mesma Vibração sem cristal.

Questão: Vocês, arcanjos, leem os pensamentos?

Os pensamentos não me interessam, cara amiga.

Questão: Isso significa que se os chamamos, vocês não ouvem, a menos que se esteja bem instalados na Vibração?

Inteiramente.
Assim é o princípio de comunicação com o anjo guardião.

É muito conhecido (e isso foi, aliás, escrito) que seres humanos em situação de urgência ouvem seu anjo guardião para evitar, em particular, alguns tipos de perigos. Mas, de maneira habitual, o anjo guardião apenas se torna perceptível na construção do que é chamado de Antakarana, a ponte de Luz que une sua personalidade à Existência.

Assim como foi anunciado há mais de 2 anos pelo Arcanjo Jofiel, a construção dessa ponte se efetuou durante o ano de 2008 e se manifestou no final de seu ano de 2008, pela ponte de Luz existente entre o Sol e a Terra, ilustrando o contato entre a personalidade e a Existência, desenvolvido em contato mais direto no que foi vivido durante seu ano anterior, quando dos Casamentos Celestes.

Agora, jamais um anjo guardião captará seu pensamento ou seu chamado se ele se situa unicamente em seu mental ou em seu desejo.

Questão: Os anjos guardiões podem intervir sem serem presos pela matriz?

Sim, porque existe a criação, naquele momento, de corredores espaço-temporais extremamente específicos.

Mas isso, é preciso confessar, é bastante raro.
Mas, nessas circunstâncias, um anjo guardião poderia empurrá-lo para evitar que uma bola o toque, por exemplo.

Questão: A entrada na Existência é o desaparecimento da Alma?

Não ainda, bem amado.
O desaparecimento da Alma corresponde a seu desaparecimento desse plano Dimensional.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário