sexta-feira, 25 de junho de 2010

AÏVANHOV - 25 de junho

25 de junho de 2010

Mensagem de 25 de junho (publicada em 22 de julho de 2010) do SITE AUTRES DIMENSIONS


E bem, caros amigos, estou extremamente contente de reencontrá-los.

Então, eu lhes apresento todas minhas bênçãos e, se bem o quiserem, vamos começar a trocar com relação a suas questões.

Questão: Quais eram as três fortes e rápidas Vibrações que senti no corpo, dando a impressão de “descolar” durante alguns segundos?

Isso tem todas as características da energia do Supramental mas, lembre-se também que vocês são, em diferentes momentos, de acordo com o que são, de acordo com o que fazem, irradiados literalmente com as radiações da Fonte, que são radiações ionizantes, que dão como se houvesse milhares de pequenas agulhas que lhes tocam a pele.

Esta é também uma das características de elevação para o Supramental.

Questão: Sinto as Coroas, tenho sensações Vibratórias no corpo, mas não chego, ou raramente, a atingir a Alegria. Que fazer?

Cortar a cabeça.

Há pessoas que vivem Vibrações muito intensas, mas que estão numa vigilância mental muito aguçada, devido a seu cérebro, devido a sua inteligência (que vocês chamam de QI) e, portanto, essas pessoas tiveram o hábito, nas vidas passadas, de passar pelo que era chamado de via seca, ou seja, a via do intelecto e permanecem, não resistências, mas mecanismos de funcionamento.

Portanto, é preciso fazer calar todos os sinais que vêm do intelecto e isso é realizável muito simplesmente, porque, e é o que vocês vão realizar eu creio nos dias que vêm, é a passagem da Vibração, inteiramente, na respiração, no Fogo do Coração e na Consciência.

E isso corresponde também (para alguns, não é para todos) ao que havia chamado Anael, de não abandono total à Luz.

É preciso esperar o momento, para essas pessoas (ainda uma vez, não é uma regra geral), quando a Vibração, as Vibrações tornam-se tão invasivas que o mental é afogado pela Vibração, literalmente.

Questão: E o que é quando se sente feliz, mas não se sente Vibração?

Então, cara amiga, vou colocar uma questão: a que você chama ser feliz?

Questão: Estar leve, fluida, na fluidez.

Isso corresponde ao fato de que você ascedeu, pela Coroa Radiante da cabeça e algumas novas lâmpadas, a este estado, mas que este estado não se instalou no Coração porque, ao nível de seu chacra do Coração, não há lugar para a Luz.

Questão: Como dar lugar para a Luz?

Fazendo o vazio.
Digamos que é preciso mudar algumas coisas que estão lá desde muito tempo.

Questão: Não sinto vibrações, mas como que pulsações.

São Vibrações.
E bem, agora, o que o impede de dirigir essas Vibrações no Coração?

Bem, é preciso esvaziar o Coração.
Mudando.

É preciso retirar as caixas.
As caixas que são, para você, as crenças, a educação, os condicionamentos, que fazem dizer que, como todas as pessoas, o importante do Amor, são os filhos, o importante do Amor, é a família, o importante do Amor, é a relação com o outro, mas, lá dentro, você esquece de uma coisa, é a relação a Si.

A Vibração do Coração é o acesso à Alegria.
A Alegria da cabeça não é a Alegria do Coração.
A Alegria do Coração é Vibração e Consciência.

Isso quer dizer que se a Alegria é sentida (e que é a característica já dos chacras superiores) e se esta Alegria não se estabelece no Coração, isso quer dizer que não há lugar no Coração para que a energia chegue naquele nível.

Há seres para quem é mais fácil abrir o chacra do Coração, e menos o chacra da cabeça etc. etc., mas isso quer dizer, antes de tudo, que é preciso limpar, esvaziar as caixas, ou seja, retirar tudo o que atravanca, tudo o que está ligado às memórias e aos apegos.

Isso não quer dizer abandonar todos os parentes.
Isso quer dizer se considerar e viver como livre de qualquer apego.

Os apegos impedem a Alegria, quaisquer que sejam, como as crenças, como os medos.

É por isso, aliás, que a maior parte dos místicos sempre viveu só e quase nunca, nunca, teve descendência, porque havia uma responsabilidade com relação a isso.

Era, ou a geração que vocês chamariam de horizontal, ou a geração vertical, e as duas não podiam se casar.

Atenção, isso não quer dizer que não podia haver relação entre um homem e uma mulher, eu não falo isso. Eu falo dos engajamentos na vida material.

Hoje, as coisas são profundamente diferentes.
Há possibilidade, para todos, de asceder a isso, mas é necessário assim mesmo mudar o que permanece.

E eu não sei quem disse isso, Cristo disse a algumas pessoas que o “crucificaram”: ele quer todo o lugar.

Não o Cristo, como pessoa, certamente, mas o Fogo do Amor.

O Filho ardente do sol tem apenas uma tensão, é o sol, ou seja, o Cristo, Cristo Miguel.

Não podem existir duas tensões ao nível do Coração.
Ou é uma tensão vertical, ou é uma tensão horizontal, mas, enquanto existem apegos, quaisquer que seja, vocês não podem se estabelecer, livremente, entende-se, no Coração.

Então, há seres que são predispostos e que vão viver esta Alegria, esta Vibração, mantendo certa forma de apego, mas não são os apegos como aqueles que estão realmente apegados.

Vão dizer, são pólos de interesse.
Não há dependência Vibratória: tudo está aí.

Enquanto a busca não se tornar o sentido de sua Vida, vocês não podem viver isso.

É o princípio do macaco: vocês não podem ver algo novo se não soltou o antigo.

O que não quer dizer que o antigo vai desaparecer e ser eliminado de sua Vida, mas é verdadeiramente toda uma atitude mental ligada à posse.

Enquanto você disser: meus filhos, meus isso, meus aquilo, você não poderá atingir o que procura.

Isso associa o sentido da posse.
O que você possui ou o que você crê possuir, possui você, de fato.

Questão: Se nos abandonamos à Luz, é ela que se encarrega da mudança?

E isso volta exatamente ao mesmo que já disse antes, me parece.

Abandonar-se à Luz é também aceitar que as caixas mudem.

Se sua Consciência não está pronta para aceitar isso, você crê que a Inteligência e a liberdade da Luz o fará?

A Inteligência da Luz age na condição de aceitar e se ela não age, quer dizer o quê?

Que a Luz não age?
Não, quer dizer simplesmente que isso não foi aceito.

É o mesmo princípio, se quer, que as pessoas que dizem: “quero isso, quero aquilo”, “meu Coração quer isso, meu Coração quer aquilo” e, no entanto, isso não se produz.

É preciso ser lógico.
A Consciência segue a Vibração.
A Vibração segue a Consciência.
Se não há concordância, isso quer dizer o quê?
Que você tem circuitos que não são funcionais?
De forma alguma.

Isso quer dizer que não há adequação total entre o que você exprime e o que você vive, entre o que você deseja, por vezes ardentemente, e o que você não quer soltar.

É preciso tomar Consciência que, mesmo entre os seres que seguem um caminho e que estão despertos, muitos têm tendência a não querer soltar o antigo.

É uma estrita Verdade.
Porque senão, com a Luz que desce sobre a Terra agora, desde uma geração, deveria haver três quartos da Humanidade despertos.

Você pensa que é assim?
Quando é dito, nos textos orientais, que a personalidade deve morrer, isso não quer dizer que é preciso oprimir, comprimir a personalidade.

Mas ela deve aceitar se apagar diante da Luz.

Vocês não podem ter outra coisa enquanto sua consciência tiver outra coisa.

É isso que é muito difícil de explicar com palavras e mesmo fazer entender a alguém.

É a mesma frase que disse ontem, que pronunciou Giddu (Krishnamurti) em sua vida.

O ser humano tem a capacidade para exprimir, nos seres (eu falo na busca espiritual, ou no caminho espiritual, como vocês dizem) para querer avançar para a Luz, ainda arrastando, com ele, suas bagagens.

A Luz os quer nus.
Ela apenas pode penetrar se vocês estiverem nus.
É isso o abandono à Luz,.

Não é necessariamente deixar Pai, Mãe, e ir viver numa caverna.

É, como dizer..., uma atitude de Consciência e uma atitude de Espírito.

Enquanto sua Consciência não está totalmente preenchida desta sede do absoluto, vocês não podem viver o absoluto.

O ser humano sempre teve tendência (e não falo para vocês, mas de uma maneira geral), a Humanidade, se preferem, sempre esperou algo do exterior, com as religiões, com algo que virá sempre do exterior, sempre, mas jamais do Interior.

A diligência, ou a vontade da Luz não basta.
As palavras são extremamente precisas: abandono à Luz.

Isso quer dizer o que isso quer dizer.
São as palavras de Cristo sobre a cruz.

E quanto mais vocês avançarem no período que está aberto há alguns dias, mais essas próprias resistências que estão em vocês vão lhes aparecer claramente,.

Até agora, isso podia, como vocês dizem, ser colocado embaixo do tapete, ser colocado de lado, mas agora, a Luz levanta o tapete e lhes mostra a poeira e lhes diz: “então, se faz a limpeza ou se deixa assim?”.

Mas não se pode mais devolver o tapete.

E isso se tornará cada vez mais intenso e se viverá com cada vez mais acuidade, ou violência, sobretudo para aqueles que estão na busca espiritual e que começaram a viver alguns processos de abertura.

A grosso modo, como disse há um mês, vocês não podem permanecer com as nádegas entre duas cadeiras: vocês vivem a Luz, ou vocês permanecem tal como estão.

Lembrem-se que a iniciação que vem, mesmo se é sua diligência pessoal, a um dado momento, tornar-se-á a iniciação coletiva do conjunto do planeta e de seus habitantes.

E, naquele momento, vocês não terão qualquer lugar onde se esconder.

Vocês não podem ser, acreditando ser.
O engajamento que lhes será solicitado será cada vez mais total.

Não haverá mais meias medidas, é impossível.

O que vem é o Fogo.
O que vem os transcende ou não os transcende.

É preciso estar pronto, no momento vindo, para acender a totalidade do Fogo do Coração e para transferir a totalidade da consciência nesse Fogo do Coração, que lhes permitirá reencontrar-se instantaneamente em seu veículo de eternidade.

Eu poderia também dizer que, até agora, até este período que acaba de se abrir, era “fácil”.

A descoberta da Luz, a descoberta das Vibrações, a descoberta dos novos potenciais, era entusiasmante, não é?, para muitos de vocês, aqui como em outros lugares, mas o engajamento que lhes é solicitado, agora, não é mais de forma alguma do mesmo registro.

Vocês estão prontos para morrer para a Luz?
Esta questão não é uma questão filosófica.
Ela é exatamente a única questão que é preciso colocar.

A um dado momento, pelas Vibrações de energia que lhes transmitimos, acopladas a sua diligência Interior, vocês passarão do finito, como disse Um Amigo, ao infinito.

Mas, apressem-se.

Questão: Sua questão volta a perguntar se estamos prontos a soltar todas nossas resistências?

É a mesma coisa, sim, certamente.

Questão: Sinto-me depressivo, em relação com a infância, mas não compreendo.

Lembre-se que a Luz ilumina as zonas de Sombra e isso será assim, cada vez mais.

Não é questão de ir nas zonas de Sombra para ver a cena, o acontecimento, as emoções.

Simplesmente é iluminado.
Uma vez que é iluminado, o que resta a fazer?
Queimar, e é tudo.

Portanto, há que se abandonar, ainda mais, ao que faz a Luz.

Lembre-se do que disse exatamente antes, um pouco antes.

Até agora, era agradável viver as energias, mas a um dado momento, no qual vocês entraram sobre a Terra, onde o Fogo se ilumina, o Amor ilumina, onde a Luz da Vibração ilumina.

Então, obviamente, quando isso se ilumina, isso pode fazer quebrar, porque se acreditava ter superado certas coisas.

Acredita-se ter integrado certas coisas, mas não é "negativo" ou não é uma regressão.

Bem ao contrário, é uma eliminação.
Então, é preciso confiar isso ao Fogo.

Questão: Por que, fora das intervenções de Um Amigo, por exemplo, não poderia haver permanentemente tal potência energética para acelerar as coisas?

Mas, caro amigo, você a tem, mas não tem ainda a Consciência.

E lembre-se também que nós dissemos que, progressivamente e à medida das semanas, a Luz descerá, cada vez mais potentemente e diria mesmo, violentamente.

É por isso que é preciso arrumar a casa.

Mas não há qualquer razão para que você não possa viver a mesma potência e a mesma intensidade de Luz da Vibração como na presença de Um Amigo.

Há um complemento de resposta que posso dar.

É que Um Amigo, eu, ou um Arcanjo, ou Maria, nós estamos integralmente nesta Dimensão.

Vocês não estão integralmente, pelo momento.

Nós aproximamos de vocês nossa Dimensão de Vibração e é perceptível desde vários meses, mas isso não é nada, ainda, com relação ao que vem.

Nós, “Arcanjos”, Conclave, nós, os 24 Anciãos, as Doze Estrelas, a Confederação, nós dosamos a torneira.

Se abrirmos a torneira, agora, toda, não restaria mais mundo sobre o planeta.

Portanto, há um processo de aprendizado Vibratório, também, nesse nível.

Questão: Disseram-nos para nos estabelecer na Vibração do Supramental, da Existência, mas não se pode ali permanecer. Não é um pouco contraditório?

De forma alguma.
É um fenômeno de aprendizado.
É o princípio da rã que aquece.
É exatamente a mesma coisa.

Há uma aclimatação que se produz.
Eu digo simplesmente que, atenção, não à personalidade, mas às resistências que existem na personalidade.

A personalidade deve morrer em seus componentes de apegos, em seus componentes de excesso mental, afetivo, emocional, mas o que vocês vivem, atualmente, desde o final dos Casamentos Celestes, é sobretudo a aproximação do corpo de Existência ou da Vibração da Existência, da Vibração da personalidade.

Alguns seres tocaram, durante o verão (inverno no hemisfério sul), viajaram na Existência, mas esta proporção é muito frágil com relação ao conjunto da Humanidade.

É preciso que haja cada vez mais seres humanos despertos para levar a efeito, nas melhores condições, esta transformação.

Mas lembre-se que temos necessidade de vocês aqui, para os outros.

Não se esqueça que a Luz, também, é Serviço.

Questão: Aqueles que se despertam seriam como o fermento, na massa de pão, para fazer levantar a massa da Humanidade para a Luz?

Poder-se-ia dizer assim, mas prefiro a imagem do catalisador.

O catalisador é aquele que está presente, que não age, mas cuja Presença basta para o que deve se realizar.

Não é de forma alguma a mesma coisa que o fermento.

E, efetivamente, a palavra catalisador corresponde e, como Miguel os chamou de Ancoradores de Luz e de Semeadores da Luz, é verdadeiramente isso.

Lembrem-se que, quando não há mais resistências em vocês, a Luz sai naturalmente e, naquele momento, vocês se tornam realmente o que Miguel disse, mas vocês não agem, porque querer agir, querer colocar Luz em algum lugar, é ainda um vestígio do ego.

É-lhes solicitado ser Luz.
Não é de forma alguma a mesma coisa dizer: “eu coloco a luz em tal lugar”.

Isso, geralmente, é o ego que diz.

Portanto, não é um papel de fermento, nem de levedura, aliás.

É um papel de catalisador.
O melhor catalisador é aquele que deixa passar o que deve sê-lo.

É o elemento cuja Presença é indispensável, mas que não age por si.

Ser, é a mais pura das ações, porque não é ação.
É Presença e é esta Presença que age.
Não é de forma alguma similar.
O verdadeiro serviço é esse.

Questão: Tenho por vezes reações de náuseas, vontade de fugir, medos ou desconfortos.

Ah, caro amigo.
Esperar a Luz e crer na Luz é um ideal de muitos seres humanos.

Mas, fundamental e Vibratoriamente, é completamente lógico que a Luz faça medo, porque a Luz é um Fogo, porque esse Fogo destrói tudo o que não é a Luz em vocês e, se você não estiver aterrorizado, a um dado momento, pela Luz, é que você crê na Luz, mas você não a vive.

Quando a Luz se aproxima, é verdadeiramente a morte e sua consciência limitada, o faz viver a pequena morte.

Então, se colocar na Vibração do Coração, no Fogo do Coração e na Alegria do Coração, permite aproximar-se desse momento com uma serenidade evidente, mas vocês viverão, todos, esse momento.

Vocês vivem a morte e, como toda passagem, qualquer que seja, iniciática ou passagem real pela morte, vocês passam sempre pelas etapas e eu creio que isso já lhes foi desenvolvido e muito longamente.

E é por isso que insisti também no fato de se colocarem o mais rápido na Alegria e não no medo que se tornará terror.

A Luz é Alegria, definitivamente, estabelecendo-se no Samadhi.

Mas, chegar ao primeiro Samadhi, pode ser terrível, porque é a morte que é vivida.

O Coração para, a respiração para, o cérebro para.
A Luz preenche tudo.

Não há nada mais que a Luz e a personalidade morta, ainda que renasça depois, transformada, certamente, senão você não está mais lá para ver.

Questão: Repetem-nos regularmente para não cair na armadilha do triângulo vítima/algoz/salvador.

Certamente.

Questão: Mas se poderiam ver os maus rapazes como algozes, a Humanidade 3D como vítimas e os outros planos dimensionais como salvadores.

Nós não somos jamais considerados como salvadores.
Nós os acompanhamos e velamos para que a Luz trabalhe.

Agora, vocês são livres para se salvarem a si mesmos ou não, mas nós não salvamos ninguém que não quer se salvar a si mesmo.

Agora, por que vítimas?

Questão: Vítimas no sentido em que nos dizem que fomos efetivamente presos na matriz.

Essa é uma realidade.

Se assim, você compreende, caro amigo, que é assim serem vítimas, efetivamente não é assim que deve ver as coisas.

Vocês foram vítimas de algo, mas vocês não são vítimas.

A nuance que fiz é importante.

Considerarem-se como vítimas, faz com que vocês esperem um salvador, enquanto que nós lhes repetimos sem parar que apenas vocês podem se salvar a si mesmos, que apenas vocês mesmos podem sair de vocês mesmos, do que vocês são, me parece.

Agora, os algozes, no sentido que você chamou os maus rapazes, efetivamente, você deixou agir os algozes.

Há certo número de coisas que lhes foram escondidas, nas quais, efetivamente, a prazo, vocês se fecharam sozinhos, ainda que os ajudaram, mas, em nenhum caso, a Confederação Intergaláctica e seus diferentes constituintes podem ser considerados como salvadores.

Questão: Sua ajuda é preciosa. Sem o que vocês fazem, não se poderia ali chegar.

Isso se chama não ser salvador.
Isso se chama o sentido do Serviço e a responsabilidade.

Não confundir as teorias e as práticas psicológicas, nesta Dimensão dissociada, e a interação das dimensões Unificadas, também.

É transpor algo que existe na ação/reação, nos mundos Unificados.

Nós não estamos aí pela reação.
Nós estamos aí pelo Serviço.

Questão: Esta problemática é diferente de acordo com as dimensões consideradas?

Ela não existe nas outras dimensões.
É exatamente o que acabo de dizer.

Questão: Você pode desenvolver sobre o 8º corpo do nascimento do Embrião Crístico?

É a passagem da porta estreita, é justamente o novo nascimento. É a primeira reversão, aquela que precede a última reversão, a mais importante. É o momento em que se toma Consciência da Vibração e da Consciência do Coração.

Não é o momento em que a vive definitivamente.
Não é o momento em que ela se instala, mas é o momento em que, intelectual e Vibratoriamente, se compreende isso.

Questão: Isso significa que a vinda de Cristo é uma amplificação da Vibração no Coração?

Sim, é o Fogo total do Coração.
Ki-Ris-Ti é o Fogo ardente, não é mais o Fogo do Coração.
É o Fogo ardente que consome tudo, no Amor.

Questão: O 9º corpo da Irradiação da Fonte está exatamente acima. Essas duas etapas são gêmeas? A Irradiação da Fonte acentua o fenômeno do Embrião Crístico?

Existe uma lógica de construção das novas lâmpadas e do despertar das novas lâmpadas.

Esta lógica se faz nos dois sentidos, de baixo para cima e de cima para baixo.

De baixo para cima é o caminho que foi vivido pelos seres que se despertaram, há 20 ou 30 anos.

Hoje, é mais fácil se despertar partindo do 12º corpo, mas resta, efetivamente, nesse caso, que fazer nascer o Embrião Crístico para aceder ao Coração.

É o que chamei de “mudar as caixas”.

Mas aqueles que nasceram pelo Embrião Crístico, há 20 ou 25 anos, já mudaram as caixas do Coração.

Para eles, restava mudar as caixas da cabeça.
Portanto, era mais mental.

Agora, a ativação das lâmpadas, como muitos humanos despertos o sentem, é sobretudo a 11ª e a 12ª que se despertam.

São as últimas a entrar em manifestação, mas, para alguns, como aqui, são as primeiras.

Mas, agora, guardem bem presente no Espírito que não é a explicação que vai desencadear a Vibração, nem a compreensão.

Portanto, isso quer dizer também, não calculem, e isso foi dito para muitas coisas, contentem-se de viver a Vibração e a Consciência, a explicação virá depois, no Fogo do Coração.

As explicações, assim como o que chamei de interpretações, os afastam, sempre mais, da Vibração.

Não é porque vocês têm a explicação que vocês vão Vibrar mais.

É seu mental que quer fazê-los crer nisso.

Questão: Você indicou que Cristo não teria sido o mesmo se não tivesse sido acompanhado por Maria Madalena.

Certamente.

Porque nesse nível de iniciação, há sempre uma Shakti que deve estar presente.

A polaridade feminina é indissociavelmente ligada ao caminho iniciático como o Cristo.

Questão: Em alguns casos, o acesso à Consciência ilimitada pode necessitar o celibato?

O que você chama de celibato?

Questão: Viver só, sem cônjuge.

Cada caso é diferente.
Há seres que encontrarão, através de sua Shakti e da relação sexual, o despertar.

E outros que poderão se relacionar com milhares de pessoas, sem encontrar o despertar.

Tudo depende da intenção.
Cristo conhecia perfeitamente a intenção da espiritualidade na sexualidade.

Não creio que seja o caso de muitos seres humanos.
Agora, crer que sendo celibatários, vocês chegarão ao despertar mais facilmente, é uma estupidez.

Eu bem falei, sempre, dos apegos.
Nada os impede de estarem casados ou de terem um cônjuge, sem estarem apegados.

Isso depende da própria natureza do que vocês chamam de celibato.

É por isso que coloquei a questão, porque não há duas pessoas para quem é a mesma vivência e o mesmo significado.

É preciso prestar atenção para não fazer regra geral ou, como diz Anael, verdades absolutas, de coisas que são verdades relativas e puramente pessoais.

Mas é evidente que, dentro dos casais, hoje, se há um que puxa para baixo e o outro que puxa para cima, isso me parece muito difícil.

É preciso escolher.
O alto ou o baixo.
E em todos os sentidos do termo, aliás.

Questão: A finalidade ideal de um casal é a ajuda compartilhada para a liberação, a entrada no ilimitado?

A liberação não se compartilha, ela se vive só.

Em contrapartida, como num casal, que um seja o elemento iniciador ou revelador, como o viveu Cristo, completamente, ainda se Cristo é completamente à parte.

Tudo depende do tipo de relações.
Ora, a maior parte das relações humanas, lembre-se, são baseadas na posse e não na liberdade.

Enquanto a relação é baseada na posse, de um ou de outro, os dois não ascederão o ilimitado, é impossível.

Não é porque vocês são dois seres, dois homens, duas mulheres, um homem e uma mulher etc., que estão no caminho espiritual, que não exista necessariamente relação de posse, não se iludam.

Bem ao contrário.
Há homens e mulheres que se servem da espiritualidade para possuir ainda mais e não para liberar.

É preciso ser muito prudente nesse nível.

Questão: O que é das meditações que recorrem à energia da Lua?

A meditação solar, que praticava em minha vida, nada tem a ver com a meditação lunar.

A única energia Crística se encontra no sol.
A Lua rege as emoções e o humor.

Certamente, a energias são muito fortes na lua cheia e vocês a sentem já desde dois dias, mas elas são muito fortes onde?

Na cabeça.
Elas serão sempre muito fortes na cabeça e certamente não no Coração.

Todos os princípios de cultos religiosos, quaisquer que sejam, qualquer que seja a religião, têm apenas um objetivo: é o de favorecer a cabeça e certamente não o Coração, ainda que digam que é o Coração.

A meditação lunar, para ser realizada no Coração, necessita já a abertura do Coração previamente,

Se o Coração não está aberto e vocês meditam na lua cheia, vocês alimentarão as forças da noite.

É indiscutível e é uma Verdade absoluta.

Obviamente, as energias, as Vibrações, são muito fortes, ao nível da cabeça, antes da lua cheia e, isso, muitos o sentem.

Mas se vocês não têm a capacidade para fazer descer as energias no Coração, elas permanecerão ao nível do poder e vocês alimentarão os reservatórios de forças em relação com os mundos astrais.

Não temos mais perguntas, agradecemos.


Então, caros amigos, vou lhes desejar, eu creio, uma boa noite na Vibração do Fogo e lembrem-se que, durante esta lua cheia, há um eclipse lunar.

O sol e a Sombra da Terra vão se opor e, portanto, vocês terão energias ligadas a uma cruz, a primeira cruz.

Falaram-lhes dos eclipses lunares e do Sol que vão se seguir.

Eles são cruciais, não para as energias que vocês sentem na cabeça, mas para ir cada vez mais para o Coração.

Eu lhes digo até muito breve.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário