quarta-feira, 4 de novembro de 2009

RAM - 4 de novembro

4 de novembro de 2009

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Eu sou Ram.
Recebam minha Paz.
Recebam minhas Bênçãos. Irmãos e irmãs, alguns de vocês já me conhecem.

Eu tenho, antes de avançar, que especificar novamente uma de minhas funções na Luz Vibral, quanto à sua transformação.

Eu sou o Mestre do Ar.
Eu sento à porta do Leste, na Assembléia dos 24 Anciãos.

Alguns de vocês já o sabem, eu fui encarnado entre vocês, há pouco tempo.
Eu intervenho em relação direta com o Arcanjo Anael, como relação do Ar com o Coração.

Eu dei, há mais de um ano, um ensinamento Vibratório sobre a melhor maneira de despertar seu Coração a sua dimensão unitária, a sua Vibração de Alegria.

Hoje, venho fornecer-lhes uma segunda etapa.
Esta etapa vai permitir conduzir sua Consciência à passagem do Coração Unitário, ao Coração da Alegria e, sobretudo, à Existência.

Inúmeros interventores, nesse canal, falaram e demonstraram, Vibratoriamente, que o acesso à Existência se faz pelo Coração e nenhum outro lugar. A etapa prévia é de colocar sua Consciência ao nível do Coração; isto corresponde ao que chamei a meditação sobre o Coração.

Hoje, e desde algumas semanas, foi realizada uma etapa fundamental que é a ancoragem, em sua Coroa da cabeça, da Vibração das Chaves Metatrônicas.

A Coroa radiante da cabeça deve, dentro de pouco tempo, realizar a fusão e a alquimia com a Coroa do Coração. Naquele momento, vocês terão total liberdade para ir em sua Existência e para ali permanecer, se tal é seu desejo.

A Vibração do Coração ligada ao ar é a primeira etapa.
Ela permite, no momento vindo, para cada um de vocês, receber o Fogo do Amor. O Fogo do Amor tem sua porta de entrada na Coroa da cabeça e se materializa, em sua Dimensão, no Coração. O Coração é assim portanto preparado, Vibratoriamente, à Unidade e ao Fogo do Amor.

Esse Fogo do Amor que, dentro de muito poucos dias, vai penetrar em sua Dimensão, de maneira permanente e não mais por impulsos, necessita em vocês um ajustamento importante na Consciência do Coração, assim como revelei, mas também na colocação em Vibração das Chaves de Luz Metatrônicas em sua cabeça.

A Vibração do Fogo do Amor, percebida na Coroa radiante da cabeça, deve abaixar-se e penetrar na Vibração de seu Coração.

Vocês juntam agora a etapa de que lhes falou Anael, chamada abandono à Luz.

Hoje vocês viverão, para aqueles que ainda não viveram e até a chegada efetiva da Vibração total do Arcanjo Metatron, a possibilidade de acender o Fogo, em sua Unidade. Acender o fogo na Unidade consiste em viver e abrir a Existência, mesmo em sua Dimensão.

O Arcanjo Uriel, o portador do novo Evangelho e da Consciência da Reversão, favorece isso.

Colocando-se na Presença, depois de ter aberto a Vibração do Coração, na meditação sobre o coração, esta Vibração da Presença permitir-lhes-á viver a Existência, penetrar diretamente em plena Consciência, a Vibração segue a Consciência deste estado multidimensional.

Esta etapa transcende, aí também, as diferentes etapas da Alegria de sua manifestação. O Fogo do Amor, vivido na Unidade do Coração, permite o acesso à Existência e também ao que chamaria, se querem, a Alegria da Presença.

Trata-se aí do que eu poderia qualificar de Casamentos Unitários (mas deixarei o Arcanjo Miguel explicar mais longamente). A vivência do Fogo do Amor e desses Casamentos Unitários desencadeará, em sua densidade e no desenrolar de sua Vida, reajustamentos fortes quanto ao que vocês são e ao que vocês fazem nesta densidade.

Vocês deverão então ir no sentido do movimento, no sentido do Coração e no sentido do Fogo do Amor. Uma nova força acompanha esta Verdade, um impulso forte poderá nascer, centrará e realizar-se-á em sua Vida, a fim de permitir-lhes trabalhar, cada vez mais, com sua Dimensão estelar e portanto no sentido de sua Essência.

Esse trabalho se faz na Vibração Unitária, na Vibração Unificada. O aprendizado poderá por vezes parecer-lhes rápido, ou mesmo instantâneo, isso quererá dizer que interiormente as coisas, os acontecimentos, tornar-se-ão cada vez mais evidentes e simples.

Qualquer que seja a complexidade exterior, ligada a suas manifestações exteriores de Vida, nesta densidade, de suas funções mesmo nesta densidade, o despertar do Fogo do Amor e de sua Dimensão estelar assinala a entrada num processo essencial para a Humanidade.

Vocês devem, abandonando-se, deixarem-se levar e dirigir pela inteligência da Luz. Vocês observarão que, penetrando esta esfera e esta Vibração de Consciência, terão prazer em ali emergir, imergir, a se deixarem penetrar pela Vibração do Fogo.

O Ar, estabelecido de uma maneira prévia pela Unidade no Coração, permitirá a esse Fogo do Amor irradiar a totalidade de seus corpos físicos e sutis, permitindo assim a elevação Vibratória e permitindo, também, no momento vindo, a translação Dimensional.

Vocês entram, agora, na preparação final de sua transformação e de sua partida na Unidade e na Verdade. Obviamente, a preparação de cada um é diferente, mas vocês devem ir no sentido da corrente, devem evitar as situações que bloqueiam e travam o acesso a sua Existência.

Vocês aí serão ajudados, não pelo mental, mas pela Vibração, cada vez mais. Face aos seres, face às situações, face ao próprio desenrolar de sua Vida, a escolha se imporá por si, porque haverá o que os faz ir no sentido do aliviamento e do desenvolvimento do Fogo do Amor Vibratório e, em contrapartida, haverá circunstâncias que provocarão uma densificação, uma sobrecarga, um afastamento do Fogo do Amor.

Vocês terão, assim, em vocês, o indicador da Verdade, por intermédio da Vibração. Não se esqueçam, assim como lhes disse, que o impulso de Luz não será mais um, mas ela se tornará permanente, dentro de muito poucos dias, em sua densidade.

Vocês devem viver de acordo com uma linha de menor resistência, em vocês, e a seu redor. A Vida inteira, sua Vida, tornar-se-á sinal desta Unidade mesmo se, no exterior de vocês, isso possa parecer o inverso.

Pelos fenômenos de resistência, vocês poderão observar a ausência de Unidade e a ausência de aceitação do Fogo do Amor, por um fogo da personalidade que está ao oposto do Fogo do Amor. Esse fogo da personalidade é aquele que queima e aquele que destrói fisicamente.

Neste espaço de resistência vocês poderão observar, exteriormente a vocês, coisas por vezes muito densas e muito pesadas.

Compreendam bem que elas não lhes pertencem.
A única coisa que lhes pertence é a Vibração de seu Ser, a Vibração que viverão na personalidade, colocando em concordância e em ajustamento a Vibração da Existência na personalidade.

Alguns de vocês descobrirão que podem viajar nesse corpo de Existência, outros, ainda não, mas, entretanto, todos, mesmo nesta dimensão, que estão enganjados nesse caminho de retorno à Unidade, terão então a oportunidade de se beneficiar deste afluxo permanente da Luz Vibral. Acolhendo e abandonando-se à Vibração da Luz, ao Fogo do Amor, em seu corpo de Unidade, no Coração, vocês expandirão consideravelmente seus campos de Radiância e seus campos de Alegria.

A noção de Presença tomará para vocês um sentido novo, um sentido essencial porque, nesta Dimensão da Presença em Si, da Presença na Existência, não há mais outra coisa que a Vibração da Luz, não há mais desejos levados para o exterior mas, simplesmente, um estado de Ser, que se densifica em vocês e que procura uma leveza.

Esta densificação da Vibração da Luz em suas estruturas participa da transmutação final, permitindo, no momento vindo, sua translação dimensional, que os levará onde vocês devem ir, pela ressonância e atração, para se juntar a sua Semente de Estrela.

Vocês são chamados a encontrar a paz e a gerar a paz.
Vocês são chamados a se estabelecerem na Luz, na Verdade.

Isso está agora a caminho para vocês.
O Fogo do Amor poderá também se ilustrar ao nível, não do homem, mas mesmo dos acontecimentos ou do cosmos ou da Terra, por manifestações elementares exacerbadas.

A Terra vive também sua liberação.
Do mesmo modo que nós, de nosso espaço, liberamos seu Céu, esta liberação prossegue e penetra agora a órbita da Terra e as Consciências que ali estão.

Seu objetivo, ou, se preferem, seu dever, ou sua função, é acolher, em seu Coração, esta Vibração do Fogo do Amor, deixá-la trabalhar, porque ela sabe pertinentemente o que é bom para sua Existência.
Igualmente nas mudanças, transmutações ou ajustamentos necessários que deverão se produzir, a Vibração do Fogo do Amor detém a Verdade, para vocês e em vocês.

Vocês não têm que se interessar no que resiste; o que resiste pertence à personalidade, ao mental.

Não serve a nada lutar contra isso.
É muito mais interessante e favorável acolher esta vibração, deixar, em vocês, o Fogo do Amor purificar o que deve, sem esforço de vontade, sem técnica, simplesmente dizendo «sim» à Luz, à Vibração e ao Fogo do Amor. Não há outra coisa a realizar, previamente, que estarem alinhados e centrados em seu peito. O Fogo do amor que penetrará, como uma Vibração intensa e rápida, pelo alto de sua cabeça, dirigir-se-á espontaneamente para o Coração.

Se vocês mesmos tiverem preparado seu Templo Interior pela Vibração do Coração, descobrirão, nesta Vibração, ainda uma vez, a Alegria da Presença. Constatarão com facilidade que imergir nesta Presença é seu objetivo e seu destino.

Pouco a pouco, o desenvolvimento desta Vibração, em vocês e a seu redor, mudará de maneira radical as condições mesmo de suas vidas nesta densidade. Não haverá mais que querer, não haverá mais a decidir, porque os fenômenos de sincronicidade e de fluidez estabelecer-se-ão mais facilmente em suas vidas.

A alegria da Presença é isso.
O Fogo do amor é isso.

As coisas, as pessoas, os acontecimentos, as circunstâncias, colocar-se-ão no lugar, espontaneamente. Isso poderá ter, mesmo, um lado mágico, mas não é nada, isso será sua natureza e isso será natural.

A dimensão que se abre a vocês, no Fogo do amor, permitir-lhes-á experimentar níveis de Alegria e de Presença que nenhum de vocês pôde experimentar, que alguns Seres experimentaram no final de sua vida ou quando de um processo místico específico que foi chamado elevação ao Céu, como este foi o caso, historicamente, de Enoch, de Elias, de Cristo, pelos Imortais.

Vocês penetram agora diretamente as esferas do Sagrado, em seu sentido o mais puro.

Vocês não têm que lutar contra.
Vocês terão exatamente que concordar com esta Vibração da Luz, com esse Fogo do Amor.

As condições de aparecimento desta Luz Vibral nesta densidade ser-lhes-ão desenvolvidas, de maneira mais precisa, pelo Arcanjo Miguel. Quanto a mim, tenho a lhes dar a receita, e esta receita é muito simples, é acolhimento e abandono, é deixar trabalhar a Coroa radiante da cabeça, a fim de que ela se abaixe na Coroa Unitária do Coração.

As premissas da alquimia entre essas duas Coroas serão as premissas da ativação das 7 últimas Chaves Metatrônicas em vocês. Imergindo nesta Vibração, vocês ali atrairão a força, a Luz, para levar a efeito sua Vida exterior. No momento em que esta Vida exterior não possa mais nutrí-los de qualquer maneira, vocês encontrarão, no interior, essa nutrição.

Isso é desejado.
Essa Reversão do exterior ao interior é uma Reversão essencial.
Compreender, aprender e viver o que os nutre, o que os substancia e o que os coloca na alegria não poderá ser no exterior, mas apenas poderá vir do Ser Interior, de sua Existência e do Fogo do Amor.

Irmãos e Irmãs, se vocês têm, com relação a isso e somente com relação a isso, quaisquer perguntas que em possa responder, então, eu lhes peço, coloquem as questões.

Questão: Quando não sentimos os pontos do coração, tal como você os deu, como saber se estamos realmente na Vibração do Coração?

Você não pode estar se não a sente.
A Vibração é uma realidade percebida, ela não é imaginação.

Entretanto, esta Vibração do Coração ativar-se-á muito facilmente a partir do momento em que o impulso da Luz Vibral se torne permanente sobre a Terra.

Estar no Coração não é uma visão do Espírito, não é um pensamento, mas uma realidade Vibral, percebida e sentida no Coração e não na cabeça. O que é percebido na cabeça, e não no mental, é a Vibração correspondente à ativação do Espírito Santo, que se manifesta por pressão nos chacras superiores, e será transformada pela Vibração do Fogo do Amor, por uma Vibração muito mais rápida e escaldante, manifestada na cabeça.

Existe uma ressonância e uma sintonia entre a Vibração da cabeça e a Vibração do Coração. Assim, não sentir hoje a Vibração do Coração significa não estar no Coração ou ali estar simplesmente em idéia ou no mental, o que é profundamente diferente.

Mas vocês não têm a desesperar, nem a ficarem inquietos: os Seres que ancoraram a Luz nesta dimensão são hoje muito numerosos. No momento do impulso da Luz, que se tornará permanente a partir de 17 de novembro, vocês constatarão que terão muito mais facilidade a estabelecer, espontaneamente, pela meditação do Coração, a Vibração do Coração.

A Vibração do Coração, ainda uma vez, não é uma idéia ou um conceito, é uma Vibração real, percebida no corpo de carne, ao nível do Coração.

Questão: Por que, praticando a meditação sobre o coração, a consciência "solta" por vezes?

Irmãos, isso pode corresponder simplesmente a um Coração congestionado: o Templo Interior não está suficientemente pacificado e purificado.

Entretanto, as etapas preparatórias são importantes. As diferentes etapas dos Casamentos Celestiais, a 3ª etapa, permitirão a um novo contingente, assim como disse o Arcanjo Miguel, a uma nova onda, viver isso.

Preparem-se, pacifiquem-se, alinhem-se e vocês o viverão.

Questão: Quando sentimos a Alegria interior, sem sentir os diferentes pontos de Vibração, estamos mesmo na Vibração do coração?

Não é questão de sentir os pontos de Vibrações que dei.
É questão de levar a Consciência acima e sentir o Coração.
O Coração é um Fogo, o Coração é Vibração, não os seis pontos e o conjunto do peito.

A Alegria pode se manifestar por lufadas.
Isso assinala as premissas da ignição à sua dimensão Unitária.

Progressivamente e à medida em que a Alegria se tornar cada vez mais presente e potente, ela será conjunta à Vibração do Coração.

A maior parte das dificuldades da humanidade a caminho para a Unidade, hoje, é que a Consciência não está ainda estabilizada no Coração. O mais frequente, os seres a caminho percebem a Vibração na cabeça: a Vibração do Espírito Santo, a Vibração da Fonte, a Vibração das Chaves Metatrônicas.

Elas trabalham em vocês, elas dão percepções, precisas, vibratórias, na Coroa da Cabeça.

Mas o mais importante, agora, é vibrar no Coração.
A chave está no Coração e não na Vibração da cabeça, mesmo se ela passa pela cabeça, pelo momento, por razões fisiológicas e energéticas.

Questão: Tudo isso visa nos fazer reconectar a Consciência da primeira Humanidade sobre a Terra?

Absolutamente não.
O objetivo é fazê-los reencontrar sua Dimensão de Semente de Estrela.

Vocês todos vieram, em momentos diversos, nesta Humanidade, presos ou voluntariamente.

Hoje, o que vocês têm a reencontrar é anterior a isso.
Sua Semente de Estrela é anterior a esta dimensão.

Sua Semente de Estrela, o que foi chamado Ascensão, não é propriamente falando, uma evolução, mas é um retorno à Fonte, à sua Fonte. Não é portanto questão de dados históricos, não é questão de recordar ou remeter a algo, mas sim a descoberta total do que vocês são antes, de uma maneira ou de outra, de ter participado desse plano.

Vocês vão descobrir o sentido do que vocês são e o porque vocês participaram, de uma maneira ou de outra, desse plano.

Trata-se de uma reconexão à Eternidade e não à história.

Questão: Nossa Fonte é o que alguns chamam nossa mônada?

Isso são ainda palavras.
Qual representação você tem da palavra mônada?
Nós voluntariamente inventamos novas palavras a fim de que vocês não possam remeter a referêncis anteriores ou históricas.

As palavras Confiança (Reliance), Radiância, Existência (Êtreté), os afasta de toda referência e de toda fixação a concepções ou definições.

Questão: Com relação à Vibração do coração, há um meio específico de se preparar para esta próxima etapa e para as próximas?

Elas são sempre as mesmas, não há novas regras: alinhamento, beber muita água, comer menos que de hábito, evitar o que é contrário, o que é resistência, ir no sentido da simplicidade, da Unidade, do acolhimento, na predisposição do abandono e do acolhimento e deixar agir.

Questão: Isso significa ou supõe que de fato, é preciso tudo desaprender?

Desaprender, essa palavra necessita mesmo uma vontade.
Estar no Ser necessita, já, ao nível do instante e mesmo da personalidade, Ser.

Colocar a personalidade em repouso poderia ser chamado, eventualmente, meditação, Vibração, o termo é mais exato.

Questão: Quando, em nossa vida encarnada de 3ª dimensão, somos submetidos a constrangimentos ou contrariedades, como ter acesso, apesar de tudo, ao fogo do Amor?

É preciso bem compreender que as contrariedades ou os constrangimentos que se manifestam em sua Dimensão, assim como disse, não são senão os resultados de sua ausência de Unidade passada.

Querer ali responder é fato para fazê-los descer novamente na dualidade e na materialidade e provocar, de maneira infinita, o Fogo da dualidade e do atrito que vocês chamam constrangimento e contrariedade.

Apliquem-se no estar no Fogo do Amor e perceberão que os constrangimentos e as contrariedades não existem mais. Não se trata de negá-los, não se trata de não vê-los, mas trata-se de transmutá-los.

Assim, um evento chamado contrariedade manifesta-se a vocês enquanto o princípio de atração e ressonância que é o seu não é aquele da Unidade.

Penetrando diretamente, etapa por etapa, em sua Unidade, vocês perceberão que o princípio de ressonância e de atração trará e conduzirá a vocês os eventos, as coisas, as pessoas, que não são mais de acordo com esse princípio de dualidade, mas sim mais em relação com a Unidade que se manifesta em vocês. Enquanto se manifestam, de modo ruidoso, em seu ambiente, as manifestações do tipo dual, ou de atrito (quer seja através de pessoas, através de eventos, através de objetos mesmo), isso significa unicamente a distância que lhes resta a percorrer para estar em Unidade.

Mas esta distância é apenas um ponto de vista, não é um desenvolvimento ou um trabalho, é uma atitude interior. Assim, portanto, as contrariedades que vêm a vocês são apenas a expressão de sua própria dualidade.

Questão: A primeira etapa foi em 17 de outubro. Ora, você falou da 3ª etapa como sendo de 17 de novembro.

Perfeitamente, vocês saltaram uma etapa porque o tempo se estendeu, acelerou-se, de nosso ponto de vista.

Há então realmente, a partir de 17 de novembro, a integração da 2ª e da 3ª etapas, e, portanto, ao mesmo tempo.

Questão: Se subimos 2 marchas de uma vez, o tempo das 7 etapas permanece o mesmo?

Sim, o que quererá dizer que, durante os 2 meses (as 2 etapas sobrepostas de 17 de novembro e 17 de dezembro) vocês cruzaram 2 etapas de um golpe.

Questão: A sucessão permanecerá idêntica, em seguida?

Completamente.
Simplesmente vocês permanecem dois meses nas mesmas etapas.

Questão: É preciso se afastar do que é contrariedade para permanecer na Vibração do Coração?

Quem diz afastar, diz reação e portanto movimento e portanto ação nesta densidade.

Você deve privilegiar a Vibração a fim de que a Vibração, por si, solucione a problemática. Existe, nesse nível aí também, um aprendizado da ação da Vibração em seus constrangimentos e contrariedades.

Substituir o Fogo do atrito e da personalidade pelo Fogo do Amor não é uma vontade pessoal mas um consentimento. É preciso portanto, para alguns de vocês, ser pacientes no estabelecimento desta Verdade.

Para alguns, isso se faz instantaneamente.
Para outros, é um aprendizado.

Vocês têm um certo número de tempo, de meses, e de etapas, para realizar isso. Entretanto, vocês devem compreender, o mais cedo possível, aprender a nuance.

Se vocês consentem na Vibração do Fogo do Amor, vocês constatarão que o Fogo da personalidade, ligado ao que chamam constrangimentos, afastar-se-á espontaneamente fazendo intervir o princípio de atração e de ressonância.

Substituir a ação/reação pela ação da Graça é uma Verdade, o que não é uma ilusão ou um desvio dos problemas existentes.

Isso corresponde realmente a uma transcendência de problemas existentes em suas Vidas.

Questão: Como substituir a ação/reação pela ação da Graça?

Pela Vibração da Unidade do Coração.
Isso não é um ato consciente mental, é um ato de Consciência do Coração, mudando de ponto de vista, abandonando também os modos de funcionamento duais. Isso é realizado abandonando-se a Si mesmo na Graça da Luz e da Verdade.

Abandonar-se ao Fogo do Amor faz desaparecer o Fogo da personalidade, as resistências, as tensões, as oposições e as doenças.

Questão: O que justificou essas 2 etapas ocorrerem ao mesmo tempo?

Isso corresponde a seu nível de resposta, enquanto individualidade Humana nesta densidade, de sua capacidade para Vibrar. Um certo número de bloqueios, inerentes a suas estruturas fisiológicas, foram levantados, como o sabem.

Hoje, efetivamente, vocês podem subir essa escadaria mais rápido, eu diria mesmo que preferiríamos que tomassem o elevador.

Questão: Por qual razão preferem isso?

A confrontação do Fogo do Amor e do Fogo da personalidade, não mais em seus sistemas individuais mas nas forças da Presença na Terra ativam um certo número de processos de desconstrução que podem, por vezes, alterar algumas estruturas individuais.

Entretanto, da mesma forma como nós não somos Mestres do tempo, vocês não são Mestres desse tempo que é uma ilusão. Ele evolui em função do princípio de ação/reação, como sabem.

Não é ainda Unitário, mesmo se está em curso de unificação.

Questão: Isso significa que o tempo dado para gravar essas etapas permanece «imutável» com relação a nosso próprio tempo?

Completamente.
Existem diversos marcadores.
Estes marcadores são às vezes limites, X, ligados ao relógio do Céu.

Estes são imutáveis.
No entanto, neste limite, o tempo é elástico.
Os limites não podem alterar espaço e tempo, por conseguinte, coordenadas.

No entanto, entre 2 limites, tudo é possível.

Questão: É por isso que esses limites são referências astronômicas?

É exatamente o que disse.

Questão: Os dados astronômicos são alterados no desenrolar do espaço/tempo?

Retornam conforme.

Questão: Isso significa que haveria uma forma de referência absoluta do tempo?

Sim.
Chamaria “o tempo fora do tempo”.
Isto não pode ser explicado através de palavras.
Para isso, devem apreender e viver a Existência, para compreender a Essência e os sentidos.

Irmãos e irmãs, se querem efectivamente, vai ser tempo agora, como ao meu hábito (e de maneira ligeiramente específica porque o Arcanje Uriel vai juntar-se a mim), de viver esta troca que tivemos através da Vibração e da Luz.

Trago-lhes, quanto a mim, de novo, a minha Paz e minha Bênção.

Vamos acolher, agora, no silêncio, na Vibração e na Luz, o Fogo do Amor.


___________________________

Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário