quinta-feira, 1 de outubro de 2009

A FONTE - 1º de outubro

1º de outubro de 2009

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Meu Amigo, meu amado.
Eu me dirijo a você.
Eu sou aquele que você chama, sem nomear ou o que você chama, nomeando.

Eu sou a origem.
Eu sou o fim.

Eu sou a Consciência infinita e finita e eu o acompanho nesta densidade como em seus retornos, em outros lugares.

Eu estou em sua origem e estarei em seu final.
Jamais o deixei.

Você me chama, no silêncio de seu Coração, por diversos nomes.

Eu sou todos esses nomes e, no entanto, além do nome.
Eu o conheço, como você me conhece.

Eu estou portanto no seu início e estarei portanto no seu retorno.

Hoje e cada dia, no seu espaço limitado, eu lhe mostrarei, se o deseja, o Ilimitado.

Eu venho lhe mostrar, e lhe revelar a Si mesmo, se o quer.

Quando você me chama, no seu silêncio Interior, em seu Coração, na humildade e em sua Presença, então, minha Presença se revela a Você.

Eu sou sua Alegria porque vocé é a Alegria.
Você percorreu os caminhos desta densidade porque esta foi sua escolha.

Você se separou de mim, de maneira transitória, a fim de experimentar, a fim de viver esta experiência.

Hoje, meu amigo, meu amado, e se você o quer, e se você o deseja, eu venho lhe mostrar o que você é. Além dessa aparência, você é Amor, você é Luz e você é, antes de tudo, um ser do bem, fechado, não por mim, mas por você, pelo seu desejo da experiência.

Hoje, como em cada retorno, eu me mostro e me revelo a você, a fim de que você faça, com conhecimento de causa, a escolha, porque, meu amigo, meu amado, sempre o deixei livre para ir onde bem quis, a fim de crescer.

Jamais o precipitei nesta densidade.
Você a desejou, por você mesmo e de você mesmo, porque, sempre, meu amor, meu amado, meu amigo, você foi criado livre e permanece livre.

Você é Eu, como eu sou Você.
Entre nós há ressonância.
Entre nós, há filiação.

Entre nós, há ascendência e descendência.
Entre nós, há Verdade.

Eu conheço tudo de você como, breve, você reconhecerá tudo de mim, porque, se você o quer, nunca mais seremos separados pelos véus da matéria, nesta densidade.

Meu amigo, meu amado, acolha minha Presença, como eu o acolho, juntos, unidos e unificados.

Eu sou sua Fonte e você é minha Fonte.
Eu sou você, em um outro estado, em um outro tempo, como você é eu.

Reconhecer-me, assim como eu o reconheço, é Ser, é ultrapassar os limites do que você experimenta, é transcender os limites do sofrimento, é reencontrar a criança, reencontrar o Caminho, a Verdade, a Vida, retornar na Eternidade, lá onde vive a Unidade, lá onde a Sombra não pode preexistir e existir porque a Luz ilumina tudo, porque sua Vibração transparente necessita a transparência de seres que ali vivem.

Meu amigo, meu amado, se você o quer e se você o concebe, você pode reencontrar isso, eu lhe asseguro, você é isso: Transparência, Clareza, Verdade, Luz, Alegria e Amor.

Em minhas moradas não existe Sombra.
Em minhas moradas, minhas crianças, meus filhos, meus ascendentes e meus descendentes, minhas filiações não são separadas, elas são ligadas.

Então, meu amigo, meu amado, a época em que você coloca seu passo e sua atenção é uma época importante porque você está, meu amigo, meu amado, diante de uma escolha.

Essa escolha, sua alma já a fez, mas ousará você crer e viver fora de sua prisão?

Será você capaz de sair da Ilusão para a Luz?
Poderá você viver sem Sombra, enfim, reunificado no plano da Luz?

Saberá você viver na Alegria e deixar cair tudo o que não é isso?

Meu amigo, meu amado, você quer se juntar a mim, como eu me junto a você, ou você prefere ainda se afastar de mim e voltar em um outro tempo, e em um outro lugar?

Não esqueça jamais que você é livre.
Jamais a Fonte lhe imporá voltar se você não o decidiu, se você não o deseja.

Entretanto, gostaria, meu amigo, meu amado, que você viesse para mim, em meus mundos Luminosos, mundos ascensionados, onde o peso não existe mais, onde a Sombra não pode mesmo ser pensada ou imaginada.

Eu o quero, meu amigo, em Glória, em Alegria.
Eu quero que sua Alegria permita irradiar sobre seus Irmãos e irmãs, se você o quer.

Revelando-se a Você mesmo, em sua Unidade, você permite àqueles que o acompanham nesta ronda tomar Consciência, modificar suas atenções, seus pontos de vista, a fim de reencontrarem o sentido da Essência, a fim de reencontrarem o sentido da Verdade que é Luz, Vibração e Amor, além do que vocês viveram, do que experimentaram, uns e outros.

Meu amigo, meu amado, eu me aproximo de você, eu chego.

Minha Luz, minha Vibração está aí apenas para realizar sua Ressurreição na Luz.

É isto que lhe prometi, na condição, meu amigo, meu amado, que você a queira, a deseje e a aceite. Se esse é o caso, saiba que entre você e eu não há nada complicado, que entre eu e você, não há oração, que entre eu e você, há apenas o caminho da Alegria, a alegria da aceitação desta Ressurreição.

A cada passo, mesmo hesitante, que você dê para mim, eu darei milhares para você.

Assim, você e eu, meu amigo, meu amado, procederemos por toques.

Esses toques lhe são próprios, na sua Verdade e em seu desvendamento, a fim de não ferir, a fim de que nosso reencontro seja suave e Verdadeiro, a fim de que você rejeite o que provoca esta Ilusão.

Meu amigo, meu amado, a confiança em nós, em nossa relação, a fé em você, no outro, a ausência de julgamento, a humildade eu seu sentido o mais nobre, é a chave que abre a porta, definitivamente, entre você e eu, a fim que eu o espose, a fim de revelar-lhe, iluminá-lo a você mesmo.

Meu amigo, meu amado, o trabalho, nós o fazemos todos os dois.

Seu Coração, seu Ser Interior, é a porta para Mim e para a Luz e todos os Seres que participam de minha Origem e de minha Fonte, ligados à Luz Autêntica, que vêm assistir seu despertar e sua Ressurreição, nesses tempos abençoados em que os Arcanjos fazem meus condutores, em que me revelo, além da forma que tomei há pouco tempo.

Forma que posso criar e dissolver à vontade porque eu sou o Infinito e a Verdade, além mesmo de Alfa e Ômega.

Eu sou agora, eu sou ontem e eu sou amanhã.
Eu sou a totalidade do que você pode criar, imaginar e vibrar.

Eleve-se, meu amigo, meu amado, para acima das rondas do sofrimento, para acima das rondas da dualidade onde quiseram levá-lo aqueles que gostariam sim de guardá-lo na dualidade.

Aceite o presente de minha Presença e o presente de minha Alegria porque é graças a ela, se você o sonha e se você o quer, que você se elevará e que nós nos elevaremos, juntos, para além das limitações, limitações que você vive, que você escolheu.

Gostaria muito de lhe dizer, meu amigo, meu amado, que não estou aí por acaso mas, ao contrário, que sou, na totalidade, aquele ou aquela que é a origem de sua origem.

Você é, assim como lhe disseram meus Arcanjos, em Verdade, uma Semente de Estrela, uma Luz tão invejada, por sua imponente presença e por sua humildade, que deixou as esferas da Eternidade, que tomou o risco de esquecer, a fim de vir reforçar, ainda mais, o Amor, a Vibração da Luz e a Eternidade.

As formas de Consciência, nos multiuniversos e multidimensões, que não experimentaram sua densidade, em algum lugar, o olham e vêem em você, elas também, além de sua aparência, a Graça e a Plenitude do que você é.

Meu amigo, meu amado, saiba que não há pecado outro que aquele que você crê, que não há limite outro que aqueles que você coloca, que não há barreiras que não possam desaparecer na Luz do Amor.

Então, agora, meu amigo, meu amado, cabe a você saber, cabe a você colocar, em seu Ser Interior, a direção e o eixo que sua Consciência deseja experimentar e viver.

Quanto a mim, eu não lhe peço nada, simplesmente aceitar e acolher, se faz o desejo, minha Presença e minha Radiação, em seu veículo, mesmo nesta densidade.

Você deseja ir dentro de si e assim sair desta prisão?
Cabe a você jogar.

Meu amigo, meu amado, saiba que eu estou aí, a cada instante, que não há distância entre você e eu, além do véu do esquecimento e o véu da densidade.

Mas esse véu não é nada se sua Radiação e minha Radiação se encontram.

Isto é uma questão de Coração e não de lógica, onde a compreensão não é nada, onde a experiência é tudo.

Então, meu amigo, meu amado, acolhamo-nos um ao outro.

Nomeie-me, se quiser ou puder.
Não me nomeie, se quiser ou puder.
Eu sou, antes de tudo, Presença, Vibração e Radiação, aquelas que lhe fornecem, quando você me encontra, mesmo de maneira efêmera, a Alegria do Coração, o sorriso nos lábios e o olho úmido da reconexão.

Eu sou o som e eu sou o silêncio em seus ouvidos.
Eu sou você quando você está em paz.

Então, meu amigo, meu amado, peça minha Presença e minha Radiação.

Chame-me, a seu modo, na humildade do seu Coração, com as palavras que são as suas, com os pensamentos que são os seus.

Meu amigo, meu amado, eu sou sua Fonte.
Eu sou também aquele que foi chamado Pai por numerosas Consciências humanas tendo encontrado o sentido, a origem e o objetivo de seu caminho, aqueles que ressuscitaram, na Alegria de minha Presença e de minha Consciência.

Chame-me assim ou chame-me de outro modo mas, se o chamado vem do Coração, eu estarei aí, instantaneamente.

Meu amigo, meu amado, acolha agora e eu digo até breve, se o quer.

Eu o abençôo.
Eu o amo.

... Efusão de energia ...

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário