quarta-feira, 7 de outubro de 2009

ANAEL - 7 de outubro (1ª Parte)

07 de outubro de 2009

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Questão: Poderia desenvolver sobre a androginia?

No que concerne à sua Consciência, nesse corpo de 3ª dimensão, a androginia primordial ligada à ativação da 12ª Lâmpada, assim chamada por Miguel, caracteriza-se por uma modificação do funcionamento de seus hemisférios cerebrais e da Consciência.

O equilíbrio entre o polo masculino e feminino torna-se total.

Entretanto, não pode haver, por razões de conformação fisiológica, biológica, modificação de sua estrutura física no aspecto andrógino.

Isso apenas será realizado quando a mutação do DNA tiver sido completada e quando o sistema carbônico for um sistema de silício, no momento da passagem na 5ª dimensão mas não antes.

A androginia primordial toca, antes de tudo, nesta dimensão, seu funcionamento de Consciência, onde a intuição vai tomar o passo sobre a razão, onde a polaridade receptiva vai se tornar mais importante que a polaridade emissora.

Vocês passam de um caminhamento exterior para um caminhamento interior. Há portanto um retorno da Consciência, do exterior para o Interior. Há, também, e haverá, um retorno do alto para o baixo e do baixo para o alto mas isso não será realizado enquanto a Presença do Arcanjo Uriel não estiver manifestada em sua dimensão.

A androginia primordial que lhes é proposta, em função da evolução de sua Consciência, e o acendimento portanto de cinco novas Lâmpadas, corresponde a um modo de funcionamento diferente da Consciência e, isso, em todos os sentidos.

Isso pode se traduzir também por modificações importantes em diversos comportamentos ativos ou sexuais da vida.

Questão: Um contato com o corpo de Existência pode provocar reações físicas?

Bem amado, a passagem do mental ao SupraMental é marcada por um limiar manifestando-se no corpo de diferentes modos.

Seja por um sentimento de vertigem.
Seja por um sentimento de buraco negro.
Seja por uma percepção energética extremamente potente, traduzindo a modificação e as modificações ocorridas no modo de funcionamento de Consciência.

Isto corresponde à etapa ou às etapas preliminares, permitindo, nesse momento, ao corpo de Existência entrar em contato e em confiança com seu corpo de personalidade. Trata-se portanto de premissas, no sentido o mais nobre, desse contato.

O corpo de Existência só pode ser penetrado pela Consciência a partir do momento em que o obstáculo essencial a sua ascensão, que é o mental, se encontre em repouso.

O mental em repouso permite acessar, pela Graça atual, muito mais facilmente que no passado, o SupraMental.

Entretanto, o mental deve estar totalmente em repouso porque o modo de funcionamento desse corpo necessita uma Consciência pura, que chamaria liberada de influências mentais ou de influências emocionais, ou seja, do que faz seu corpo de personalidade, ficando bem entendido que eu chamo corpo de personalidade o conjunto de seu corpo físico e estruturas chamadas sutis.

O corpo de Existência, quanto a ele, corresponde unicamente ao corpo espiritual, despojado do corpo físico, do corpo etéreo, do corpo astral, do corpo mental e mesmo do corpo causal.

Questão: Se, para contatar esse corpo de Existência, é preciso estar despojado de todos os corpos que acaba de descrever, como então, enquanto ser encarnado, contatar esse corpo de Existência?

Quem disse que precisaria se despojar do que quer que seja?

Penetrar o corpo de Existência, no momento, necessita abandonar, de maneira transitória, o corpo de personalidade, uma vez que você o reencontra ao voltar.

Entretanto, a Consciência, para poder se transladar nesta dimensão 5ª, deve poder parar os funcionamentos de tudo o que é limitante e que os mantém na Ilusão da terceira, até o corpo causal que está ligado ao princípio de ação/reação e lei de causalidade, em relação com esta dimensão que vocês experimentam.

Assim, portanto, nada há a abandonar.
Isto seria uma concepção mental.

Há simplesmente que abandonar-se e deixar fazer, o que não é de todo modo a mesma coisa como uma vontade de abandono de si mesmo, do corpo mental ou emoções ou um fator limitante causal, qualquer que seja.

Há portanto que deixar, se deixar penetrar pelas energias da Luz supramental a fim de que elas os levem, literalmente, em Consciência, e somente em Consciência, para o corpo de Existência e não há portanto trabalho a fazer.

A partir do momento em que seu mental decide parar o mental, não pode se realizar.

A partir do momento em que você decide, através de suas emoções, parar suas emoções, você não o alcançará jamais.

A partir do momento em que você decide, por você mesmo, qualquer coisa, faz chamado a um nível de energia situada ao nível mesmo onde está situado o problema, isso não pode funcionar.

Assim, com efeito, e isso funciona em todos os setores de sua vida, quando Cristo disse: «Procure o Reino dos Céus e o resto ser-lhe-á acrescentado», isso quer dizer simplesmente que não resolvemos um problema ao nível em que ele está situado mas chamando-o.

Este chamado não é um chamado, no sentido comum do termo, mas passando, transladando, literalmente, a Consciência, a esse nível aí.

Existe portanto um mecanismo preciso de transferências de Consciência, da translação da Consciência, necessitando abandonar-se.

Eu associo a isso tudo o que lhes disse sobre o abandono à Luz. Entretanto, penetrar a Existência necessita colocar em repouso, deixar fazer a Inteligência da Luz a fim de que ela lhes permita reencontrar, literalmente, o corpo de Existência.

O que era impossível, há tempos não tão remotos, aproximadamente uns trinta anos, torna-se hoje cada vez mais possível porque nós conseguimos, ainda uma vez, sucesso na supressão das franjas de interferência ou se preferem, da barreira causal que limitava o acesso a esse SupraMental.

Hoje, é-lhes possível juntarem-se ao SupraMental.
Vocês podem associá-lo a partir do momento em que são capazes, mesmo se essa palavra não seja de fato adequada, de deixar se instalar em vocês esta Luz do SupraMental. É mesmo nesta Luz do SupraMental, do Sol, que se encontra seu corpo de Existência.

Os diversos protocolos que lhes foram dados permitiram também aproximarem-se desse corpo que chamamos de 5ª dimensão.

O trabalho de Consciência, realizado pelo conjunto do Conclave e por vocês mesmos, permite também se aproximar, de maneira mais adequada, desse corpo de Existência.

As premissas devem ser pesquisadas e lhes foram dadas pelo Arcanjo Miguel durante os Casamentos Celestiais. Isso corresponde, de início, ao estabelecimento do som interior, manifestando-se no ouvido, e em seguida a instalação do silêncio ou do Coro dos Anjos que permitirá, nesse momento, acionar o limiar quântico da Consciência que assinala sua liberação desses planos da personalidade a fim de penetrar os planos da Existência.

Questão: O «soltar» permite atingir o que acabou de falar?

Na condição de que o «soltar» não seja um ato da Consciência ordinária ou um ato mental.

Você pode decidir soltar com seu mental e dizer, por exemplo, abandono a luta em relação a tal situação.

Isso pode ser uma primeira etapa para o soltar.
Mas isso não é o abandono.

O abandono é um ato de fé e de confiança na Luz onde, nesse momento, você coloca seu Espírito, assim como o disse o Cristo, literalmente, em nome da Luz.

Quando ele disse: «Pai, eu coloco meu Espírito em tuas mãos», é a mesma coisa. A isso chama-se, em linguagem simbólica, a crucificação que permite, literalmente, a Ressurreição.

Assim, portanto, isso não é um contrato passado entre seu mental e uma outra parte de seu mental, mas sim um ato de abandono à Luz que vai, efetivamente, além do soltar. Trata-se de abandonar todo sistema de controle para entrar em seu próprio mestre, que é o abandono à Luz.

Questão: A que correspondem as vibrações que podemos sentir no rosto?

A ativação de diversos pontos de vibração, em sua face, corresponde, de uma maneira geral, à ativação das três últimas Lâmpadas. Elas traçam, em seu rosto, circuitos de vibrações que os mais sensíveis dentre vocês podem perceber e sentir.

Aqueles que têm a chance de perceber essas vibrações podem disso se servir a fim de focalizar ou colocar a Consciência acima, a fim de aumentar o funcionamento vibratório.

Existem técnicas que permitem focalizar a Consciência sobre o 11º ou o 12º corpo, permitindo fazer comunicar um certo número de funções espirituais mesmo em sua densidade. Assim, a focalização sobre a 12ª Lâmpada, chamada «andrógina primordial», permite-lhe colocar em contato o plano denso, no qual estão, com os planos mais elevados da Luz.

Isso permite a algumas formas de Consciência manifestarem-se, de maneira temporária, em sua densidade e a fim de ali trabalhar, de uma maneira ou de outra.

Do mesmo modo, a partir do momento em que você percebe a Vibração sobre a 11ª Lâmpada, ou 11º corpo, corpo do verbo Criador e a porta do silêncio interior, nesse momento, você tem a possibilidade, ativando a Vibração (simplesmente focalizando sua consciência sobre esse ponto), de favorecer o retorno que permitirá a passagem ao corpo de Existência.

Do mesmo modo, e terminaria com isso, a focalização sobre o 10º corpo ou corpo de comunicação com o Divino, permite-lhe, ao focalizar sua Consciência acima, modificar o som existente em seus ouvidos ou seu ouvido, dando-lhe acesso ao que é chamado o Anal Akáshico e permitindo ler o Livro de Vida, a sua, aquele do Universo ou de uma outra pessoa.

Essas são funções espirituais, assim como a telepatia e outras, que vão se manifestar cada vez mais nas semanas e meses e os alguns anos que lhes restam a viver nesta dimensão.

A Revelação faz parte disso.
A partir do momento em que o Ser humano se desperte a esta dimensão de Existência, mesmo nesta dimensão, manifestam-se poderes espirituais chamados Sidhis. Estes são apenas a resultante do contato com a Luz e manifestam-se em sua densidade.

Trata-se, nesse nível, de um aprendizado que lhes permitirá manifestar seus dons espirituais e clarear seu caminho de maneira mais justa que com o mental.

Vocês sabem que as cinco sílabas sagradas correspondem à ativação de cinco pontos na cabeça. Entretanto, sabem também que existem 12 Lâmpadas ao redor da cabeça correspondendo às 12 estrelas ou às 12 Lâmpadas de Maria.

Vocês ainda não têm a compreensão e a vivência do conjunto dessas 12 Lâmpadas, entretanto, duas dessas Lâmpadas, assim como as descrevi, correspondem a funções que se ativam cada vez mais no Ser humano. Mas existem 12 pontos de Vibração, em torno da cabeça, correspondentes à fusão da Coroa radiante da cabeça, da Coroa radiante do coração, ao nível da cabeça, desta vez. Isto não é ainda explicitado e não tem necessidade de ser explicado mais adiante.

Simplesmente, esta é uma Verdade e uma realidade.
Existem 12 pontos de Vibração ao redor da cabeça, permitindo, justamente, a saída de sua alma e de seu Espírito, desta prisão. Isto ser-lhes-á amplamente desvendado no próximo ano, a partir do momento em que as outras, as últimas chaves Metatrônicas lhes forem entregues.

Questão: Quando me abandono à Luz, acontece-me frequentemente de cair no inconsciente, ou no sono. Como remediar isso?

Cair no inconsciente ou no sono, quando de um trabalho espiritual ou energético, significa um progresso.
Este progresso, entretanto, chega a um estado em que o mental e a Consciência mental obliteram, literalmente, a Consciência a fim de que esta não possa se escapar ao nível da supra Consciência.

Este é um processo que será passado progressivamente e à medida das Radiações Arcangélicas, progressivamente e à medida das reuniões dadas pelo Conclave Arcangélico e do Arcanjo Miguel.

É uma etapa que muitos seres humanos vivem, ou viverão, ou já viveram. Basta compreender que é apenas uma etapa para a conclusão da Existência.

Não há o que se inquietar.
Isso desaparecerá, no momento vindo.

Do mesmo modo, alguns seres tendo acesso à Existência reencontram-se bloqueados, de uma maneira ou de outra, no corpo físico. Com efeito, o acesso à Existência não deve fazê-los partir de maneira definitiva, nesta Existência, senão nós perderíamos a vantagem do trabalho que nós efetuamos, juntos, desde o início deste ano.

Questão: Como permanecer concentrado, quando meditamos, apesar dos barulhos exteriores?

Bem amado, o objetivo da meditação não é ficar concentrado, nem desconcentrado. O objetivo é ficar relaxado e atento ao que se passa, um pouco na posição de observador exterior.

Entretanto, o fato de estar desconcentrado, e portanto não relaxado, em relação com os barulhos exteriores ou perturbações exteriores, qualquer que seja a posição do corpo ou um prurido aparecendo em um lugar preciso do corpo, indica, justamente, a incapacidade ou a dificuldade a se abandonar.

Não há portanto um problema de concentração mas, bem mais, um problema de relaxamento e de abandono. Nesse momento, a Consciência está voltada para os sinais exteriores e não para os sinais interiores.

Qualquer que seja a Vibração percebida, a etapa ulterior consiste portanto a se abandonar totalmente à Luz, apenas pronunciando-a ou aceitando-a. Nesse momento, as perturbações, ditas exteriores, não terão mais qualquer influência sobre o relaxamento eis que não será uma concentração, mas um relaxamento e um abandono.

Questão: Como viver o abandono, sendo observador de fenômenos que vivo?

Bem amado, vemos aí um problema comum a muitos seres humanos a caminho para sua Existência. Trata-se de seu hábito, nesta dimensão, funcionar com o mental, discriminando em perpétua atividade.

Obviamente, a cessação da atividade mental pode ser obtida pela meditação. Entretanto, uma vez que fenômenos novos ocorram em meditação (e este é o caso durante as premissas do acesso à Existência), o mental se remanifesta instantaneamente, obviamente.

Então, convém trabalhar.
Não há técnica, propriamente falando, eis que, frequentemente, dissemos que seria o passo que deveriam dar até nós. Entretanto, isso apenas se realiza a partir do momento em que vocês aceitam, em Consciência, em Unidade, em Verdade, em seu mental, em suas emoções e em seu corpo, abandonarem-se à Unidade.

Não há técnica propriamente falando, para acessar esta Unidade. Há técnicas preparatórias que lhes foram comunicadas pela Intraterra, concernentes aos cristais, obviamente. Elas lhes foram também comunicadas, sob forma de alguns protocolos de meditação, em particular a meditação dita «sobre o Coração», de RAM. Esses caminhos foram ofertados a fim de lhes permitir aproximarem-se do instante do abandono.

Mas, vocês sozinhos, podem realizar o abandono.
O abandono, ainda uma vez, é um ato de fé e de confiança total na Luz.

É isso que devem inicializar em vocês.
Vocês têm tempo de realizá-lo porque cada um deve realizar este abandono, de maneira autêntica.

Isto necessita uma revolução de Consciência.
Não é algo muito simples, abandonar-se totalmente.
Mesmo que isso pudesse ser simples, em contato com a Consciência mental, isso não é a realidade do abandono, entretanto é uma primeira etapa neste caminho.

O caminho do abandono pode tomar, em função de resistências interiores que vocês têm, em função de seus próprios esquemas, vindos de sua educação, vindos de seu carma, vindos de suas experiências, tomar certo tempo.

O abandono corresponderia, se querem, a deixar exprimir-se, totalmente, a criança interior, sem oprimí-la, sem estar submissa a condicionamentos ou a crenças quaisquer.

Isso necessita a desconstrução total, em vocês, de todas as crenças, quaisquer que sejam, a fim de chegar, novo e nu, a esta etapa de abandono.

Mas isso vem, estejam certos.

Questão: Qual é a diferença entre um ensinamento pelo Verbo e um ensinamento por escrito?

Por que nós lhes demos reuniões formais, ao longo deste ano, no momento dos Casamentos Celestiais?

Porque vocês estariam em contato, nesse momento, com a Vibração e não com palavras. Exceto aqueles, obviamente, que estiveram presentes e assistiram. Entretanto, os outros encontraram apenas as palavras próximas do episódio vibratório.

Obviamente, o ensinamento pela Vibração é o ensinamento o mais adequado. Porque, a partir do momento em que há escrita, em que há leitura, há necessariamente transformação pelo filtro de seu mental.

Assim, as mesmas palavras não evocam as mesmas Vibrações para cada um. Entretanto, o modo como procedemos durante este ano (o qual continuaremos a proceder) permite, literalmente, aliviar sua Consciência na Fonte da Vibração.

Entretanto, reencontrando, e de maneira secundária, as palavras, vocês têm a possibilidade consciente de rememorar a Vibração lendo as palavras. O que não seria o caso se lhes déssemos as palavras antes da Vibração.

Questão: Quando não conseguimos ficar suficientemente atentos para «reter» todas as palavras de um tal ensinamento, como isso se passa no nível vibratório?

Assim como o Arcanjo Miguel disse e repetiu, vocês não têm que se preocupar com a compreensão de palavras.

Vocês têm que viver a Vibração.
Não é portanto questão de reter mas, ao contrário, de relaxar.

Assim, além das palavras e da compreensão intelectual e mental, existe um veículo ligado às percepções vibratórias de novos pontos de Consciência que é largamente mais importante que as palavras que vocês colocam acima, quanto à explicação.

É desejável viver a Vibração antes de ter as palavras, aí também porque jamais as palavras os conduzirão à Vibração.

Vocês terão por bom ler apenas que o 12º corpo está ligado a tal Vibração e a tal função, não é por isso que provarão a Vibração.

Questão: Pode nos falar das diferentes famílias de almas?

É extremamente atraente falar de almas irmãs ou de chamas gêmeas porque isso explica a incompletude do Ser humano. Então, querer se reencontrar nas famílias de almas é, também, certamente, apaixonante.
Assim, querer reencontrar uma alma irmã ou uma chama gêmea ou uma alma gêmea é, certamente, muito apaixonante.

Mas, fazendo essa volta, vocês se afastam de sua completude.

Vocês são completos em vocês, totalmente sós.
Existem, certamente, filiações e relações de alma que nada têm a ver com a encarnação mas procurá-las ou compreendê-las os faz sair de sua Unidade primeira.

Vocês devem, hoje, superar esta noção, a fim de encontrar sua Existência.

Vocês não podem encontrar a Existência procurando uma outra Existência.

Continuando neste ensinamento, é ele que permitiu abri-los à realidade de outras dimensões e Anjos.

Isto foi fundamental.
Entretanto, convém compreender que alguns ensinamentos devem ser superados e transcendidos.

São apenas etapas, não é preciso aí parar.
Se devemos falar de família de almas, a única coisa que poderíamos dizer é algo em relação com a Vibração.

A Vibração faz com que existam almas com polaridades, a fim de reencontrarem sua Fonte primeira. Essas polaridades são a Essência do trabalho a efetuar, e efetuado no curso de uma encarnação e no curso de várias encarnações, nesta Ilusão.

Algumas almas devem trabalhar a matéria.
Algumas almas devem trabalhar a comunicação ou a relação de ser.

Algumas almas devem trabalhar o lado espiritual sem a matéria.

Assim, vocês teriam uma colocação de almas.
Mas o objetivo de sua alma, hoje, é de recuperar sua brancura, ou seja, sua Existência, ou seja, sua ausência de coloração ligada à falsificação desse mundo.

Assim, não se prendam a reencontrar seu sentido de alma mas sobretudo o sentido de seu Espírito e a brancura de sua alma, e não mais polarizada pela encarnação.

Questão: Poderia nos falar da forma, de algum modo, dos Arcanjos?

Nossa forma, de nossa dimensão, é a forma de uma Embarcação de Luz, chamada pássaro, se preferem, e esse pássaro não tem absolutamente o órgão de reprodução, qualquer que seja.

Eu devo precisar que, mesmo em nossa manifestação antropomórfica (assim como, por exemplo, eu sou parecido àquele que guardo, com uma forma humana), não nos é permitido nos mostrar sem nossos atributos vibratórios que estão ligados ao que vocês chamam, de acordo com sua visão, asas e casacos.

Entretanto, mesmo esse corpo é um corpo que qualificaria de andrógino e muito jovem.

Existem apenas duas exceções a esta apresentação.
A primeira concerne ao Arcanjo Gabriel, que se apresenta sempre sob a forma de um homem idoso, por uma razão que ele desvendará ele mesmo ou que eu desvendarei, no momento vindo.

O Arcanjo Metatron, quanto a ele, não pode haver qualquer antropomorfismo, estando o mais próximo da Fonte e sendo a ligação entre a 18ª dimensão, ou seja, a nossa, e a Fonte.

Ele está além de todo antropomorfismo.
Mesmo que ele pertença a esta 18ª dimensão, ele não pode descer até a 5ª dimensão.

No que concerne aos outros Arcanjos (Miguel, Uriel, Rafael, Jophiel e eu mesmo), nós podemos aparecer ao humano em Consciência, em Vibração, a seus olhos de carne sob a forma de um ser específico, vagamente antropomorfizado, com uma cabeleira longa, por uma razão precisa.

Questão: Qual seria então a forma de Metatron?

Muito simples: um tubo de Luz branca.
Entretanto, eu preciso, um grupo de tubos.
Não responderei no momento.

O acesso à energia Metatrônica lhes é revelado através do transporte de um certo número de Radiações, vindas de alguns lugares, ao nível dos universos, de seu universo.

Entretanto, Metatron em sua forma de Consciência a mais pura, é efetivamente um cilindro de Luz branca.

Questão: Como saber se um professor que se apresenta, sobre outros planos, é realmente um Ser de Luz?

Compete-lhes fazer o discernimento.
Nós tomaremos o problema de outro modo, bem amado.

Imagine que, diante de você, os olhos abertos ou no sono, uma forma se manifeste, nesta Luz e diz que ela se chama de tal modo, é isso suficiente para crer que ela seja o que ela diz que é?

Toda questão está aí.
Quando da relação entre uma Consciência de um outro plano e sua Consciência, qual é a Vibração que se estabelece?

Por onde se estabelece o contato, independentemente do aspecto visual?

Há odores?
Há uma vibração de algumas de suas Lâmpadas?
Do conjunto de suas Lâmpadas?
Qual é o estado de Consciência no qual você se sente?

Retenha bem que não é porque uma Vibração é percebida na parte superior do sétimo Chacra que isto significa um contato com a Luz Autêntica.

Somente é Entidade da Luz Vibral aquela que os libera e que não os condiciona de qualquer maneira e os deixa inteira Liberdade.

A partir do momento em que uma entidade ou uma Consciência, qualquer que seja o aspecto muito agradável que possa revestir manifestando-se a você, assim como num estado de Consciência modificada como ao estado de despertamento ordinário, convém compreender o que é mostrado através da Vibração como também através de palavras.

A partir do momento em que há o sentimento que algo os induz na noção de castigo, na noção de punição, na noção de pecado, na noção de algo que está mal, estejam certos que aquilo nada tem a ver com a Luz, a verdadeira Luz, obviamente.

Eu sei que isso pode parecer duro a aceitar mas, assim como já disse e repeti, compete-lhes fazer sua própria experiência, qualquer que seja o que encontram, quem canalisa tal ou tal pessoa.

Qualquer que seja a Entidade que, vocês mesmos, encontrem, independentemente do que chamaria um mensageiro, cabe a vocês fazer sua própria experiência, cabe a vocês compreender os meandros do que é manifestado.

Isto vai no sentido de sua liberação ou isto vai no sentido de seu condicionamento?

Mesmo se alguns condicionamentos possam ser muito sutis, como por exemplo querer liberá-los de certas amarras do passado e portanto despolarizar seu sistema para o passado, e fazê-los refletir sobre o passado.

Ou então desequilibrá-los para um futuro extremamente promissor, mas, entretanto, levando-os a sair de seu estado presente.

Nesse momento, convém colocarem-se boas perguntas.

Questão: Se a Luz Autêntica vibral é assim mais Vibração que Luz, como separar as coisas?

Isso é muito simples.
A particularidade de Ser humano é muitas vezes tomar bexigas por lanternas.

Eu me explico.
Ver uma aparição não é o penhor da Verdade vibral do que aparece, mesmo a olhos abertos. Agora, com olhos fechados, vocês sabem que existe certo número de filtros que foram dissolvidos, o que chamamos as franjas de interferências.

Essas franjas de interferências estão também presentes em vocês, são elas que chamei «aquelas que os fazem tomar bexigas por lanternas».

Não é porque vocês vêem, de olhos fechados, qualquer coisa, que isso é Verdade.

Bem ao contrário.
Progressivamente e à medida que vocês se aproximam do silêncio interior e da etapa de intuição ou da clarividência a mais total, nesse momento, não há mais Luz e visão, no sentido que entendem.

A forma dissolve-se, há aparição da Luz branca, há a aparição do Conhecimento.

O Conhecimento não é visão.
Assim, a maior parte do tempo, os Humanos que vêem imagens não vêem mais do que imagens astrais que não são mais que o reflexo do que existe sobre alguns outros planetas.

A diferença essencial, exterior ou interior, entre uma aparição astral e uma aparição ligada à Luz, é justamente o aspecto vibratório.

Imaginem, por exemplo, que vocês digam ver Maria: se uma Vibração não está presente, se seu coração não se abre na presença de Maria, estejam certos de que não é Maria.

É tão simples assim.

Questão: Qual é a melhor atitude a ter com pessoas que não têm necessariamente Consciência das modificações que vivem?

O Arcanjo Miguel disse inúmeras vezes: ser você mesmo, na Vibração da Luz.

Você não poderá convencer ninguém a aderir, de maneira exterior, ao que você vive, ao que você vê ou ao que você acessou.

Assim, por exemplo, querer convencer qualquer um que existe um corpo de Existência não tendo nada a ver com o que é conhecido, dizer a esta pessoa que você viaja a tal lugar, é para ele uma insensatez, porque de seu ponto de vista isso não existe.

E ele terá razão.
Você não pode convencer e atrair ninguém nesta Vibração, se não pelo exemplo de sua própria Vibração.

Nenhuma palavra, nenhum escrito, poderá levar um Ser humano para o que você vive. Somente o abandono à Luz e portanto a possibilidade para você de estar ligado a esta Luz e de a irradiar literalmente e de transmiti-la, permitirá a um outro Ser humano se abrir a esta Vibração e a esta Verdade.

Não há outra escolha e outras possibilidades.

Questão: Isso se aplica igualmente aos fenômenos de clariaudiência?

Ao nível da clariaudiência, existem vários modos de ouvir as outras dimensões ou as outras Entidades.

Elas podem exprimir-se por locução interior, como por uma voz ouvida.

Por vezes vozes são ouvidas no exterior.
Quando é ouvida no exterior, isso é muito mais fácil: um desencarnado ou um ser pertencente a sua dimensão, encontrando-se em outro plano, desencarnado ou em vias de ascensão para a Luz, manifestar-se-á sempre e falará sempre no ouvido direito.

Um Ser de Luz só pode falar-lhes pelo ouvido esquerdo.

Isso é portanto independente da Vibração.
Entretanto, mesmo ao nível do que chamaria Ser de Luz, ou seja, ser pertencente para além da 5ª dimensão, existem vários níveis vibratórios.

É importante também compreender que, quanto mais os níveis vibratórios forem elevados, mais isso vai se traduzir, para vocês, por um sentimento de plenitude e de serenidade.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário