sexta-feira, 2 de outubro de 2009

ANAEL - 2 de outubro

2 de outubro de 2009

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Questão: Por que transmitir a Luz, de maneira voluntária, é uma forma de tomada de poder?

Bem amada, as palavras de 'Omraam Mikhaël Aïvanhov (nota: que abordou esse assunto, hoje) podem, efetivamente, surpreender e, no entanto, muito numerosos ensinamentos insistiram, e insistem ainda, a fim de que o ser humano abençoe e envie a Luz sobre seu próximo.

Entretanto, hoje, lhes é solicitado um esforço suplementar a fim de verificar, em muito pouco tempo, a utilidade e a veracidade.

Eu me explico: à medida que a Luz lhes penetra, ela os transforma e ela os torna transparentes, ela faz de vocês Seres a caminho para sua Unidade, para a clareza neste caminho em que vocês descobrem que são Seres, vocês também, de Radiação e de Vibração.

A melhor Radiação e Vibração que podem emanar de vocês é aquela que ocorre no momento em que seu mental não possa estar ativo, é o momento em que sua Consciência habita na Unidade, em seu Templo interior, que vocês chamam o Coração e, nesse momento, basta-lhes ser.

Vocês não tem mais necessidade de vontade própria, vocês se tornam irradiantes, vocês se tornam a Radiação e vocês se tornam a Luz e a Luz se basta a ela mesma, ela não tem necessidade de vontade própria para se dirigir a qualquer um.

Recordem-se que a Luz é Inteligência e que esta Intelilgência se dirige para onde deve se dirigir, sem intervenção de sua vontade própria, em Verdade.

Hoje, vocês devem descobrir o princípio da irradiação e da Radiação da Luz, da Orientação da Luz, não aquela que vocês projetam, mas aquela que vocês emanam, em toda simplicidade e em toda humildade.

Isto é bem diferente.
No mais, vocês vão compreender, em muito pouco tempo, através da fulgurância da Revelação da Luz, em vocês, em sua Consciência, que, a partir do momento em que vocês fazem intervir seu poder, mesmo de Luz, vocês recaem na dualidade, ou seja, no combate entre o bem e o mal.

Ora, assim como nós o dissemos, assim como nós o demonstramos, a Luz é evidência.

A Luz transparece a partir do momento em que vocês abandonam todo o poder exterior e vocês se recentram em seu poder interior que é abandono e domínio desta Luz.

A partir desse momento, vocês se tornam capazes de acolher, em seu Ser, a Luz.

Vocês se tornam vocês mesmos Fonte, nesse mundo de Luz.

Nesse momento, vocês não têm mais necessidade de dirigir, pelo pensamento, pela vontade ou pela intenção (boa muito mais que má) qualquer coisa que é de sua natureza.

É-lhes solicitado, hoje, penetrar em sua natureza de Luz e não na vontade da Luz.

A vontade do bem é uma coisa que foi utilizada e falsificada, assim manter a Ilusão, é manter a vontade do bem para se opor ao mal.

A Luz não se opõe jamais.
A Luz não convence jamais porque ela é evidência, e ela é irradiação, e ela é Imanência, e ela não tem necessidade de nada mais.

Hoje, lhes é solicitado de se elevarem nesses domínios da Unidade, de mudarem seus mecanismos de percepção e de funcionamento, mas isso não pode se fazer ou se criar por uma ação de seu mental.

Isso apenas se pode realizar pela atualização da Unidade, pela atualização da humildade em seu Templo interior e de nenhuma outra maneira.

Questão: Como acompanhar melhor os animais, os vegetais, em particular as árvores?

Bem amado, nesse nível, também, é preciso mudar o olhar.
Com efeito, não é você que acompanha as árvores mas são elas que o guiam para a 5ª dimensão. As árvores estão ligadas, de toda Eternidade, a seus domínios sutis.

As árvores são os Ancoradores e as pontes multidimensionais, em sua dimensão, assim como outros elementos (e, em particular, na água) se encontram Povos vindos de dimensões bem mais elevadas que a sua.

No que concerne ao que você chama animais domésticos, ou não, eles são, também, sensíveis à Vibração da Luz. Alguns deles estão descobrindo o princípio da individualização, o princípio da telepatia.

Assim, os animais estão aí, não mais para guiá-lo, mas para percorrer um caminho que, por vezes, é paralelo.

Então, há muito mais esperança no animal, ainda, que no homem.

Entretanto, retenha bem que as árvores são o que lhes permite se religar, se alinhar, no Céu e na Terra, às fontes Intra-Terrestres e à Fonte Extra-terrestre.

Então, o acompanhamento não está sempre no sentido em que você crê.

Do mesmo modo, nós os acompanhamos mas vocês nos acompanham, também, a fim de que penetremos nesta densidade, pela graça e a potência do Amor, mas sem qualquer poder, unicamente pela irradiação, pela Imanência.

Então, é um caminho de acompanhamento mútuo, não há técnicas específicas, simplesmente, Ser.

Aí também, ainda uma vez, o melhor acompanhamento, hoje, não está mais ligado à Inteligência do conhecimento de um sistema de cura ou outro mas está ligado, antes de tudo, à Inteligência de Ser.

Se vocês fossem capazes de viver suficientemente longo tempo no Ser, e nas experiências de fulgurância de Luz que viverão, poderiam curar instantaneamente e dizer, assim como o disse Jesus Cristo: «quem me tocou? » e a mulher lhe disse que seus sangramentos pararam instantaneamente.

Isto é princípio da Verdade, porque a Luz é transcendente, porque a Luz é ativa, pela sua Inteligência própria e intrínseca, sobre todos os desequilíbrios existentes em seus corpos e seus invólucros sutis ligados a esta dualidade, porque a Luz não pertence a esta dimensão.

O que vocês vêem, o que vocês percebem, é uma ilusão de Luz, não é a verdadeira Luz, mas isso faz parte da Revelação que viverão progressivamente nas semanas que vão se escoar.

Questão: As angústias que muitos sentiram essas últimas semanas fazem parte das transformações atuais ou isso releva um outro processo?

Bem amada, há processos coletivos que ultrapassam amplamente, em sua Humanidade, os processos individuais.

Vocês se banham, eu não os ensino nada, em banhos vibratórios de partículas diversas e variadas, de comprimentos de ondas diferentes.

É muito fácil, nesta Humanidade, criar, literalmente, comboios de ondas pelo pensamento e elas são mais potentes que aquelas que poderiam existir em aparelhagens tecnológicas.

Os comboios de ondas os mais utilizados, em sua Humanidade, sempre foram a instalação do medo: medo da doença, medo do sofrimento, ou medo da morte.

Toda sua sociedade é construída sobre o culto do medo, o culto da morte, e o medo da morte.

No mês de setembro, devido ao fato da insuficiência de medos, criados pela crise econômica que lhes insuflaram, foi decidido associar, nessa Humanidade, o medo ligado a doenças, nas midias.

Seus sistemas de informações falsificadas os regaram, assim, literalmente, de Vibrações pesadas de medo de morte e de doença.

Assim, obviamente, essa egrégora coletiva criada no astral (que nós aliviamos durante seu verão – inverno no Brasil) pôde se remanifestar em sua individualidade, mas não eram as suas, era apenas o princípio de ressonância e de atração, em reação e em atração às energias de medo que foram insufladas pela potência de seus meios de comunicação.

Entretanto, hoje, e pelo trabalho da Radiação e de múltiplas irradiações de Luz que foram efetuadas, os bloqueios foram levantados e a Humanidade pôde ir para além das limitações que quiseram ser insufladas pelos maus rapazes e pelas forças ligadas às egrégoras.

Agora vocês não têm mais que se incomodar.
Esses períodos de peso estão atrás de vocês, se abrem a vocês, agora e já, para alguns de vocês, períodos de grande expansão, de grande alegria.

Vocês vão descobrir que não são seus sofrimentos.
Vão descobrir que não são esse corpo.

Vão descobrir que não são suas crenças, não mais.
Vão descobrir a Verdade nua da Luz, da evidência das multidimensões e dos multiuniversos.

Estes vão se revelar a vocês, de múltiplas maneiras, mas isso concorrerá para dissolver as egrégoras que permitiram a manutenção da Ilusão desta dualidade.

Questão: É preciso deixar ou intervir, em particular quando se acompanha a mãe em final de vida, consciente, e que elementos do ambiente não estão nesse sentido?

Bem amada, nesse caso e em outros, obviamente, quando você descobre os domínios do amor, os domínios em que a palavra não serve mais a nada, onde os domínios da Vibraçao se estebelecem entre dois seres ou entre você e uma situação, você descobre a plenitude do Amor.

Então, evidentemente, quando você descobre coisas que não estão de acordo com este Amor, e esta percepção que você tem, você se choca e, nesse momento, se coloca a questão: «devo dizer ou não?», «devo agir ou não?», «devo mostrar ou não?».

De fato, a solução é simples, a solução é de você se colocar no mesmo estado vibratório que permitiu a instauração desta relação de Amor, entre você e um outro ser, ou entre você e uma situação, ou entre você e você mesma, e, a partir do momento em que a Vibração do Coração se estabelece neste Estado de Consciêcia específico, nesse momento, as palavras que virão serão as palavras do Amor e serão as palavras certas e não provocarão reação ligada à dualidade, ou à oposição, ou à confrontação.

Esta, também, é experiência a construir e a manifestar.
À medida que você descobrir as fulgurâncias da evidência da Luz, você se tornará capaz de se exprimir com as palavras certas.

As palavras certas não serão formadas em sua cabeça mas serão, o que chamaria, as palavras de seu Coração e elas transparecerão a mesma Luz, elas dançarão, tal como chamas de Luz e permitirão, então, resolver o que lhe parecia, ainda há algum tempo, em sua cabeça, insolúvel.

Questão: Como fazer a diferença entre a voz do mental e a voz de um Anjo Guardião?

Muitos seres, bem amado, se colocam esta questão.
Antes do período turvo do qual lhes falou o Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov, muitos seres Humanos começaram a perceber, a ouvir vozes.

Agora, há uma diferença essencial.
Qual é a diferença entre a voz do mental e a voz do Anjo?

A voz do mental é a voz da dualidade, ela lhe proporá sistematicamente duas coisas e sempre lhe fará hesitar entre uma ou outra coisa.

A voz do Anjo é uma voz unitária, ela vai no sentido da evidência, ela vai no sentido da ajuda, ela abre seu Coração, literalmente, ela o faz tomar Consciência.

O mental, jamais.
O mental é a ferramenta da dúvida e o que vai insuflar, em você, o que alguns entre vocês vão mascarar por palavras como discernimento e intuição.

O mental se justifica querendo fazê-lo discernir.
O mental vai se justificar, ele mesmo, fazendo-o crer que é a intuição.

A intuição é uma evidência, ela é fulgurância, ela também, e ela se torna evidente face a uma situação.

O aspecto vibratório, também, é essencial.
A voz do mental torna pesada sua Vibração.
A voz do Anjo o eleva e eleva sua Vibração.

Isto é aprendizagem.
Aí também, se você tem medo de se deixar induzir na dualidade, então, nesse momento, convém realizar um protocolo simples de elevação da Vibração do Coração, através do enunciado de algumas sílabas sagradas que você conhece, ou ainda, através de orações que lhe são próprias, ou técnicas vibratórias que lhe são próprias.

De fato, você deverá fazer a aprendizagem e aprender que as palavras que você pronuncia devem ser emitidas, não de uma reflexão em sua cabeça, não de palavras certas por uma arte hábil da comunicação, mas, bem mais, de palavras vindas de seu Coração porque o Coração, efetivamente, pode falar, ele também.

As palavras que saem, nesse momento, não estão mais impregnadas de sua dualildade ligada ao mental.

É um aprendizado a construir mas isso se realizará, de maneira muito simples, com os períodos de evidência da Luz e de sua fulgurância.

Questão: O fato de ter um corpo de Cristal, de Diamante ou um corpo Triângulo nos dispensa de levar nosso patrimônio genético durante a translação dimensional?

Bem amado, cada caso é diferente.
A Consciência deve passar, totalmente, nesse corpo de pura Luz chamado, efetivamente, corpo de Luz, corpo de Cristal, corpo de Diamante ou outro corpo, ainda.

Agora, sua consciência vai poder se expandir e se elevar.
Para muitos de vocês, esta Consciência será capaz de elevar fisicamente esse corpo.

Ele mudará de densidade, no momento vindo, ele se tornará muito leve mas será sempre corporificado.
De resto, o que chamamos corpo de Luz é uma forma de corporificação, o que chamamos corpo de Cristal é também uma forma de corporificação, certamente, de Vibrações profundamente diferentes do que você conhece, nesse corpo projetado nesta matriz que você habita.

Convém compreender que à medida que você penetra alguns desses diferentes veículos, terá a impressão, de início, de seres separados, que haverá, em você, duas Consciências distintas: uma Consciência de Existência, uma Consciência da personalidade, mas, ao fim de algum tempo, essas duas Consciências serão o mesmo de se sobrepor, de se ajustar e de se confundir.

Uma se resolverá na outra.
A personalidade se resolverá na Existência.

Nesse momento, o material genético poderá seguir esse caminho mas, no momento, não se coloque esse questionamento, satisfaça-se de viver a Existência, satisfaça-se de viver as experiências que lhe são propostas pela fulgurância da Luz, pela benevolência da Fonte e pela benevolência de nossas Radiações do Conclave Arcangélico.

Questão: Comunicar com os Anjos e os Arcanjos não é evidente, na vida cotidiana.

Bem amado, o objetivo de um Arcanjo não é ajudá-lo a viver seu cotidiano, o objetivo de um Arcanjo é de ajudá-lo a se elevar acima de sua condição e reencontrar sua condição de eternidade.

Então, obviamente (a despeito de como isso possa ser moderado, em alguns casos e em alguns tipos de relações, entre um Anjo Guardião e um ser Humano), covém compreender que a maior parte dos impulsos que serão dados, a maior parte de comunicações que serão elaboradas, servirão, antes de tudo, para o encaminhamento da alma e sua elevação.

Então, obviamente, o Anjo Guardião ou o Arcanjo pode também lhe falar de coisas muito triviais, em sua dimensão, mas, entretanto, ele guarda sempre o que vê no Espírito e não o que vai nesse corpo de densidade.

Isso nos é transparente, o que vemos, está além de sua Ilusão e podemos lhes falar do que está além de sua Ilusão muito mais facilmente do que faz a trama de sua vida, nesta densidade.

Então, sim, efetivamente, nós podemos lhes dar, em algumas ocasiões, elementos muito concretos, muito cotidianos, assim como você o disse, bem amado, mas isso não é frequente, efetivamente.

Entretanto, você vai compreender, cada vez mais, que aí onde era polarizada sua Consciência (ou seja, no que lhe fez viver e levar, dizendo-lhe ser enraizado ou de estar presente a você mesmo, nesta dimensão, no que fazia, em seu trabalho, em suas relações, em seu modo de viver sua vida, de uma maneira geral), não é mais a mesma coisa que, hoje, lhe é solicitado.

Você está na etapa de uma revolução essencial de sua Consciência.

Assim, as coisas se transformam.
Você não pode se fixar e você não pode mais participar, de uma maneira ainda forte, a esse modo de funcionamento que vem, e eu repito, antes de tudo, do medo.

Você descobre, na Luz, o domínio da coragem.
A coragem não é o combate, a coragem não é a oposição.
A coragem é afirmação da Radiação e da Radiância que você é.

É a única coragem que lhe é solicitada.
Então, à medida que você retorna sob a influência real, direta, da Luz Vibral, você se apercebe que coisas existentes, em sua vida densa, em sua vida cotidiana, assim como a denominam, se transformam muito mais facilmente.

A transformação se faz por uma mudança de polaridade de atenção.

A atenção não está mais centrada sobre os fatos cotidianos mas a atenção se coloca sobre a Luz e esta atenção, colocada sobre a Luz, transformará seu cotidiano, de maneira evidente e de maneira simples.

Trata-se de uma modificação de percepção mas também de uma modificação de ação da Luz e de sua vontade própria, nesta dimensão.

Há portanto, aí também, aprendizagem e experiência.
Entretanto, à medida que você deixar a Luz entrar em sua vida, ela entrará também em sua densidade e no que você chama cotidiano.

Mas, aí também, isso não se faz em um minuto.
Há aprendizagem, há etapas, há integração e há experiência.
Mas isso vai muito rápido, mesmo com relação à sua escala de tempo, em sua vida.

Questão: Devemos continuar a fazer proteções contra as diversas formas de poluições?

Bem amada, tudo é função de tua Consciência e de tua Vibração.

Eu me explico: você foi obrigada, de uma maneira ou outra, a funcionar sob as leis e o princípio da dualidade.

Face ao mal, foi necessário encontrar técnicas para fazer o bem e, se eu lhe disser, hoje, que fazer o bem, faz tanto mal que fazer o mal, porque isso leva à dualidade?

Entretanto, você esteve obrigada a manter esta dualidade enquanto a Fonte não tivesse voltado a você, enquanto o ciclo não se terminasse, o que é o caso hoje.

Então, se sua Consciência e sua Luz lhe diz, se seu impulso interior de Luz lhe diz que isso não serve mais a nada, então, não o faça mais.

A Vibração, efetivamente, da Unidade, basta-se a ela mesma.

Se você é capaz de tocar essas esferas, você não tem mais necessidade de construir em torno de você um castelo ou um baluarte que a isole porque, efetivamente, você se protege do mal mas você se fecha, nesta dimensão, praticando tais exercícios que, no entanto foram necessários.

Não é questão de dizer que eles sejam prejudiciais, eles foram eficazes e ainda o são, mas o mais importante é seu ponto de vista e sua escala vibratória.

Se você mesma acolhe a Luz, em você, por rituais ou de uma maneira espontânea, se você mesma sente vibrar, em você, a Coroa da cabeça e a Coroa do coração, se essas duas Coroas se alquimisam e se casam, nesse momento, você não tem mais necessidade de seus rituais porque você está além dos rituais, você é a Luz encarnada.

Questão: Quais os rituais de proteção para ajudar pessoas que estão na 3ª dimensão?

Bem amada, a resposta é a mesma: isso depende de seu ponto de vista e sua própria Vibração.

Obviamente, o sofrimento existe ainda nesta dimensão.
Obviamente, Seres são confrontados a este sofrimento e estão na necessidade de agir, fazendo prova, mesmo, da dualidade.

Obviamente, é preciso agir, nesse nível, quando você é confrontado. Mas é necessário também compreender e aceitar que, se seu nível vibratório se eleva, à medida que você retorna na evidência da realidade da Luz, à medida que você retorna na Vibração da Luz, você vai se afastar do que, até o presente, fazia os marcadores e as referências de sua vida, de maneira brutal ou de maneira mais progressiva mas, entretanto, a um dado momento e a um certo limiar de Consciência, você não poderá mais alimentar isso.

Descobrir a Luz corresponde, assim como o disse Buda, a matar todos os modelos.

Você deve matar todas as crenças em você a fim de ser você mesma, a fim de ser revelada a sua própria Presença e, estando na Presença de você mesma, você não tem mais necessidade de rituais, quer isso seja para você ou para os outros, porque o Milagre, nesse momento, será cotidiano, não estará mais ligado a um ritual ou a um conhecimento qualquer mas simplesmente a um estado de Ser.

É o que, hoje, você está construindo, então, vai se deixar levar por esquemas antigos, certamente úteis, ou vai para o novo, para a inovação, para a Verdade da Unidade?

É sua escolha e é seu destino.
Nós não forçaremos jamais ninguém.

A Luz não se impõe.
A Luz se propõe e, você, você deve ser do mesmo modo: não mais impor a Luz para fazer o bem mas tornar-se Luz, a fim de que a Luz trabalhe e não mais você.

É uma revolução, efetivamente, do que se trata, hoje.

Questão: Diferentes interventores falaram de diferenças de sentir entre os meses de agosto, setembro e outubro. Há então uma forma de calendário préestabelecida das evoluções em curso?

Bem amado, as evoluções em curso, individuais, estão sujeitas ao tempo e à elasticidade desse tempo, nesta dimensão como em dimensões não dissociadas.

Entretanto, é preciso compreender que existe certo número de etapas e essas etapas, para alguns Seres, foram vividas há dezenas de anos.

Elas tomaram longo tempo para se instalarem.
Hoje, os Seres descobrem, sem fazerem pesquisas importantes (esotéricas ou de conhecimento ou energéticas), os domínios da Luz.

Estes são novos, em relação à Luz, eles não tem prejuizos e conhecimentos pré-adquiridos, eles estão então prontos a aceitar a integralidade da Luz porque seu cérebro e o nível da reflexão e seu Coração está virgem de toda construção.

Então, sim, assim como o disse Cristo: «os primeiros serão os últimos e os últimos serão os primeiros», ou seja, aqueles que se abrem hoje irão, de uma vez, muito mais rápido e muito mais grandemente na Luz.

Então, há uma espécie de calendário, sim.
O calendário não é o calendário do humano, mesmo se se sobrepõe a seu tempo.

O calendário é, antes de tudo, aquele do cosmos.
É aquele das Radiações dos sistemas planetários.

É também, e sobretudo, a influência de radiações de diferentes estrelas, desta galáxia, vindo penetrar seu Sistema Solar e desencadear efeitos.

Esse calendário é um calendário baseado num tempo.
Não se trata de um tempo temporal Humano mas de um tempo cósmico.

Entretanto, a um dado momento, há correspondência e superposição entre o calendário Humano coletivo e o calendário cósmico.

Vocês chegaram a esta extremidade.
Agora, entretanto, nesta trama temporal, nesta modificação da Luz, o Ser Humano evolui a seu ritmo e cada ritmo é diferente.

Então, alguns viveram os Casamentos Celestiais, outros não o viveram, isso não quer dizer que estão condenados e que não os viverão, obviamente eles os viverão em acelerado, em outro momento.

Simplesmente, aqueles que aceitaram e viveram esses Casamentos Celestiais, durante esta primeira onda ou esta primeira fase, portam uma responsabilidade de serem os Semeadores da Luz.

Questão: Há uma lição específica nessas ondas de medo difundidas pelas midias sobre a vida econômica, as vacinas... Se esses medos não chegam, haverá outras ondas?

Bem amado, o medo é a contração, o medo é a ausência de Luz.

A Luz é Alegria e não medo.
É preciso aceitar que suas vidas foram construídas sobre o medo, obviamente, eis que a maior parte dos ensinamentos espirituais visam suprimir a influência desses medos.

Ora, o que faz nascer o medo?
O medo está ligado a uma construção, uma construção ligada ao mental e unicamente a ele.

O medo é uma projeção que os faz sair do instante pesente.
Se você estiver centrado no instante presente, constatará que, pela Inteligência da Luz presente, não pode existir lugar para o medo.

O medo é portanto apenas uma saída de seu eixo, uma saída de seu alinhamento a seu estado interior, o mais nobre.

Esse modelo no qual vocês vivem é construído sobre o medo da separação, sobre o medo do fim.

Obviamente, os limitaram e os fecharam nesta dimensão.
Nesta dimensão, neste fechamento, há a palavra fim.

Em sua dimensão de Semente de estrelas, a palavra fim não existe, porque a vida é expansão permanente e experiência permanente, religada à Fonte.

Ora, aqui, vocês perderam esta confiança.
É-lhes preciso redescobrir e refazer a aprendizagem de sua Eternidade, é-lhes necessário aprender a viver em liberdade, é o que vivem, neste momento.

Então, obviamente, o medo é o que vai se opor, coletivamente, a sua elevação.

Eu disse ontem, e repito, o medo é uma projeção do futuro mas o futuro é muito mais luminoso do que vocês pensam.

Obviamente, alguns Seres quiseram que vocês pensassem em um futuro sombrio, um futuro feito de prisão e de privações, um futuro feito de ausência de conforto, mas, a primeira coisa que vocês descobrirão no dia em que a desconstrução esteja em vias de conclusão (a partir do momento em que aqueles que mantiveram a Ilusão de suas vidas, através do social, através de seu papel social, através de sua profissão, com o fato de depender de diferentes funções que vocês chamam crédito ou vida a crédito), quando tudo isso se apagar, vocês descobrirão a palavra liberdade e não pode ser de outro modo.

Quando a ilusão se dissolve, vocês descobrem a Verdade e a Verdade os libertará.

A Verdade é Luz.
A escravidão é Sombra.

Quando tudo isso parar, hoje, seu mental tem medo, mas o dia a vir, em que isso acontecerá, eu lhes garanto que viverão a liberação a mais fantástica que a Humanidade jamais viveu, na coletividade e em sua individualidade, porque o que os mantêm sob pressão, o que os mantêm na Ilusão, não existirá mais.

A maior das ilusões que foi construída e mantida em sua Humanidade, que escravizou, literalmente, a Humanidade, foi chamada dinheiro e midias.

Não há outras bestas além dessas.

Questão: Omraam Mikhaël falou de «grelha-planeta» para ilustrar os efeitos do Fogo sobre a Terra. Onde se está hoje?

O Fogo do Amor não é o Fogo que destrói.
O Fogo do Amor é o Fogo que eleva.

Olhem, aliás, a oposição que pode existir entre o que quiseram lhes insuflar, pelo medo, certas religiões (como falando de fogos do inferno que não existe senão em suas imaginações distorcidas).

O Fogo é Amor e nada mais.
Se você adora, se você venera o Fogo, sob qualquer forma que seja (quer seja o Sol, quer seja a chama das velas), é o mesmo Fogo que aquele que você libera.

Assim, o Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov, no mês de maio, lhes falou de «grelha-planeta», falou-lhes dos casamentos do Sol com a Terra.

O sol que vocês vêem, é, de fato, constituído, totalmente, de seus corpos de Existência, aí está porque a maior parte dos místicos adoraram o Sol, porque a maior parte das religiões falaram dos novos Sóis, de antigos Sóis e da aparição de um outro Sol .

Vocês vão reencontrar sua Existência, seu veículo de Eternidade, aquele é um veículo que vibra em frequências que esse plano de Ilusão não pode conhecer.

Assim, obviamente, o que a lagarta chama a morte, a borboleta chama o nascimento.

Isso quer dizer que, no momento que penetrar nessas reuniões totais com a Luz, será necessário transmutar, totalmente, qualquer coisa.

Não se trata, ainda uma vez, de uma destruição final mas bem mais de uma elevação sobre um outro plano vibratório.

Saibam que as Vibrações e as dimensões apoiam-se uma sobre a outra, ou seja, que uma dimensão superior vai tomar apoio sobre uma dimensão inferior que, para ela, esta dimensão inferior será apenas mais uma matriz, ela também, que será apenas um apoio à expansão de uma nova dimensão.

Assim é sua dimensão que deve se reencontrar purificada e elevada pela potência do Fogo do Amor.

O Fogo do Amor não é destruição.
O Fogo do Amor é Revelação e translação.

Então, a expressão empregada pelo Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov de «grelha-planeta» corresponde à realidade mas não creiam se encontrar como o que vocês chamariam um pedaço de pão queimado, bem ao contrário.

A Luz vem.
Quando esse Sistema Solar for alinhado, totalmente, com o centro da galáxia, vocês verão a Luz de seus olhos mas, nesse momento, verão desaparecer algumas estruturas ligadas à Ilusão e, nesse momento, serão o que chamamos ascensionados.

Mas isso pode ocorrer de maneira antecipada para todo Ser Humano que poderá e quererá viver isso, não ainda agora, mas dentro de muito pouco tempo.

Alguns Seres já ascensionaram com seus corpos, sem passar pela morte.

Isto, vocês ouvirão pouco falar porque isso concerne, essencialmente, ao continente sul americano que, por sua origem vibratória, está um pouco mais próximo que vocês desta Verdade.

Com efeito, esse continente teve povos que ascensionaram, à sua época, totalmente.

Os Mayas, hoje, estão talvez muito perto desta Verdade que outros povos que têm, o que chamaria, a cabeça dura e em particular os ocidentais.

Questão: O personagem do filme «guerra nas estrelas», Yoda, poderia corresponder a entidades realmente existentes?

Bem amado, há inumeráveis Moradas na Casa da Fonte.

A forma humana é apenas uma das formas possíveis, nesta densidade unificada ou dissociada.

Muitos de seus irmãos galácticos, em dimensões unificadas, mesmo as mais densas como a 3ª dimensão, possuem um corpo que nada tem a ver com o seu.

A criação é infinita, as formas de criação são infinitas.
Existem modelos, ou padrões, se preferem, que vocês encontram nesta dimensão.

Em seus oceanos, há assim Seres que encarnam, em sua filiação espiritual, linhagens não humanas, ligadas a Vibrações profundamente diferentes e a formas ou DNA correspondentes a formas profundamente diferentes do que aquela que vocês vivem.

Há, portanto, aí também, nesse nível, um aprendizado.
Para falar de filme, poderiamos também falar do reencontro de uma criança com o que vocês chamariam um álien, os dois estando mortos de medo, a um dado momento.

Obviamente, este encontro é um choque.
Compreendemos muito bem que a intervenção (que não é uma intervenção mas que é uma manifestação e uma irrupção em sua densidade) de formas de vida que nada têm a ver com seus paradigmas e sua estética, possa revelar, na Humanidade, um choque bem mais importante, ainda, que ao nível do medo e da doença.

Então, imaginem bem, a Unidade não pode se permitir isso.
Ela não quer sobretudo gerar um choque, exceto em caso de extrema necessidade.

Assim como lhes disse o Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov, este prazo é portanto adiado no tempo, o que não quer dizer que, interiormente, estaremos mais longe.

Estaremos, bem ao contrário, cada vez mais próximos de vocês e de sua Consciência interior, de sua Consciência do Coração.

Mas, ao nível da Consciência que chamaria coletiva, de 3ª dimensão dissociada, deveremos evitar as reações, vocês o compreendem bem.

Então, como o disse, procederemos por toques sucessivos e as coisas evoluem segundo um ritmo próprio, que é indispensável, de modo a que os acontecimentos se atenuem se passando na maior suavidade.

O que vocês devem reter é que nós nos aproximamos de vocês, nós esperamos de vocês que vocês nos peçam ajuda.

Nós não podemos fazer, ainda uma vez, o trabalho em seu lugar, mas nós podemos, por nossa Radiação e sua Radiação, juntos, ajudar esse trabalho.

Este é o nosso único objetivo mas nós permanecemos prontos, entretanto, em função de eventualidades diferentes, a modificar o que deve ser.

Questão: Como conciliar a multiplicação de períodos de meditação, ligados às novas energias, com uma vida cotidiana, uma família, um trabalho?

Bem amado, parece-me bem que foi solicitado multiplicar os momentos de conexão e os momentos de Vibração, o que não é passar várias horas em meditação e fora da vida ativa.

Foi-lhes solicitado, em suas atividades (comuns, banais, cotidianas ou extraordinárias), pensar em sua conexão à Luz a fim de que, mesmo nas atividades comuns ou habituais, pudesse se manifestar a Vibração.

Parece-me que não lhes foi solicitado de se isolarem na meditação, durante horas, mas consagrarem alguns segundos, em termos terrestres, a se ligarem, a se conectarem, em suas atividades comuns.

É certamente o modo mais eloquente e mais evidente de manifestar a Luz mesmo em seu dia a dia.

Isso não toma mais que algumas respirações.
À medida que vocês fazem a aprendizagem desta reconexão, de maneira simples, vocês se aperceberão que a Vibração estará presente, mesmo por ações que nada têm a ver com a Luz.

É isto que é preciso cultivar.

Questão: Podemos considerar que, para a Fonte, o infinito é a lei?

Bem amado, não há lei além daquela que você conhece.

Mesmo nos multiuniversos e multidimensões, o infinito é a regra, o infinito é o comum, mas não é uma lei.

Uma lei é algo que legaliza, que fecha.
Não há qualquer fechamento, nas multidimensões.
Há regras de funcionamento que vão no sentido do que vocês chamam entropia, ou seja, a expansão infinita da Luz, da experiência e do amor.

Entretanto, como o sabem, tudo volta à Fonte, quer dizer que, a partir desse momento, esta entropia torna-se algo que funciona, então, em outro sentido.

Pouco importa os nomes que sabem que portam esses conceitos, entretanto, a única lei é esta: tudo provém e tudo volta à Fonte.

Entre esses dois extremos, há o infinito dos possíveis, o infinito da manifestação da Vida, o infinito de experiências.

Nas multidimensões, dimensões se criam permanentemente.

Hoje, existe um número dado, e portanto definido, de dimensões mas esse não será o mesmo em um outro espaço, ou em um outro tempo, onde o tempo não se conta como vocês o contam, onde o tempo é diferente porque está ligado à localização espacial e não mais a uma marca que vocês chamam temporal.

Mas isso seriam dados físicos extremamente complexos.

É-lhes preciso conceber, antes de tudo, como Seres ilimitados, coisas que vocês são, em Verdade.

Verdadeiramente, o que vocês são, entretanto, é preciso aceitar que as experiências do que vocês vivem, nesta densidade e que são limitadas, vão descobrir o ilimitado, mesmo na limitação.

É isso que, hoje, permitirá, ainda uma vez, proceder por toques na elevação e da translação dimensional do conjunto desta Humanidade.

Questão: Se a ascensão é uma questão de elevação vibratória, como se faz a questão de transporte nas embarcações metálicas seguidas de Luz?

A coisa a esclarecer, bem amado, nesse nível, é que a translação dimensional se faz por um processo de decantação: o que é pesado, desce e o que é leve, sobe. Entretanto, esse processo de decantação pode se passar de maneira mais ou menos natural, de maneira mais ou menos espontânea.

Existem portanto diferentes formas de Embarcações.
É preciso bem compreender que, para além das limitações desse corpo, penetrar os domínios do Espírito deve se fazer através de um veículo chamado Merkabah.

Esse veículo é, também, uma Embarcação.
Essa Embarcação pode ser construída em sua Existência e, nesse momento, obviamente, você não precisa de outra Embarcação de Luz ou outra Embarcação metálica além de sua própria Embarcação.

Entretanto, alguns Seres terão necessidade dessas Embarcações.

É preciso bem compreender que ascensionar pela porta interior e pela porta do coração lhes abre espaços infinitos e, nos espaços infinitos, nas multidimensões e multiuniversos, existem Embarcações de Luz.

Alguns Arcanjos são Embarcações de Luz.
Se eu lhes dissesse que Maria deve voltar como ela partiu, ou seja, sobre a Nuvem, isso quer dizer sobre Embarcações.

Se Cristo deve voltar como partiu, ele voltará em uma Embarcação, e não no ar.

Somente os Arcanjos, não tendo jamais possuído dimensão humana, dissociada ou modificada, não têm necessidade dessa Embarcação porque eles são, eles mesmos, Embarcações.

Isso lhes é difícil a apreender porque, até o presente, quando vocês pensam na morte, passam por um túnel e se encontram num espaço prisioneiro, ele também, em sua dimensão.

Hoje, o tratamento não é o mesmo.
Vocês penetrarão espaços novos, Vibrações novas que necessitam hábitos diferentes, vestimentas diferentes, uma Vibração diferente e uma concepção diferente.

Então, obviamente, nessas dimensões etéreas, vocês vão encontrar os veículos que podem ser seus próprios veículos mas também veículos diferentes.

Do mesmo modo que, para ir de um ponto a outro, nesta dimensão, vocês podem fazê-lo a pé ou fazê-lo de bicicleta ou de automóvel ou avião, do mesmo modo, nos multiuniversos e multidimensões, vocês vão emprestar diferentes veículos.

Isso é bastante natural.
A Ascensão não se passa nos domínios que não existem diferentemente que em Espírito, eles existem, eles têm uma corporeidade.

Essas dimensões apresentando corporeidades, como você quer ali chegar?

Questão: Depois do processo ascensional o que vai se tornar a vida sobre a Terra?

Ela se transformará no que você se tornará, bem amada.
Você sabe, por exemplo, que você chega ao final desta vida, nesta dimensão, e que vai morrer, quer vai passar num outro estado vibratório.

Entretanto, nesse momento, você se preocupa com o que vai se tornar o corpo que você abandona?

Do mesmo modo, qual é o interesse de projetar, com o mental, o que vai se tornar esta Terra, uma vez que o conjunto desta Terra será modificado?

O que você quer que eu diga?
Que tal região do mundo terá desaparecido e que outra terá reaparecido?

Que tantos seres Humanos terão ascensionado com esse corpo biológico e que outros terão recriado um corpo de Existência?

Que tal região terá passado a uma outra dimensão e uma outra terá sido precipitada em uma dimensão mais pesada?

Isso seria uma visão mental.
Você não tem que se preocupar, assim como o disse Arcanjo Miguel, do que é exterior.

A solução é interior.
Você não tem outra porta de saída além de seu Coração e nenhuma outra.

Tudo o que você pode conceber com sua cabeça, tudo com o que você viveu, nesta dimensão, não existirá, simplesmente, mais.

Entretanto, isso não é uma morte.
É, justamente, vivendo a experiência da Existência que a totalidade da Consciência humana, se tal é seu desejo, poderá passar para esta nova dimensão, quer isso seja com corpo, sem corpo, em Embarcação ou sem Embarcação.

Questão: Como um pai pode abordar esse assunto com seu filho quando sua mulher é refratária?

Esse problema é muito delicado, bem amado.

Entretanto, há uma regra fundamental que já dei ontem, e que que voltarei a dar com prazer esta noite: você não tem que se incomodar com as crianças.

Elas serão seus guias porque elas não estão fechadas como vocês.

Elas estão abertas à Verdade da Luz.
Inúmeras crianças, hoje, conversam com seu Anjo Guardião, com Maria.

Elas fazem isso natural e espontaneamente, então, a preocupação não são eles, mas você.

Entretanto, sua preocupação o faz refletir como pai, ou seja, como Criador, assim como você o crê, de um corpo.

Entretanto, seus filhos não são seus filhos.
Há apenas a Ilusão desta dimensão que o faz crer nisso.

Para além dos mundos dissociados nos quais você vive, as crianças não pertencem a pais.

A filiação, mesmo biológica (se é que se pode falar de biologia) não tem mais nada a ver com o que você criou nesta dimensão, ou que lhe foi imposto, é mais justo dizer.

Então, os questionamentos, aí também, são apenas apreensões mentais.

O processo de elevação é profundamente natural.
Assim o é o processo da morte, a única diferença é que aqui não haverá interrupção da Consciência mas, ao bem ao contrário, uma ampliação e um crescimento do potencial da Consciência, do que você é, por tudo o que existe e que vive sobre esta Terra.

Portanto, eu diria, como disse Cristo: «felizes os simples de Espírito», aqueles que não se colocam questionamentos, aqueles que se contentam de viver a Luz que se apresenta a eles, sem procurar tomá-la, sem procurar compreendê-la ou modificá-la.

A partir do momento em que seu mental toma uma experiência espiritual, esta perde sua transcendência, ela retorna coloração, volta a ser dual, a partir do momento em que ela se exprime em palavras ou em pensamento.

Então, o mais difícil para você, como ser adulto, é penetrar essas experiências, ainda uma vez, sem se colocar questões, aceitar vivê-las e não se colocar questões sobre o futuro.

Se você permanece centrado no instante, na Verdade do instante, tudo se explica e tudo se explicará. Não pode haver saída, porta de saída, em sua cabeça e seu mental.

Eu insisto sobre esta coisa essencial.
A única coisa a compreender é a Vibração do Coração porque é por ela que você viverá tudo o que tem a viver e de modo algum por seu cérebro.

Questão: Pode desenvolver sobre a influência dos ciclos lunares sobre o Ser Humano?

Bem amada, os ciclos que influenciam sobre o Ser Humano são de diversas naturezas.

Vocês têm ciclos extremamente visíveis, que compreendem, como os ciclos lunares, ou os ciclos solares, que desencadeiam modificações em massa no organismo Humano, corpo do organismo planetário.

Isso você conhece mas, hoje, você está submetida a outros ciclos que, até o presente, lhe eram desconhecidos.

As radiações da Luz vindas dos finais de sua galáxia, chegando em massa, são partículas que você jamais experimentou.

São partículas que seus cientistas conhecem, que têm uma influência e que modificam seu comportamento, que modificam seu ritmo biológico, que modificam seu DNA, que modificam suas glândulas endócrinas, a fim de lhes permitir preparar esse corpo para viver o que ele deve viver.

Isso não se faz em dois minutos.
Esses ciclos aí foram inicializados desde mais de vinte e cinco anos e correspondem à entrada do conjunto desse Sistema Solar, sob a influência da radiação central de Sirius, e, mais próximo de vocês, sob a influência da radiação de Alcyone.

Há partículas extremamente novas para vocês que, mesmo seus cientistas, não chegaram ainda a compreender ou a localizar que, entretanto, têm um efeito extremo sobre sua Consciência.

Sua Consciência, empregando uma palavra simples, se acelera, literalmente.

É sua Consciência que acelera e que vai sair da Ilusão, ela mesma, extraindo-se do retardamento do tempo que lhes foi imposto pela curvatura do espaço/tempo, nesse Sistema Solar, como em outros Sistemas Solares.

Hoje, vocês descobrem a Vibração da Consciência e a expansão da Consciência.

Vocês a descobrirão, e vocês a descobriram, através dos Casamentos Celestiais, vocês a descobrirão através de uma qualidade Vibratória nova que vamos efusionar sobre a Terra todos os dias 17 de cada mês (nota: ver a intervenção de Miguel de 30 de setembro último).

Vocês a descobrirão, também, através da Presença, cada vez mais potente, de Verdade, da Fonte.

Então, tudo é ciclo, tudo tem uma influência sobre vocês.

Simplesmente, os ciclos que vocês experimentam, numa vida (como os ciclos lunares, solares e planetários), se transformam em ciclos cósmicos e galácticos.

Quando a onda galáctica chegar sobre vocês, quando esta Luz branca os iluminar, esta dimensão, esta Ilusão se dissolverá dela mesma.

Vocês não têm que se preocupar, vocês têm que acolher esta Vibração e esta expansão de Consciência, em vocês, a fim de poderem estar prontos, no momento vindo, a viver em toda a serenidade e em todo Amor.

Questão: Qual é o papel de um ser despertado num mundo como este no qual nós vivemos hoje?

Seu papel é essencial, bem amado.
É aquele de se realizar primeiro, na Luz, e irradiar esta Luz e sobretudo de fazer cessar o jogo da dualidade, dele não participando, o mais possível.

Entrar em Unidade é verdadeiramente um ato de coragem e um ato de abandono, à fé.

Isso necessita, para sua consciência comum, um salto quântico enorme, ou seja, passar do que fez sua experiência de vida desde milênios, a algo inteiramente novo.

Para isso, é preciso compreender que não há que entrar em reação porque, se vocês entram em reação contra a dualidade, vocês alimentarão a dualidade.

Entrar na Unidade não é se extrair do mundo mas, ao contrário, se manifestar, em Unidade, na dualidade, ou seja, deixar transparecer a Luz.

Um ser despertado é um ser que irradia a Luz, que não procura dirigí-la.

Ele se contenta de ser, hoje.
Vocês são extremamente numerosos a se tornarem despertos em sua própria dimensão.

Existe, realmente, um contágio desse estado vibratório.
Vocês vão descobrir, cada vez mais rapidamente, agora.

É essa alavanca de Luz que, para nós, é a garantia do desaparecimento da Ilusão e desta dualidade, e nenhuma outra.

Vocês não têm que querer agir contra, vocês têm sim que ser o que vocês são.

Quando compreendem isso, e o aceitam, quando vocês fazem a experiência, nesse momento, vocês penetram as Moradas da Alegria eterna, vocês penetram os Domínios da sincronicidade, da felicidade.

O princípio de sincronicidade, o princípio de atração e ressonância, vai colocar, frente à sua vida e desenrolar sob seus passos, e em sua consciência comum, a majestade do Amor.

Isto é a aprendizagem que vocês fazem hoje e que farão, cada vez mais frequentemente, na condição, obviamente, de não mais alimentar a dualidade.

Eu disse, ontem, eu repito esta noite: tudo, absolutamente tudo, sobre esse mundo, foi feito para provocá-los a viver nesta dualidade, a fim de manter o véu da Ilusão e manter o que eu chamo esta matriz.

A matriz se nutre do medo.
A matriz se nutre do bem e do mal e da alternância desse bem e desse mal.

Todas as almas foram presas nesse bem e nesse mal.

A Unidade não é a negação do bem e do mal.
A Unidade é elevar o nível vibratório acima desse nível da ação/reação.

É um trabalho interior de abertura do coração.
Hoje, esse trabalho lhes é tornado possível, sob a influência da irradiação central, a princípio de Sirius, mas em seguida de Alcyone.

Foi-lhes tornado possível pela Radiação extremamente rápida gerada pelo Conclave Arcangélico.

Compete-lhes aceitá-la ou recusá-la.
Entretanto, vocês devem compreender que não podem servir dois Mestres ao mesmo tempo: seja o Mestre exterior (que é a dualidade) seja o Mestre interior (que é você mesmo) e nada mais.

___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário