domingo, 13 de setembro de 2009

ANAEL - 13 de setembro

13 de setembro de 2009

do SITE AUTRES DIMENSIONS


Questão: Que é esse circo nesse momento, ao nível global?

Então, caro amigo, não é um circo, isso se chama uma «ronda».

Cada ronda é um ciclo.
Os ciclos obedecem a leis.
Nesses ciclos, há passagens obrigatórias.
Essas passagens obrigatórias são mais ou menos elásticas, em função do que vocês chamam resistência, do que vocês chamam atração e do que vocês chamam princípio de causalidade.

Assim, os eventos, as coisas, os fatos, os gestos, ajustam-se em função de um conjunto de fatores. Nenhum desses fatores pode ser conhecido e definido antecipadamente.

Um plano extremamente preciso é dirigido por aqueles a quem vocês chamam profetas.

Esse plano é seguido ao pé da letra.
Entretanto, existem momentos em que mesmo os planos os mais certos precisaram ser alterados.

Eu os remeto à história de Sodoma e Gomorra.
Eu os remeto à história de Ló.

O que significa que o importante situa-se nas adaptações que vocês vivem, individual e coletivamente, como corpos físicos, mas é também o mesmo para o corpo físico do planeta.

Nós observamos e nós ajustamos.
Vocês observam e vocês se ajustam.
Vocês respondem como nós respondemos.

Do mesmo modo, vocês respondem a uma estimulação, que esta estimulação tenha por nome medo, com sua vacina, ou que esta estimulação tenha por nome Luz, vocês respondem.

E do conjunto dessas respostas resulta certo número de fenômenos. Essas respostas, antes que se produzam, nos são desconhecidas, assim como a vocês.

Entretanto, existe certo número de pilares, correspondentes a limites de passagens, que devem manifestar-se. Mas alguns desses limites podem ser reduzidos ou, para alguns, aumentados.

Nós apenas respondemos, nós também, ao que vocês respondem.

Questão: A que corresponde a transformação que foi anunciada ontem por Aïvanhov?

Mestre Aïvanhov falou-lhes de certo número de transformações.

Falou-lhes, sobretudo, de uma modificação, muito provável, de seu ambiente eletromagnético. Trata-se, literalmente, de um golpe de repreensão e de um golpe de parada às manobras manipulatórias daqueles que esperam dominar e prender a humanidade.

A transformação em curso (a finalidade, todos a conhecem, trata-se de juntar-se a seu corpo de eternidade), passa pelo que foi chamado nos escritos bíblicos, pela ressurreição, pelo corpo sem costuras, ainda o corpo imortal.

Essa é a finalidade.
Mas existem numerosos modos de chegar a esta finalidade, existem numerosos tempos para realizar esta finalidade.

A transformação é esta, certamente.
Mas, entretanto, a regra do tempo é fixada numa certa medida, não unicamente por suas respostas, mas também pelo número de pessoas que respondem.

A cada final de ciclo, a cada iniciação de um novo ciclo, temos necessidade da adesão, propriamente falando, de certo número de seres, de certo número de frequências, a fim de contrabalançar às outras deficiências, àqueles que não seguirão, a princípio, o movimento e que, entretanto, serão levados pelo movimento.

Questão: Aïvanhov nos disse ontem que de fato os movimentos que se observam hoje e que implicam nas mudanças de operação de planos não estariam mais ligados à Sombra, que teria sido definitivamente neutralizada, mas estariam ligados estritamente às reações humanas?

Essa é a estrita verdade.
O maligno, como seu nome o diz, é muito maligno.
As forças obscuras, tais como vocês as denominam, aquelas que se opunham à sua liberação desse plano de ilusão que percorrem, para alguns, desde muito numerosos ciclos, foram muito hábeis.

De início, elas nos proibiram o acesso a esta dimensão, sob pena de sermos nós mesmos presos pela ilusão eletromagnética que vocês vivem e, portanto, provocar um processo de queda idêntico àquele que sua alma experienciou, nesta matriz.

Em seguida, eles foram expulsos, correta e literalmente, pelas forças Micaélicas e pelas embarcações da confederação intergaláctica e as embarcações de Maria particularmente, que literalmente expulsaram a esfera Nibiriana de sua atmosfera solar.

Entretanto, os planos eram tão estabelecidos e tão lubrificados, de qualquer modo, que os executantes, aqui, sobre sua Terra, que são quase todos os humanos, apenas puderam executar seu plano, que não tinham mais diretivas daqueles que estavam acima.

E as diretivas eram as seguintes: os Anunaki não se manifestam mais, estes tinham então a ordem de colocar o mais rápido possível seu plano em ação.

O maligno havia portanto tudo previsto.
Assim, portanto, eles nos colocam diante de um fato específico.

A Sombra irremediavelmente perdeu o combate no céu.
Ela perdeu, necessária e irremediavelmente, aqui, sobre sua Terra, e no conjunto de bases que possuía nesse sistema solar.

Vocês não estão sem saber que existem bases também na Lua, em Saturno, em Júpiter e também em outros lugares de seu sistema solar.

Os Anunaki foram expulsos, literalmente, de todos esses lugares, entretanto os povos que lhes serviam, como o seu, continuaram e aplicaram ao pé da letra as instruções de precipitar os planos de destruição da humanidade, devido ao fato de que não recebiam mais os impulsos ligados aos Anunaki.

Entretanto, aqueles que seguiam e que estavam escravizados por essas forças compreenderam perfeitamente a mensagem do que aconteceu em 15 e 16 de agosto.

Nosso problema, assim como lhes disse o comandante dos Melquisedeques, ontem, é que temos uma parte significativa da humanidade, diria mesmo largamente mais importante que todas as outras partes, que não está interessada, de perto ou de longe, nem pela Sombra, nem pela Luz. Eles são, assim como os chamariam as forças da Sombra, e assim como somos obrigados a constatá-lo, uma manada.

Assim, as forças da Sombra perderam no céu e na Terra.
Mas os humanos que lhes eram subservientes continuam de modo maquiavélico e mecânico, os planos que haviam sido estabelecidos com eles.

Questão: Há um meio para que os humanos disponham de uma informação complementar que lhes permita mais consciência nesse sentido?

Como o sabem, a elevação vibratória é essencial.
Não temos, quanto a nós, qualquer meio de ação, pela Luz, sobre esses seres.

Apenas vocês, pela subida vibratória, podem, eu digo bem, podem, esperar mudar o dado, entretanto, isso não está adquirido. A Luz, quando se revela, pode mudar efetivamente muitas coisas junto aos seres humanos que estão na indiferença, mas junto àqueles que estão na oposição à Luz, e eles o estão, seguramente, há pouca possibilidade que se tornem sensíveis à Luz, ainda que a Graça seja sempre possível.

Ora, vocês tudo construíram nesta humanidade para delegar, ao máximo e o melhor possível, seu poder. Assim como lhes disse a divina Maria, o princípio de ressonância e de atração aplica-se agora de maneira integral e total.

Lembrem-se, o Arcanjo Miguel e eu mesmo, quando das últimas reuniões, em particular sobre os ensinamentos que receberam das radiâncias Arcangélicas e dos selos Arcangélicos, nós bem dissemos que seu trabalho de Luz era essencial, a fim de guiar a Luz que vinha sobre esta Terra, a fim de guiar o fluxo Metatrônico sobre esta Terra.

Isso foi realizado à perfeição, assim como lhes foi confirmado, entretanto nós não pensamos e não temos qualquer meio de compreender, no sentido intelectual, ou também de perceber no sentido intuitivo, no sentido em que vocês o entendem, que as forças obscuras deixassem as diretivas de tal natureza ao nível daqueles que os dirigem.

Questão: Não há qualquer ponto de influência sobre aqueles que teriam essas instruções?

Em seus termos humanos, isso passaria não por uma revolução, mas por uma insurreição global ao nível da humanidade. Mas o próprio princípio da insurreição é a oposição do bem e do mal, que é absolutamente contrário ao princípio da Unidade e de superação do bem e do mal.

Assim, vocês estão, vocês mesmos, presos nesse princípio de dualidade, de reação.

Questão: Por que uma subida vibratória de nossa parte poderia ter um efeito e não dos interventores de Luz de sua dimensão? O que bloqueia?

Não há bloqueio.
Há um princípio extremamente preciso que se chama a não ingerência no livre arbítrio da humanidade e que é imprescindível. Nós apenas podemos agir, vibratoriamente, sobre aqueles que fazem o pedido, em contrapartida, é seu dever, vocês, nesta densidade, de elevarem o nível vibratório.

Porque, elevando o seu, vocês elevam aquele da Terra.
Se nós elevamos, agora, de maneira mais intensa, mais brutal, o nível vibratório da Terra, isso significa a destruição total desse plano de vida no qual vocês estão.

Questão: Vocês respeitam o princípio de não ingerência em nossa evolução mas não as forças da Sombra.

Nós as destruímos nas dimensões para além de seu sistema solar, para além de sua Terra, para além de sua atmosfera vibratória, o que é diferente. Agora, a não ingerência é simplesmente o respeito do livre arbítrio.

Em sua densidade, neste planeta, e no mundo que percorrem, o livre arbítrio é respeitado inteiramente pela Sombra e pela Luz. Há jogos de manipulação ou jogos de influência, se preferem, que são exercidos durante muito numerosos ciclos.

Entretanto, o trabalho que realizamos, e que vocês realizaram pelo ancoramento da Luz, através dos Casamentos Celestes, permitiu, de um lado, realizar o levantamento total ao nível de seu céu e não desta Terra, das forças obscuras.

Isso foi realizado em 15 de agosto.
Esta ação foi exata, não foi um combate, ela permitiu à Luz efusionar na totalidade da Sombra. Entretanto, a intervenção da Luz nesta dimensão tornou-se extremamente difícil.

Creem vocês que teríamos deixado tantos ciclos escoarem-se se tivéssemos podido intervir antes, mesmo nesta densidade?

Pudemos apenas enviar emissários.
Pudemos apenas enviar seres elevados que vieram manter certa forma de ligação à Luz.

Não há oposição entre caçar a Sombra ao lado do Sol e não intervir ao nível de suas próprias sombras, pois agora elas estão ligadas aos humanos e nada mais.

Questão: Esta impossibilidade é exclusivamente ligada à ilusão eletromagnética?

Sim.
A ilusão eletromagnética é tudo o que vocês veem e vivem com seus olhos e que vocês chamaram «experiência», ou ainda «carma», ou ainda «reencarnação». Esta matriz é uma matriz chamada aprisionante, quer dizer que ela os leva para níveis de densidade que tornam impossível a saída consciente desses níveis de densidade, exceto para seres extremamente elevados que combateram durante milhares de vidas para chegar à dela se extrair.

Assim foi Cristo.
Assim foi Elias.
Assim foi Enoch.
Assim foi com alguns sábios orientais.

E é tudo.
Todos os outros foram presos.

Inúmeras almas aceitaram, hoje, deixar-se prender, porque sabem que a liberação estava próxima. Porque elas estariam aí, também, como suporte vibratório, aquelas a quem vocês chamaram as crianças índigo, as crianças cristal e também outras ainda, que estão presentes a seu lado, a fim de permitir esta elevação vibratória.

Entretanto, compreendam bem que, se a Luz intervém, ainda que seja apenas por intermédio de uma embarcação que pousaria sobre seu solo (eu falo sim de uma embarcação de Luz), ela seria prisioneira, instantaneamente, da matriz.

Questão: Isso explica o fato que Aïvanhov disse que se devesse ter transferido em embarcações de Luz, isso se faria por intermédio, inicialmente, de embarcações físicas, metálicas?

As embarcações físicas, metálicas, são apenas retransmissoras, relacionados às embarcações de Luz. Se as embarcações de Luz tivessem chegado ao extremo de intervir em sua densidade, sem passar pelo que chamamos os Anjos do Senhor (que, eu os lembro, estão num corpo de terceira dimensão unificada e portanto os únicos a poder intervir em sua densidade, real, física, concreta), naquele momento, isso quereria dizer que a Terra não pode mais viver nesta dimensão e vocês tampouco, em consequência.

Nós diferenciamos muito nitidamente a intervenção planificada desde muito tempo, assim como foi descrita por João, que corresponde aos Anjos do Senhor, intervindo em sua densidade assim como foi anunciado claramente, nós as diferenciamos ainda mais claramente daquelas que são chamadas embarcações Mãe, ou embarcações de Maria.

Estas evoluem desde a 11ª dimensão, até a 5ª dimensão.
Mesmo quando elas lhes são visíveis em seus céus, elas aparecem de maneira temporária em sua dimensão, permanecendo visíveis e unicamente perceptíveis a seus olhos e vibratoriamente, enquanto que estão, no entanto, na 5ª dimensão.

Elas não podem manifestar-se sobre seu solo, a Terra explodiria, enquanto não tenha se juntado à sua dimensão.

Questão: A matriz parece que teria sido limpa, não estaria mais operante.
Não, o nível astral que foi limpo, quer dizer, o que mantinha a artificialidade da matriz. Entretanto, a matriz continua, uma vez que vocês estão aí.

E vocês são a matriz.
É o que lhes parece difícil admitir.

Quando os orientais lhes disseram que esse corpo era «maya», ou seja, ilusão, vocês são, realmente, uma ilusão.

E é esta ilusão que tentamos fazer desaparecer.
E vocês também, aliás.

Mas é melhor fazer desaparecer esta ilusão, sabendo que vocês tornar-se-ão algo de eterno, que não sabendo onde ir, não é?

Questão: a fluidificação da matriz física permite a liberação deste aprisionamento?

A palavra exata seria a transformação ou translação de todas as cadeias carbonadas de seu esqueleto protéico em cadeias sílicas. Isso corresponde ao que teria se produzido de modo natural quando do alinhamento com o centro galáctico, dos elétrons hipervelozes que estavam então integrados em suas estruturas as mais íntimas.

Esse é o objetivo da Luz Metatrônica, assim como a viveram, alguns de vocês.

Questão: Utilizar a sílica vegetal pode iniciar esse processo?

Não.
Trata-se de um fenômeno de transmutação, literalmente, alquímico.

Você pode enterrar-se na sílica, na areia, você não se tornará no entanto um corpo de sílica. O fato de absorvê-la não permite, tampouco, transformar seu carbono em silício.

Somente a Luz pode fazê-lo.
Compreenda bem que, ao nível fisiológico, é extremamente fácil passar do silício ao carbono, mas é muito mais difícil passar do carbono ao silício.

Questão: Qual a diferença você faz entre embarcação-Mãe, embarcação de Maria e embarcação de Comando?

As embarcações de Comando não estão encarregadas de almas.

Elas são encarregadas de Luz.
Elas planificam e organizam.

As embarcações-Mãe são encarregadas de recolher as diferentes Merkhaba. Elas podem conter um número quase infinito de seres, pela associação de células.

As embarcações Marianas são as correspondentes às doze virtudes novas que devem se inserir em sua humanidade. É ao seu nível que se encontram as altas entidades espirituais que regem sua evolução.

Questão: Portanto os 24 Anciãos?

Sim.

Questão: Maria pareceu dizer em sua última mensagem que não haveria evolução possível para a humanidade ou mudança possível.

Mas tudo é evolução.
Não compreendo bem o sentido da questão.
A finalidade sendo a mesma, ou seja, a destruição e o desaparecimento puro e simples desta dimensão, como anunciado por todos os messias e todas as profecias.

Que isso se produza num mês, ou que isso se produza em três anos, qual é a diferença?

Questão: Os comentários de Maria pareciam evocar uma forma de aceleração de processo.

Completaente.
A diferença estando unicamente ao número de almas que podem ascender a esta dimensão nova.

Mais tenhamos tempo, mais seria viável realizar isso segundo um calendário profético.

Esse não é mais o caso.

Questão: Isso significa que o prazo de maio de 2010, para o anúncio de Maria, foi adiado?

Eu não iria até aí.
Entretanto, é evidente que no dia de hoje, ou na hora em que eu lhe falo em sua densidade, perturbações geofísicas essenciais ocorrerão durante o mês de outubro.

Elas são várias.
Não contem comigo para dar-lhes os detalhes.
Eu simplesmente lhes digo: durante seu mês de outubro, muitas modificações geofísicas ocorrerão.

Questão: Serão de natureza a fazer evoluir o comportamento humano para a Luz?

É sempre nessas circunstâncias que o ser humano torna-se, ou o mais covarde, ou o mais luminoso.

Questão: A transformação de Júpiter no pulsar influi nas transformações da humanidade?

O conjunto de planetas de seu sistema solar está em curso de grande transformação e não unicamente Júpiter.

Obviamente, esse sistema solar é um todo.
A totalidade desse sistema solar deve passar no que vocês chamam 5ª dimensão.

Sem exceção.

Questão: O calendário Maya fala de sequências de consciências: estaríamos na sequência agora «integridade», que viria controlar um pouco o «poder», até a «cocriação». São os grandes ciclos que trabalham para além das intervenções que vocês podem fazer, vocês?

O calendário Maya deu certo número de datas.
Elas são completamente exatas.

Lembrem-se, mesmo, que o calendário Maya, em seu final, não está determinado.

Muitos lhes falam de dezembro de 2012.
Outros lhes falam do ano de 2013.
Outros lhes falam do ano de 2011.

A sucessão de ciclos e a aproximação do inter-ciclo, existente entre as noites e os dias do último ciclo, são cada vez mais curtos. No curso desse último ciclo, que dura 260 dias, tudo é possível.

Assim, portanto, o final extremo ocorrerá, de qualquer maneira, o mais tardar entre fevereiro de 2011 e outubro de 2011, entretanto, ele pode também ocorrer no penúltimo ciclo.

A partir do momento em que vocês basculam na era da integridade, um número indeterminado de almas basculará para a integridade. Entretanto, compreendam bem que os planos maquiavélicos que foram impulsionados em sua humanidade pelas forças da Sombra visam contrariar, obviamente, isso, impedindo-os, de algum modo, de encontrar sua integridade e sua liberdade.

Questão: Pode-se então apoiar-se na noção de integridade para compartilhar com outros o final desse ciclo?

Sim.
Não se esqueça também que o conjunto, eu diria mesmo, a totalidade dos modelos religiosos que foram adotados pela humanidade, foram todos falsificados, assim como lhes foi revelado, confirmado e desenvolvido.

Entretanto, o problema não vem do que vocês chamam os ateus, os descrentes ou os cientistas, que terão mesmo que aceitar a verdade, mas bem mais de todos aqueles que aderem a uma religião ou outra, que são fechados, literalmente, em seu dogma e que, infelizmente, não estão prontos para sair e, isso, em todas as religiões.

Não sei mais quem, em sua humanidade, disse: «a religião é o ópio do povo».

É exatamente assim.

Questão: O protocolo proposto por Aïvanhov de prolongar uma hora por dia, em consciência, a elevação vibratória, permitirá trazer mais almas à Luz?

Sim.
Cada dia, vocês trazem cada vez mais.
Mas, mesmo um milhão por dia não é nada, com relação a seis bilhões.

Questão: Isso significa, de algum modo, que a causa está perdida?

Certamente não.
A causa está ganha, eu lhes disse.
Nós ganhamos, no céu, e devemos ganhar sobre a Terra, de uma maneira ou de outra.

Questão: A partir de qual porcentagem de almas vocês estimam que a parte «Terra» será ganha?

Com apenas 1% ela está ganha.
Ela já ganhou, assim como lhes disse Maria.

Nós esperamos simplesmente estender a mão ao mais de almas possível, e sobretudo, além do número, há outro elemento essencial. É que se há um número suficientemente importante para manter esta matriz, esta matriz renascerá em outros lugares.

E a Fonte decretou que isso não podia mais ser.
Então, que fazemos nós?

Questão: Isso significa que há uma vontade da Fonte de acelerar o processo para que haja menos almas, justamente, que possam fazer a passagem, seria isso?

Que possam ir e voltar a criar uma matriz em outro lugar.

A matriz reformar-se-á se um número importante de almas estiver prisioneira nesta matriz.

Esta matriz reformar-se-á em outro lugar.

Questão: Para evitar que a humanidade sabote todo o processo, que atraso a Fonte concorda...

Não é a Fonte que concorda, são vocês.
Segundo suas reações, segundo suas atrações e segundo o que vocês gerarem nas próximas semanas.

Não é uma questão de cota.
Eu bem o disse.

Questão: Qual será o critério que indicará o final do processo?

Vocês mesmos.
Não é uma questão de número.

Questão: Parece então evidente que a humanidade está se autodestruindo?

Mas não pode haver destruição.
Quem lhe fala de destruição?

A destruição desta dimensão é o final inexorável de todas as 3ª dimensões dissociadas, para ascender à 5ª dimensão.

Não é uma destruição, é uma liberação.
Seu ponto de vista é completamente falso.

Questão: Isso significa que a liberação passa pela morte física da humanidade?

Não há morte, há translação dimensional.
Vocês reencontrarão seu corpo de eternidade, corpo de existência.

Vocês não podem viver no corpo de existência e viver no corpo físico, é assim simples. Se vocês querem manter esse corpo físico, nesta dimensão, vocês não querem, então, ser liberados.

É também assim simples.
Eu chamo a isso uma ressurreição.
É livre a vocês chamarem-na a morte.

Se vocês a chamam morte, é que vocês nada compreenderam do processo de liberação.

É justamente o problema da maior parte da humanidade.
Quaisquer que sejam as experiências que vocês vivem, quaisquer que sejam os ensinamentos que tenham, quaisquer que sejam os testemunhos que tenham, vocês persistem em adotar um ponto de vista que fala de morte.

É todo o problema de sua humanidade.
Nós vimos liberá-los e vocês falam de morte.
Vocês se acreditam prosseguir nesse corpo eternamente?

Acreditam que a vida eterna seja nesta dimensão?
Mas vocês estão na ilusão, é agora que vocês estão mortos.

A linguagem é talvez um pouco abrupta mas corresponde à realidade. Seria talvez tempo de entendê-lo e sobretudo compreendê-lo.

Questão: O que você chama a vida do corpo corresponde à identificação da personalidade com relação a seu corpo físico antes que a seu corpo de existência?

Exatamente.
Enquanto vocês são identificados e submetidos à sua história ou sua lenda pessoal, ou seu carma, ou a esse corpo, ou a esta cor de cabelos, a esta aparência física, vocês não são liberados.

Questão: Como conseguir passar desta identificação para o corpo de existência se não se consegue senti-la?

Eu falei várias vezes durante o mês de maio.
Eu chamei a isso abandono à Luz.

O Abandono à Luz realizar-se-ia, de maneira natural, no final dos tempos, segundo um calendário estabelecido, passando por etapas proféticas, permitindo a adesão da Luz à humanidade por manifestações tangíveis em seu céu da potência da Luz e da Fonte.

Entretanto, a humanidade está cada vez mais (quaisquer que sejam os impulsos da Luz e a ancoragem da Luz) apegada, real e propriamente, a esta dimensão e a esta ilusão.

Progressivamente e à medida que as semanas passem, os seres ditos os mais espirituais penduram-se nesta dimensão.

Eles não compreenderam o sentido da mensagem e da Luz.

Questão: Para nós que estamos nesse plano a presença da Luz é nitidamente menos perceptível que a presença física de outras matrizes. Como modificar isso?

Isso está unicamente em seu ponto de vista.
Você está efetivamente muito mais apegado a seus modos de funcionamento nesta dimensão que à Luz.

Aí está todo o problema.

Questão: Como abandonar-se a algo que não se pode ver?

O abandono à Luz foi ampla e longamente discutido.
Trata-se de abandonar sua vontade própria para a Luz e para a inteligência da Luz.

O problema da humanidade é que vários seres humanos, mesmo entre vocês que descobriram a noção de sementes de estrelas, desviaram esta luz não para seu proveito próprio, mas com o proveito da manutenção desta dimensão.

Vocês compreendem o que isso quer dizer?
Vocês apreenderam (não falo de vocês, aqui presentes) mas os seres despertos apreenderam-se desta Luz para seu ego, porque estavam de coração aberto. Mas eles apreenderam-se desta Luz para fazê-la viver nesta dimensão ao invés de elevá-la.

Assim como o Mestre Aïvanhov lhes disse, assim como a divina Maria lhes disse, há um processo no mínimo paradoxal nesta humanidade: a humanidade, em sua totalidade, reclama uma liberação, mas quer manter, ao mesmo tempo, esta ilusão.

Trata-se bem de uma armadilha matricial.
Vocês adoram (não vocês, aqui presentes, certamente), mas vocês adoram literalmente tudo o que faz esta dimensão, que é apenas ilusão.

Então, o princípio de atração e de ressonância jogará.

Questão: Que podemos então fazer para servir à Luz?

Servir a Luz é ir para a Luz.
É acolher a Luz, abandonar-se à Luz, mas para ir para a Luz.

Ir para a Luz é um abandono.
Abandono de tudo o que faz sua ilusão nesta dimensão.

Quantos seres o realizaram?
Obviamente, vários seres abriram-se e têm aberto, em verdade e em autenticidade, suas lâmpadas, suas novas lâmpadas. E, entretanto, olhem o que acontece e o que acontecerá nas semanas que vêm, ao nível de sua Terra.

Como vocês explicam isso?
A Luz é vibração.

A vibração libera da ilusão.
Terminarei dizendo que vocês têm a fé na Luz.

Mas esta fé os libera da ilusão?
Vocês aceitaram, em verdade e inteiramente, que vocês são ilusão?

Questão: Os humanos enrolaram-se tanto nesta noção dita de «Luz» que é muito difícil separar da ilusão na qual se vive permanentemente, nesse Maya, nessa matriz.

Você está me dizendo que não faz diferença entre a ilusão e a Luz?

Questão: Quase ...

É bem o problema.

Questão: Como resolver esse problema?

Trata-se não de uma técnica, trata-se não de um abandono, desta vez.

Trata-se não mais de uma compreensão.
Trata-se de um mecanismo que eu qualificaria de quântico.

O que chamaria um «switch», uma noção de limiar que se cruza ou que não se cruza.

Ora, até o presente, esse limiar não se cruzou.
Por qual razão?

De nosso ponto de vista, do que nós observamos, isso significa que a humanidade não é capaz de integrar, pelo momento, a Luz, na coletividade, ainda que a abertura de consciência seja enorme, ainda uma vez, eu o repito.

Mas a abertura de consciência não induziu as modificações no sentido desejado da adesão à Luz e da não adesão à ilusão.

De algum modo, é como se a abertura de consciência os tivesse reforçado nesta dimensão.

Eu falo, obviamente, coletivamente e não individualmente, assim o paradoxo é o seguinte: que dezenas de milhões de pessoas tenham acolhido e vivido a Luz é uma certeza.

Esta Luz foi vivida.
Ela integrou e desabrochou numa atração ainda maior a esta ilusão.

Compreendem esse paradoxo?

Questão: Nós o compreendemos, mas como explicá-lo?

Bem, justamente, não temos a resposta.

E, aparentemente, vocês tampouco, pelo momento.

A única solução, assim como lhes foi dito, é fazer subir a vibração do planeta até sua quinta dimensão.


___________________________
Compartilhamos essas informações em toda sua transparência. Agradecemos em fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente este texto e citando sua fonte: http://www.autresdimensions.com/
Versão do francês para o português: Célia G.

Nenhum comentário:

Postar um comentário