quarta-feira, 8 de julho de 2009

ANAEL - O que vocês tanto desejaram está agora às suas portas [08/07/2009] - Autres Dimensions



08 de julho de 2009.

do site AUTRES DIMENSIONS.



Áudio da Mensagem em Português

Link para download: clique aqui

Eu lhes apresento todo meu Amor e todos meus respeitos.
Como o sabem, ou talvez não saibam, durante este período específico que vocês vivem, cada um dos Arcanjos ligados à Criação desse mundo tem um papel específico e particular que lhe é atribuído de acordo com os dados astronômicos e calendários.

Entretanto, desde pouco tempo, nós afirmávamos que havíamos entregado à Virgem Maria nossos selos e nossas radiações.

Nós somos 7 radiâncias de Luz que desempenham um papel em meio mesmo a esta criação dissociada que vocês exploram.

A descrição de nossas funções e de nossos papéis foi ilustrada, de maneira figurada, porque assim o quis a Fonte (ao nível de uma alma privilegiada que recebeu um texto especial que recebeu as informações e as visões que foram retransmitidas, eu diria, em linguagem quase hermética).

Onde quero chegar é que esta pessoa, que era João, o Bem Amado, expressou, no Apocalipse que leva seu nome, certo número de elementos importantes.

Ele afirmou que haveria 7 trombetas, 7 sons específicos, que esses sons seriam levados a efeito após a passagem do que ele chamou de 4 cavaleiros do Apocalipse.

Os Arcanjos que nós representamos, e em nome dos quais eu me expresso, representam as 7 trombetas e os 4 cavaleiros.

Os 4 cavaleiros são, ao nível de nossas radiâncias, a representação, nesta dimensão em ação, do que vocês chamam de Querubins, ainda chamados Kerubim, também chamados Hayoth Ha Kodesh.

Assim, a ronda dos Arcanjos corresponde aos 7 anúncios, aos 7 selos e às 7 trombetas.

Assim, os Arcanjos, em número de 7, dos quais faço parte, podem ser subdivididos em 3 e em 4. Os 3 são aqueles que, pela Radiância e sua Presença, iniciaram o impulso de Criação: trata-se de Miguel, de Gabriel e de Rafael.

Os 4 outros estão diretamente ligados aos 4 Viventes e também ao que vocês chamam de elementos. Assim, no que me diz respeito, eu intervenho ao nível do elemento ar.

Eu sou o Arcanjo da relação.
O Arcanjo Metatron, assim nomeado pelo Intraterra e pelo nome real que lhe é dado no mais alto dos Céus, sua vibração corresponde ao elemento fogo.

Ele é aquele que formata a consciência e a Luz.
Os dois outros são então ligados à água e ligados à terra.

A água é a matriz do Conhecimento.
O portador da energia dos 4 Viventes, ligado ao elemento água, é o Arcanjo Jofiel.

O Arcanjo Uriel, responsável da reversão e do basculamento dos pólos, no momento vindo, é portador, obviamente, do elemento terra.

Assim, através da ronda dos 7 Arcanjos, do 3 mais o 4, realiza-se a totalidade das 7 gamas possíveis em sua manifestação.

Do 7 vocês passarão, em breve, ao 12.
De 7 corpos, vocês passarão a 12.
De 7 bandas luminosas frequenciais, vocês passarão para 12 frequências luminosas, dentro da nova dimensão.

Assim se organiza, para vocês, ao redor de vocês e em vocês, a ronda que eu chamei de Arcanjos. Assim, a consciência e a vibração Arcangélica, manifestando-se, de maneira individual, em uma sucessão lógica tal como lhes foi sugerida ontem, corresponde a um processo que leva a efeito, em vocês, as forças ativas da natureza em meio aos elementos e em meio ao Ternário, Operador desta Criação.

Uma grande chave lhes foi dada nesse nível.
Como os próprios Arcanjos lhes anunciaram (e, aliás, por mim mesmo, prioritariamente), nós entregamos nossa radiância, nosso poder, à Divina Maria.

Ela está então de posse das chaves, ela está de posse dos selos que foram revelados e abertos no Apocalipse de São João.

Esta abertura está efetiva desde ontem.
Os 4 cavaleiros do Apocalipse, correspondentes aos elementos manifestados sobre a Terra, entram, portanto, em manifestação, assim como o Arcanjo Miguel o disse e repetiu em muito numerosas vezes, como sendo o período de atividade máxima do período de desconstrução.

Vocês entraram doravante neste período.
Entretanto, a realização e a conjunção das 7 vibrações Arcangélicas, conduzida pelo Arcanjo Miguel, permite, nos próximos dias, iniciar em vocês certo número de frequências, certo número de códigos de Luz.

Esses códigos de Luz agem em vocês por intermédio de vibrações, por intermédio de sons, por intermédio de cores.

Essas 7 rondas vibratórias farão de modo que, ao nível de sua visão, vocês se tornem capazes de perceber as gamas de frequência cada vez mais ampliadas para o que vocês chamam de infravermelho e ultravioleta.

A modificação da visão, a modificação da audição e, de uma maneira muito mais geral, a modificação de seus sentidos, é uma constante precedente à perturbação e à transformação que é iniciada e impulsionada desde nosso plano.

O Arcanjo Miguel, o Bem Amado, permitiu-lhes, portanto, a vocês, os primeiros, seguirem, em um ciclo estendido em 12 semanas, um conjunto de vibrações essenciais, para permitir-lhes integrar as 7 vibrações Arcangélicas, os 7 selos e, portanto, viver o período de desconstrução, na Luz.

Nisso, vocês decidiram, de maneira muito numerosa sobre o planeta, tornarem-se os batedores da nova dimensão.

Isso se materializa mesmo da dimensão em que vocês vivem.
Ela emergirá em sua consciência, de sua humanidade, de agora até o final desta semana.

Vocês constatarão, de maneira evidente, certo número de modificações no interior de seus modos de percepção, no interior, mesmo, de seus sentidos e, isso, de maneira visível para o conjunto da humanidade.

Isso, entretanto, é apenas um início, é apenas o anúncio de um processo que se instaura, de maneira gradual, e permitindo a adequação e a sintonia da dimensão nova não ainda atualizada e da dimensão de vida que vocês deixam.

Trata-se, realmente, de deixar um plano de manifestação e de vida para aceder a outro plano de manifestação e de vida. E, no entanto, isso não se chama de morte, isso se chama de uma translação de consciência, translação dimensional, realizada graças à associação, ao nível de suas estruturas habituais, físicas e sutis, de um corpo supra-luminoso, sendo despertado em vocês, manifestado em vocês e que, em breve, se fundirá com sua realidade. Isso não vai se fazer em um dia de seu tempo Terrestre, tomará certo tempo.

Estejam certos de que, ao curso desse tempo, certo número de oposições, ligadas ao medo humano, tentarão se dirigir contra vocês. Esses elementos serão múltiplos e referem-se e agem, essencialmente, pelo mecanismo do medo, medos aos quais vocês não devem absolutamente sucumbir.

Esses medos não visam nada mais do que atrasá-los e nos atrasar, nós, Arcanjos, assim como à Virgem Maria, no estabelecimento da ronda Arcangélica na abertura dos 7 sopros e no início do caminho dos 4 cavaleiros do apocalipse.

Vocês entraram neste período.
Isso lhes foi anunciado de múltiplas maneiras e por múltiplos canais e por diversas vozes.

Cabe-lhes sentir isso, em Verdade, em sua Eternidade.
Cabe-lhes viver isso, compreendê-lo e, se o aceitam, levar a efeito esta transformação.

Assim como o disse o Bem Amado Miguel, nenhum de vocês pode viver isso, se você mesmo não o vive. A ajuda exterior que nós fornecemos, e que continuaremos a fornecer, foi destinada apenas para prepará-los, mas toda preparação não é nada se você mesmo não estiver pronto para viver isso.

Assim, mesmo em meio às suas vidas (e, como alguns de vocês observaram desde algumas semanas), várias coisas estão se desconstruindo, em vocês, em suas vidas afetivas, familiares, profissionais, relacionais.

Cabe-lhes não resistir, ir ao sentido do abandono.
Eu me expressei amplamente sobre esse assunto: o abandono à Luz, o abando à Inteligência criadora é o único meio de levar a efeito a transformação.

O que se dissolve em suas vidas é o que seria obstáculo à realização disso.
Não lhes compete, pelo momento, tentar compreender, mas integrar, em vocês, as transformações, seguindo as linhas de menor resistência em relação com o abandono à Luz. Isso se chama a sincronia, ou, ainda, assim como o denominaram outros intervenientes, a Fluidez da Unidade.

Hoje, as coisas são simples.
Basta-lhes acolher e integrar a Luz que se tornará visível, em breve, em suas latitudes, e em seus céus.

Vocês devem seguir a linha diretriz da Luz.
Vocês devem absorver o máximo desta Luz.

Nada há a fazer para se proteger, bem ao contrário, basta-lhes acolher, vocês devem absorvê-la, literalmente, porque é ela que vai lhes permitir viver o que vocês têm a viver.

De modo algum seu mental poderá ajudá-los, através de decisões, através de escolhas.

Vocês devem, portanto, deixar, realmente, a Luz agir em vocês.
É nesse sentido que eu insisti, durante várias horas, sobre o papel do abandono à Luz.

Isso é agora.
Isso não é amanhã.
Isso não é um ato mental.
Isso não é um ato de reflexão, mas é o último impulso que lhes é pedido para deixar trabalhar.

A Luz, em vocês, independentemente do que lhes propõe a Luz (mesmo se lhes pareça algo de insuperável, mesmo se lhes pareça algo que provoque em vocês resistências, medos, angústias), vocês não têm outra alternativa que aceitar isso.

Isso é para seu maior bem.
Como vocês podem, sequer imaginar, ou crer, que a Luz não queira seu bem, a partir do momento em que você a busque com sinceridade e com obstinação e com simplicidade?

O que vocês tanto desejaram está agora às suas portas, quando eu digo às suas portas, evidentemente, é muito, muito, muito (em sua linguagem) próximo.

Cabe-lhes, portanto, viver esta transmutação de Luz, a fim de levar a efeito a construção do que foi chamado de seu corpo supra-lumínico.
Isso é agora.

Vocês se apercebem que, em nenhum momento, o Arcanjo Miguel empregou palavras que os arrastasse em qualquer ilusão ou para qualquer questionamento das próprias palavras empregadas.

Cada coisa, cada palavra que foi pronunciada foi colocada em seu lugar, em seu exato lugar, porque impulsionada pela Inteligência da Fonte Criadora.

Aí estão as coisas importantes que tinha a lhes dizer.
O que quer dizer, também, que em vocês, através do que vocês perceberam como uma primeira experiência, quando de sua noite anterior, deve também estar em sua consciência a maneira de chamar, a seu modo, à sua maneira, a vibração e o selo Arcangélico e não mais para um Arcanjo, mas para o conjunto das vibrações Arcangélicas.

Eu pedi que fosse divulgada o melhor possível a forma a mais simples, que consiste em utilizar as ondas de formas, ou ondas para efeitos de forma, relativas à suas matrizes, permitindo a manifestação de sua Luz e de sua vibração. (ndr: referência aos selos divulgados no site - Clique aqui)

Existem vários outros meios, mas este é o mais simples.
Aí está o que eu queria, desde ontem, dizer.

Eu sou solene, neste modo de expressar o que acontece, porque é um acontecimento importante, um acontecimento que, eu os lembro, vocês participaram para criar desde algum tempo.

Sua presença aqui, desde tempos imemoráveis para alguns, tinha apenas esta finalidade que agora chegou.

Então, regozijem-se e não manifestem sintomas, no sentido médico, ligados ao ego que teria medo do que vem.

Não há lugar para ter medo.
O que vem é a Alegria.

Vocês já tiveram a oportunidade, alguns de vocês, de assistir, ou de viver em vocês, o que eu chamaria de manifestações da Fonte ou da Presença.

Tendo vivido isso, vocês podem apenas ir ao encontro da emoção final que vocês viveram. Cabe-lhes, portanto, conformarem-se ao que a Luz lhes propõe, sem resistência, sem oposição, na simplicidade, na humildade, a fim de se beneficiarem, o melhor possível, do que vem a vocês.

Os momentos são cruciais.
Eles são de uma importância essencial na realização do Plano.

A Luz tem um plano e esse plano é muito mais evoluído, evidentemente, do que aquele que alguns querem impor-lhes pelo medo.

Não se esqueçam jamais de que, quaisquer que sejam os hábitos limitados que vocês esposaram vocês são, na eternidade, seres imortais, mesmo se seu ego tenha tendência a fazê-los crer o inverso.

Esta imortalidade está às suas portas: é o despertar de sua Eternidade, de sua memória, e da Verdade do que vocês são.
Isso, Miguel profundamente anunciou a vocês.

Quanto a mim, como Arcanjo da relação, eu intervim, sobretudo para lhes permitir, e lhes facilitar, certa forma de compreensão dos mecanismos da Luz, através de textos da relação (que eu os engajo firmemente a reler).

Muitas coisas lhes aparecerão, doravante, muito mais claras, simples e não deturpadas.

Aí está o que tinha a lhes dizer, a lhes anunciar.
Tenho-me, obviamente, à sua disposição para entrar mais adiante em algumas explicações que seriam necessárias para sua compreensão.

>>>

Questão: os 7 selos Arcangélicos podem ser utilizados ao mesmo tempo?

Pouco a pouco o trabalho de integração se fará, pelos 7 Arcanjos.
Primeiro, pela radiação de um Arcanjo, através de seu selo.

Em seguida, pouco a pouco, integrando, no mesmo tempo e no mesmo espaço, progressivamente, acrescentando um selo para ir até os 7 selos.
Isso se fará, de qualquer modo, de maneira muito mais fácil, a partir do momento em que a Luz for visível.

Mas, entretanto, sim, convém casar os 7 sons.
De modo, efetivamente, progressivo.

Não há urgência.
Vocês têm uma gestação em curso.

>>>

Questão: os selos podem ser utilizados na meditação, na aplicação sobre um chacra?

Perfeitamente.
Eles podem ser utilizados assim.
Lembre-se do ensinamento que eu dei quando desta época e desta assembléia.

A relação existente entre a vibração, a forma e a cor.
Tudo lhes foi comunicado.

>>>

Questão: o que você chama de matriz?

Eu entendo por matriz o aspecto gestação.
Eu entendo por matriz os planos de forma que permitem a manifestação, numa dimensão, qualquer que seja.

A Ordem Metatron é o grande Organizador das matrizes.
A matriz dimensional na qual vocês estão foi impulsionada, iniciada, assim como eu já disse, pelo Arcanjo Lúcifer.

Este, em um dado momento, se opôs a esta Vontade da Fonte de não mais cortar a ligação existente entre suas criaturas e ela mesma, a fim de que todas as formas de manifestação, nas dimensões, tenham a lembrança, a memória e a confiança para com a Fonte.

Lúcifer, em um determinado momento, decidiu diferentemente.
Assim, suas lendas, suas histórias fizeram-no o Anjo Rebelde.

Esse foi o caso, mas terminou.
Ele retomará em breve seu lugar na ronda Arcangélica, na nova dimensão.

Não confundam com as forças involutivas, evidentemente.
Assim, toda matriz é gerada, manifestada, orquestrada e organizada por certo número de entidades específicas.

Esta matriz, que foi impulsionada por alguns grandes senhores cármicos (chamados os Lipikas cármicos, que realizaram, então, a manifestação de algo de novo na vida, no sentido o mais amplo), hoje, deve mudar de forma.

Novos códigos de Luz, novas vibrações, novas possibilidades de vida vão se abrir a vocês. Entretanto, nem todo o mundo está pronto para deixar a antiga matriz para a nova matriz.

Não se trata nem de um julgamento, nem de uma promoção, nem de uma punição, mas, simplesmente, de respeitar os caminhos de alma de cada um, a liberdade de cada um.

Alguns preferirão expressar o livre arbítrio e, então, retornarão, nas esferas experimentais da 3ª dimensão. Outros, enfim, terão entregue sua liberdade, seu livre arbítrio, à Luz. Eles serão, portanto, reconectados à Luz, a fim de impulsionar, de organizar e de materializar uma nova matriz que vocês chamam de 5ª dimensão.

As dimensões são as matrizes, no sentido o mais nobre e não no sentido de prisão.

As matrizes são portadoras de códigos luminosos.
Não pode haver dimensão à qual vocês acedam se ela não estiver formatada, vibrando, posta na Luz e na cor.

>>>

Questão: você falou de se expor à Luz. Trata-se de uma Luz visível, no sentido em que entendemos, ou de uma Luz de outros planos?

Trata-se de uma Luz visível e invisível.
Esta Luz visível corresponde à ignição, em vocês, do ofuscamento da Luz, assim como o definiu o Arcanjo Miguel.

Este ofuscamento da consciência humana, se ela o deseja, será aberto aos novos campos de coerência da matriz de 5ª dimensão.

Esta é sua escolha, mas, pela primeira vez, não haverá distância entre a Luz interior e a Luz exterior.

Trata-se da mesma Luz.
Hoje, vocês vivem nos mundos privados de Luz.

A Luz do sol, que vocês experimentam, é apenas os bastidores.
A verdadeira Luz não vem de um ponto do céu, mas ela vem do conjunto do céu.

Ela não é, portanto, ligada ao sol, mas à refração do sol sobre o conjunto do planeta, no mesmo momento, assim como aqueles que o vivem na 5ª dimensão, seja em outras esferas de vida ou mesmo em seu planeta, no interior desta Terra.

Trata-se, portanto, efetivamente, da instauração de uma nova manifestação de vida. As novas manifestações de vida correspondem, inteiramente, à influência da Luz e de sua Inteligência em sua dimensão.

Tudo há para recriar, tudo há para reconstruir, obviamente, e isso necessita de sua inteligência e de seu abandono.

Isso necessita a formatação, literalmente, da nova Luz.

>>>

Questão: que vai acontecer após a erupção solar prevista para a
próxima semana?


A primeira das resultantes situa-se ao nível da consciência da humanidade.
Alguns seres esperam isso.

Outros seres, obviamente, temem e o que acontecer corresponderá ao estado de consciência de cada ser humano sobre este planeta.

Lembre-se de que é apenas um início, mas, entretanto, e assim como lhes anunciou o Arcanjo Miguel, a cada uma de suas vindas, praticamente a hora é para a desconstrução do que fez a ilusão desse mundo.

O que é a ilusão desse mundo?
Ela se refere, sobretudo, ao poder, ao poder sobre o outro através do dinheiro, o poder sobre o outro através das filiações, o poder através das relações amorosas que eram apenas um jogo de dominação de um sobre o outro ou do outro sobre o um.

Hoje, vocês vão redescobrir a liberdade da Luz.
Vocês vão adotar atos e modos de funcionamento que serão impressos da Inteligência da Luz.

Essa será uma grande experiência, certamente feliz para aqueles que participaram das Núpcias Celestes e para os que se juntarem a essa corrente.

Obviamente, as coisas não serão as mesmas, num primeiro período, para aqueles que se desviarem da Luz.

Entretanto, isso faz parte da experiência, do jogo, do período.
Não pode ser de outro modo.

Apressem-se, através da não resistência, para viverem o que têm a viver para manterem-se em conformidade com o novo Plano.

Isso é essencial.
Isso deve ocupar o conjunto, a maior marte, eu diria, de suas vidas.

>>>

Questão: deve-se então poder reconhecer os seres sobre o mesmo caminho, pelo coração?

Pelo coração e pela radiação.
O mental os enganou suficientemente.
Vocês foram suficientemente enganados, sendo o que vocês são, sobre
esta Terra.

Algumas revelações que vão aparecer os abalarão, verdadeiramente.
Entretanto, não pode ser de outro modo.

Cada vez mais, vocês aprenderão a funcionar no estágio do coração.
A resposta do coração lhes foi ensinada por vários Mestres.

Vocês têm certo número de protocolos, no sentido o mais nobre, que lhes foram comunicados.

Siga-os.
Agora, a vibração do coração iniciada em sua Essência, em sua eternidade, pelo Arcanjo Miguel, é também um meio de obter as respostas.

Que se refiram às coisas simples ou às coisas difíceis de suas vidas, a boa resposta está sempre nesse nível, e jamais na cabeça.

Frente aos desafios que vocês terão a viver (porque trata-se de um desafio, qualquer que seja a Luz que está em vocês), será necessário aprender a se servir desta Luz para guiar seus passos, guiar suas escolhas, guiar seus caminhos.

Não sigam jamais o que lhes diz a cabeça.
Nos períodos perturbados, a cabeça não os enganará uma vez em duas, mas sistematicamente.

>>>

Questão: nas situações de dúvidas, qual é o marcador para reencontrar
a Luz?


A dúvida corresponde à expressão do mental, não corresponde jamais à expressão do coração, o que quer dizer que, se a dúvida nasceu, é que a cabeça trabalhou e não o coração.

A cabeça é necessária para os problemas técnicos, para conduzir um veículo, mas para conduzir suas vidas, absolutamente não, e isso será cada vez mais verdadeiro nos dias que vêm.

Eu prossigo a resposta.
Vocês definem um comportamento, hoje, porque a Luz é apenas intermitente, segundo sua capacidade, ou não, para encontrar a paz, assim como vocês dizem.

Entretanto, não se esqueçam de que a Luz vem a vocês.
As coisas serão diferentes, naquele momento.

Se eu falo assim é que, em um determinado momento, com relação às suas escolhas e suas decisões, vocês terão a escolha, a liberdade, e será preciso decidir: você segue a vibração ou você segue o medo?

A problemática é diferente.
O que vocês evocam agora se refere a um período em que, justamente, a Verdade se afasta de vocês, porque vocês estão na confusão.

Mas isso não poderá ser tão difícil nos dias que vêm, porque, nos dias que vêm, vocês perceberão distintamente o que é vibração ao nível do coração, da Luz e o que é vibração da cabeça e ativação mental.

Portanto, a escolha far-se-á em consciência.

>>>

Questão: por que não ter uma consciência total de nossa escolha de alma, sem ter para tanto que buscá-la?

Nada há a buscar.
Aí onde você está é seu lugar.

Enquanto você acredita que deve definir um contrato de alma, ou seu caminho, é que você busca seu caminho e que, em algum lugar, você não aceita seu caminho.

É preciso bem compreender que a memória do que você é, no sentido de sua Divindade, é importante e isso chega. Entretanto, compreenda bem que, ter a memória, as lembranças do que você era nos passados longínquos, seria um peso dificilmente suportável, para a maior parte de vocês.

Sua escolha de alma é viver o que vocês têm a viver e nada mais.
Apenas as ilusões (e isso faz parte das ilusões que deverão cair) que os fazem crer que vocês têm que buscar, de modo eterno, o sentido de sua vida. Mas vocês são o sentido da vida que vocês vivem.

Nada mais e nada menos.
Então, obviamente, o mental tem necessidade de se tranquilizar pelas encarnações ou por uma sequência lógica de explicações.

Elas existem, mas apenas obstruiriam seu caminho de alma e seu destino, justamente com relação ao que vocês denominam experiência.

O resumo e a compreensão final, vocês terão dentro de muito pouco tempo: é que não há nada a buscar além do que vocês já não sejam. É uma ilusão criada pelo mental, uma a mais, que os faz buscar e faz de vocês buscadores de Verdade que buscam no exterior o que está presente, de toda Eternidade.

Assim, todos os grandes neófitos revelados à divindade deles disseram e repetiram: não há outro espaço além do instante presente, não há outro tempo além da radiação do Amor, a radiação da Luz no instante presente.

O resto são apenas projeções de ilusão.
A alma tem um caminho.

O Espírito tem um caminho.
Mas, tocar a alma e o Espírito resolve todas as questões.
Assim, enquanto a questão reside, parece-lhes que é uma busca sem fim que vocês prosseguem sem fim.

Isso é uma ilusão que os afasta da Verdade.
Assim como a divindade o disse, assim como nós o dissemos, as coisas são simples, terrivelmente simples.

>>>

Questão: por que os humanos vieram sobre a Terra com esta dualidade?

Para encontrar a Unidade.
A dualidade é um campo de experiências que permitiu desenvolver a Unidade em vocês, mesmo se vocês não tenham ainda consciência.

Vocês crescem muito mais rapidamente na Luz experimentando o caminho da resistência ligado à dualidade.

À força de buscar, o atrito engendrado, criou em vocês um apelo à Luz muito maior.

Este apelo à Luz não é jamais satisfeito.
Ele os arrasta nas ilusões e experiências múltiplas e infinitas.

São os jogos mesmo dessas experiências múltiplas e infinitas que permitirão, no momento vindo, compreender a beleza e a Luz que vocês são. Entretanto, se vocês não a tivessem vivido, vocês não poderiam integrá-la.

Várias formas de vida desejam, literalmente, seu caminho e seu destino.
Se vocês soubessem o número de Anjos que pedem ao Eterno para viverem seu caminho!

E eles não têm a possibilidade.
Isso significa, efetivamente que, para além da ilusão que vocês vivem, o resultado é espetacular.

E é por isso que o Arcanjo Lúcifer retomou seu lugar.

>>>

Questão: como conciliar o «aqui e agora» e o que a vida nos leva a organizar?

Há uma confusão, presente no espírito de muitos seres humanos, entre o aqui e agora mental e o aqui e agora espiritual.

Se você tocasse o aqui e agora espiritual, você não poderia jamais colocar esse gênero de questão.

O aqui e agora de que você fala, e do qual se felicitam tantos seres humanos, é um aqui e agora mental, que nada tem a ver com o aqui e agora espiritual.

Não é porque você para de pensar, ou que você medita, que você encontra o aqui e agora espiritual.

Aqui e agora corresponde à realização da presença do Pai, em vocês, em meio à Eternidade e em meio ao instante e em meio mesmo ao efêmero.

Assim, portanto, há uma confusão e o mental apreendeu-se desse conceito de aqui e agora para dele fazer uma pseudo Verdade.

Assim, portanto, a partir do momento em que vocês encontram o aqui e agora, realmente, e não de maneira efêmera ao nível do mental, a questão de projeto não se coloca mesmo mais.

Há, portanto, aqui, uma diferença mental enorme entre o que é chamada a espiritualidade autêntica e a espiritualidade mental.

Do mesmo modo, a maneira de pronunciar o «Eu Sou», de que se felicitam muitos seres humanos sobre esta Terra, atualmente, não os coloca senão frente às suas ilusões e à sua ausência de Presença.

Não é a mesma coisa dizer «Eu Sou» e viver «Eu Sou».
Do mesmo modo, falar do aqui e agora, mesmo através da realização de um instante de silêncio mental, não é absolutamente o aqui e agora espiritual.

Isso é uma confusão enorme introduzida através de certo número de ensinamentos orientais que se fizeram através da vibração e da consciência que alguns grandes seres transcreveram em palavras e, vocês, ocidentais, tomaram essas palavras por ouro, calculando e empregando as palavras no sentido das palavras e não num sentido espiritual.

Isso também faz parte da ilusão que cairá em breve.
É o mesmo para todas as palavras que vocês empregam.

A palavra amor, que vocês empregam, como humano, significa posse e poder, enquanto que a palavra Amor, no sentido espiritual, é liberação, é liberdade.

Vejam vocês como as palavras são enganosas e como a atribuição das palavras, no sentido de seu mental, é por vezes ao oposto de sua acepção fundamental espiritual ligada ao Verbo.

Ora, o Verbo ainda não se revelou em vocês.
Ele começa, somente, a entrar em manifestação pela ativação de uma das lâmpadas de que Miguel lhes falou.

Isso se faz atualmente.
Isso se realiza, mas não está ainda totalmente realizado.

Assim, não devem confundir o espiritual com as palavras.
O perigo está aí, e muitos seres humanos se deixam levar pela ilusão das palavras.

Mesmo as palavras que pronunciou o Cristo foram transformadas pelas religiões, evidentemente, e as palavras que pronunciam hoje alguns seres («aqui e agora», «Eu Sou») são palavras despojadas de seu significado e de sua vivência espiritual, porque são vividas ao nível do mental e eles mesmos se felicitam por terem encontrado Deus.

Então, o aqui e agora espiritual consiste, justamente, em estar desembaraçado de qualquer antecipação, de qualquer projeção e de qualquer referência ao passado, qualquer que seja.

Afirmar o «Eu Sou» não basta para ser o «Eu Sou».
Afirmar o «Eu Sou» e viver a vibração do «Eu Sou», não é, de forma alguma, convenhamos, a mesma coisa.

>>>

Questão: é correto pensar que a mais ínfima formiga se juntará
um dia ao Pai?


A formiga é já um ser extremamente complexo e extremamente evoluído.
É preciso bem compreender o Pai, no sentido em que o nomeamos, nós dele falamos (a Fonte Pai/Mãe, Eternidade), corresponde a um Princípio. Esse Princípio Criador é onipresente, assim como o definiram os grandes místicos.

Ele está tanto no átomo, nos Agni Deva, nos constituintes os mais ínfimos do universo.

Ele está presente nos 4 viventes, ele está presente em mim, que lhes fala, como ele está presente em vocês, que me escutam.

A Fonte é tudo o que É.
Esta Fonte, que é tudo o que É, pode também se densificar e se cristalizar numa forma específica.

Assim, vários seres que realizaram a divindade (e que a expressaram em todas as correntes religiosas, espirituais, em todos os universos e em todas as dimensões) podem tentar apreender o que eles dizem, mas, entretanto, assim que as palavras saem, assim que a vibração se expressa, ela já não é mais o que ela era.

Aí está o paradoxo que vocês não podem compreender com o mental, nem mesmo com o coração.

A Essência, vocês podem apenas viver, mas, assim que vocês expressam o que vocês vivem, vocês saem do estado.

O princípio da Fonte, o princípio do Pai, tal como vocês o definem, é estar no Agni Deva, como no conjunto de milhões e milhões de galáxias, e milhões e milhões de vidas, existentes nos multiuniversos e nas multidimensões.

O Pai está além de tudo.
A Fonte é capaz de estar no átomo, como no sol.

Ela é oniconsciência e onisciência.
Sendo oniconsciência, ela conhece absolutamente tudo.

Isso desafia mesmo a vibração, isso desafia o coração e, obviamente, isso desafia a cabeça, isso desafia toda a vida que ela criou, na qual ela participa.

Assim, portanto, é muito difícil conceber, conceituar.
Vocês podem apenas perceber, não através do sentido, mas através da percepção Divina, a Essência dessas palavras.

Isso se chama a realização da Unidade, a realização da Luz.
Esse princípio é o mesmo para o ser humano como para o Anjo, como para o átomo, como para a formiga.

>>>

Questão: como se pode, o melhor possível, agradecer ao Pai por tudo o que ele nos dá?

Identificando-se, fundindo-se a ele.
Esse é o agradecimento, sem distanciamento.

Enquanto você agradece, isso significa que há distância entre você e Ele.
Hoje, você deve reaprender o princípio da relação Unitária, tal como eu a defini.

Não há nada de exterior a você, assim como eu o defini, em inúmeras vezes, em meio ao que eu pude dizer e que vocês transcreveram sobre a relação.

Agradecer é considerar que algo é exterior a você.
Você encara a coisa para agradecer como exterior, você coloca, portanto, uma distância entre você e o objeto de seu agradecimento.

A Fonte, o Pai, não lhe pede o obrigado.
Ele não lhe pede o perdão.

Ele não lhe pede outra coisa além de que você se abandone a Ele.
Abandonar-se a Ele é além do agradecimento, porque este abandono parte, assim, do princípio da Unificação e da revelação.

É isto que está às suas portas, agora.
Então, vocês podem escolher amar a divindade através de uma forma humana, ou não humana.

Vocês podem escolher adorar a divindade, como princípio, como o Cristo.
Vocês podem ir mais longe e adorar a divindade através do absoluto, assim como é definido, por exemplo, na religião islâmica ou ainda na religião judaica.

Mas serão apenas representações.
Deus é você, inteiramente, o que você é.

É isso que lhes escapa ainda, pelo princípio de ilusão.
É isso o que vocês não ousam crer, aderir e é isso que vocês não vivem ainda, devido à distância que vocês colocam entre Ele e vocês.

************
Mensagem de ANAEL no site francês Autres Dimensions:
http://autresdimensions.info/article7960.html
08 de julho de 2009 (Publicado em 08 de julho de 2009).
Versão do francês para o português: Celia G.
via: http://leiturasdaluz.blogspot.com.br

4 comentários:

Postar um comentário